+55 (11) 3675.7409
Bem-vindo a UBIC -
logo Ubic

Notícias

DCD>Brasil 2017 - UBIC
20/10/2017

Leia mais
Webinar Aberto - OM5 (WBMMF)
20/10/2017

Leia mais
DCD>Brasil 2017 - Release - UBIC
18/10/2017

Johnson & Johnson, Bradesco, Santander e Vale irão revelar suas estratégias de atualização de infraestrutura tecnológica no DCD>Brasil

Líderes de TI terão a oportunidade de conhecer o planejamento e execução de projetos de atualização do data center e da migração a cloud de grandes empresas na 9ª edição do DCD>Brasil 2017.

Quais são as melhores estratégias de atualização da infraestrutura tecnológica e como executá-las? Essas e outras perguntas serão respondidas através de exemplos práticos que serão apresentados no DCD>Brasil 2017, congresso de infraestrutura tecnológica e transformação digital. Casos de estudo do LinkedIn, Bradesco, Santander, Johnson & Johnson, Vale, Saraiva, Infobib e Dotz serão apresentados nos dias 30 e 31 de outubro, em São Paulo. 

As necessidades do atual processo de transformação digital está demandado dos líderes de TI decisões rápidas, mas, ao mesmo tempo, planejadas para que acompanhem o crescimento futuro dos negócios. Sem dúvidas, uma das melhores maneiras de conhecer as soluções do mercado e avaliar a que melhor se adapta a cada tipo de negócio é através de casos de estudo de outras organizações.

Ganhadores e finalistas do DCD>Awards Latin America 2017 compartilham suas estratégias

O Bradesco levou o prêmio de “Melhor Data Center Enterprise” do DCD>Awards Latin America com o projeto “Inovações em Instalações dos Sistemas Mecânicos e Elétricos do Data Center Enterpise CTI”, que conta com osmose reversa (reaproveitamento de água da purga das torres de ar condicionado), confinamento de corredores enterprise, otimização do espaço do ambiente de TI e instalação de UPS em cargas mecânicas. O caso de estudo será apresentado no dia 31 de outubro, por Mário Guima, Gerente de Infraestrutura do Banco Bradesco.

Esta categoria do DCD> Awards também teve como finalista a Johnson & Johnson com o projeto do seu novo Data Center Modular Outdoor. Durante o congresso, os participantes poderão conferir como feita a construção do maior e mais moderno data center da empresa na América Latina. Com esta solução foi possível construir um centro de dados totalmente customizado para atender às necessidades específicas do negócio da empresa: implantação rápida, capacidades de segurança, flexibilidade, alta disponibilidade e sustentabilidade. Rodrigo Cáfaro, IT Senior Manager LATAM da Johnson & Johnson apresentará o contêiner data center da empresa no primeiro dia do evento.

Com um projeto de implantação de equipamentos com memória Flash, o Banco Santander obteve um consumo de energia mais eficiente e a redução de custos no seu data center. E isso fez do Banco um dos finalistas do prêmio, na categoria “Inovação na Melhoria da Eficiência Energética do Data Center”. André Torres Bueno, Gerente de Tecnologia, e Henrique Bissochi, Engenheiro Elétrico, compartilharão este projeto com os participantes do congresso, no dia 30 de outubro.

A Vale também foi uma das finalistas na categoria “Melhor Projeto Cloud” do  DCD>Awards. No segundo dia do evento, Flavio Bezzi, Cloud Architect and Experienced IT Project Manager da mineradora vai explicar como turbinar a adoção de Cloud e reduzir custos através da mudança de cultura.

Linkedin, HSBC, Instituto do Coração, Infobip, Saraiva e Dotz são outras empresas que também compartilharão suas estratégias de TI no DCD>Brasil. E para tirar todas as dúvidas dos participantes, o evento também contará com dois painéis de especialistas: “Colo vs Cloud - O quê? Quando? Para quem?” e “Oportunidades de Investimentos e Desafios para a Construção de Novos Data Centers”.

DCD>Brasil apresenta os principais casos de sucesso do mercado data center

Conheça os detalhes destes e outros casos de sucesso do mercado de data center no DCD>Brasil 2017. A 9ª edição do congresso acontece nos dias 30 e 31 de outubro e reunirá mais de 1200 profissionais seniores do setor de TI para compartilhar e discutir questões relacionadas à infraestrutura e transformação digital.

Sobre DCD

A DCD é uma plataforma de informação global focada na indústria de data center. Abrange 5 continentes, mais de 100 países, tem 6 escritórios e oferece um acesso incomparável para os clientes através de 26 eventos anuais, além do alcance do meio de comunicação global.

A DCD busca proximidade com o setor de data center em todas as regiões dos eventos, estabelecendo relações individualizadas com todos os profissionais com os quais se relaciona. Este contato pessoal, juntamente com um amplo conhecimento da dinâmica do setor,  faz da DCD muito mais que apenas uma fornecedora de mídia B2B, destacando-se pela quantidade e pela qualidade dos relacionamentos em longo prazo que possui internacionalmente no mercado.

DCD>Events

Com 26 conferências anuais, consolidadas em capitais importantes em todo o mundo, os eventos da DCD são reconhecidos como o ponto de encontro para o setor, onde os principais especialistas compartilham seus conhecimentos e experiência com os líderes de infraestrutura em cada mercado.

Em 2016, mais de 26.000 professionais seniores participaram dos congressos da DCD, criando o fórum mais influente da indústria na atualidade.

Para mais informação, visite: http://dcd.events/conferences/brasil2017/

Ou entre em contato com: Inajara Rufino

e-mail: inajara.rufino@datacenterdynamics.com 
Tel. +55 11 31972023


Leia mais
UBIC PROMOVE EVENTO GRATUITO EM 31 DE OUTUBRO
11/10/2017

Prezados (as), 

A UBIC promove no final deste mês de outubro, palestras sobre Como melhorar o Atendimento aos Clientes e a Importância das Normas na melhoria da Qualidade.

Não deixe de participar!!VAGAS LIMITADAS


Leia mais
Indústria da Construção lança Campanha Nacional de Prevenção de Acidentes
11/10/2017

A CBIC lançou hoje (10/10), em Brasília, a Campanha Nacional de Prevenção de Acidentes na Indústria da Construção (CANPAT Construção 2017/2018), combinando esforços com os principais atores da Segurança e Saúde do Trabalho: o Sesi Nacional, os Serviços Sociais da Indústria da Construção (Seconcis) e o Ministério do Trabalho (MTE). Inédita, essa ação conjunta marca o início de um novo ciclo na prevenção ao acidente de trabalho, com vistas a induzir ainda maior redução na incidência de acidentes na indústria da construção e tornar o ambiente de trabalho cada vez mais produtivo e seguro. “O trabalhador é o nosso grande patrimônio e temos de cuidar bem dele. Esse é um assunto estratégico para o nosso setor já há muito tempo”, pontuou José Carlos Martins, presidente da CBIC. O lançamento da campanha ocorreu durante a abertura do III Encontro Nacional de Segurança e Saúde na Indústria da Construção, realizado pela CBIC em correalização com o Sesi Nacional – o painel inaugural discutiu as mudanças geradas pela reforma trabalhista e sinalizou que empresários do setor e integrantes dos poderes Executivo, Judiciário e Legislativo convergem na expectativa de que as novas regras sejam cumpridas. “Não tenho dúvida de que a reforma entra em vigor dia 11 de novembro. Nós iremos ao STF, no momento oportuno, buscar a declaração de constitucionalidade”, avisou o deputado Rogério Marinho (PSDB-RN), relator da reforma trabalhista na Câmara dos Deputados.

Desencadeada na capital federal, a CANPAT Construção 2017/2018 será disseminada por todo o país. Para isso, a CBIC fará eventos regionais de mobilização, para avançar na conscientização de empresários e estimular o diálogo com integrantes do poder público. Até março de 2018 já estão confirmados seminários com a participação do Seconci e do Ministério do Trabalho: Ribeirão Preto (SP); Fortaleza (CE); Belém (PA); Porto Alegre (RS) e Goiânia (GO). “É notório o avanço que temos feito no setor. Os empresários formais já adquiriram a compreensão de que o bem-estar do funcionário é fundamental para a produtividade”, diz Fernando Guedes, presidente da Comissão de Política de Relações Trabalhistas (CPRT) da CBIC. “Vamos avançar no objetivo de conscientizar o trabalhador e o empregador”, acrescentou. Com essa campanha, a CBIC quer manter o incentivo e fomentar o enraizamento de uma cultura de prevenção nas empresas da indústria da construção.

Indicadores oficiais do Ministério da Previdência, com dados de 2015, apontam que a incidência de acidentes de trabalho caiu cerca de 20% nos últimos anos (veja o quadro abaixo). Ainda assim, o Brasil ainda registra número significativo de incidentes. “O Brasil é campeão em acidentes de trabalho”, afirmou Maria Teresa Pacheco Jensen, secretária de Inspeção do Trabalho (SIT) do Ministério do Trabalho. Ela destacou a importância de uma ação articulada entre os diversos entes para potencializar os resultados. “Não vamos fazer prevenção entre quatro paredes. Pessoas bem intencionadas e articuladas podem mudar o mundo”, frisou.

“É preciso ter empresas como atores principais na gestão da SST”, defendeu Rafael Lucchesi, diretor-presidente do Sesi Nacional. Segundo ele, a entidade está criando oito centros de inovação nesse campo, tendo como premissa que os recursos aplicados na segurança e saúde do trabalhador retornam ao empreendedor como produtividade e lucro. “Precisamos modernizar o marco regulatório e melhorar o ambiente”, frisou.

O combate ao acidente de trabalho é tema estratégico na agenda da indústria da construção. Nesse campo, a CBIC tem buscado soluções para a prevenção de acidentes e a criação de ambientes cada vez mais seguros e saudáveis para o trabalhador. Com esse objetivo foram criados os Serviços Sociais da Construção (Seconcis) em diversas unidades da Federação, que realizam mais de 2 milhões de atendimentos preventivos à segurança e saúde do trabalhador por ano. “Nós começamos como uma assistência médica e evoluímos para prevenção de acidente”, comentou Antônio Carlos Salgueiro de Araújo, presidente do Seconci Brasil. Segundo ele, o trabalhador é o principal ativo do setor e a ação conjunta produzirá maiores avanços.

Clique aqui para acessar as fotos do lançamento da CANPAT Construção 2017/2018.

http://cbic.org.br/industria-da-construcao-lanca-campanha-nacional-de-prevencao-de-acidentes-3/


Leia mais
Participe do Treinamento Actassi!
10/10/2017

Leia mais
COMMSCOPE - Cabeamento estruturado na área da saúde.
09/10/2017

A Plantec Distribuidora e a CommScope realizam, no dia 31 de outubro de 2017, à partir das 9h, um Café com bate papo sobre tendências em cabeamento estruturado para o segmento de saúde e a norma TIA-1179, que dá recomendações sobre a infraestrutura de telecomunicações para essas instalações.

As necessidades específicas das áreas de saúde foram contempladas pela morma TIA-1179 e necessitamos conhece-la para prover uma infra estrutura de comunicações que suporte essas necessidades. Áreas como unidades de terapia intensiva, tratamento por radiação, imagens em alta definição, etc...são tratadas especificamente e os componentes do cabeamento, assim como a quantidade dos mesmos, são especificados nesta norma. A Commscope tem produtos para atender essas aplicações específicas da área da saúde, assim como para outras áreas onde as telecomunicações se fazem presentes.

Venha conhecer esta e outras tecnologias em nossa apresentação.

Dúvidas e/ou informações, entre em contato com:Raquel Simões através do telefone: (11) 2147-3223, email: treinamentos@plantec.com ou skype: raquel.simoes-pltg176

Inscrições

https://www.eventbrite.com.br/e/commscope-cabeamento-estruturado-na-area-da-saude-tickets-38283371595?aff=es2

INFORMAÇÕES SOBRE O TEMA

Como a norma de cabeamento TIA 1179 impacta as instituições de saúde

 http://saudebusiness.com/noticias/como-a-norma-de-cabeamento-tia-1179-impacta-as-instituicoes-de-saude/

Norma TIA 1179

http://onlinevida.com.br/site/norma-tia-1179/

A norma TIA-1179 é a Norma sobre Infraestrutura de Telecomunicações em Instalações em Saúde, TIA-1179. A Norma especifica cabeamento, topologias de cabeamento, distâncias de cabeamento, trechos, áreas de trabalho e outros requisitos complementares.

Os requisitos de cabeamento estruturado em instalações de saúde são muito mais complexos do que em um edifício comercial, o qual é cobertos pelas normas TIA-568. As instalações de saúde tem necessidades únicas, que são tratadas nesta norma.

Cabeamento Exigido:  Para o cabeamento de par trançado, recomenda-se em geral o cabeamento Categoria 6 ou superior, mas para as novas instalações recomenda-se a Categoria 6A. Para fibra, a Norma recomenda cabeamento multimodo de 50/125 um otimizado por laser de 850 um. O cabeamento monomodo também é reconhecido

A norma TIA-1179 ainda não é exigida, ao seguir a Norma, temos a tranquilidade de que a infraestrutura de cabeamento não só será compatível com as aplicações de hoje, mas também com as futuras. Deveria ser considerado como uma das melhores práticas da indústria.

Cabeamento estruturado no setor de saúde: tendencias e norma TIA 1179.

Neste webinar realizado no dia 21/03/2012, Eng. Carlos Morrison Fell, Diretor Técnico para CALA da CommScope,  apresenta os principais pontos da norma TIA 1179,  dedicada a infraestrutura de comunicação para empresas do setor de saúde.
https://www.youtube.com/watch?v=-X6rlWBPq_M


Leia mais
Webinar Aberto - OM5 (WBMMF)
06/10/2017

Leia mais
O idioma inglês perde importância e saber a ‘língua das máquinas’ será fundamental
03/10/2017

Capacitação, adaptação tecnológica, a mudança nas relações de trabalho e a valorização do intelecto formarão o cotidiano dos atuais e futuros empreendedores.

O Estadão conversou com os especialistas Alessandra Andrade, Coordenadora do Centro de Empreendedorismo da FAAP; Alberto Ajzental, Doutor em administração pela EAESP-FGV e Coordenador do Centro de Desenvolvimento de Casos da FGV-EESP e Marcus Quintella, Coordenador acadêmico de MBA em Empreendedorismo da FGV, para descobrir quais são as oportunidades e desafios para os próximos anos.

http://pme.estadao.com.br/noticias/pme,o-idioma-ingles-perde-importancia-e-saber-a-lingua-das-maquinas-sera-fundamental,70002020909,0.htm


Leia mais
Webinar: Saiba como potencializar a sua transformação digital
03/10/2017

Leia mais
Mini Dome full HD com IR: Novidade para Gerp IP para ambientes com baixa luminosidade
26/09/2017

Monitoramento em vídeo de alta definição com qualidade superior de imagem e detalhes, com resolução Full HD 1080p (1920*1080), alta fidelidade de cores e avançada tecnologia WDR para condições adversas de luminosidade, são características básicas da recém-lançada câmera Dome IP modelo NMDX2M-2.8-A Gerp IP, marca exclusiva do Gruo Policom, que está disponível para pronta entrega.

Além disto, a NMDX2M-2.8-A é Day / Night, possui LEDs IR embutidos que alcançam até 30 metros, permitindo que esta câmera possa ser utilizada em ambientes de baixa luminosidade. A NMDX2M-2.8-A suporta 3 diferentes streams e é equipada com lente fixa de 2,8 mm.

Entre os recursos, destaque para sensor CMOS com Scan Progressivo; suporte a 3 streams de vídeo; funções Analíticas exclusivas; compressões H.264, H.265 e MJPEG; ONVIF; suporte multi-idiomas; capacidade WDR; detecção de movimento e iluminador IR, além de máscaras de privacidade e redução de Ruído 3D DNR.

A linha de câmeras GERP foi desenvolvida para ser decisiva durante uma investigação forense, mostrando-se ideal para proteger áreas nas quais a identificação precisa é necessária.

Todos os produtos Gerp IP têm 2 anos de garantia e assistência técnica no Brasil.

Sobre o Grupo Policom

Fundado em 1995, o Grupo Policom (www.grupopolicom.com.br) investe no atendimento do cliente com produtos de valor agregado e preço acessível, que pode ser adequado ao orçamento do cliente sem redução da qualidade final do projeto. Caracterizando-se, também, por atuação comercial flexível, o Grupo Policom insere inovação e criatividade em seu DNA, agregando entre seus diferenciais competitivos o fato de ser 100% brasileiro. Além disso, seus colaboradores são focados no desenvolvimento e na criação de soluções que atendem os clientes e transfiram conhecimento tanto aos parceiros comerciais, quanto ao cliente final.

Essas características preservadas e fortalecidas ao longo de mais de 20 anos mantém o Grupo Policom como referência no mercado nacional de distribuição de produtos dos principais fabricantes do mercado, para Cabeamento Estruturado direcionados a aplicações de dados, voz, vídeo e controles prediais. A empresa consolidou sua posição nos segmentos de Data Centers  e CFTV IP. Em 2016, iniciou sua atuação nas áreas de gestão de energia – com o fornecimento de NoBreaks e cabos elétricos – e controle de acesso IP. Sua atuação estende-se aos mais diversos setores produtivos, a exemplo de operação crítica, data centers, infraestrutura de transporte e logística, portos e aeroportos, ambientes corporativos, redes varejistas e shopping centers, hospitais, universidades, indústrias, estádios e arenas esportivas, estacionamentos etc.

Com sede na capital paulista, é formado pelas empresas Policom SP (São Paulo-SP), Policom Rio (Rio de Janeiro-RJ), Paris Cabos (São Paulo-SP) e Policom Paraná (Curitiba-PR), mantendo colaboradores regionais para áreas específicas, como interior dos Estados do Paraná, São Paulo e Minas Gerais. O Policom Solution Center, o Paris Cabos Solution Center e o Policom Solution Center Rio são espaços direcionados a treinamento, capacitação e demonstração das soluções de alta tecnologia comercializadas, funcionando como um showroom aberto à visitação pelos clientes, mediante agendamento prévio.

Contando com estrutura logística em condições de atender a todo o território nacional, o Grupo Policom oferece suporte técnico e comercial aos seus clientes. O seu corpo de profissionais participa constantemente de cursos ministrados pelos fornecedores e parceiros, mantendo-se atualizado para orientar corretamente os clientes com relação às melhores soluções de conectividade e CFTV IP. Atualmente, o Grupo Policom possui diversos engenheiros, MBAs e RCDD entre seus mais de 120 colaboradores.


Leia mais
Seminário técnico ‘’Trabalho seguro e saudável na indústria da construção’’
25/09/2017

 

http://www.seesp.org.br/site/index.php/comunicacao/noticias/item/16698-seminario-tecnico-trabalho-seguro-e-saudavel-na-industria-da-construcao

 


Leia mais
Objetivos do Desenvolvimento Sustentável: Rumo a 2030 - Parcerias, Sociedade e Economia
25/09/2017

Leia mais
De clube de receita a serviço jurídico, veja negócios que usarão inteligência artificial
22/09/2017

POR FILIPE OLIVEIRA

Para a Startup Farm e a IBM, a inteligência artificial pode ser aplicada a áreas tão variadas como produção de audiolivros interativos, internet das coisas para dar manutenção preventiva de máquinas agrícolas, serviços jurídicos e assinaturas de receitas e kits para culinária.

Todas esses projetos vêm de start-ups selecionadas na primeira edição do programa de aceleração feito pelas duas companhias, com ênfase na adoção da inteligência artificial.

Foram selecionadas oito empresas. As companhias não precisavam já ser usuárias de inteligência artificial, mas deveriam ter soluções que pudessem se beneficiar da tecnologia.

Chamado Ahead | IBM Watson, o programa, de seis meses de duração,  terá etapas em São Paulo e outras realizadas remotamente.

Serão três módulos. O primeiro irá ajudar empreendedores no desenvolvimento de seu modelo de negócios, o segundo a formular estratégias de venda e o último trabalhará captação de recursos com investidores, respectivamente.

A IBM oferecerá até US$ 120 mil em créditos para uso em um período de  um ano para as start-ups utilizarem nas plataformas dela de inteligência artificial, além de disponibilizar executivos e técnicos para acompanhar as empresas.

Veja a lista das selecionadas

AudioSaga – Plataforma que permite o desenvolvimento de áudio livros interativos, acionados por comandos de voz. Através do fone de ouvido do celular ou pelo bluetooth do carro, o usuário “conversa” com o aplicativo e decide o rumo das histórias, tornando a experiência imersiva e inclusiva.

Agriconnected –  Solução que utiliza internet das coisas e análise de dados para fazer o monitoramento e manutenção preditiva de máquinas agrícolas

eMasters – Uma plataforma de games competitivos online que oferece torneios com recompensas.

Gastrobox – Clube de assinaturas com receitas e ingredientes selecionados, porcionados e higienizados para diminuir o desperdício. O objetivo é que o assinante possa cozinhar como um Chef de Cozinha.

The Instanteaser – Company produz vídeos de 15 e 30 segundos em escala para web com foco em conversão e engajamento de marca.

Juridoc – Plataforma de serviços jurídicos para empreendedores que permite que o usuário possa sozinho gerenciar todas as suas necessidades legais e administrativas. A plataforma também conecta um advogado especializado adaptado à situação e recomendado por outros usuários.

Flexipag – Oferece a possibilidade de comprar smartphones a prazo em lojas parceiras. Com uma tecnologia de bloqueio aumenta a prioridade de pagamento do cliente e permite pegar o smartphone como garantia, reduzindo a inadimplência.

Owl Docs – Plataforma de gestão de documentos corporativos e de governos para atender as atuais necessidades de tecnologia, segurança e proteção de dados. Utiliza Inteligência Artificial e Blockchain, visando dar mais transparência e segurança nos processos.

http://planodenegocios.blogfolha.uol.com.br/2017/09/22/de-clube-de-receita-a-servico-juridico-veja-negocios-que-usarao-inteligencia-artificial/

Leia mais
ENERGY EXPO FÓRUM, evento do novo consumidor de energia
22/09/2017

Fonte: Procel Info - 19.09.2017

Otimização de custos e garantia do suprimento de energia. Esses são os dois principais focos dos consumidores comerciais e industriais de energia. E quais são as alternativas que o mercado oferece atualmente para estes consumidores atingirem seus objetivos?

Pensando em reunir os principais assuntos de interesse destas empresas, o Grupo CanalEnergia, principal provedor de conteúdo sobre o setor elétrico nacional e organizador de alguns dos mais importantes eventos do setor, irá realizar, nos dias 18 e 19 de outubro, em São Paulo, o ENERGY EXPO FÓRUM: o evento do novo consumidor de energia. O evento vem estruturado em 4 pilares estratégicos dos consumidores: (1) Eficiência Energética, (2) Autoprodução e Geração Distribuída, (3) Mercado Livre e (4) Tecnologia e Inovação; distribuídos em um grande congresso com três fóruns em paralelo, uma feira de negócios e workshops técnicos/comerciais, em dois dias de intensa troca de conteúdo.

O congresso terá uma grande plenária onde acontecerão, simultaneamente: o V Fórum Nacional dos Consumidores Livres, que irá abordar o mercado livre de energia sob a ótica dos consumidores, reunindo os principais especialistas do setor; o I Fórum Nacional de Eficiência Energética, que irá trazer para discussão as boas práticas dos mercados em temas como iluminação, equipamentos eficientes, climatização, entre outras questões; e o I Fórum Nacional de Autoprodução e Geração Distribuída, o qual será dedicado às opções que as empresas têm para gerarem sua própria energia, abordando temas como geração distribuída, cogeração pelas mais diversas fontes, geração de ponta, etc. Os congressistas terão um fone de ouvido através do qual poderão escolher qual painel querem acompanhar, alternando entre um fórum e outro livremente.

Na feira, serão mais de 2.000m² reunindo expositores que estarão apresentando seus produtos e serviços que irão ajudar os consumidores comerciais e industriais de energia a encontrar as melhores alternativas para reduzir despesas com energia elétrica. Comercializadoras de energia, consultorias, ESCOS (Energy Saving Companies), integradores, fornecedores de soluções e equipamentos para autoprodução, eficiência energética, redes, etc., todos reunidos apresentando seus produtos e serviços em prol dos consumidores.

O Transamérica Expo Center, em São Paulo, será a casa do novo consumidor de energia durante os dias 18 e 19 de outubro. Não fique de fora deste grande evento. Inscreva-se já!

ENERGY EXPO FÓRUM

Data: 18 e 19 de outubro de 2017

Local: Transamérica Expo Center, São Paulo/SP

Programação do congresso, mapa da feira e inscrições à venda no site 

www.energyexpoforum.com.br


Leia mais
Edge-Core: Um novo momento para a Delta Cable!
20/09/2017

 

Leia mais
Novo Patrocinador UBIC - COBREMACK.
19/09/2017

Caro Aldevan boa tarde.

Em nome da Diretoria da UBIC, é com grande satisfação que informamos a inclusão do logo da empresa COBREMACK, na página principal do portal: www.ubic.org.br, no ícone dos Patrocinadores.

Como é sabido, a UBIC – União Brasileira dos Integradores de Soluções de Engenharia, fundada em 2003, é uma união de empresas de âmbito Nacional, cujo foco de negócio é a concepção de infraestrutura para telecomunicações e tecnologia da informação.

Temos convicção que nossa União desempenha um papel cada vez mais importante, tornando-se uma sólida referência e uma voz possante em nome de seus Associados, Patrocinadores, Apoiadores e Amigos, formando uma Grande Comunidade.

A presença na Internet aumenta a possibilidade da sua empresa se tornar com maior visibilidade em qualquer ponto do país, conquistando novas oportunidades de negócios junto ao nosso Mercado de Infraestrutura de Telecomunicações e Informática. Em tempos de crise a UNIÃO, faz a diferença.

Sempre que desejar fazer uma promoção ou dar a conhecer novas informações ou notícias, poderá fazê-lo de uma forma simples e rápida, enviando-nos o E-mail Marketing com o conteúdo à ser divulgado no Portal da UBIC e no Linkedin.

Acreditamos que a nossa parceria, irá agregar valor para a sua marca, trazer novos clientes e gerar novos negócios.

Obrigado pela confiança depositada na equipe da UBIC.

Sejam muito bem vindos, sucessos e realizações nesta nova parceria que se inicia.

Qualquer dúvida estou a sua disposição.

Grande abraço e bons negócios.

Leia mais
Grupo Policom e CommScope: programa de certificação AMP Netconnect em permanente evolução
18/09/2017

Parceiro das marcas da CommScope direcionadas a soluções para infraestrutura de rede de cabeamento estruturado, o Grupo Policom estimula o credenciamento de seus clientes junto ao fabricante, de modo a ampliar a rede de instaladores desses produtos em todo o território nacional. Um dos programas é o PartnerPRO™ Network, direcionado a soluções AMP Netconnect que, neste ano, na busca de flexibilização da parceria, traz algumas novidades, como preço diferenciado da linha AMP NetConnect ou registro de projeto para descontos.

De acordo com Anderson Carvalho, gerente de Marketing do Grupo Policom, o programa, além de sólido, está em constante movimentação. Resumidamente, para participar é necessário completar e submeter o cadastro através do CommScope PartnerPRO Portal (CPP), adquirir os produtos CommScope via rede de Distribuidores Autorizados, como o Grupo Policom, participar de reuniões periódicas de vendas e atividades de geração de demanda junto ao fabricante, submeter o plano de negócios anual, receber avaliações de clientes e manter uma pontuação media.

A essas exigências, agrega-se ainda, a necessidade de concluir o número mínimo de pessoas treinadas ACT I, II e III, títulos dos treinamentos que, respectivamente, enfocam Sistema de instalação de cabeamento, Certificação e solução de problemas em instalações de cabeamento e Projeto de sistemas de cabeamento.

Entre os objetivos do PartnerPRO™ Network estão oferecer aos clientes finais “a máxima proteção descrita pela Garantia de Produtos CommScope, assim como maior visibilidade através do localizador de Partners CommScope acessível pela web e acesso a condições pontuais para demonstração, testes ou exibição de produtos”, comenta Carvalho.

A esses benefícios, somam-se acesso a recursos de marketing pontuais, encontros técnicos, treinamentos e atualizações promovidas pela CommScope e a ferramentas de projetos, recursos e ao time técnico de suporte; além de inclusão em conferencias regionais, webminars periódicos e eventos, educação continuada e treinamentos nas soluções CommScope, incluindo a on-line e utilização do Executive Business Center (EBC) localizado em São Paulo para desenvolvimento de novos negócios.

O gerente de Marketing do Grupo Policom explica que “instaladores aprovados no programaPartnerPRO podem fornecer a solução com garantia estendida de 25 anos em produtos e instalação. Além disso, os cursos e certificações são online e ficam disponíveis 24/7 no portal www.commscopetraining.com. Os participantes recebem acesso para download das apostilas e certificados de conclusão e, durante cada módulo, são testados os conhecimentos dos participantes, com a finalidade e avaliar o aproveitamento individual”.

Interessados, devem contatar o Grupo Policom, pelo e-mail contato@policom.com.br.

Sobre o Grupo Policom

Fundado em 1995, o Grupo Policom (www.grupopolicom.com.br) investe no atendimento do cliente com produtos de valor agregado e preço acessível, que pode ser adequado ao orçamento do cliente sem redução da qualidade final do projeto. Caracterizando-se, também, por atuação comercial flexível, o Grupo Policom insere inovação e criatividade em seu DNA, agregando entre seus diferenciais competitivos o fato de ser 100% brasileiro. Além disso, seus colaboradores são focados no desenvolvimento e na criação de soluções que atendem os clientes e transfiram conhecimento tanto aos parceiros comerciais, quanto ao cliente final.

Essas características preservadas e fortalecidas ao longo de mais de 20 anos mantém o Grupo Policom como referência no mercado nacional de distribuição de produtos dos principais fabricantes do mercado, para Cabeamento Estruturado direcionados a aplicações de dados, voz, vídeo e controles prediais. A empresa consolidou sua posição nos segmentos de Data Centers  e CFTV IP. Em 2016, iniciou sua atuação nas áreas de gestão de energia – com o fornecimento de NoBreaks e cabos elétricos – e controle de acesso IP. Sua atuação estende-se aos mais diversos setores produtivos, a exemplo de operação crítica, data centers, infraestrutura de transporte e logística, portos e aeroportos, ambientes corporativos, redes varejistas e shopping centers, hospitais, universidades, indústrias, estádios e arenas esportivas, estacionamentos etc.

Com sede na capital paulista, é formado pelas empresas Policom SP (São Paulo-SP), Policom Rio (Rio de Janeiro-RJ), Paris Cabos (São Paulo-SP) e Policom Paraná (Curitiba-PR), mantendo colaboradores regionais para áreas específicas, como interior dos Estados do Paraná, São Paulo e Minas Gerais. O Policom Solution Center, o Paris Cabos Solution Center e o Policom Soluition Center Rio são espaços direcionados a treinamento, capacitação e demonstração das soluções de alta tecnologia comercializadas, funcionando como um showroom aberto à visitação pelos clientes, mediante agendamento prévio.

Contando com estrutura logística em condições de atender a todo o território nacional, o Grupo Policom oferece suporte técnico e comercial aos seus clientes. O seu corpo de profissionais participa constantemente de cursos ministrados pelos fornecedores e parceiros, mantendo-se atualizado para orientar corretamente os clientes com relação às melhores soluções de conectividade e CFTV IP. Atualmente, o Grupo Policom possui diversos engenheiros, MBAs e RCDD entre seus mais de 120 colaboradores.

Leia mais
Palácio dos Campos Elíseos vai abrigar centro de economia criativa
18/09/2017

Casarão histórico no centro da capital terá espaço dedicado à produção e disseminação de conhecimento em ambiente integrado

O Palácio dos Campos Elíseos, prédio histórico localizado na área central de São Paulo, vai abrigar o Centro Nacional de Referência em Empreendedorismo, Tecnologia e Economia Criativa, que será inaugurado no mês de outubro. O governador Geraldo Alckmin assinou nesta sexta-feira (14) um decreto que permitirá o uso do espaço pelo Sebrae-SP.

O Centro será um “hub” de empreendedores e projetos ligados a tecnologia, inovação e criatividade, com ações voltadas à produção e disseminação de conhecimento em um ambiente aberto à integração.

http://www.saopaulo.sp.gov.br/spnoticias/ultimas-noticias/palacio-dos-campos-eliseos-vai-abrigar-centro-de-economia-criativa-do-sebrae-sp/


Leia mais
Palestras & Eventos - INBEC - Gratuitas
18/09/2017

 

Link: https://www.inbec.com.br/eventos

 

Leia mais
Últimos dias - Certificação Internacional ICOR em Data Center - CETa (CE1000) -  21 e 22 de setembro em São Paulo SP.
18/09/2017

Leia mais
Treinamentos em Dimerização de Iluminação e em Tomadas Industriais.
18/09/2017

Leia mais
CONVITE DCD Brasil 2017 - CONGRESSO BRASILEIRO SOBRE INFRAESTRUTURA E TRANSFORMAÇÃO DIGITAL
13/09/2017

Prezado,

O Grupo DCD tem  o prazer de convidá-lo para 9ª edição do DCD>  Brasil 2017,   que será  realizada nos dias 30 e 31 de Outubro no Centro de  Eventos Pró Magno, São Paulo.

Nos 2 dias de  conferências, serão mais de 50 sessões e cerca de 90 palestrantes para abordar  temas como Data Center 4.0, Cloud Computing, Iot, Big Data, Transformação  Digital e o novo papel dos CIOs nos dias atuais.

Registre-se Aqui, As  vagas são Limitadas! Convite FREE!

Entre os palestrantes  internacionais confirmados para o DCD>Brasil estão:

Yiseul Cho

  Yiseul Cho - Blockchain Data  Specialist HSBC

Ileana Aquino-Otero, Global Critical Infrastructure Engineer do LinkedIn e Apple.

Também  teremos a participação palestrantes brasileiros de empresas como Interpol Brasil, General Motores, Vale, B3 e  Saraiva.

Registre-se Aqui, As vagas são Limitadas! Convite FREE!

Leia mais
Dia 28 de setembro ocorre o Congresso Brasil-Alemanha de Inovação!
13/09/2017

Câmara Brasil-Alemanha de São Paulo

Dia 28 de setembro ocorre o Congresso Brasil-Alemanha de Inovação!

O evento conta com diversos painéis e palestras sobre Inovação e Indústria 4.0. 

Alguns dos temas abordados serão:

- Tecnologias Habilitadoras para a Transformação Digital;

- Inteligência Artificial;

- Segurança na Era Digital.

Para saber mais sobre o Congresso acesse: https://lnkd.in/eRwRjbP

Inscreva-se: http://bit.ly/2eUXfxV

EVENTO GRATUITO!!!


Leia mais
Segurança do Trabalho e das Instalações
13/09/2017

ANEEL - Agência Nacional de Energia  Elétrica

Acompanhamos continuamente as condições de  segurança na rede elétrica. Além de fiscalizar as distribuidoras e exigir delas  o acompanhamento do número de acidentes com trabalhadores e consumidores,  promovemos e apoiamos diversas campanhas de conscientização sobre os cuidados  que os consumidores devem ter com a rede elétrica.

O número de acidentes desse  tipo vem caindo por cinco anos seguidos, mas os cuidados da população devem ser  sempre redobrados. Saiba mais sobre nossa atuação em https://lnkd.in/eUSPmJ3.

http://www.aneel.gov.br/seguranca-do-trabalho-e-das-instalacoes


Leia mais
Ministério de Minas e Energia Regulamenta Obrigatoriedade para Motores Trifásicos IE3
12/09/2017

No Brasil, a quantidade de energia que o motor elétrico processa é de aproximadamente 60% da energia elétrica total consumida no país, portanto qualquer iniciativa que se desenvolva para aumentar o rendimento destes equipamentos trará benefícios ambientais, energéticos e, principalmente, redução de custos, com aumento da competitividade.

Um grande passo na melhoria da eficiência energética brasileira

 

Em 30 de agosto de 2017 tivemos uma grande mudança no quesito eficiência energética no Brasil. Nesta data foi assinada a Portaria Interministerial n° 1, datada de 29 de junho de 2017, disponível para visualização no Diário Oficial da União, onde ficam estabelecidos os níveis máximos de consumo específico de energia ou mínimos de eficiência energética de máquinas e aparelhos consumidores de energia, cabendo ao Comitê Gestor de Indicadores e Níveis de Eficiência Energética elaborar uma regulamentação específica para cada tipo de aparelho e máquina consumidora de energia, bem como o Programa de Metas com indicação da evolução dos níveis a serem alcançados para cada tipo de equipamento regulamentado.

Com a assinatura dessa nova portaria, o Brasil começa a aparecer em um seleto grupo que tem, como rendimentos mínimos para os motores de indução trifásico, a categoria Premium. Esta ação será responsável por cerca de 5% da meta de redução de energia elétrica acordada na COP 21(Conferência das Nações Unidas sobre as Mudanças Climáticas de 2015), no qual o  o Brasil assumiu compromissos para reduzir a emissão de gases do efeito estufa. Entre esses compromissos está a redução em 37% nas emissões destes gases até 2025, ampliando a redução de energia para 43% até o ano de 2030.

Como tudo começou…

 

 

Se voltarmos um pouco no tempo, até o ano de 2010, no Brasil, eram fabricados motores classificados como IR1 (motores da linha padrão ou convencional) e motores classificados como de alto rendimento ou IR2. Atualmente, seguindo as tendências internacionais de fabricação, as empresas já estão fabricando motores com rendimentos superiores aos da classe IR2, que seriam os motores da classe IR3 ou rendimento Premium.

Para que se tenha uma ideia, no ano de 2015, o consumo total de energia foi de 465,7/TWh, dos quais 36,5% eram referentes ao uso industrial, 28% ao residencial, 19,5% comercial e 16% de outras fontes (fonte: EPE 2016).

guia_tecnico_motor_eletrico_premium

 

Desde então, o Procobre Brasil vem desenvolvendo inúmeras atividades a fim de apoiar os estudos regulatórios e o processo de conscientização, em parceria com o Procel – Agência Brasileira de Eficiência Energética e ABINEE – Associação Brasileira da Indústria Elétrica.

Dentre as diversas ações realizadas durante esses últimos dois anos, está o lançamento do Guia Técnico do Motor Premium. Elaborado pela Eletrobras, em parceria com o Procobre Brasil, o Guia Técnico tem como objetivo auxiliar o usuário de motores elétricos a entender melhor o motor de indução Premium (classe IR3).

O que é um Motor Premium?

O Motor Premium possui as melhores tecnologias, materiais mais sofisticados, utilizam mais cobre em sua composição, possuindo assim um maior rendimento e, quando comparado aos motores de alto rendimento e padrão, possuem menos energia dissipada.

  A substituição dos motores elétricos antigos por modelos mais eficientes é capaz de trazer grandes benefícios para a indústria brasileira, assim como descrito no Guia Técnico sobre Motor Premium.

 

 

Das inúmeras as vantagens de um motor premium (IR3), quando comparados aos motores da linha alto rendimento (IR2), podemos mencionar:

  • Redução do consumo e demanda de energia elétrica
  • Redução de custos de manutenção
  • Menores temperaturas de operação
  • Maior vida útil
  • Rendimentos superiores para baixas cargas;
  • Minimizam os efeitos dos baixos rendimentos em motores superdimensionados

O Papel do Procel na Eficiência Energética

O Centro Brasileiro de Informação de Eficiência Energética (Procel Info) foi constituído para cuidar de forma sistemática da disseminação da informação sobre o uso eficiente de energia elétrica. Nesse centro são reunidas, organizadas, geradas, armazenadas e divulgadas informações de interesse, produzidas no país ou no exterior, visando à eficiência energética.

Fonte: www.procobre.org

Leia mais
DCD>Brasil 2017 - UBIC
01/09/2017

DCD>Brasil apresenta novas tendências no setor de  data certer e discute o impacto da Transformação Digital nas empresas  brasileiras

Big Data, IoT, Blockchain, Cybersecurity e questões críticas relacionadas à  infraestrutura digital são algumas das temáticas da 9ª edição do congresso

São Paulo, 9 de agosto de 2017. O DCD>Brasil  está de volta a São Paulo para apresentar e debater temas centrados na  infraestrutura tecnológica e na Transformação Digital. A 9ª edição do congreso  acontece nos dias 30 e 31 de outubro e reunirá mais de 1200 profissionais  seniores do setor de TI para discutir as questões mais críticas relacionadas à  infraestrutura, sem deixar de lado as novas tendências.

A abertura do evento ficará a cargo de Gustavo Caetano, fundador e CEO da  Samba Tech, com a palestra “Pense Simples”, que leva o nome do seu  livro best seller. Considerado o Mark  Zukerberg brasileiro, Gustavo contará o que as empresas devem fazer para  conseguirem inovar de forma simples e assim se diferenciarem num mercado cada  vez mais competitivo e incerto.

Entre os palestrantes internacionais confirmados para o DCD>Brasil estão: Mohammad Shokoohi-Yekta,  Senior Data Scientist da Apple; Yiseul Cho, Blockchain Data Specialist do HSBC;  e Ileana Aquino-Otero, Global Critical Infrastructure Engineer do LinkedIn. O  evento contará também com a participação de palestrantes brasileiros de  empresas como Vale, Santander, Saraiva, General Motors e B3.

Casos de Sucesso nacionais e  internacionais

O programa do DCD>Brasil 2017 reúne as últimas  tendências e questões críticas do setor na Era do Data Center 4.0 em 7  áreas temáticas: Design+Build, Core>Edge  Power+Cooling, Colo+Cloud, Security+Risk, Software-Defined y Servers+Storage.

Na parte de Design+Build, o destaque é o caso de  estudo do novo data center do LinkedIn no Oregon (EUA), que será apresentado  por Ileana Aquino-Otero, Global Critical Infrastructure  Engineer da rede social profissional.

Também no time de palestrantes  dos Estados Unidos, Mohammad Shokoohi-Yekta, Senior Data Scientist da Apple,  falará sobre “A Beleza da Ciência dos Dados na IoT”, e Yiseul Cho, Blockchain  Data Specialist do HSBC, contará como a ciência dos dados e as transações  financeiras estão mudando com a tecnologia do Blockchain.

Durante o evento, os participantes  poderão conhecer com exclusividade como é um processo de migração para a Nuvem  e os benefícios dessa solução nas apresentações de Flavio Bezzi, Cloud  Architect and Experienced IT Project Manager da Vale, e de Victor Vladimirovich  Trafaniuc, gerente de infraestrutura e operações de TI da Saraiva.

Devido aos recentes ataques em escala global, a cybersecurity  também será um dos temas em alta no evento. Valdecy Urquiza, chefe da Interpol  Brasil, falará sobre a evolução dos ataques e como a agência internacional está  tratando essa questão.

O impacto da Transformação Digital  no Brasil

O DCD>Brasil  também se posiciona como ponto de encontro para debater e refletir sobre o  impacto da Transformação Digital nas organizações brasileiras, sejam elas  públicas ou privadas. Neste sentido, o evento contará com uma sala específica  sobre esta temática e os melhores especialistas nacionais da área.

Ricardo Cancela, vice-presidente  da Agência Brasil de Inovação e Desenvolvimento Sustentável, fará uma viagem ao  futuro com os participantes para mostrar as tendências de inovação para os  próximos 20 anos. Na sequência, Cezar Taurion, Partner & Head of Digital  Transformation da Kick Ventures, discutirá sobre o novo papel dos líders de TI  e Ruy Shiozawa, CEO da Great Place to Work Brasil, abordará as mudanças no  clima organizacional na atual conjuntura tecnológica.

Líderes  de grandes empresas e órgãos públicos já estão convidados para mostrar como a Transformação  Digital está mudando o dia a dia e a direção dos negócios.

Sobre DCD

A DCD  é uma plataforma de informação global focada na indústria de data center.  Abrange 5 continentes, mais de 100 países, tem 6 escritórios e oferece um  acesso incomparável para os clientes através de 26 eventos anuais, além do  alcance do meio de comunicação global.

A DCD  busca proximidade com o setor de data center em todas as regiões dos eventos,  estabelecendo relações individualizadas com todos os profissionais com os quais  se relaciona. Este contato pessoal, juntamente com um amplo conhecimento da  dinâmica do setor,  faz da DCD muito mais  que apenas uma fornecedora de mídia B2B, destacando-se pela quantidade e pela  qualidade dos relacionamentos em longo prazo que possui internacionalmente no  mercado.

DCD>Events

Com  26 conferências anuais, consolidadas em capitais importantes em todo o mundo,  os eventos da DCD são reconhecidos como o ponto de encontro para o setor, onde  os principais especialistas compartilham seus conhecimentos e experiência com  os líderes de infraestrutura em cada mercado.

Em  2016, mais de 26.000 professionais seniores participaram dos congressos da DCD,  criando o fórum mais influente da indústria na atualidade.

Para mais informação,  visite: http://dcd.events/conferences/brasil2017/

Ou entre em contato  com: Inajara Rufino
e-mail: inajara.rufino@datacenterdynamics.com
Tel. +55 11 31972023


Leia mais
Congresso Techno Telc 2017
01/09/2017

Leia mais
Fórum Brasileiro de Internet das Coisas
30/08/2017

Leia mais
Informativo Empresarial
28/08/2017

Leia mais
DCD>BRASIL APRESENTA NOVAS TENDÊNCIAS NO SETOR DE DATA CENTER E DISCUTE O IMPACTO DA TRANSFORMAÇÃO DIGITAL NAS EMPRESAS BRASILEIRAS
25/08/2017

Big Data, IoT, Blockchain, Cybersecurity e questões críticas relacionadas à infraestrutura digital são algumas das temáticas da 9ª edição do congresso

O DCD>Brasil está de volta a São Paulo para apresentar e debater temas centrados na infraestrutura tecnológica e na Transformação Digital. A 9ª edição do congreso acontece nos dias 30 e 31 de outubro e reunirá mais de 1200 profissionais seniores do setor de TI para discutir as questões mais críticas relacionadas à infraestrutura, sem deixar de lado as novas tendências.

A abertura do evento ficará a cargo de Gustavo Caetano, fundador e CEO da Samba Tech, com a palestra “Pense Simples”, que leva o nome do seu  livro best seller. Considerado o Mark Zukerberg brasileiro, Gustavo contará o que as empresas devem fazer para conseguirem inovar de forma simples e assim se diferenciarem num mercado cada vez mais competitivo e incerto.

Entre os palestrantes internacionais confirmados para o DCD>Brasil estão: Mohammad Shokoohi-Yekta, Senior Data Scientist da Apple; Yiseul Cho, Blockchain Data Specialist do HSBC; e Ileana Aquino-Otero, Global Critical Infrastructure Engineer do LinkedIn. O evento contará também com a participação de palestrantes brasileiros de empresas como Vale, Santander, Saraiva, General Motors e B3.

Casos de Sucesso nacionais e internacionais

O programa do DCD>Brasil reúne as últimas tendências e questões críticas do setor na Era do Data Center 4.0 em 7 áreas temáticas: Design+Build, Core>Edge Power+Cooling, Colo+Cloud, Security+Risk, Software-Defined e Servers+Storage.

Na parte de Design+Build, o destaque é o caso de estudo do novo data center do LinkedIn no Oregon (EUA), que será apresentado por Ileana Aquino-Otero, Global Critical Infrastructure Engineer da rede social profissional.

Também no time de palestrantes dos Estados Unidos, Mohammad Shokoohi-Yekta, Senior Data Scientist da Apple, falará sobre “A Beleza da Ciência dos Dados na IoT”, e Yiseul Cho, Blockchain Data Specialist do HSBC, contará como a ciência dos dados e as transações financeiras estão mudando com a tecnologia do Blockchain.

Durante o evento, os participantes poderão conhecer com exclusividade como é um processo de migração para a Nuvem e os benefícios dessa solução nas apresentações de Flavio Bezzi, Cloud Architect and Experienced IT Project Manager da Vale, e de Victor Vladimirovich Trafaniuc, gerente de infraestrutura e operações de TI da Saraiva.

Devido aos recentes ataques em escala global, a cybersecurity também será um dos temas em alta no evento. Valdecy Urquiza, chefe da Interpol Brasil, falará sobre a evolução dos ataques e como a agência internacional está tratando essa questão.

O impacto da Transformação Digital no Brasil

O DCD>Brasil também se posiciona como ponto de encontro para debater e refletir sobre o impacto da Transformação Digital nas organizações brasileiras, sejam elas públicas ou privadas. Neste sentido, o evento contará com uma sala específica sobre esta temática e os melhores especialistas nacionais da área.

Ricardo Cancela, vice-presidente da Agência Brasil de Inovação e Desenvolvimento Sustentável, fará uma viagem ao futuro com os participantes para mostrar as tendências de inovação nos próximos 20 anos. Na sequência, Cezar Taurion, Partner & Head of Digital Transformation da Kick Ventures, discutirá o novo papel dos líders de TI e Ruy Shiozawa, CEO da Great Place to Work Brasil, abordará as mudanças no clima organizacional na atual conjuntura tecnológica.

Líderes de grandes empresas e órgãos públicos já estão convidados para mostrar como a Transformação Digital está mudando o dia a dia e a direção dos negócios.

Inscreva-se agora e garanta a sua vaga no DCD>Brasil 2017!

Leia mais
Transforme a sua Empresa inicie JÁ
25/08/2017

Quer  Transformar sua Empresa?
 Nós temos a solução!!
O MELHOR CUSTO X BENEFÍCIO DO MERCADO !!

  069.jpg

  Logo_MP_Consultoria_rev1.png

  MP Consultoria - contato@mccpconsultoria.com.br

  Fone. 11 99215.1537

 

 

Enfrente as crises implementando o Programa 5 S

De forma cíclica, o mundo sempre está  em crise. Para enfrentar isso, o Programa 5 S pode ser uma solução   bastante viável. Ele tem aplicabilidade em quaisquer tipos de empresas e  traz benefícios a todos que convivem no local, melhora o ambiente, as condições  de trabalho, saúde, higiene e traz eficiência e produtividade. Nas organizações  que implantaram o programa, a solução não foi somente a aplicação dos  conceitos, mas a mudança cultural de todas as pessoas envolvidas e a aceitação  de que cada uma delas é importante para melhorar o ambiente de trabalho, a  saúde física e mental dos trabalhadores e o programa de qualidade.

Para o Especialista Manoel Porta, diretor da MP  Consultoria, dessa forma, é possível eliminar o desperdício  (tudo o que gera custo extra) em cinco fases, com base no método 5S.

  093.jpg

 

1.º S – SEIRI –  SENSO DE UTILIZAÇÃO

CONCEITO:  “separar o útil do inútil, eliminando o desnecessário”.

É essencial  saber separar e classificar os objetos e dados úteis dos inúteis da seguinte  forma:

  • o que é usado  sempre: colocar próximo ao local de trabalho.

  • o que é usado  quase sempre: colocar próximo ao local de trabalho.

  • o que é usado  ocasionalmente: colocar um pouco afastado do local de trabalho.

  • o que é usado  raramente, mas necessário: colocar separado, em local determinado.

  • o que for  desnecessário: deve ser reformado, vendido ou eliminado, pois ocupa espaço  necessário e atrapalha o trabalho.

2.º S – SEITON –  SENSO DE ARRUMAÇÃO

CONCEITO:  “identificar e arrumar tudo, para que qualquer pessoa possa localizar  facilmente”.

  O objetivo é  identificar e arrumar tudo, para que qualquer pessoa possa localizar facilmente  o que precisa e a visualização seja facilitada. Nesta fase é importante:

  • padronizar as  nomenclaturas.

  • usar rótulos e  cores vivas para identificar os objetos, seguindo um padrão.

  • guardar  objetos diferentes em locais diferentes.

  • expor  visualmente os pontos críticos, tais como extintores de incêndio,

locais de alta  voltagem, partes de máquinas que exijam atenção, etc.

  • determinar o  local de armazenamento de cada objeto

  • onde for  possível, eliminar as portas.

  • Não deixar  objetos ou móveis no meio do caminho, atrapalhando a locomoção no local.

3.º S – SEISO –  SENSO DE LIMPEZA

CONCEITO:  “manter um ambiente sempre limpo, eliminando as causas da sujeira e aprendendo  a não sujar”.

Cada pessoa deve  saber a importância de estar em um ambiente limpo e dos benefícios de ambiente  com a máxima limpeza possível. O ambiente limpo traduz qualidade e segurança. O  desenvolvimento do senso de limpeza proporciona:

  • Maior  produtividade das pessoas, máquinas e materiais, evitando o retrabalho.

  • Evita perdas e  danos de materiais e produtos.

Para isto, é  importante que o pessoal tenha consciência e habitue-se a:

  • Procurar limpar  os equipamentos após o seu uso, para que o próximo a usar encontre-o limpo.

  • aprender a não  sujar e eliminar as causas da sujeira.

  • definir  responsáveis por cada área e sua respectiva função.

  • manter os  equipamentos, ferramentas, etc., sempre na melhor condição de uso possível.

  • Após usar um  aparelho, deixá-lo limpo e organizado para o próximo utilitário.

  • Cuidar para  que se mantenha limpo o local de trabalho, dando atenção para os cantos e para  cima, pois ali acumula-se muita sujeira.

  • Não jogar lixo  ou papel no chão.

  • Dar destino  adequado ao lixo, quando houver.

4.º S – SEIKETSU  – SENSO DE SAÚDE E HIGIENE

CONCEITO:  “manter um ambiente de trabalho sempre favorável a saúde e higiene”.

Higiene é  manutenção de limpeza, e ordem. Quem exige qualidade cuida também da aparência.  Em um ambiente limpo, a segurança é maior. Quem não cuida bem de si mesmo não  pode fazer ou vender produtos ou serviços de qualidade O pessoal deve ter  consciência da importância desta fase, tomando um conjunto de medidas:

  • ter os três  S’s previamente implantados.

  • capacitar o  pessoal para avaliem se os conceitos estão sendo aplicados realmente e  corretamente.

  • eliminar as  condições inseguras de trabalho, evitando acidentes ou manuseios perigosos

  • humanizar o  local de trabalho numa convivência harmônica.

  • difundir  material educativo sobre a saúde e higiene.

  • respeitar os  colegas como pessoas e como profissionais.

  • colaborar,  sempre que possível, com o trabalho do colega.

  • cumprir  horários.

  • entregar  documentos ou materiais requisitados no tempo hábil.

  • não fumar em  locais impróprios, etc.

5.º S – SHITSUKE  – SENSO DE AUTO-DISCIPLINA

CONCEITO: “fazer  dessas atitudes, ou seja, da metodologia, um hábito, transformando os 5s’s num  modo de vida”.

Atitudes  importantes:

  • Usar a  criatividade no trabalho, nas atividades.

  • Melhorar a  comunicação entre o pessoal no trabalho.

  • Compartilhar  visão e valores, harmonizando as metas.

  • Treinar o  pessoal com paciência e persistência, conscientizando-os para os 5s’s .

  • De tempos em tempos  aplicar os 5s’s para avaliar os avanços.

É importante  cumprir os procedimentos operacionais e os padrões éticos da empresa, sempre  buscando a melhoria. A autodisciplina requer a consciência e um constante  aperfeiçoamento de todos no ambiente de trabalho. A consciência da qualidade é  essencial.

A  prática do 5 S

Cada pessoa deve  saber diferenciar o útil do inútil. Só o que tem utilidade certa deve estar  disponível. Eliminando-se o que não é útil, pode se concentrar apenas no que é  útil. Deve se dar atenção a tudo que estiver dentro do ambiente de trabalho  (máquinas, ferramentas, estoques, móveis, papéis, etc.) e definir o que é  necessário através de instruções claras para que todos possam separar o útil do  inútil. Algumas perguntas podem ser elaboradas para direcionar o processo:

  1. O que pode  ser jogado fora e o que deve ser guardado?

  2. O que pode  ser útil para outro setor ?

  3. O que pode  ser consertado ?

  4. É possível  trabalhar de forma mais econômica, racionalizando o  tempo?

Após colocar em  um local determinado aquilo que será descartado, convide as pessoas de outros  setores para que escolham, entre os itens disponíveis, o que de fato lhes  interessar. Analisar como as coisas estão guardadas, onde e por quê. Arrumação  é importante para agilizar o acesso aos documentos e outras coisas em seus  devidos lugares. Administrar bem o patrimônio é essencial, principalmente no  que se refere a organização e identificação de :

  • laudos,

  • relatórios,

  • atas ,

  • documentos em  geral,

  • pareceres,

  • dados  estatísticos,

  • arquivos e  pastas de documentos.

Sempre que  possível, eliminar ou diminuir o processo burocrático de ações ou documentos,  procurando aproveitar o tempo e economizar trabalho desnecessário. Cada um deve  ficar responsável pelo seu espaço, sem prejudicar o espaço do outro. Sempre  deve-se questionar se algo está bom o suficiente ou se é possível ser  melhorado.

Um  roteiro de como implantar o 5 S, segundo o consultor Manoel Porta

Equipe de  implantação

Formada por três  ou quatro pessoas, no mínimo, de diferentes setores da instituição e uma pessoa  da alta administração. A equipe tem que ter disponibilidade para conduzir o  processo, orientar, esclarecer dúvidas e fazer visitas rotineiras de  acompanhamento.

Planejamento

Equipe de implantação  pode elaborar um cronograma, um plano de orientação, determinar as ferramentas  que serão utilizadas e dividir as atividades. As tarefas e as responsabilidades  devem ser distribuídas e todos devem se comprometer com os prazos de  cumprimento.

Fotos e  registros

É importante  registrar a situação atual da organização, em todas as áreas, especialmente  onde forem percebidas necessidades de melhoria. Posteriormente, a equipe deve  se reunir e discutir as falhas, as ações corretivas, dar sugestões de melhoria  baseadas nas fotos. É importante a opinião de cada um, principalmente por quem  pertence a áreas diferentes na empresa.

Reunião

A equipe pode  convidar o pessoal da instituição para uma reunião, compartilhar os dados e  mostrar o compromisso e a disposição para implantar o método. Nesta reunião, a  equipe pode iniciar o trabalho de conscientização do pessoal, da importância do  programa 5S para a melhoria do trabalho. A equipe também pode explicar os  objetivos do trabalho, mostrar as vantagens do programa e os benefícios.

Implantação

Após esta  reunião de sensibilização do pessoal com a equipe responsável, o programa  começa a ser efetivamente implantado. As responsabilidades são divididas de  acordo com as áreas de trabalho, bem como os mapas de acompanhamento do  trabalho. Em casa fase, o pessoal envolvido deve se reunir para definir as  atividades, esclarecer as dúvidas, citar exemplos, etc. A interação da equipe  com o pessoal envolvido é importante, para que não fiquem dúvidas a respeito do  programa e para que tudo corra bem na fase seguinte.

Acompanhamento

A equipe  organizadora planeja e se organiza para fazer visitas nas áreas de implantação  com pelo menos um membro da equipe organizadora supervisionando a visita. Nas  visitas, os quesitos necessários para a implantação do programa devem ser  acordados, conforme a orientação do colaborador. Os pontos positivos, como os  negativos devem ser apontados, pois o pessoal deve ser motivado a seguir as  orientações. O ideal é que a equipe faça um mapa de acompanhamento mensal para  verificar os benefícios, os resultados, as mudanças. É essencial que todos  sigam o programa, desde os gerentes e diretores aos técnicos de apoio.

  Importante dizer  que implantar o programa não é apenas traduzir os termos e estudar sua teoria e  seus conceitos. Sua essência é mudar atitudes, pensamento e comportamento do  pessoal.

Inicie a transformação de sua Empresa, contate a

  MP  Consultoria, Auditoria e Treinamento em Gestão Empresarial

  contato@mccpconsultoria.com.br  Fone: 11 992151537

Visite nosso site:  http://mccpconsultoria.com.br

Leia mais
Webinar Aberto - Benefícios e Dificuldades do PON (Passive Optical Networks)
25/08/2017

Leia mais
Recupere seu PIS e COFINS Pagos indevidamente!
25/08/2017

Leia mais
Brasil constrói sua 1ª cidade 100% inteligente e sustentável
25/08/2017

 

O empreendimento está sendo erguido no Ceará e deve se tornar  referência para outros municípios do Brasil, assim que for inaugurado (ainda em  2017, segundo prometem os envolvidos no projeto).

  Em sua primeira fase, a cidade contará com espaço residencial  para 150 casas, além de um porto (que até 2025 deve ser o segundo maior do  Brasil!) e áreas destinadas ao lazer, comércio, serviços públicos e indústria.  Entre outros benefícios, o empreendimento terá:

  – corredores verdes ao longo de toda a cidade;

  – ciclovias de ponta a ponta do município;

  – tratamento de águas residuais;

  – aproveitamento de águas pluviais;

  – coleta inteligente de resíduos;

  – produção de energia solar e eólica;

  – praças com equipamentos esportivos que geram energia por meio dos  movimentos dos cidadãos;

  – monitoramento da qualidade do ar e da água;

  – redes inteligentes de eletricidade e água;

  – iluminação pública inteligente;

  – aplicativos para serviços de mobilidade compartilhada – como carros, motos e  bikes;

  – hortas compartilhadas espalhadas por toda a cidade;

  – infraestrutura digital com wi-fi grátis para todos os moradores.

 

 

 E mais:  a população poderá saber tudo o que acontece na cidade, em tempo real, por meio  de aplicativo, que funciona como uma espécie  de painel de controle do Croatá Laguna EcoPark.

  Quem aí  já quer começar a fazer as malas para mudar para o local? Uma casa por lá  custará cerca de R$ 24.300, segundo os idealizadores, que podem ser pagos em  até 120 vezes, exatamente para serem uma alternativa à população de baixa  renda. Já pensou se todas as cidades do Brasil fossem reformuladas  de acordo com o modelo?

 

 

FONTE: http://thegreenestpost.bol.uol.com.br/brasil-constroi-sua-1a-cidade-100-inteligente-e-sustentavel-idealizada-para-populacao-de-baixa-renda/

  http://smartcitylaguna.com.br/institucional/

  http://www.planetidea.it/simulador/

 


Leia mais
A quarta revolução industrial já chegou! Cadernos FIESP
22/08/2017

Leia mais
Mitos e Verdades Sobre a Energia Solar Fotovoltaica
21/08/2017

A utilização da energia solar vem crescendo em todo o mundo. A redução dos custos para a implantação de sistemas fotovoltaicos, aliada à diminuição gradativa do payback, é a principal razão para o aumento da utilização desta fonte renovável. Apesar disso, ainda existem muitas dúvidas em relação ao sistema.

1. A placa fotovoltaica gera energia sozinha?  MITO

O painel solar gera energia elétrica, mas somente ele não é capaz de abastecer uma residência ou empresa. Isso porque os painéis geram energia em corrente contínua, que não é compatível com a que usamos em casa. Sendo assim, são necessários cabos conectores e um inversor de frequência, que converterão essa energia em corrente alternada, equalizando com a energia usada em casa.

2. A placa solar gera energia em dias nublados? VERDADE

Em dias parcialmente nublados ainda há geração de energia. Vale lembrar que, apesar de sempre haver geração de eletricidade sob a luz do dia, sua intensidade pode ser menor em razão do grau de insolação. Até mesmo com tempo chuvoso a claridade existente produzirá energia.

3. Depois de instalado, um sistema fotovoltaico não pode ser retirado? MITO

É possível retirar as placas e o sistema fotovoltaico, assim como todos os equipamentos que compõem o sistema de energia solar, e instalar em outro lugar. Para isso, é preciso apenas reformular o projeto para garantir que ele se adapte às necessidades do novo local de instalação. Assim, caso o proprietário do sistema se mude, ele poderá levá-lo para a nova residência.

4. A placa solar pode durar até 25 anos? VERDADE

A maioria dos painéis fotovoltaicos tem garantia de vida útil de 25 anos, com um funcionamento de, no mínimo, 80% da capacidade de geração do equipamento. É importante verificar se a garantia é apoiada por uma entidade idônea, que deverá cumprir as leis de proteção do consumidor caso haja alguma falha no desempenho do seu sistema fotovoltaico.

5. Posso instalar as placas solares e o sistema fotovoltaico sozinho? MITO

Em um sistema de energia solar conectado à rede, você não deve tentar instalar o seu sistema fotovoltaico sozinho. O acompanhamento de uma empresa ou profissional especializado é importante para elaborar o seu projeto e analisar o melhor local e as melhores condições de instalação. Caso a instalação seja feita no telhado, que é o modo mais comum, o uso de equipamentos de segurança é fundamental, pois a altura é um complicador. Além disso, para conectar o sistema de energia solar na sua casa ou empresa é preciso uma autorização da distribuidora de energia local, e somente engenheiros e eletrotécnicos podem fazer tal solicitação.

6. As placas não geram energia durante a noite? VERDADE

A geração de energia solar fotovoltaica não acontece durante a noite. Em lugares onde a única fonte de energia disponível é a fotovoltaica, é necessário que o gerador tenha um banco de baterias conectado ao sistema para o armazenamento da energia que será utilizada no período noturno. Em locais onde existe o fornecimento de energia elétrica por parte da rede de distribuição pública, não é preciso conectar baterias ao sistema fotovoltaico, porque, nos dias chuvosos e durante a noite, a concessionária pode fornecer energia elétrica e suprir a necessidade do consumidor.

Com o surgimento das baterias de grande capacidade, como as PowerWall® da Tesla, o consumidor que tiver um sistema de geração distribuída com essas características ficará munido de três fontes de energia elétrica: a rede de distribuição, a geração fotovoltaica e o abastecimento por baterias. Tais opções dão ao consumidor mais um passo em busca da autossuficiência energética. Dessa forma, em dias chuvosos ou durante a noite, o sistema de geração será capaz de suprir o déficit do fornecimento de energia para algumas cargas, através das baterias.

Por fim, dará ao consumidor também a opção de escolher em quais períodos ele demandará energia elétrica oriunda da rede de distribuição, pela concessionária, evitando o problema da não geração de energia elétrica através da energia solar durante o período noturno.

7. Os sistemas fotovoltaicos são muito caros? MITO

Especialmente quando se faz uma análise do custo x benefício obtido com a instalação do sistema, que tem vida útil de 25 anos. Hoje em dia são muitos os recursos disponíveis para a aquisição de um sistema, incluindo consórcios, que funcionam exatamente como os consórcios de automóveis ou de imóveis. Sendo contemplado ou conquistando a carta de crédito por meio de lance, é possível quitar o financiamento com a economia feita na conta de luz. Os benefícios são enormes.

8. É verdade que instalar um sistema fotovoltaico vai agregar valor ao meu imóvel?

Sim, é verdade. Uma nova pesquisa, patrocinada pelo Departamento de Energia dos Estados Unidos, mostra que os compradores estão dispostos a pagar mais por residências com painéis solares no telhado – uma descoberta que pode fortalecer a questão de levar em conta o valor de recursos sustentáveis na apreciação de casas. O estudo, conduzido pelo Laboratório Nacional Lawrence Berkeley, na Califórnia, analisou dados das vendas de quase 23 mil casas em oito estados, de 2002 a 2013. Cerca de 4 mil delas tinham sistemas solares fotovoltaicos, todos eles próprios (diferentemente daqueles financiados através de locação por empresas solares).

Os pesquisadores descobriram que compradores estavam dispostos a pagar adicionais de US$ 15 mil por uma casa com sistema fotovoltaico de tamanho médio (potência de 3,6kW – quilowatts), quando comparada a uma casa similar sem um sistema. Colocado de outra forma, isso pode ser traduzido em cerca de US$ 4 adicionais por watt de energia solar.

Já pensou na possibilidade de implantar um sistema de energia solar fotovoltaico em seu condomínio? Pode ser uma excelente solução, a médio prazo, para baixar as cotas condominiais. O meio ambiente agradece e os condôminos também!

Fonte: http://www.condominiosverdes.com.br


Leia mais
DEFESA DO CONSUMIDOR
18/08/2017

 

 

 

Link: http://www.defesadoconsumidor.gov.br/

 

Leia mais
Convite :28 agosto - Eng Eduardo Navarro (CEO Telefonica VIVO ) Homem das Comunicações 2017 - Inscreva-se no link
18/08/2017

Leia mais
Cogen quer testar compensação de Geração Distribuida entre diferentes áreas de concessão
18/08/2017

 

http://www.energia.sp.gov.br/2017/08/cogen-quer-testar-compensacao-de-gd-entre-diferentes-areas-de-concessao/

 


Leia mais
Incentivo ao Setor de ENERGIA SOLAR
18/08/2017

O desenvolvimento de uma sólida base tecnológica e de toda a cadeia produtiva  da indústria solar é uma das principais linhas de atuação do Governo do Estado  de São Paulo. A indústria de equipamentos térmicos já mostra toda a sua força  no território paulista e a de equipamentos fotovoltaicos está em franco  crescimento.

Entre as principais medidas adotadas para efetivar a indústria solar em São  Paulo, estão os incentivos tributários na forma de diferimentos e da adesão aos  convênios de isenções. Os principais marcos legais vigentes são:

http://www.energia.sp.gov.br/energias-renovaveis/solar/incentivo-ao-setor/

Potencial de Energia Solar  Paulista

O primeiro passo para se efetivar a utilização de uma fonte renovável de  energia é a determinação de seu potencial, incluindo sua localização e  principais características.

A Subsecretaria de Energias Renováveis coordenou os estudos que apontam o  potencial de energia solar do Estado de São Paulo para geração fotovoltaica de  12 TWh/ano.

O mapeamento dos níveis e faixas de irradiação mostram a viabilidade técnica e  econômica para a geração de energia fotovoltaica entre as faixas de radiação  anual de 5,61 e 5,70 kWh/m²/dia, considerando a melhor faixa de aproveitamento,  correspondente a 0,3% do território paulista.

O estudo reúne 25 mapas que mostram o potencial de geração solar em cada uma  das regiões do Estado de São Paulo.

Clique aqui para acessar o estudo Energia Solar Paulista – Levantamento do  Potencial.

http://www.energia.sp.gov.br/wp-content/uploads/2016/06/2.-atlas_energia_solar_estado_sao_paulo.pdf

Leia mais
8ª edição da Feira das Indústrias de Indaiatuba acontece de 22 a 24 de agosto
18/08/2017

A 8ª edição da Feira das Indústrias de Indaiatuba será de 22 a 24 de agosto no Pavilhão da Viber das 15h às 21h com entrada gratuita. O evento é uma realização do Educandário Deus e a Natureza em parceria com a Prefeitura de Indaiatuba. Os visitantes poderão conferir 96 stands, auditório de palestras e praça de alimentação em que parte da renda será revertida para o Educandário que atende jovens aprendiz e os prepara para o mercado de trabalho.

A Feira visa apresentar para a população o que é produzido em Indaiatuba e em sua região, assim como fomentar negócios entre expositores, movimentando a economia. Para as empresas que querem expor seu trabalho, ainda dá tempo e podem enviar um e-mail para feiradasindustrias@gmail.com.

  Até o momento as empresas confirmadas são: Inset Clean; Versus do Brasil; Ask Ttech; Shopstar Uniformes; J.Ferres Embalagens; Cia Dox; Marca Brindes; Rodomago Transportes; Concceito; TK Logística; Solar Job; Rekiman Empilhadeiras; Acquametal; Bigstrong; Aliberti; Pedra Azul Consultoria; Ecape Embalagens; Printline; GD Consultoria; Kion Group; SEW Eurodrive; Maxlan; ERB Consult; Trópico Iluminação; Correio; Dialight; Ambicamp; Cedecom; Inductotherm Group; Albatherm; Flextec; CSM Tube do Brasil; Sternservice; Meka; Yanmar; Glasshield Blindados; Megatec; Dunex; Atomplast; Platz; AMV Sistemas; Woodpel Embalagens; Innara Aramados; R&A Service; Signa treinamentos; Grupo Balilla; Hotel Ibis entre outros. 

https://www.indaiatuba.sp.gov.br/relacoes-institucionais/imprensa/noticias/25364/

Publicação: 31/07/2017 16:29h
Redator(es): Laís Fernandes
Release N.º: 624


Leia mais
Novo Patrocinador UBIC - Schneider-electric.
17/08/2017

Karen,

Em nome da Diretoria da UBIC, é com grande satisfação que informamos a inclusão do logo da empresa Schneider-electric, na página principal do portal: www.ubic.org.br, no ícone dos Patrocinadores.

Sejam muito bem vindos, sucessos e realizações nesta nova parceria que se inicia.

Como é sabido, a UBIC – União Brasileira de Instaladores de Cabeamento, fundada em 2003, é uma união de empresas de âmbito Nacional, cujo foco de negócio é a concepção de infraestrutura para telecomunicações e tecnologia da informação.

Temos convicção que nossa União desempenha um papel cada vez mais importante, tornando-se uma sólida referência e uma voz possante em nome de seus Associados, Patrocinadores, Apoiadores e Amigos, formando uma Grande Comunidade.

A presença na Internet aumenta a possibilidade da sua empresa se tornar com maior visibilidade em qualquer ponto do país, conquistando novas oportunidades de negócios junto ao nosso Mercado de Infraestrutura de Telecomunicações e Informática. Em tempos de crise a UNIÃO, faz a diferença.

Sempre que desejar fazer uma promoção ou dar a conhecer novas informações ou notícias, poderá fazê-lo de uma forma simples e rápida, enviando-nos o E-mail Marketing com o conteúdo à ser divulgado no Portal da UBIC e no Linkedin.

Acreditamos que a nossa parceria, irá agregar valor para a sua marca, trazer novos clientes e gerar novos negócios.

Obrigado pela confiança depositada na equipe da UBIC.

Qualquer dúvida estou a sua disposição.

Grande abraço e bons negócios.
Antero Teixeira Sobrinho, Diretor Executivo
UBIC – União Brasileira de Empresas Instaladoras de Cabeamento.
Fone: 55 11 - 3675-7409
Cel:     55 11 – 9231-8421
* antero@ubic.org.br

Leia mais
Cooperativa Geração - EcoTrônicos Reciclagem - Recuperação e Recondicionamento de Eletrônicos
16/08/2017

QUEM SOMOS

A Geração EcoTrônicos é uma Cooperativa que atua no ramo da Manufatura Reversa dos eletroeletrônicos, dando um fim ecologicamente correto conforme a Lei 12.305, que estabelece a Implementação do Sistema de Logística Reversa dos Resíduos Sólidos.

Hoje em nossa cooperativa contamos com com técnicos qualificados, que passaram por uma formação específica para realizar esse tipo de trabalho.

Nossa cooperativa recebe e processa os eletroeletrônicos, fazendo assim uma descaracterização sem Custo, protegendo todas as informações e marca do Cliente. 

Ao desmontar esses resíduos, separamos e classificamos, após esse processo encaminhamos para empresas qualificadas em cada tipo de Produto.

ENCONTRE A GENTE
Endereço: Praça Hiraku Yamato - Rochdale, Osasco - SP, 06223-055
Email: geracaoecotronicos@gmail.com
Tel: (11) 3592-6489

HORÁRIO DE ATENDIMENTO:
Seg - Sex: 10:00 - 16:00

SITE
https://geracaoecotronicos.wixsite.com/geracaoecotronicos

FACEBOOK
https://www.facebook.com/geracaoecotronicos/

MATÉRIA DO SP TV


https://www.youtube.com/watch?v=3bAViQeRP6c


Leia mais
Informativo Empresarial
15/08/2017

Leia mais
Congresso Techno Telc 2017.
15/08/2017

Leia mais
Participe do Treinamento de Certificação Actassi!
15/08/2017

Leia mais
São Paulo enterrará 52 km de fios em 117 ruas; 2 mil postes desaparecerão
15/08/2017

 

Link: http://sao-paulo.estadao.com.br/noticias/geral,sao-paulo-enterrara-52-km-de-fios-em-117-ruas-2-mil-postes-desaparecerao,70001935102

 

 

Fonte: Estadão.

 

Leia mais
CotaOnline: Grupo Policom investe em solução de cotação online
11/08/2017

Ferramenta agrega-se às convencionais e aproxima ainda mais a empresa de seus clientes, com agilidade, mobilidade e segurança

O Grupo Policom desenvolveu sistema de cotações online, batizado de CotaOnline, que entrou oficialmente no ar no dia 1ª de agosto. Desse modo o Grupo Policom dá um passo importante na evolução de seu processo de vendas, transformando seu vendedor em um consultor, com ganhos para o cliente em termos de benefício entregue.

Mobilidade é uma das características básicas do CotaOnline, pois o sistema é totalmente responsivo, operando perfeitamente em celulares e tablets. Também beneficia qualquer tipo de cliente; o instalador, que precisa fazer compras rápidas para repor material na obra; o projetista, que precisa ter uma ideia de custos durante o desenvolvimento de seu projeto; e clientes finais, revendas, profissionais de arquitetura, construção e engenharia, entre outros.

Após dois meses de testes e oito meses de desenvolvimento, o CotaOnline já conta com mais de 650 usuários registrados, que podem cotar 2.745 produtos. Como informa Anderson Carvalho, gerente de Marketing do Grupo Policom, desse total de produtos ativos, cerca de 60% estão disponíveis para pronta entrega: “o estoque próprio está entre os diferenciais do Grupo Policom, que, ao longo de 22 anos de atividades, consolidou-se como o principal fornecedor de infraestrutura de TI para o mercado nacional e rapidamente vem ganhando terreno em outras verticais, como segurança eletrônica”.

O CotaOnline também agrega chat como mais um canal de atendimento nas áreas de vendas, pré-vendas e suporte técnico.  “Essas ferramentas e inovações como o CotaOline somam-se às tradicionais, e, com elas, queremos estar cada vez mais próximos de nossos clientes”, ressalta Sandro de Souza, diretor comercial.

“Acreditamos que o CotaOnline, rapidamente, gerará mais agilidade, precisão e qualidade na venda é decorrência natural, com resultados consistentes em vendas especialmente nos pequenos e médios projetos, pois, como nos mostra o perfil de consulta, agiliza o tempo de resposta, independentemente do porte da cotação e permite responder 100% das cotações”, comenta Carvalho.

O desenvolvimento

O desenvolvimento do CotaOnline – que teve como líder técnico o webdeveloper do Grupo Policom, Bruno Rodrigues – constitui evolução natural do processo de vendas do Grupo Policom e se justifica pelo “altíssimo volume de consultas recebidas diariamente via meios eletrônicos ou através do bom e fundamental televendas, é só um fator entre muitos outros que comprovam a credibilidade da empresa junto a nossos clientes”, comenta Carvalho.

O gerente de Marketing frisa que o sistema foi criado especialmente “para aperfeiçoar nossa operação comercial, trazendo ainda mais agilidade, precisão e pontualidade no atendimento. Nossos diretores Sandro de Souza (comercial) e Luis Fernando de Oliveira (Marketing), ao longo do tempo, observaram que nossos vendedores e gestores de contas precisavam de uma ferramenta online para melhorar a qualidade da venda, proporcionar um atendimento focado na discussão técnica, na busca pelo melhor custo benefício ao cliente, eliminando contratempos como tempo de resposta para receber cotações - sejam elas complexas para projetos grandes, sejam consultas básicas -  pois o próprio cliente monta e revisa suas listas de preços”.

Além do tempo de resposta dos times de vendas do Grupo Policom ter sido consideravelmente acelerado e ter ampliado a precisão nas informações, pois no CotaOnline estão as informações do sistema interno do Grupo Policom, a solução não elimina o contato com a equipe de vendas, que continua disponível via telefones, e-mail, pessoalmente a agora também via chat.

Como funciona – O acesso do cliente é via www.grupopolicom.com.br/cotaonline. Nesse endereço, ele efetiva um cadastro fornecendo o CNPJ da empresa. O time comercial do Grupo Policom valida a consulta via processos internos, estabelecendo o vendedor e o gerente responsável pela conta. Vencida esta etapa, o cliente recebe a liberação de seu acesso e pode, inclusive, incluir colegas da empresa para também fazer cotações, para o mesmo CNPJ. Daí em diante é bem parecido a uma compra online: o cliente monta sua lista de compras e manda para o carrinho. Ao se decidir pela compra, deve formalizar seu pedido para o vendedor do Grupo Policom proceder à fase de negociação e/ou faturamento. Um vídeo de dois minutos – disponível na home da plataforma e também no canal do Grupo Policom no YouTube - explica este processo.

Sobre o Grupo Policom

Fundado em 1995, o Grupo Policom (www.grupopolicom.com.br) investe no atendimento do cliente com produtos de valor agregado e preço acessível, que pode ser adequado ao orçamento do cliente sem redução da qualidade final do projeto. Caracterizando-se, também, por atuação comercial flexível, o Grupo Policom insere inovação e criatividade em seu DNA, agregando entre seus diferenciais competitivos o fato de ser 100% brasileiro. Além disso, seus colaboradores são focados no desenvolvimento e na criação de soluções que atendem os clientes e transfiram conhecimento tanto aos parceiros comerciais, quanto ao cliente final.

Essas características preservadas e fortalecidas ao longo de mais de 20 anos mantém o Grupo Policom como referência no mercado nacional de distribuição de produtos dos principais fabricantes do mercado, para Cabeamento Estruturado direcionados a aplicações de dados, voz, vídeo e controles prediais. A empresa consolidou sua posição nos segmentos de Data Centers e CFTV IP. Em 2016, iniciou sua atuação nas áreas de gestão de energia – com o fornecimento de NoBreaks e cabos elétricos – e controle de acesso IP. Sua atuação estende-se aos mais diversos setores produtivos, a exemplo de operação crítica, data centers, infraestrutura de transporte e logística, portos e aeroportos, ambientes corporativos, redes varejistas e shopping centers, hospitais, universidades, indústrias, estádios e arenas esportivas, estacionamentos etc.

Com sede na capital paulista, é formado pelas empresas Policom SP (São Paulo-SP), Policom Rio (Rio de Janeiro-RJ), Paris Cabos (São Paulo-SP) e Policom Paraná (Curitiba-PR), mantendo colaboradores regionais para áreas específicas, como interior dos Estados do Paraná, São Paulo e Minas Gerais. O Policom Solution Center, o Paris Cabos Solution Center e o Policom Solution Center Rio são espaços direcionados a treinamento, capacitação e demonstração das soluções de alta tecnologia comercializadas, funcionando como um showroom aberto à visitação pelos clientes, mediante agendamento prévio.

Contando com estrutura logística em condições de atender a todo o território nacional, o Grupo Policom oferece suporte técnico e comercial aos seus clientes. O seu corpo de profissionais participa constantemente de cursos ministrados pelos fornecedores e parceiros, mantendo-se atualizado para orientar corretamente os clientes com relação às melhores soluções de conectividade e CFTV IP. Atualmente, o Grupo Policom possui diversos engenheiros, MBAs e RCDD entre seus mais de 120 colaboradores.

Leia mais
Fluke Networks apresenta tendências tecnológicas para o mercado de redes
08/08/2017

Companhia demonstrará durante o evento as novidades de sua linha de Testadores para Certificação de Cabos UTP/FTP e Fibras Ópticas, com destaque para o recém-lançado DSX 8000 Cable Analyzer, primeiro testador de campo Cat 8 do mercado

A Fluke Networks, líder mundial no fornecimento de soluções de teste de rede e monitoramento, participa de 15 a 17 de agosto, em São Paulo, da 8ª edição de um dos maiores eventos de Redes e Telecom na América Latina. O NETCOM 2017 - Exposição e Congresso de Redes e Telecomunicações trará as últimas novidades em segurança, educação e entretenimento, reunindo empresas e profissionais de rede, telecom e instalações. Além disso, o Diretor de Vendas da América Latina da companhia, Jim Davis, ministrará a palestra intitulada: "Erros comuns cometidos nas especificações de certificação e testes", que acontecerá no primeiro dia do evento, às 11h, no auditório 1.

Durante o evento, a companhia demonstrará as novidades da sua família de Testadores para Certificação de Cabos Versiv™, com destaque para o recém-lançado DSX-8000 CableAnalyzer, primeiro testador em campo certificado e aprovado de forma independente quanto ao cumprimento de todos os requisitos do padrão de verificação de campo de Categoria 8. O DSX-8000 dá continuidade à tradição da Fluke Networks de desenvolver produtos que ajudam instaladores de comunicação de dados a obterem a aceitação de sistemas de cabos de cobre e de fibra de maneira mais rápida, precisa e rentável.

“Com o lançamento desse testador de campo, projetistas e instaladores têm agora à disposição as ferramentas de que precisam para implementar Cat 8 compatível com redes Ethernet de 25 e 40 gigabits. Ao alcançar esse importante marco de primeiro testador de campo Cat 8, nossa inovadora série DSX reforça nossa expertise baseada em 25 anos de histórico em testes de cabos, 13 centros de serviços mundiais e uma equipe de suporte que já escreveu mais de mil artigos em sua área de atuação”, ressalta Richard Landim, Especialista de Produto da Fluke Networks Brasil.

Serviço

NETCOM 2017
Data: 15 a 17 de agosto
Local: Pavilhão Branco do Expo Center Norte, em São Paulo – SP
Estande: B37

Sobre a Fluke Networks

A Fluke Networks é a líder mundial em ferramentas de certificação, resolução de problemas e instalação para profissionais que instalam e fazem a manutenção da infraestrutura crítica de cabeamento da rede. Desde instalar os mais avançados centros de dados até restaurar o serviço no pior clima, nossa combinação de lendária confiabilidade e desempenho sem paralelo garante que os trabalhos sejam realizados eficientemente. Com matriz na cidade de Everett/WA, USA, a empresa distribui seus produtos em mais de 50 países. No Brasil, está presente através da subsidiária Fluke do Brasil, onde possui escritório de vendas e marketing em São Paulo/SP. A empresa possui estrutura de Assistência Técnica no país e distribui as suas soluções por meio de Distribuidores Autorizados. Para informações adicionais e atualizações, siga a Fluke Networks no Twitter, Facebook e LinkedIn.


Leia mais
Intersolar South America – A Maior Feira e Congresso do Setor Solar Sul-Americano
08/08/2017

A Intersolar South America, a maior feira e congresso do setor solar sul-americano, será realizada no Expo Center Norte, em São Paulo, de 22 a 24 de agosto de 2017, focando as áreas de energia fotovoltaica, tecnologias de produção FV, armazenamento de energia e tecnologias termo-solares. Com mais de 11.500 visitantes e acima de 1.500 congressistas no Expo Center Norte de São Paulo, a Intersolar South America 2016 atraiu mais do dobro dos visitantes esperados. 180 expositoras mostraram seus produtos, representando um aumento de 60% em relação a 2015, tal como no ano anterior. Para 2017, esperam-se 240 empresas expositoras.

A exposição especial “ees South America” será realizada conjuntamente pela primeira vez em São Paulo a fim de incluir inovações e programas de armazenamento de energia elétrica Desde sua fundação mais de 25 anos atrás, a Série de Feiras Globais da Intersolar é a plataforma mais importante para fabricantes, fornecedores, distribuidores, prestadores de serviços e parceiros da indústria solar.

Data: de 22 a 24 de Agosto de 2017
Horário: das 13h às 20h
Local: São Paulo Expo Center Norte
Endereço: Rua José Bernardo Pinto, 333 - Vila Guilherme - CEP: 02055-000 - São Paulo / SP
Site: http://www.intersolar.net.br/pt/inicio.html

 


Leia mais
Refis 2017 - Prorrogado por 60 dias
08/08/2017

Leia mais
Informativo Empresarial
07/08/2017

Leia mais
Netcom - Ubic
03/08/2017

Leia mais
CEM - Critical Environment Manager - Certificação Internacional ICOR Gestores de Data Center - Dias 09 a 11 de agosto 2017 - 100% em Português.
03/08/2017

Leia mais
LANÇAMENTO - Simulador de nobreak: exclusividade do Grupo Policom
02/08/2017

Selecionar nobreak nem sempre é uma tarefa simples ou fácil.  Pensando nisso, o diretor comercial da Policom SP – Sandro Gonçalves –  idealizou uma ferramenta de seleção de modelo de nobreak que oferece 350 itens  que podem ser combinados de acordo com a necessidade.

A ferramenta é gratuita, foi desenvolvida por Vicente  Alonso, web developer parceiro do Grupo Policom, e pode ser acessada por  qualquer pessoa, mediante cadastramento prévio.

O engenheiro Carlos Cruz, da área técnica do Grupo Policom,  explica que esses equipamentos são importantes frente à realidade vivenciada no  Brasil:  rede pública de distribuição que não fornece energia pura e  uniforme para equipamentos eletrônicos sensíveis, fazendo com que o cliente se  responsabilize pelo estado e funcionamento seguro de seus equipamentos. 

Somadas essas necessidades à dificuldade em escolher um  nobreak entre os inúmeros modelos disponíveis no mercado, o simulador de  nobreak ganha importância, por automatizar a seleção, comenta o engenheiro Carlos  Cruz, do Grupo Policom Para buscar equacionar essas dificuldades, o nobreak é  fundamental, mas a diversidade de modelos e tipos pode ser um complicador para  o usuário não-especializado no tema, reforça.

Como explica seu Sandro Gonçalves, neste início da  operacionalização do simulador de nobreaks, “todos os itens são da APC, nossa  parceira em nobreaks desde maio de 2016, mas, em breve, estarão incluídos os  nobreaks da fabricante SMS, marca do Grupo Legrand, que é o segundo parceiro de  negócios do Grupo Policom neste segmento de energia.Com isso, essa ferramenta  que auxilia na seleção do nobreak ideal para cada empresa, independentemente do  porte, cumpre mais um objetivo: ampliar os modelos e as marcas disponíveis”.

O simulador de nobreak pode ser acessado no endereço:  www.grupopolicom.com.br/simuladordenobreak

Sobre o Grupo Policom

Fundado em 1995, o Grupo Policom (www.grupopolicom.com.br) investe no  atendimento do cliente com produtos de valor agregado e preço acessível, que  pode ser adequado ao orçamento do cliente sem redução da qualidade final do  projeto. Caracterizando-se, também, por atuação comercial flexível, o Grupo  Policom insere inovação e criatividade em seu DNA, agregando entre seus  diferenciais competitivos o fato de ser 100% brasileiro. Além disso, seus  colaboradores são focados no desenvolvimento e na criação de soluções que  atendem os clientes e transfiram conhecimento tanto aos parceiros comerciais,  quanto ao cliente final.

Essas características preservadas e fortalecidas ao longo de  mais de 20 anos mantém o Grupo Policom como referência no mercado nacional de  distribuição de produtos dos principais fabricantes do mercado, para Cabeamento  Estruturado direcionados a aplicações de dados, voz, vídeo e controles  prediais. A empresa consolidou sua posição nos segmentos de Data Centers   e CFTV IP. Em 2016, iniciou sua atuação nas áreas de gestão de energia – com o  fornecimento de NoBreaks e cabos elétricos – e controle de acesso IP. Sua  atuação estende-se aos mais diversos setores produtivos, a exemplo de operação  crítica, data centers, infraestrutura de transporte e logística, portos e  aeroportos, ambientes corporativos, redes varejistas e shopping centers,  hospitais, universidades, indústrias, estádios e arenas esportivas,  estacionamentos etc.

Com sede na capital paulista, é formado pelas empresas  Policom SP (São Paulo-SP), Policom Rio (Rio de Janeiro-RJ), Paris Cabos (São  Paulo-SP) e Policom Paraná (Curitiba-PR), mantendo colaboradores regionais para  áreas específicas, como interior dos Estados do Paraná, São Paulo e Minas  Gerais. O Policom Solution Center e o Paris Cabos  Solution Center são espaços direcionados a treinamento, capacitação e  demonstração das soluções de alta tecnologia comercializadas, funcionando como  um showroom aberto à visitação pelos clientes, mediante agendamento prévio.

Contando com estrutura logística  em condições de atender a todo o território nacional, o Grupo Policom oferece  suporte técnico e comercial aos seus clientes. O seu corpo de profissionais  participa constantemente de cursos ministrados pelos fornecedores e parceiros,  mantendo-se atualizado para orientar corretamente os clientes com relação às melhores  soluções de conectividade e CFTV IP. Atualmente, o Grupo Policom possui  diversos engenheiros, MBAs e RCDD entre seus mais de 120 colaboradores.


Leia mais
Informativo Empresarial
02/08/2017

Leia mais
Guia da EPI
31/07/2017

Acesse já o portal Guia da EPI:
http://www.guiadoepi.com.br/

Destinado, especialmente, para um público com alto poder de negociação, a Brasil editores é responsável pelo lançamento de um dos maiores sucessos em segurança do trabalho– Guia do EPI – coloca ao seu alcance o melhor do mercado interativo, proporcionando à sua empresa grandes oportunidades de negócios e Cotações de EPIs. E o melhor de tudo: Sem Custo !!!

O Guia do EPI, Tem distribuição Gratuita porém dirigida , foi lançado sua versão ONLINE  em 2005 E Edição Impressa abril de 2008 com a primeira edição de 30 mil exemplares ( esgotados em pouco mais de um mês). O sucesso é atribuído a  Consulta  segmentada e voltada para o “mundo business de quem precisar encontrar o Epis ”. Considerado entre a massa empresarial brasileira como um anuário eficaz para os anunciantes e também uma ferramenta estratégica de negócios para quem consulta, seu diferencial é estar à disposição 24 horas por dia já que recebe, através do portal, mais de 1 milhão de visitas mensais de possíveis compradores do Brasil.


Leia mais
Compra coletiva máquina de emenda - Associados UBIC
28/07/2017

Leia mais
Ainda há tempo! Certificação Internacional ICOR em Gestão Data Center - CEM - Critical Environment Manager Dias 09 a 11 de agosto 2017
28/07/2017

Leia mais
PARTICIPE DA 2ª EDIÇÃO DO SP CONECTA
26/07/2017

Área de Conexão

Reunimos entidades que têm muitas informações para oferecer

2ª Edição 
Venha se conectar com mais de 40  expositores

Aceleradoras, empresas,  financiadoras, academia, instituições de fomento, associações e governo.

Esse ano teremos também duas novas  áreas:

  • Cidades Inteligentes: startups voltadas para o tema
  • Arena de Internacionalização: câmaras de comércio

2ª Edição
Venha se conectar com mais de 40 expositores

Aceleradoras, empresas, financiadoras, academia, instituições de  fomento, associações e governo.

  Esse ano teremos também duas novas áreas:

  • Cidades Inteligentes: startups voltadas para o tema
  • Arena de Internacionalização: câmaras de comércio

http://www.investespconecta.com.br/

https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSdj1XxlBKjkc6ctyxktpHQ-XJRWZygpjV_K40LCXbZOI16d0w/viewform

PARTICIPE DA 2ª EDIÇÃO DO SP CONECTA

Vamos reunir o ecossistema de startups para criar novas conexões  e acelerar o desenvolvimento do Estado de São Paulo

INSCRIÇÕES GRATUITAS!

https://classic.mapme.com/spconecta


Leia mais
Rio de Janeiro inaugurará Policom Solution Center em agosto
26/07/2017

Estão em andamento as obras de construção do Policom Solution Center na unidade localizada na capital fluminense, que será o terceiro Solution Center do Grupo Policom construído desde 2010. Iniciadas ainda em junho, as obras estão a cargo da Maxxime Engenharia. A inauguração está prevista para agosto deste ano, por ocasião dos 16 anos da empresa.

Com 65m2 de área construída e capacidade para até 12 pessoas, o espaço funcionará como showroom de todas as tecnologias ofertadas pelo Grupo Policom.

A iniciativa e empreitada será liderada pelo diretor da unidade, Eduardo Rodrigues, com recursos e apoio dos profissionais da sede do Grupo Policom, em São Paulo (SP), e dos fabricantes.

A criação desse espaço, como frisa Anderson Luiz Carvalho, gerente de Marketing do Grupo Policom, favorecerá a realização de treinamentos e certificações de clientes e profissionais do setor, a exemplo do que acontece nos demais espaços similares, os PSC localizados no Ipiranga e na Paris Cabos (ambos na capital paulista).

Destacando o “tremendo sucesso dessa iniciativa iniciada em 2010”, Carvalho informa que no espaço estarão tecnologias para demonstração das marcas comercializadas pelo Grupo Policom, em cabeamento estruturado; CFTV IP, contemplando câmeras de diversos tipos, NVRs e softwares; controle de acesso, incluindo uma catraca com conexão IP; racks. GP Racks Server e TOP Solution G5. 

O PSC RIO também vai suportar todas as câmeras de segurança do prédio da Policom Rio existentes, além das novas e também vai receber toda a estrutura da rede corporativa existente, portanto além da função de showroom também hospedará os servidores de dados e a central telefônica da empresa.

Sobre o Grupo Policom

Fundado em 1995, o Grupo Policom (www.grupopolicom.com.br ) investe no atendimento do cliente com produtos de valor agregado e preço acessível, que pode ser adequado ao orçamento do cliente sem redução da qualidade final do projeto. Caracterizando-se, também, por atuação comercial flexível, o Grupo Policom insere inovação e criatividade em seu DNA, agregando entre seus diferenciais competitivos o fato de ser 100% brasileiro. Além disso, seus colaboradores são focados no desenvolvimento e na criação de soluções que atendem os clientes e transfiram conhecimento tanto aos parceiros comerciais, quanto ao cliente final.

Essas características preservadas e fortalecidas ao longo de mais de 20 anos mantém o Grupo Policom como referência no mercado nacional de distribuição de produtos dos principais fabricantes do mercado, para Cabeamento Estruturado direcionados a aplicações de dados, voz, vídeo e controles prediais. A empresa consolidou sua posição nos segmentos de Data Centers  e CFTV IP. Em 2016, iniciou sua atuação nas áreas de gestão de energia – com o fornecimento de NoBreaks e cabos elétricos – e controle de acesso IP. Sua atuação estende-se aos mais diversos setores produtivos, a exemplo de operação crítica, data centers, infraestrutura de transporte e logística, portos e aeroportos, ambientes corporativos, redes varejistas e shopping centers, hospitais, universidades, indústrias, estádios e arenas esportivas, estacionamentos etc.

Com sede na capital paulista, é formado pelas empresas Policom SP (São Paulo-SP), Policom Rio (Rio de Janeiro-RJ), Paris Cabos (São Paulo-SP) e Policom Paraná (Curitiba-PR), mantendo colaboradores regionais para áreas específicas, como interior dos Estados do Paraná, São Paulo e Minas Gerais. O Policom Solution Center e o Paris Cabos Solution Center são espaços direcionados a treinamento, capacitação e demonstração das soluções de alta tecnologia comercializadas, funcionando como um showroom aberto à visitação pelos clientes, mediante agendamento prévio.

Contando com estrutura logística em condições de atender a todo o território nacional, o Grupo Policom oferece suporte técnico e comercial aos seus clientes. O seu corpo de profissionais participa constantemente de cursos ministrados pelos fornecedores e parceiros, mantendo-se atualizado para orientar corretamente os clientes com relação às melhores soluções de conectividade e CFTV IP. Atualmente, o Grupo Policom possui diversos engenheiros, MBAs e RCDD entre seus mais de 120 colaboradores.


Leia mais
Expo Proteção 2017
25/07/2017

EXPO PROTEÇÃO
A MAIOR FEIRA DE SEGURANÇA E
EMERGÊNCIA DO BRASIL EM 2017

16 A 18 / AGOSTO / 2017

 

A agenda de quem tem interesse na área de Saúde e Segurança do Trabalho passa pela Expo Proteção, o grande evento do setor em 2017. A feira irá reunir mais de 300 expositores e cerca de 50 mil profissionais durante três  dias na cidade de São Paulo. Nada em 2017 será nem parecido com este grande  evento, que reúne uma feira e inúmeros eventos técnicos de formação  profissional, entre congressos, seminários, encontros, workshops e cursos, além  de palestras técnicas de expositores.

A Expo Proteção 2017 tem como evento paralelo a Expo Emergência, evento que  reunirá o mundo da emergência brasileira, além do projeto Bombeiro Brasil, em  parceria com o Corpo de Bombeiros do Estado de São Paulo, composto de um grande  congresso e competições entre os bombeiros de todo Brasil.

Em sua sétima edição a Expo Proteção se consolida como espaço indispensável  para a geração de negócios, a troca de experiências e a formação profissional.  Sua característica de evento técnico qualifica ainda mais o público visitante  da feira, transformando esta oportunidade como única. Os expositores vão estar  frente a frente com profissionais de todo Brasil que virão para participar dos  eventos técnicos, cerca de 7.000 pessoas. Além disto outros 40 mil visitantes  estarão na feira conferindo as novidades que o mercado oferece e dispostos a  trocar experiências com os fornecedores de produtos e serviços voltados à saúde  e segurança do trabalho.

Num momento em que o Brasil passa pela sua retomada econômica a Expo Proteção  2017 é o evento certo para expositores e visitantes ficarem frente a frente  para formatarem parcerias estratégias em busca do atendimento de suas  expectativas.

O grande evento de 2017 vai gerar bons negócios para todos e muito conhecimento  para milhares de profissionais. Confirme desde já a sua presença.

http://www.protecaoeventos.com.br/eventos/content/evento/?id_eventopai=27

Solicite gratuitamente seu crachá de participação (clique)


Leia mais
Informativo Empresarial
25/07/2017

As principais notícias do universo jurídico empresarial estão aqui em nosso site. Acesse e saiba mais: cavalcanteproenca.com.br

Receita Federal regulamenta restituição, compensação, ressarcimento e reembolso

Foi publicada hoje no Diário Oficial da União a IN RFB nº 1717/2017 que estabelece regras sobre restituição, compensação, ressarcimento e reembolso.

Fonte: Receita Federal

19/07/2017

>>> Leia mais

Governo Temer retoma minirreforma tributária com foco no PIS/Cofins

Palácio do Planalto determinou à área econômica que faça uma minirreforma tributária, com foco no PIS e na Cofins, tributos que incidem sobre o faturamento das empresas.

Fonte: Época

19/07/2017

>>> Leia mais

Receita identifica 2,1 mil brasileiros com imóveis em Miami não declarados

A Receita Federal identificou milhares de brasileiros que possuem imóveis no exterior, mas não declararam os bens no Brasil. Só em Miami, nos Estados Unidos, foram identificados 2,1 mil brasileiros que adquiriram imóveis em 2015 por meio de empresas limitadas, sem declará-los. Um dos detalhes que chamaram a atenção dos auditores brasileiros é que 75% desses imóveis foram pagos à vista, em dinheiro.

Fonte: Agência Brasil

19/07/2017

>>> Leia mais                   

ICMS-SP: Governador abre programas para parcelamento de dívidas

Contribuintes paulistas poderão regularizar débitos com redução no valor de multas e juros; período de adesão ao PEP e ao PPD começa nesta quinta-feira, 20/7.

Fonte: Sefaz-SP

18/07/2017

>>> Leia mais

Comissão do Congresso aprova Refis com várias modificações

A comissão mista do Congresso que analisa a Medida Provisória (MP) que instituiu o novo Refis (parcelamento de débitos tributários) aprovou em votação simbólica o relatório do deputado Newton Cardoso Jr. (PMDB-MG). O documento traz uma série de modificações ao texto original proposto pelo governo.

Fonte: Portal Contábil SC

17/07/2017

>>> Leia mais

Temer sanciona reforma trabalhista e afirma manter direitos constitucionais

Dois dias depois de aprovação no Senado, a reforma trabalhista foi sancionada nesta quinta-feira (13/7) pelo presidente Michel Temer (PMDB), sem vetos, em cerimônia no Palácio do Planalto. O texto muda mais de 100 pontos da CLT, principalmente para sobrepor o acordado sobre o legislado, além de uma série de procedimentos na Justiça do Trabalho.

Fonte: Conjur

13/07/2017

>>> Leia mais

Mudança em PIS e Cofins afetará diretamente o setor de serviços

O assessor especial da presidência da República para a reforma tributária, Gastão Alves de Toledo, participou nesta segunda-feira (10), de uma reunião com vários empresários e representantes do setor de serviços na Associação Comercial de São Paulo – ACSP, para esclarecer sobre os trâmites da reforma tributária e também para falar sobre os impactos da unificação do PIS e da Cofins sobre o setor produtivo, especialmente o de serviços.

Fonte: Portal Dedução

12/07/2017

>>> Leia mais


Leia mais
Vivo lança serviço de IoT para ajudar empresas a economizarem energia
21/07/2017

Da Computerworld Brasil - 19/07/2017 - 10h07

Operadora diz que solução possibilita previsibilidade maior na fatura e um gerenciamento mais eficiente sobre os principais pontos de consumo de energia

A Vivo Empresas, divisão da Telefônica Brasil voltada ao segmento B2B, ampliará a atuação em Internet das Coisas (IoT) com o lançamento do Vivo Eficiência Energética, solução que, segundo a companhia, oferece às empresas melhoria operacional, assim como automação e controle sobre os principais pontos de consumo de energia, o que garante previsibilidade da fatura e melhor gestão dos gastos. 

De acordo com a Vivo Empresas, o serviço dá maior autonomia no monitoramento e gerenciamento dos equipamentos em tempo real e, remotamente, de qualquer lugar do mundo. Desenvolvido junto com a Schneider Electric e Viridi Technologies, ele é indicado a empresas de vários setores, como bancos, varejo e hotéis.

A Vivo fez um piloto do novo serviço no Hotel Meliá, na unidade Jardim Europa, na capital paulista, entre novembro de 2016 e fevereiro deste ano. Em cinco meses, o hotel apresentou uma economia de 12% nas suas contas de energia. A redução no consumo pode variar dependendo do uso, tamanho e das características do imóvel.

O Vivo Eficiência Energética estará disponível no mercado em duas versões. O pacote inicial, dentre outros benefícios, atuará na medição em tempo real do consumo de energia e na setorização de consumos: climatização e iluminação. O pacote avançado, além dos serviços do pacote inicial, atuará diretamente na automação sobre os principais pontos de consumo por meio da utilização de sensores e equipamentos nos ambientes, que auxiliarão nas tomadas de decisão após identificação de alto consumo de energia ou pelo uso inadequado. Inicialmente, o serviço estará disponível nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Paraná, Pernambuco e no Distrito Federal. Economia: Veja com a ContaAzul 7 despesas que a sua empresa pode reduzir agora mesmo

As empresas, independentemente do seu tamanho, buscam cada vez mais mecanismos e soluções para reduzir o consumo de energia que vem aumentando ano após ano. Para se ter uma ideia, o consumo de eletricidade quase triplicou, nos últimos 20 anos, de acordo com dados do Boletim de Monitoramento do Sistema Elétrico Brasileiro, do Ministério de Minas e Energia.  E a nova solução da Vivo visa contribuir com os esforços das empresas interessadas no uso eficiente da energia.


Leia mais
DCD> Awards Latin America 2017
19/07/2017

Estão abertas as inscrições para o DCD> Awards Latin America 2017, (https://www.dcdawards.lat/) prêmio que contempla uma ampla gama de categorias pensadas para mostrar a excelência em todas as fases do ecossistema do data center. Desde o conceito de design e construção, através da inovação para a utilização de novas tecnologias, estes prémios reconhecem projetos indivíduos e equipes que levam a indústria.

Este ano, o DCD>Awards Latin America unifica em uma cerimônia a entrega de premios das categorias  para toda a América Latina. A inscrição de projetos vai até até 28 de Julho e é possível se candidatar em mais de uma categoria com o mesmo projeto ou vários projetos de uma mesma organização.

Envio o nome das categorias e os links para o arquivo em português.

Categorias com inscrição gratuita:

Categoria 1 Melhor Data Center “Enterprise”- http://www.dcdawards.lat/categoria1

Categoria 2 Melhor Fornecedor de serviços de Data Center - http://www.dcdawards.lat/categoria2

Categoria 3 Melhor Prestação de Serviço Digital no Setor Público http://www.dcdawards.lat/categoria3

Categoria 4 Excelência na operação de Data Centers - http://www.dcdawards.lat/categoria4

Categoria 5 Inovação na melhora da Eficiência Energética do Data Center - http://www.dcdawards.lat/categoria5

Categoria 6 Melhor Projeto de Transformação do Data Center http://www.dcdawards.lat/caegoria6

Categoria 7 Melhor projeto Cloud http://www.dcdawards.lat/categoria7

Categoria com indicação pelo juri:

Categoria 8 Contribuição Excepcional” à Indústria do Data Center http://www.dcdawards.lat/categoria8

Categorias com inscrição paga (fornecedores):

Categoria 9 Fornecedor de Colocation do ano na Latam http://www.dcdawards.lat/categoria9

Categoria 10 Engenharia- consultoria do ano na Latam http://www.dcdawards.lat/categoria10

Categoria 11 Integrador de sistemas del ano na Latam Latam http://www.dcdawards.lat/categoria11

Os finalistas serão anunciados no dia 21 de agosto e a cerimônia de entrega do prêmio será dia 26 de setembro no eFORO MASARYK, Cidade do México.

Leia mais
PROGRAMAÇÃO DAS PALESTRAS - FIEE - ABINEE TEC 2017 Fórum CONECTIVIDADE 25 julho São Paulo Expo
17/07/2017

http://www.tec.abinee.org.br/2017/palestras.pdf

Reforçamos o convite para o ABINEE TEC 2017 Fórum  Conectividade, que será realizado no dia 25 de julho, das 9 às 13 horas,  no São Paulo Expo, Rodovia dos Imigrantes, km 1,5, São Paulo.

O Fórum, já com mais de 500 participantes confirmados,  contará com dois experts em CONECTIVIDADE: palestrante da HARVARD  BUSINESS SCHOOL, Professor THALES TEIXEIRA,  e Professor  Emérito da UFPE, Pesquisador SILVIO MEIRA, que coordenará o  painel com o Presidente da ABDI e as empresas ABB, Cisco, GE, HPE,  Huawei, IBM, Qualcomm, Samsung e Siemens.

Marcará a  abertura da 29ª FIEE – Feira Internacional da Indústria Elétrica,  Eletrônica, Energia e Automação, que será realizada no mesmo local de 25 a  28 de julho e contará com palestras simultâneas em quatro Ilhas de  Conhecimento, das 14 às 19 horas, sem custo de participação:

Ø  GTDC  – GERAÇÃO, TRANSMISSÃO, DISTRIBUIÇÃO E CONSUMO DE ENERGIA

- 25/07 O Futuro da Matriz  de Energia Elétrica no Brasil

- 26/07 Expansão e  Modernização das Linhas de Transmissão

- 27/07 Armazenamento de  Energia Elétrica

- 28/07 Distribuição e  Comercialização de Energia Elétrica

  Ø  TECNOLOGIA  E SUSTENTABILIDADE

- 25/07 Logística Reversa:  Regulamentação, Impactos e Oportunidades

- 26/07 Logística Reversa:  Projetos Inovadores - Rumo a Economia Circular

- 27/07 Política Pública  para Cidades Inteligentes

- 28/07 Cidades  Inteligentes: Inovações e Oportunidades

  Ø  AUTOMAÇÃO  E MANUFATURA INTELIGENTE

- 25/07 Manufatura  Inteligente e Empresa Conectada

- 26/07 Automação para os  Setores Automotivo e Químico

- 27/07 Automação para os  Setores de Papel e Celulose e Tecnologia Gráfica

- 28/07 Automação no Setor  de Saúde e a Utilização de Impressão 3D

  Ø  INOVAÇÃO  E NEGÓCIOS TECNOLÓGICOS

- 25/07 Política Pública  para Inovação

- 26/07 Fomento à Pesquisa,  Desenvolvimento e Inovação

- 27/07 Startups - Nova  Fonte de Ideias e Negócios

- 28/07 Soluções e Serviços  Tecnológicos

Clique aqui   www.tec.abinee.org.br    para conhecer a PROGRAMAÇÃO COMPLETA das  palestras e fazer o credenciamento gratuito antecipado para garantir sua  participação.

Participe do ABINEE TEC 2017 de 25 a 28 de Julho www.tec.abinee.org.br

Fórum ABINEE TEC 2017 dia 25 julho 9 horas  -   Tema: Conectividade

29a FIEE Feira internacional da Indústria Elétrica,  Eletrônica, Energia e Automação

Palestras: 4 áreas temáticas no âmbito da FIEE

São Paulo Expo - Rodovia dos Imigrantes km  1,5  

Credenciamento

Leia mais
Curso e Certificação Internacional ICOR em Data Center - CEM - Critical Environment Manager Dias 09 a 11 de agosto 2017
14/07/2017

Leia mais
Aproveite as Férias e conquiste a 1ª certificação para a carreira de Engenheiro de Redes Cisco
11/07/2017

Leia mais
2º CONGRESSO BRASILEIRO E LATINO-AMERICANO DE IOT
10/07/2017

Leia mais
35 Anos de Aberimest
07/07/2017

Leia mais
IMPORTANTE - Focada no mercado SMB, TP-Link firma parceria com Grupo Policom
06/07/2017

Novo parceiro é referência no mercado nacional de distribuição de produtos para Cabeamento Estruturado

São Paulo, junho de 2017 -  A TP-Link, líder global em produtos Wi-Fi com mais de 45% de market share, vem investindo pesado no mercado SMB neste ano. E como parte dessa estratégia, acaba de anunciar parceria com o Grupo Policom, referência no mercado nacional de distribuição de produtos para cabeamento estruturado direcionados a aplicações de dados, voz, vídeo e controles prediais, e para CFTV IP dos principais fabricantes do mercado.

A parceria visa ofertar os produtos da linha SMB, tais como conversores de mídia, switches PoE, Switches convencionais e Wireless Corporativo.

“Nossos produtos são complementares aos vendidos hoje pela Policom. Onde há cabeamento estruturado, há necessidade de Switches, e no caso de CFTV, onde há câmeras IPs, são necessários Switches PoE. Por isso, essa parceria é tão estratégica, atuamos juntos para sanar as necessidades dos clientes: onde uma empresa faz cabeamento, vamos entrar com a oferta de wireless corporativo”, explica Nelson Ito, Diretor de produtos SMB e ISP da TP-Link no Brasil.

Além dessa parceria, a TP-Link está investindo no mercado corporativo como estratégia de crescimento, seguindo a tendência de aquecimento desse setor no país nos próximos anos. Segundo dados do Gartner, mesmo com a recessão, o mercado de TI deve crescer 2,9% em 2017, e os os serviços de TI devem responder por US$ 943 bilhões do faturamento do setor. “Queremos parcerias de longo prazo, com parceiros especialistas no mercado SMB e cada vez mais aumentar a representatividade de nossos produtos”, explica Ito.

Para garantir que a estratégia tome forma, a empresa investe em treinamento de parceiros, treinamento das revendas para ofertar as soluções SMB, além de aumento na prospecção de novos clientes e projetos.

“A nossa estratégia SMB no Brasil não seria possível sem a parceria e a experiência de mercado do Grupo Policom. Estamos muito satisfeitos e seguros com a nossa escolha”, finaliza Ito.

Opinião semelhante é expressa por Luís Fernando Mussolini de Oliveira, diretor comercial do Grupo Policom, ao informar que “a estratégia do Grupo Policom é fornecer solução completa de infraestrutura aos nossos clientes. Além disso, investimento continuamente no relacionamento com o mercado e no atendimento das propostas e consultas. A nossa mais recente ação, que inclui as soluções da TP-Link é o CotaOnline, um aplicativo que está em fase de testes e agiliza o processo de orçamento de projetos”.

Sobre o Grupo Policom

Fundado em 1995, o Grupo Policom® é referência no mercado nacional de distribuição de produtos para Cabeamento Estruturado direcionados a aplicações de dados, voz, vídeo e controles prediais, e para CFTV IP dos principais fabricantes do mercado, reconhecidos internacionalmente.

Sobre a TP-Link

Fundada em 1996, a TP-Link é líder global em fornecimento de dispositivos e acessórios de rede confiáveis, envolvendo todos os aspectos do dia a dia de seus clientes. A empresa é reconhecida pela IDC como a fornecedora número 1 de WLAN e dispositivos banda larga, com produtos presentes em mais de 120 países e milhões de clientes em todo o mundo.

Reconhecida pela estabilidade e desempenho, a TP-Link desenvolveu ao longo dos anos um portfólio de produtos capazes de atender às necessidades de conexão de pessoas por todo o mundo. Agora, enquanto a vida conectada continua a evoluir, a empresa passa a expandir hoje para exceder as demandas que virão no futuro.

Leia mais
Novo Patrocinador UBIC - ABC CONECTORES
28/06/2017

Caro(a)s  amigo(a)s boa tarde.

Em nome da Diretoria da UBIC, é com grande satisfação que informamos a inclusão  do logo da empresa ABC Conectores., na  página principal do portal: www.ubic.org.br, no ícone dos  Patrocinadores.

Sejam  muito bem vindos, sucessos e realizações nesta nova parceria que se inicia.

Como  é sabido, a  UBIC – União Brasileira dos Integradores de Solução de Engenharia , fundada em 2003, é uma  união de empresas de âmbito Nacional, cujo foco de negócio é a concepção de infraestrutura para telecomunicações e tecnologia da informação.

Temos convicção que nossa União desempenha um papel cada vez mais importante, tornando-se uma sólida referência e uma voz possante em nome de seus  Associados, Patrocinadores, Apoiadores e Amigos, formando uma Grande  Comunidade.

A presença na Internet  aumenta a possibilidade da sua empresa se tornar com maior visibilidade em  qualquer ponto do país, conquistando novas oportunidades de negócios junto ao  nosso Mercado de Infraestrutura de Telecomunicações e Informática. Em tempos de crise a UNIÃO, faz a diferença.

Sempre que desejar fazer uma promoção ou dar a conhecer novas informações ou notícias, poderá fazê-lo de uma forma simples e rápida, enviando-nos o E-mail Marketing com o conteúdo à ser divulgado no Portal da UBIC e no Linkedin.

Acreditamos que a nossa parceria, irá agregar valor para a sua marca, trazer novos clientes e gerar novos negócios.

Obrigado pela confiança depositada na equipe da UBIC.

Qualquer dúvida estou a sua disposição.

Leia mais
CONVITE - TREINAMENTO APC ***NOVA LINHA DE NOBREAKS SMART-UPS*** DIA 13/07 - Vagas limitadas NÃO PERCA!!!!
28/06/2017

Leia mais
Certificação Internacional ICOR em Data Center - CETa/CEM - 29 e 30 de junho e 09 a 11 de agosto 2017 - 100% em Português
28/06/2017

   CE1000             CE5000   

   ICOR  Líder Mundial em Resiliência Organizacional

    OBTENHA UMA CERTIFICAÇÃO INTERNACIONAL PARA AMBIENTES CRÍTICOS - DATA CENTER

      COM MATERIAL E EXAME 100% EM PORTUGUÊS

 

  (CE 1000 - CONHECIMENTOS ESSENCIAIS EM AMBIENTES CRÍTICOS -CETa)

  Essencial Knowledge for Critical Environments

    São Paulo dias 29 e 30 de junho de 2017  

    Hotel Blue Tree Paulista Premium  

  ÚLTIMAS  VAGAS

  Pagamentos Facilitados >> Mais Informações

     < Baixe aqui o catálogo do Curso >

CE 1000 é voltado aos profissionais que trabalham ou pretendem trabalhar em ambientes críticos, tais como data centers, call centers, pesquisa e desenvolvimento, pesquisa universitária, hospitais, clean rooms, mesas de operação em bancos, locais de transmissão de radiodifusão e instalações industriais. Reconhecido mundialmente, o curso traz ao profissional uma visão abrangente e diferenciada, destacando-o no mercado.

Principais Tópicos do CE 1000

         - 1000.1 A Evolução dos Ambientes Críticos 

         - 1000.2 Construindo um Ambiente Crítico – Lógica Inicial

         - 1000.3 Infraestrutura – Classificação em Tiers conforme o Uptime

         - 1000.4 Medição e Relatórios para Planejamento de Capacidade 

         - 1000.5 Procedimentos – O que você deve ter?

         - 1000.6 Manutenção de Infraestruturas Críticas

         - 1000.7 Componentes Individuais de um Ambiente Crítico

         - 1000.8 Como Deve Ser a Estética de Ambientes Críticos

 

 (CE 5000 - CRITICAL ENVIRONMENTS MANAGERCEM)

         Gerente de Ambientes Críticos

             São Paulo dias 09 a 11 de agosto de 2017  

 

         Pagamentos Facilitados >> Mais Informações

          Baixe aqui o catálogo do Curso >

O foco do CE 5000 está em como gerenciar o ambiente crítico, bem como em seu orçamento. O curso inclui uma visão detalhada dos vários aspectos da gestão de ativos e aborda tópicos de como se preparar para problemas de equipamentos e de avaliação da capacidade operacional dos sistemas críticos. O gerenciamento do orçamento de engenharia é uma parte importante da gestão do CE, bem como uma compreensão do plano financeiro.

O curso analisa como aumentar a eficiência energética, avaliar as tendências para o planejamento de capacidade, bem como preparar-se para ser auditado e analisar cada aspecto de um programa de manutenção abrangente.

Principais Tópicos do CE 5000

         - 5000.1 Documentação e procedimentos operacionais

         - 5000.2 Projeto, Normas de Construção e Conformidade de Códigos

         - 5000.3 Avaliação de Desenhos

         - 5000.4 Orçamento de longo prazo

         - 5000.5 Operações Eficientes em Energia

         - 5000.6 Manutenção, Planejamento e Relatórios

         - 5000.7 Preparando-se para ser Auditado

         - 5000.8 Expectativas do CMMS

Curso não vinculado a fabricantes e baseado em normas. Possui conteúdo abrangente, diferenciado e atualizado, Inclui o Exame de Certificação com Validade Internacional CETa CEM - ICOR.

  Mais informações e inscrições  

         Tel. 11 3280-8437 / 3937-6416

        contato@theicor.com.br | contato@toptier.net.br

         www.theicor.com.br

         www.theicor.org

Leia mais
SureTEST
23/06/2017

Teste dos Circuitos de Distribuição Interna: quem nunca?

A conectorização apropriada é crucial para garantir a segurança e o desempenho de circuitos de distribuição interna. Pela perspectiva de segurança, perigos de choque elétrico e incêndios são causados principalmente por má instalação ou falha nos dispositivos de proteção, como os DDRs (dispositivos diferenciais residuais). Agora pela perspectiva de desempenho, equipamentos elétricos e dispositivos de alta tecnologia exigem fornecimento de energia confiável para funcionar adequadamente e garantir suas vidas úteis.

As regras americanas aplicáveis a circuitos de distribuição interna são definidas pela NEC (National Electric Code). Os testes são necessários para garantir a operação segura e eficiente dos circuitos de distribuição interna de imóveis, pois problemas ocultos podem resultar em incêndio, falha de equipamentos ou até em eletrocussão.

Os testes mais importantes que podem ser feitos nesses circuitos são o de queda de tensão sob carga, que avalia a perda de tensão em cada ponto do circuito, e da operação correta de DDRs em cada um. Para esse objetivo, apresentamos o SureTEST®, analisador de circuitos elétricos da IDEAL INDUSTRIES.

No teste de queda de tensão, em que são geradas cargas de 12, 15 e 20 ampères, o técnico visualizará não apenas o percentual de queda em cada situação, como também a tensão TRMS disponível na tomada. Particularmente voltado para avaliação de subdimensionamento de condutores, esse teste também é indicado para identificar falhas em emendas e derivações ao longo do circuito elétrico.

Já no teste de operação dos disjuntores residuais, DDRs, podem ser analisados os dispositivos de tomada (que operam entre 6 e 9mA) e os dispositivos de quadro (que operam a 30mA). Isso é muito importante, pois o uso dos botões de teste dos próprios dispositivos ou o fechamento do condutor neutro com o de aterramento na tomada não traz nenhuma informação, apenas permitem verificar o funcionamento. No resultado, não só é mostrada a corrente de disparo como também o tempo decorrido.

Além disso, o SureTEST® também calcula a carga estimada do circuito (ELL – até 15A) e as correntes de curto-circuito ASCC1 e ASCC2.

Características:

• Mede a queda de tensão sob carga (12A, 15A e 20A)

• Mede a impedância dos condutores fase e neutro

• Calcula a carga estimada na linha (ELL - estimated load on line) até 15A

• Calcula as correntes de curto-circuito disponíveis: ASCC1 (fase-neutro) e ASCC2 (fase-neutro-terra)

• Testa GFCIs (6 a 9mA) e EPDs (30 a 37mA) para validar a funcionalidade dos dispositivos de segurança

• True RMS

• Tensão da linha e de pico

• Identifica a terminação apropriada em tomadas tripolares

• Identifica aterramento falso (bootleg)

• Realiza os testes sem perturbar cargas sensíveis

• Verifica a continuidade do aterramento (com o adaptador 61-175)

• Verifica a isolação do aterramento (com o adaptador 61-176)

• Tela OLED super-brilhante

• Alta precisão

• Segurança: dupla-isolação, atende às normas UL61010B-1 (CAT III-300V) e UL1436

• Garantia de 2 anos

Você pode acessar a página do produto com todas as especificações e vídeos de demonstração clicando aqui.

Leia mais
Convite Treinamento de Certificação Panduit
22/06/2017

Leia mais
Nestas férias, a CloudCampus tem várias opções para você dar um UP na sua carreira.
22/06/2017

Leia mais
Grupo Policom define agenda de certificações DCPRO
22/06/2017

De junho a novembro, o Grupo Policom promoverá cinco cursos de certificação do Datacenter Dynamics, seu parceiro na atividade para as regiões brasileiras Sul e Sudeste.

A agenda compreende quatro certificações na Policom SP e uma na Paris Cabos, como segue:

 • 26 a 28 de junho - Data Center Power Professional – DCPP – local: Policom SP

 • 28 a 31 de agosto - Data Center Design Awareness – DCDA – local: Policom

 • 31 de agosto e 01 de setembro - Energy Efficiency Best Practices – EEBP – local: Paris Cabos

 • 25 a 27 de setembro - Critical Operations Professional – COP – local: Policom SP

 • 27 a 29 de novembro - Energy and Cost Management – CEM – local: Policom SP

Essas certificações se constituem níveis do programa DC PRO Development e tem como diferenciais alinhamento aos padrões internacionais; instrutores especializados com mais de 10 anos de experiência; e aprendizado interativo, online e presencial. Além disso, a metodologia aplicada contribui para a progressão de carreira para especialista, pois a formação profissional oferecida tem como objetivo fornecer certificação, conhecimento e melhores práticas, para os profissionais de data centers que, usualmente, são provenientes de áreas diversas, como Telecom, Mecânica, Energia ou Sistemas que necessitam convergir as multidisciplinas que circulam no ambiente de um data center.

Em todos os cursos, os participantes são incentivados a debater sobre experiências reais de trabalho e os exercícios oferecem a oportunidade de pôr em prática o que foi aprendido e poder aplicar mais tarde, em seu próprio ambiente de data center.

A Certificação Energy and Cost Management (CEM) explora o uso eficaz da energia por software, sistemas de TIC e infraestrutura de apoio do data center, além de abranger as melhores práticas e estratégias para controlar e gerenciar a eficiência energética, sendo, portanto, direcionado a Qualquer pessoa envolvida na gestão de missão crítica de TI, infraestrutura, telecomunicações, ou consultores de design.

Já a Certificação Data Center Design Awareness (DCDA) é um curso preparatório da Estrutura de Progressão Profissional de DCPro e serve para apresentar aos estudantes as principais disciplinas relacionadas com os data centers. É especialmente indicado para profissionais envolvidas direta ou indiretamente na gestão e na operação de um data center existente ou com projeto em fase de construção.

O curso Data Center Power Professional – DCPP – busca desenvolver nos participantes a compreensão de como as necessidades de energia impactam o projeto e a operação do data center, a partir dos fundamentos de distribuição crítica dos componentes de energia, segurança e manutenção relacionados a investimentos em infraestrutura, e gerenciamento de suas complexidades e mudanças.

Energy Efficiency Best Practices (EEBP) é uma certificação que explora estratégias para o uso eficaz de energia em data center e, para isso, está alinhado com as normas do Código de Conduta Europeu, ASHRAE, The Green Grid e BCS - The Chartered Institute for IT.

Leia mais
Webinar Aberto - Power Over Ethernet (PoE) e Certificação, porque eu deveria me preocupar?
16/06/2017

Leia mais
Princípios da Arquitetura Sustentável Princípios da Arquitetura Sustentável
16/06/2017

 http://sustentarqui.com.br/dicas/principios-da-arquitetura-sustentavel/

Veja alguns exemplos de  projetos que utilizaram os princípios da arquitetura sustentável. 
http://sustentarqui.com.br/tag/arquitetura-sustentavel/

Leia mais
Fluke Networks anuncia ao mercado brasileiro novo certificador de cabos de cobre
13/06/2017

Fluke Networks anuncia certificador de cabos de cobre básico ao mercado brasileiro

 O DSX-600 CableAnalyzer™ realiza testes de certificação de categoria Cat 6 e Classe E em apenas nove segundos e lida com testes Cat 6A e Classe EA em dez segundos, permitindo que os instaladores de cabeamento testem milhares de conexões a cada turno de oito horas

A Fluke Networks, líder mundial no fornecimento de soluções de teste de rede e monitoramento, anuncia ao mercado brasileiro o lançamento do DSX-600 CableAnalyzer, um certificador de cabos de cobre básico, com preço acessível, que proporciona crescente produtividade e ROI aprimorado para pequenos trabalhos de instalação de cabos. Projetado para oferecer uma certificação básica de cabos de cobre de categoria 6A e classe EA, o DSX-600 aumenta a eficiência de pequenos prestadores de serviços que instalam e testam redes de cobre. 

O DSX-600 da Fluke Networks agiliza todos os aspectos do trabalho de certificação, desde a configuração até o teste e a resolução de problemas, passando pela criação de relatórios para o cliente. Ele pode realizar testes de certificação de categoria Cat 6 e Classe E em apenas nove segundos, e lida com testes Cat 6A e Classe EA em apenas dez segundos, permitindo que os instaladores testem milhares de conexões a cada turno de oito horas. Além disso, a duração prolongada de sua bateria lhe permite realizar oito horas de testes com uma única carga.

Graças a seu sistema ProjX™, o DSX-600 ajuda a gerenciar os requisitos de trabalho e seu progresso, desde a configuração até a aceitação dos sistemas, assegurando que a configuração de testes seja feita sem falhas e que todos os testes sejam concluídos corretamente “já na primeira vez”. Ao mesmo tempo, graças à compatibilidade com o serviço baseado na nuvem, o LinkWare™ Live, os prestadores de serviço podem gerenciar os trabalhos e testadores de certificação a partir de quaisquer dispositivos inteligentes através de redes Wi-Fi, em qualquer momento ou local. Desde o lançamento do produto em 2014, seus usuários já fizeram o upload de mais de quatro milhões de resultados de testes no LinkWare Live. O DSX-600 também funciona com o LinkWare™ PC, o que possibilita que prestadores de serviço criem relatórios profissionais em PDF para clientes com rapidez e facilidade.

O DSX-600 possui uma interface de usuário com tela sensível ao toque, permitindo que os técnicos passem menos tempo apertando botões e mais tempo testando. Caso uma ligação falhe, a análise integrada na resolução de problemas proporciona as ferramentas para ajudar os usuários a identificarem o local da falha.

 “Agora, até mesmo os prestadores de serviço que apenas testam pequenas instalações de cobre podem realizar uma certificação de cabos precisa e excelente de um fornecedor líder mundial”, comentou Thomas Roth, diretor sênior de marketing da Fluke Networks. “O DSX-600 fornece certificação essencial baseada em 25 anos de histórico em testes de cabos, 13 centros de serviços mundiais e uma equipe de suporte que já escreveu mais de mil artigos em sua área de atuação”.

O DSX-600 está disponível em duas versões: o modelo básico, que inclui os adaptadores de canal, e o DSX-600-Pro, que acrescenta os adaptadores de link permanente. O DSX-600 conta com o suporte mundial da Fluke Networks, incluindo os centros de serviço em 13 países e treinamento disponível em 50 países.

Disponibilidade – O DSX-600 CableAnalyzer já está disponível nos principais distribuidores da Fluke Networks. Para mais informações, visite www.flukenetworks.com/DSX-600.

Sobre a Fluke Networks

A Fluke Networks é a líder mundial em ferramentas de certificação, resolução de problemas e instalação para profissionais que instalam e fazem a manutenção da infraestrutura crítica de cabeamento da rede. Desde instalar os mais avançados centros de dados até restaurar o serviço no pior clima, nossa combinação de lendária confiabilidade e desempenho sem paralelo garante que os trabalhos sejam realizados eficientemente. Com matriz na cidade de Everett, WA, USA, a empresa distribui seus produtos em mais de 50 países. No Brasil, está presente através da subsidiária Fluke do Brasil, onde possui escritório de vendas e marketing em São Paulo/SP. A empresa possui estrutura de Assistência Técnica no país e distribui as suas soluções por meio de canais. Para informações adicionais e atualizações, siga a Fluke Networks no Twitter, Facebook e LinkedIn.


Leia mais
Agenda de Cursos e Eventos X-Cabos
13/06/2017

Leia mais
Oráculo EaD: novos cursos e promoções marcam primeiro semestre de atividades
12/06/2017

Oráculo EAD é uma plataforma de Ensino a Distância  que  oferece cursos livres de rápida duração, com foco na área de tecnologia da  informação e infraestrutura. Lançada no início deste ano, inicia o mês de junho  com promoções e novos cursos para profissionais com atividade em cabeamento  estruturado e infraestrutura para redes de dados.

SCE322 sobre  desempenhos e parâmetros das fibras ópticas, SCE381 enfoca padrões  ethernet sobre cabeamento estruturado e SCE335, sobre balanço de perda óptica e  SCE341, que trata de cálculo de taxa de ocupação para caminhos, são cursos  rápidos, de 50 min, que passaram a estar disponíveis via Oráculo EAD (http://www.oraculoead.com.br).

Além desses cursos rápidos, o Oráculo EAD oferece uma  promoção a todos que se inscreverem na lista da plataforma: 15% de desconto no  curso SCE100 (que trata dos  fundamentos de cabeamento estruturado na era da Internet das Coisas).  

Outro combo destacado na plataforma de educação a distância  resulta da parceria com a Clarity Treinamentos e a Fluke Networks: ao fazer os  cursos online, o valor investido é descontado no curso presencial "Infraestrutura de Data Centers" ou  "Certificação CCTT Fluke Networks".

Ao final de cada curso, há um exame para aprovação e  obtenção do certificado. Você também poderá baixar um documento com os resumos  dos cursos e os exemplos utilizados, como referência no dia a dia profissional.

A plataforma, como explica Anderson Luiz Carvalho – seu  idealizador – é direcionada a “pessoas e profissionais que buscam ampliar seus  conhecimentos. Nossos cursos são criados buscando excelente relação  custo-benefício para ajudar os interessados a alcançar seu máximo potencial com  preços que cabem no bolso”. Oráculo EAD, frisa Carvalho, também está “aberta a  parceria com profissionais e professores interessados em ministrar cursos nesse  formato”.

E por fim, uma promoção de grande sucesso é a “Semana da  Fibra Óptica”. Alunos que se matricularem no curso SCE322 até dia 15/06/2017  ganham a matrícula pro SCE335, ou vice versa.

Interessados devem entrar em contato pelo e-mail contato@oraculoead.com.br.

Os  cursos

O curso SCE322 explica os principais tipos de fibra óptica utilizadas  em cabeamento estruturado e redes locais e de campus, suas categorias de  desempenho (OM1 a OM5, OS1 e OS2) e os mais relevantes parâmetros ópticos de  enlaces feitos com cabos de fibra, como por exemplo atenuação e largura de  banda. As informações apresentadas são baseadas em normas nacionais e  internacionais, não sendo orientadas para nenhum fabricante em específico.

Explicar a nomenclatura utilizada para as portas de rede do padrão IEEE 820.3  Ethernet, principalmente aquelas que utilizam cabeamento estruturado como meio  de transporte (par trançado e fibra óptica) é o objetivo do curso SCE381.  Nele, são mostrados os nomes dos padrões e suas principais características,  como: velocidade, mídia requerida, limites de comprimento, quantidade de pares  e fibras utilizados, perda máximas de link. São cobertas velocidades de 10 Mb/s  até 100 Gb/s. 

Já o curso SCE335 explica o que é o cálculo do "balanço de perda  óptica" e por que ele é importante ao projetar e instalar enlaces de fibra  óptica. É um curso essencial a todos os que projetam sistemas de cabeamento  estruturado, e também a todos os responsáveis pelos testes de certificação de  links ópticos.

Por sua vez, o curso SCE341 explica o que é e como realizar o cálculo  da taxa de ocupação de cabos em caminhos utilizados por cabeamento estruturado.  Isso é muito importante na fase de projeto, para assegurar que a infraestrutura  será adequada aos cabos a serem utilizados. E também é importante na fase de  implantação, para verificação das capacidades, principalmente quando houver  alterações de última hora nos caminhos a serem utilizados. Nesse curso, o  participante aprenderá a calcular a quantidade máxima recomendada de cabos por  caminho, bem como a dimensionar um caminho em função da quantidade de cabos que  ele deverá suportar. É um curso rápido focado e com exemplos de cálculos.  Essencial a todos os que projetam ou instalam sistemas de cabeamento  estruturado.

Os cursos são Idealizados e ministrados por Marcelo Barboza, formado pelo  Mackenzie, possui 30 anos de experiência em TI, membro da BICSI e da comissão  de estudos sobre cabeamento estruturado da ABNT/COBEI, certificado pela BICSI  (RCDD, DCDC e NTS), Uptime Institute (ATS) e DatacenterDynamics (Data Center  Specialist – Design). Instrutor autorizado para cursos selecionados da  DatacenterDynamics, Fluke Networks, CommScope, Apogee e Clarity Treinamentos.

Leia mais
EVENTO GRATUITO | Workshop sobre Medições na UBIC
12/06/2017

Leia mais
Cursos de formação BGP, MPLS e OSPF com 30 por cento de descontos.
09/06/2017

Leia mais
Webinar Aberto - Power Over Ethernet (PoE) e Certificação, porque eu deveria me preocupar?
08/06/2017

Leia mais
Fórum Potência São Paulo 2017
07/06/2017

Inscrição para o Fórum Potência São Paulo 2017

Data: 06 DE JULHO
Horário: 08H-18H
Local: CENTRO DE CONVENÇÕES REBOUÇAS - AUDITÓRIO AMARELO
Endereço: AV. REBOUÇAS - 600 - PINHEIROS - SÃO PAULO/SP

 

Para se  inscrever gratuitamente nessa etapa você deve criar uma conta clicando no botão  abaixo e preencher as informações solicitadas para concluir sua inscrição no  evento. Caso já tenha uma conta em nosso sistema, basta fazer seu login e  preencher as informações solicitadas para finalizar sua inscrição.

http://www.revistapotencia.com.br/inscricao-sp


Leia mais
INTERNET DAS COISAS. CURSOS ONLINE.
02/06/2017

http://codeiot.org.br/
CURSOS 100% ONLINE E GRATUITOS

Inscrições abertas para todos os cursos


Leia mais
Introdução ao Marketing no Facebook
02/06/2017

 

 

 

https://s3.amazonaws.com/rd-marketing-objects/ebook_mkt-no-facebook/marketing-no-facebook.pdf

 

Leia mais
E-BOOKS - Elétrica, Iluminação, Automação, Sustentabilidade e Sistemas Prediais para download gratuito
01/06/2017

E-books

Nesse espaço você encontra arquivos de e-books sobre as áreas de Elétrica, Iluminação, Automação, Sustentabilidade e Sistemas Prediais para download gratuito.  

http://www.revistapotencia.com.br/index.php/biblioteca/e-books.html

Leia mais
Dobre sua eficiência com Versiv
01/06/2017

Leia mais
Inspeção de Fibra no nível Versiv
25/05/2017

Leia mais
Grupo Policom torna-se distribuidor autorizado Nexans
22/05/2017

O Grupo Policom – referência no  mercado brasileiro na distribuição de materiais de energia, dados e voz –  anuncia parceria com a multinacional francesa para complementar a sua oferta  para infraestrutura de cabeamento estruturado e fibra óptica.

Especialista em cabos e  sistemas de cabeamento, a Nexans é uma empresa referência em qualidade,  inovação e tecnologia em todo o mundo. Com fábricas em mais de 40 países, a  companhia tem em seu portfólio produtos para aplicação em dados e energia  especializados para todos os segmentos de mercado, como por exemplo Indústria,  Construção Civil, Óleo e Gás, Telecomunicações, Mineração, Transporte e  Energias Renováveis.

Em parceria com a Nexans, o Grupo Policom reforça o seu foco  em oferecer soluções cada vez mais completas para seus clientes, ampliando o  seu portfolio e passando a disponibilizar linha completa de cabos e acessórios  de conectividade para atender aos mais exigentes padrões de velocidade em  transmissão de dados para infraestruturas de cabeamento estruturado e data  centers.

Através de duas linhas de produtos, Essential e LANmark, a  extensa gama de produtos que a Nexans disponibiliza atende a todo tipo de  necessidade e aplicação, seja ela eletrônica ou óptica, com confiabilidade,  soluções integradas e garantia de 25 anos para sistemas de rede certificados  instalados com sua tecnologia.

Sobre a Nexans

A Nexans (www.nexans.com.br)  traz energia à vida através de uma extensa gama de cabos e soluções de  cabeamento que proporcionam maior desempenho para os nossos clientes no mundo  inteiro.

A equipe Nexans está comprometida com uma abordagem de  parceria que apoia nossos clientes em quatro áreas de negócio principais:  Transmissão e Distribuição de Energia (submarina e terrestre), Recursos de  Energia (petróleo e gás, mineração e renováveis​​), Transporte (rodoviário,  ferroviário, aéreo, marítimo) e Construção (comercial, residencial e data  centers).

A estratégia da Nexans é fundamentada na inovação contínua  de produtos, soluções e serviços, desenvolvimento de colaboradores, treinamento  de clientes e processos industriais de baixo impacto ambiental.

Em 2013, a Nexans se tornou o primeiro player mundial em  cabos a criar uma Fundação com  foco em introduzir iniciativas sustentáveis ​​para o acesso à energia em  comunidades carentes por todo o mundo.

A Nexans, como um importante player no processo de  transição de energia, tem presença industrial em 40 países e atividades  comerciais em todo o mundo, empregando cerca de 26 mil pessoas e gerando vendas  em 2016 de aproximadamente 5,8 bilhões de euros. A Nexans está listada na  Euronext Paris, seção A.

Sobre o Grupo  Policom

Fundado em 1995, o Grupo Policom (www.grupopolicom.com.br) investe no  atendimento do cliente com produtos de valor agregado e preço acessível, que  pode ser adequado ao orçamento do cliente sem redução da qualidade final do  projeto. Caracterizando-se, também, por atuação comercial flexível, o Grupo  Policom insere inovação e criatividade em seu DNA, agregando entre seus  diferenciais competitivos o fato de ser 100% brasileiro. Além disso, seus colaboradores  são focados no desenvolvimento e na criação de soluções que atendem os clientes  e transfiram conhecimento tanto aos parceiros comerciais, quanto ao cliente  final.

Essas características preservadas e fortalecidas ao longo de  mais de 20 anos mantém o Grupo Policom como referência no mercado nacional de  distribuição de produtos dos principais fabricantes do mercado, para Cabeamento  Estruturado direcionados a aplicações de dados, voz, vídeo e controles  prediais. A empresa consolidou sua posição nos segmentos de Data Centers   e CFTV IP. Em 2016, iniciou sua atuação nas áreas de gestão de energia – com o  fornecimento de NoBreaks e cabos elétricos – e controle de acesso IP. Sua  atuação estende-se aos mais diversos setores produtivos, a exemplo de operação crítica,  data centers, infraestrutura de transporte e logística, portos e aeroportos,  ambientes corporativos, redes varejistas e shopping centers, hospitais,  universidades, indústrias, estádios e arenas esportivas, estacionamentos etc.

Com sede na capital paulista, é formado pelas empresas  Policom SP (São Paulo-SP), Policom Rio (Rio de Janeiro-RJ), Paris Cabos (São  Paulo-SP) e Policom Paraná (Curitiba-PR), mantendo colaboradores regionais para  áreas específicas, como interior dos Estados do Paraná, São Paulo e Minas  Gerais. O Policom Solution Center e o Paris Cabos  Solution Center são espaços direcionados a treinamento, capacitação e  demonstração das soluções de alta tecnologia comercializadas, funcionando como  um showroom aberto à visitação pelos clientes, mediante agendamento prévio.

Contando com estrutura logística  em condições de atender a todo o território nacional, o Grupo Policom oferece  suporte técnico e comercial aos seus clientes. O seu corpo de profissionais  participa constantemente de cursos ministrados pelos fornecedores e parceiros,  mantendo-se atualizado para orientar corretamente os clientes com relação às  melhores soluções de conectividade e CFTV IP. Atualmente, o Grupo Policom  possui diversos engenheiros, MBAs e RCDD entre seus mais de 120 colaboradores.

Leia mais
Novo Associado - UBIC / MEGA Informática
05/05/2017

Prezados Srs. bom dia.

É com grande satisfação, que informamos a inclusão do logo da empresa MEGA  Informática localizada no município de Barueri/SP na  seção de associados do portal da UBIC: www.ubic.org.br

Como é sabido, a UBIC, fundada  em 2003, é uma união de Empresas de Instaladores de Cabeamento de âmbito Nacional,  cujo foco de negócio é a concepção de Infraestrutura para Telecomunicações e  Tecnologia da Informação.

Fortificarmos essa notável  União, significa contribuirmos para tornarmos ainda mais fortes nossos laços,  criando condições de promovermos o desenvolvimento de nossos associados, tanto  ao nível técnico quanto ao administrativo e impulsionarmos nossas AÇÕES  SOCIAIS, já em pleno andamento desde 2007 e que tanta gente ajudou.

Temos convicção que nossa União desempenha um papel cada vez mais importante, tornando-se uma Sólida Referência e uma Voz Possante em nome de seus  Associados, Apoiadores e Patrocinadores, formando uma Grande Comunidade.

Sejam muito bem vindos nesta nova parceria, sucessos e realizações!

Obrigado pela confiança  depositada nos ideais da UBIC.

Saudações.

Leia mais
Transforme sua Empresa inicie JÁ
05/05/2017

Quer Transformar sua Empresa ?
Nós temos a solução !!

 O MELHOR CUSTO X BENEFÍCIO DO MERCADO !!

  

  MP Consultoria - contato@mccpconsultoria.com.br

  Fone. 11 99215.1537

 

 

NOVA NBR ISO 9001:2015 Gestão da Qualidade

A ABNT NBR ISO 9001 é uma norma que define os requisitos para colocar um sistema de gestão da qualidade em vigor. Ela ajuda empresas a aumentar sua eficiência e a satisfação das partes interessadas, especialmente a do cliente. Uma nova versão da norma ABNT NBR ISO 9001:2015 foi lançada em Set.15 em substituição à versão anterior (ABNT NBR ISO 9001:2008).

Por que a norma foi revisada?

Todas as normas ABNT são avaliadas a cada cinco anos e, se necessário, revisadas. Isso ajuda a garantir que estas continuem sendo ferramentas importantes para o mercado. Os desafios enfrentados atualmente por empresas e negócios são bem diferentes dos de algumas décadas atrás, pensando nisso, a ABNT NBR ISO 9001 foi atualizada para levar em consideração este novo cenário. O aumento da globalização, por exemplo, mudou a forma como fazemos negócios, e hoje as empresas operam cadeias de abastecimento cada vez mais complexas do que faziam no passado. Além disso, existe um aumento na expectativa de clientes e outras partes interessadas, e com mais acesso à informação - a sociedade em geral tem hoje uma voz mais forte do que nunca. A ABNT NBR ISO 9001 teve que refletir estas mudanças para que permaneça relevante.

Quais são as principais mudanças ?

A mudança mais evidente na norma é a sua nova estrutura. A ABNT NBR ISO 9001:2015 segue agora a estrutura geral das outras normas de sistemas de gestão, tornando mais fácil para qualquer um o uso de diversos sistemas de gestão.

Outra diferença importante é o foco dado ao pensamento baseado no risco. Apesar disso sempre ter feito parte da norma, a nova versão aborda esse ponto com mais atenção.

Quais são os benefícios da nova versão ?

A nova versão da norma oferece ao usuário uma série de benefícios.

Por exemplo:

  • Coloca grande ênfase no envolvimento das lideranças;

  •  Ajuda a lidar com riscos e oportunidades corporativas de forma estruturada;
  • Usa linguagem simplificada, com estrutura e termos infor­mais, que são especialmente úteis para empresas que utilizam diversos sistemas de gestão, como por exemplo, os de Segurança e Saúde no Trabalho, ou continuidade de negócios; Aborda a gestão da cadeia de suprimentos de forma mais efetiva;

  • Tem uma utilização mais fácil para empresas de serviços e de tecnologia.

Eu utilizo a ABNT NBR ISO 9001:2008. O que devo fazer ?

Após revisá-la com o objetivo de atender às necessidades do mundo corporativo dos dias de hoje, nós recomendamos que você atualize seu sistema de gestão da qualidade para se adequar à nova versão o quanto antes, pois imprevistos de última hora, ou até falta de agenda das Certificadoras, pode acarretar o RISCO de sua certificação vencer.

Cada organização é diferente, portanto, os passos necessários para ajustar o seu sistema de gestão podem servir somente para a sua situação.  A MP Consultoria com seu time de consultores treinados e com grande experiência, pode ajudar nesta transição, fazendo com que sua organização obtenha todos os benefícios da nova versão, a qual terá também agregada todo conhecimento da MP Consultoriaem mais de 10 anos de atuação.

Inicie a transformação de sua Empresa, contate a

MP Consultoria, Auditoria e Treinamento em Gestão Empresarial

contato@mccpconsultoria.com.br  Fone: 11 992151537

Visite nosso site: http://mccpconsultoria.com.br

Leia mais
Webinar Aberto - Qual a diferença entre OTDR e OLTS?
28/04/2017

Leia mais
Solução smart para estacionamento Dahua: câmara de segurança com luz LED indica status da vaga
19/04/2017

Controle, segurança patrimonial, redução dos sinistros, gestão e melhor aproveitamento do espaço e integração a sistemas de outros fabricantes: alguns benefícios para os administradores e proprietários de parques de estacionamento. Grupo Policom tem uma câmera para demonstração no Policom Solution Center.

Em grandes centros urbanos, a necessidade de vagas para estacionamento é crescente e exige otimização das existentes. Buscando contribuir no processo, a Dahua desenvolveu solução smart – disponibilizada no mercado brasileiro pelo Grupo Policom – que une eficiência e conveniência, é direcionada aos gestores e proprietários de parques de estacionamento e contribui na proteção dos veículos contra roubo e vandalismo, reduz o tempo do usuário de busca por uma vaga favorece rápido retorno do investimento (ROI).

A solução, focada no atendimento a projetos de médio e grande portes (shopping center, aeroporto etc.), é baseada em análise de vídeo, conta com as funções de controle inteligente de entrada, indicação de status espaço de estacionamento, orientação de rota estacionamento e busca do veículo inteligente, placa de licença pode ser bem conseguida e inclui todos os subsistemas de um estacionamento tais como controle de entrada baseado em ANPR e orientação de estacionamento, que permitem controle de entrada segura e conveniente.

Além disso, a solução reúne tecnologias que favorecem a gestão de estacionamento orientada a dados, a exemplo de controle de entradas com base em ANPR, que permite um acesso veículo seguro e conveniente; câmera de detecção de ponto, que assegura o veículo na vaga e recolhe as informações como o status do espaço de estacionamento e o número da placa, com benefícios também para os usuários, que podem localizar com facilidade e rapidamente a localização do veículo pelo número da placa.

Outros ganhos proporcionados por essa solução Dahua para estacionamento compreendem a exibição dos dispositivos e veículos em e-map personalizado, o fornecimento de relatórios gerenciais de operação para otimizar a gestão de estacionamento, plataforma de gerenciamento unificado simplifica a operação e manutenção do sistema, assim como a integração a sistemas de outros fabricantes, pois é compatível com os padrões tradicionais.

Parceiro da Dahua desde 2016, o Grupo Policom tem uma câmera para demonstração instalada no Policom Solution Center.

Com seu corpo técnico treinado pela Dahua, o Grupo Policom “assessora os integradores na implantação do sistema para estacionamento e já conta em seu portfólio com dois modelos de câmeras dome com o LED indicativo para atendimento dos projetos. Uma das câmeras capta ao mesmo tempo até três veículos estacionados na posição frontal, enquanto que a outra é indicada para instalação em corredor, sendo capaz de monitorar seis vagas de carros, três de cada lado. Também cadastramos o Appliance, hardware responsável pelo gerenciamento do sistema”, informa Anderson Carvalho, gerente de Marketing do Grupo Policom.

“Esta solução contribui para todos os níveis de clientes que precisam construir um estacionamento eficiente, pois fornecer um amplo conjunto de informações para otimizar a gestão de estacionamentos” diz Bruce Wu, diretor geral da Dahua Technology Brasil.

A Dahua Technology está presente no mercado brasileiro desde o início do ano – após anos de atuação a partir da sede, na China – com equipe própria e showroom, tendo o Grupo Policom está entre os seus distribuidores. Líder mundial no mercado de soluções de monitoramento de vídeo, a Dahua fornece produtos e soluções de monitoramento de vídeo, sistema de transporte inteligente, residência smart, entre outros.

Sobre a Dahua Technology

A Dahua Technology é uma das líderes mundiais no fornecimento de soluções de videomonitoramento. Possui 11 mil colaboradores e mais de 4 mil profissionais na equipe de Pesquisa & Desenvolvimento, cerca de 1.000 parceiros em todo o mundo, exportações para mais de 180 países, com 28 filiais ao redor do mundo: América do Norte, Dubai, Holanda, México, Panamá, Colômbia, Chile, Brasil, Cingapura, África do Sul, Peru, Rússia e Austrália e muito mais. O portfólio inclui produtos e soluções para segmentos como: tráfego, bancos, varejo, transportes, energia, estacionamento, controle de acesso, alarmes e vídeo porteiro. A Dahua Brasil possui escritório em São Paulo desde 2016. Dahua Technology – Sua vida mais segura.

Sobre o Grupo Policom

Fundado em 1995, o Grupo Policom (www.grupopolicom.com.br) investe no atendimento do cliente com produtos de valor agregado e preço acessível, que pode ser adequado ao orçamento do cliente sem redução da qualidade final do projeto. Caracterizando-se, também, por atuação comercial flexível, o Grupo Policom insere inovação e criatividade em seu DNA, agregando entre seus diferenciais competitivos o fato de ser 100% brasileiro. Além disso, seus colaboradores são focados no desenvolvimento e na criação de soluções que atendem os clientes e transfiram conhecimento tanto aos parceiros comerciais, quanto ao cliente final.

Essas características preservadas e fortalecidas ao longo de mais de 20 anos mantém o Grupo Policom como referência no mercado nacional de distribuição de produtos dos principais fabricantes do mercado, para Cabeamento Estruturado direcionados a aplicações de dados, voz, vídeo e controles prediais. A empresa consolidou sua posição nos segmentos de Data Centers  e CFTV IP. Em 2016, iniciou sua atuação nas áreas de gestão de energia – com o fornecimento de NoBreaks e cabos elétricos – e controle de acesso IP. Sua atuação estende-se aos mais diversos setores produtivos, a exemplo de operação crítica, data centers, infraestrutura de transporte e logística, portos e aeroportos, ambientes corporativos, redes varejistas e shopping centers, hospitais, universidades, indústrias, estádios e arenas esportivas, estacionamentos etc.

Com sede na capital paulista, é formado pelas empresas Policom SP (São Paulo-SP), Policom Rio (Rio de Janeiro-RJ), Paris Cabos (São Paulo-SP) e Policom Paraná (Curitiba-PR), mantendo colaboradores regionais para áreas específicas, como interior dos Estados do Paraná, São Paulo e Minas Gerais. O Policom Solution Center e o Paris Cabos Solution Center são espaços direcionados a treinamento, capacitação e demonstração das soluções de alta tecnologia comercializadas, funcionando como um showroom aberto à visitação pelos clientes, mediante agendamento prévio.

Contando com estrutura logística em condições de atender a todo o território nacional, o Grupo Policom oferece suporte técnico e comercial aos seus clientes. O seu corpo de profissionais participa constantemente de cursos ministrados pelos fornecedores e parceiros, mantendo-se atualizado para orientar corretamente os clientes com relação às melhores soluções de conectividade e CFTV IP. Atualmente, o Grupo Policom possui diversos engenheiros, MBAs e RCDD entre seus mais de 120 colaboradores.


Leia mais
Ainda dá tempo. Matricule-se nas próximas turmas dos cursos Presenciais da CloudCampus.
18/04/2017

Leia mais
Happy Hour Ubic - 17 de Maio - Bar Bom Rini
18/04/2017

Leia mais
Anúncio LanTEK III
18/04/2017

Leia mais
Anúncio Conectores Elétricos
18/04/2017

Leia mais
Anúncio VDVII
18/04/2017

Leia mais
Road Show TI 2017 | Inscrições gratuitas
17/04/2017

Leia mais
Não Perca! Webinar Aberto - OTDR para DataCenters, como funcionam?
17/04/2017

Leia mais
Convite ISC Brasil - 18 a 20 de abril
17/04/2017

Prezados Clientes e Amigos,

Será um prazer recebe-los em nosso Estande na ISC 2017 de18 a 20 de Abril das 13 as 20hs.

Por Favor, faça seu Credenciamento 
Aproveite o credenciamento gratuito para garantir sua participação no único evento do setor que reúne novas empresas, produtos, serviços, e soluções integradas para seu negócio.

Acesse o site, faça seu credenciamento e inscreva-se gratuitamente para o Congresso ISC Brasil - http://www.iscbrasil.com.br/Credenciamento


Leia mais
Homem das Comunicações 2017...Inscreva-se
17/04/2017

Leia mais
Eletrocalha modular Apis
17/04/2017

 

Valemam quer  iniciar a semana compartilhando uma noticia boa com você !

Nos últimos 10 anos acompanhamos mudanças significativas na construção civil; desde a  concepção de novos projetos utilizando modelos digitais que armazenam o ciclo  de vida da edificação (BIM - Building Information Modeling), assim como os avanços nos sistemas construtivos pré concebidos.

Acompanhando  estas mudanças, a Valemam mais  uma vez sai na frente e desenvolve um exclusivo sistema de eletrocalhas  modulares em alumínio com conexões de encaixe rápido.

Conheça mais  detalhes da eletrocalha modular Apis acessando o site www.valemam.com/apis

 


Leia mais
Yamaha Musical inaugura escola de música
12/04/2017

A Yamaha Musical do Brasil promoveu um evento de inauguração do novo endereço da Yamaha Music School, na Vila Olímpia, em São Paulo. A escola é uma iniciativa da Yamaha Musical e, no Brasil, já soma mais de quatro anos de existência. No mundo, são mais de 50 anos investindo em educação musical em mais de 40 países.

Quem não gosta de música? Das palpitações do rock n’ roll até o sapateado da música country, alguns dos melhores sons são aqueles que você pode sentir.

Você não apenas ouve a música, você também a sente. As batidas do tambor ecoam em seu peito. Buzinas estridentes enchem seus ouvidos. O som das cordas provoca arrepios na sua espinha. Há algo poderoso nestes momentos que não podemos explicar completamente.

Neste cenário se iniciou o projeto para construção da nova Yamaha Music School, um projeto inovador composto por ambientes projetados pensando em cada detalhe.

A Valemam foi convidada a oferecer soluções para distribuição de infraestrutura elétrica, voz, dados e áudio. Em um trabalho conjunto envolvendo a arquitetura (Space Plan) e a instaladora (Luche), definimos que a melhor alternativa para isolamento acústico com a não influência dos ruídos externos seria utilizar o sistema de canaletas articuladas da linha Frog. O objetivo foi de criar uma instalação independente e que não influenciasse no isolamento acústico proporcionado pelo forro e paredes que compunham cada ambiente.

“O piso elevado e o forro foram projetados com um sistema independente de amortecedores de vibração. Tivemos que entender as peculiaridades do projeto em conjunto com a arquitetura e profissionais de música da Yamaha,  obtendo assim maior engajamento de toda equipe. ” Afirmou  o arquiteto Leandro Cardoso, responsável pela gestão de novos projetos da Valemam.

A solução escolhida canaleta articulada Frog permitiu derivações verticais e horizontais com uma completa linha de acessórios de curvas internas e externas bem como seu sistema de fixação com tampas articuladas fixa por aço-mola.Esta flexibilidade permitiu a transição do cabeamento por todas as extremidades das salas de aula.

Os módulos de tomadas (clusters) ofereceram acesso para energia, voz, dados , imagem (HDMI e VGA) e conexões de áudio especificadas pelos técnicos da Yamaha.

Gerar experiências positivas através de soluções com inovação é algo que nos motiva a cada dia. Por isso temos grande orgulho de participar de projetos como o da Yamaha Music School, um espaço que garante as pessoas ter um sólido relacionamento com a linguagem musical e alegria em fazer música !

Se o seu projeto também busca uma alternativa modular como esta, saiba mais detalhes desta solução (canaleta articulada Frog) no link - www.valemam.com/frog


Leia mais
Aproveite as próximas 48 horas de ofertas imperdíveis da Campanha de Aniversário CloudCampus.
11/04/2017

Leia mais
Últimos dias para inscrição nos cursos Presenciais CloudCampus
07/04/2017

                

Automoção Predial                 

Mercado de 11 dígitos dólar; necessidade de minimizar os impactos ambientais e reduzir os custos de energia, o desperdício de água e os custos de manutenção das instalações; carência de profissionais capazes de implementar técnicas de automação na proposta de novos projetos, assim como na reestruturação da infraestrutura dos edifícios existentes, tornam esse curso bem atrativo para profissional que desejam atuar com soluções de automação predial.

                                 

Cisco ICND1

(INTERCONNECTING CISCO NETWORKING DEVICES, PART 1) 3.0

Opção mais rápida e barata para obter o primeiro nível da certificação CCNA R&S, tendo ainda a certificação, entrada neste universo da Engenharia de Redes, CCENT (Certified Entry Network Technician)

Facilidades de pagamentos:

· Parcelamento em até 10x sem JUROS, nas compras feitas via PayPal

· Parcelamento em até 18x com JUROS, nas compras feitas via PagSeguro

· Boleto com pagamento até 1 semana antes do início do curso;

· Transferência bancária direta através do (ITAU, CEF, Banco do Brasil e Bradesco);

· 20% de desconto na matrícula de 2 ou mais colaboradores por empresa.

(Não cumulativo para alunos ativos / inativos)

No caso de dúvidas acesso: Regulamento

Leia mais
Nova Parceria Telcabos
07/04/2017

Leia mais
Cabos elétricos Nexans: novidade no Grupo Policom
04/04/2017

O Grupo Policom – com o objetivo de ampliar e complementar o  portfólio de produtos que distribui, disponibilizando ao mercado soluções  completas para infraestrutura de redes de dados e sistemas de monitoramento em  CFTV IP – tem à disposição para pronta-entrega linha completa de cabos de  energia elétrica da Nexans.

O destaque fica com os cabos Noflam Flex de 1,5 mm, 2,5 mm,  4 mm, 6 mm e 10 mm, em diversas opções de cores de capa e com preço  competitivo.

Indicados para quadros e painéis elétricos e outras  aplicações que exijam cabos de maior flexibilidade, esses cabos atendem as  normas da NBR 5410, podem ser instalados em eletrodutos, sobre isoladores e em  molduras.

Além disso, os cabos modelo Noflam Antichama BWF Flexível  contam com certificação compulsória Inmetro e oferecem maior segurança devido  às características especiais quanto à não-propagação e à autoextinção do fogo,  características constatadas em ensaios de propagação vertical da chama,  conforme NBR NM-IEC 60332-3-23 (Categoria B).

Sobre o Grupo  Policom

Fundado em 1995, o Grupo Policom (www.grupopolicom.com.br) investe no  atendimento do cliente com produtos de valor agregado e preço acessível, que  pode ser adequado ao orçamento do cliente sem redução da qualidade final do  projeto. Caracterizando-se, também, por atuação comercial flexível, o Grupo  Policom insere inovação e criatividade em seu DNA, agregando entre seus  diferenciais competitivos o fato de ser 100% brasileiro. Além disso, seus  colaboradores são focados no desenvolvimento e na criação de soluções que  atendem os clientes e transfiram conhecimento tanto aos parceiros comerciais,  quanto ao cliente final.

Essas características preservadas e fortalecidas ao longo de  mais de 20 anos mantém o Grupo Policom como referência no mercado nacional de  distribuição de produtos dos principais fabricantes do mercado, para Cabeamento  Estruturado direcionados a aplicações de dados, voz, vídeo e controles  prediais. A empresa consolidou sua posição nos segmentos de Data Centers   e CFTV IP. Em 2016, iniciou sua atuação nas áreas de gestão de energia –  com o fornecimento de NoBreaks e cabos elétricos – e controle de acesso IP. Sua  atuação estende-se aos mais diversos setores produtivos, a exemplo de operação  crítica, data centers, infraestrutura de transporte e logística, portos e  aeroportos, ambientes corporativos, redes varejistas e shopping centers,  hospitais, universidades, indústrias, estádios e arenas esportivas,  estacionamentos etc.

Com sede na capital paulista, é formado pelas empresas  Policom SP (São Paulo-SP), Policom Rio (Rio de Janeiro-RJ), Paris Cabos (São  Paulo-SP) e Policom Paraná (Curitiba-PR), mantendo colaboradores regionais para  áreas específicas, como interior dos Estados do Paraná, São Paulo e Minas  Gerais. O Policom Solution Center e o Paris Cabos  Solution Center são espaços direcionados a treinamento, capacitação e  demonstração das soluções de alta tecnologia comercializadas, funcionando como  um showroom aberto à visitação pelos clientes, mediante agendamento prévio.

Contando com estrutura logística  em condições de atender a todo o território nacional, o Grupo Policom oferece  suporte técnico e comercial aos seus clientes. O seu corpo de profissionais  participa constantemente de cursos ministrados pelos fornecedores e parceiros,  mantendo-se atualizado para orientar corretamente os clientes com relação às  melhores soluções de conectividade e CFTV IP. Atualmente, o Grupo Policom  possui diversos engenheiros, MBAs e RCDD entre seus mais de 120 colaboradores.


Leia mais
Grupo Policom distribui nobreaks trifásicos para aplicações críticas da APC
28/03/2017

Tradicional fornecedor de soluções de infraestrutura e CFTV  IP para data centers de última geração, o Grupo Policom está investindo na  distribuição de nobreak trifásico ou senoidal para aplicações críticas da APC  (American Power Conversion), empresa do grupo Schneider Electric.

Trata-se da família MGE Galaxy 3500, composta por nobreaks  com tensão de 220 V e de 380 V e capacidade de 30 kvA e de 40 kvA.

Todos os modelos são compactos, oferecem proteção de energia  trifásico com excelente eficiência e otimizada, são especialmente adaptados  para ambientes industriais (IP 51) e possuem topologia on-line de dupla  conversão.

Os produtos com 30 KVA contam com três módulos de baterias  expansíveis a quatro e startup 5x8. Já o modelo de 40 KVA é fornecido com  quatro módulos de baterias.

Essa linha de produtos soma-se aos demais itens do portfólio  da APC, como nobreaks de pequeno porte, inclusive gerenciáveis e fabricados no  Brasil e direcionados a aplicação doméstica, em home office, CPDs ou  escritórios de pequeno porte, ou ainda para aplicações específicas, três  famílias de produtos se destacam.

Alguns destes produtos podem ser conhecidos pessoalmente no  Policom Solution Center, em São Paulo, SP.

Grupo Policom e APC by Schneider Electric

A linha de produtos da APC by Schneider Electric é  comercializada pelo Grupo Policom desde maio de 2016. A principal finalidade  desses produtos é a de proteger equipamentos eletroeletrônicos contra  oscilações de tensão e quedas de energia, reduzindo a possibilidade de queima  dos equipamentos e consequente prejuízos causados por essas falhas,  principalmente em períodos de chuvas fortes, como acontece na Primavera e no  Verão.

“Com mais esta parceria, os clientes que usualmente  trabalham com o Grupo Policom passam a ter mais uma opção de produtos focados  em energia, principalmente em projetos de data center compactos com até 20  racks, perfil de projeto  que é uma de nossas especialidades”, comenta  Anderson Luiz Carvalho, gerente de Marketing do Grupo Policom, citando a  possibilidade de cross selling com soluções de cabeamento e segurança, com  atenção especial aos canais que já conhecem APC e apoio àqueles que queiram  diversificar a sua oferta de soluções.

Sobre o Grupo Policom

Fundado em 1995, o Grupo Policom (www.grupopolicom.com.br) investe no  atendimento do cliente com produtos de valor agregado e preço acessível, que  pode ser adequado ao orçamento do cliente sem redução da qualidade final do  projeto. Caracterizando-se, também, por atuação comercial flexível, o Grupo  Policom insere inovação e criatividade em seu DNA, agregando entre seus  diferenciais competitivos o fato de ser 100% brasileiro. Além disso, seus  colaboradores são focados no desenvolvimento e na criação de soluções que  atendem os clientes e transfiram conhecimento tanto aos parceiros comerciais,  quanto ao cliente final.

Essas características preservadas e fortalecidas ao longo de  mais de 20 anos mantém o Grupo Policom como referência no mercado nacional de  distribuição de produtos dos principais fabricantes do mercado, para Cabeamento  Estruturado direcionados a aplicações de dados, voz, vídeo e controles  prediais. A empresa consolidou sua posição nos segmentos de Data Centers   e CFTV IP. Em 2016, iniciou sua atuação nas áreas de gestão de energia – com o  fornecimento de NoBreaks e cabos elétricos – e controle de acesso IP. Sua  atuação estende-se aos mais diversos setores produtivos, a exemplo de operação  crítica, data centers, infraestrutura de transporte e logística, portos e  aeroportos, ambientes corporativos, redes varejistas e shopping centers,  hospitais, universidades, indústrias, estádios e arenas esportivas,  estacionamentos etc.

Com sede na capital paulista, é formado pelas empresas  Policom SP (São Paulo-SP), Policom Rio (Rio de Janeiro-RJ), Paris Cabos (São  Paulo-SP) e Policom Paraná (Curitiba-PR), mantendo colaboradores regionais para  áreas específicas, como interior dos Estados do Paraná, São Paulo e Minas  Gerais. O Policom Solution Center e o Paris Cabos  Solution Center são espaços direcionados a treinamento, capacitação e  demonstração das soluções de alta tecnologia comercializadas, funcionando como  um showroom aberto à visitação pelos clientes, mediante agendamento prévio.

Contando com estrutura logística  em condições de atender a todo o território nacional, o Grupo Policom oferece  suporte técnico e comercial aos seus clientes. O seu corpo de profissionais  participa constantemente de cursos ministrados pelos fornecedores e parceiros,  mantendo-se atualizado para orientar corretamente os clientes com relação às  melhores soluções de conectividade e CFTV IP. Atualmente, o Grupo Policom possui  diversos engenheiros, MBAs e RCDD entre seus mais de 120 colaboradores.


Leia mais
Fluke Networks anuncia calendário 2017 para a certificação de cabeamento de redes no Brasil
23/03/2017

Fluke Networks anuncia calendário 2017 para  a certificação CCTT

Há quase 20 anos  companhia oferece certificação em cabeamento de alta performance reconhecida  internacionalmente e referência no mercado global de redes

Com o intuito de contribuir para a  formação e qualificação de profissionais e para o desenvolvimento do mercado de  cabeamento de redes no Brasil, a Fluke Networks, líder mundial no fornecimento  de soluções de teste de rede e monitoramento, anuncia seu calendário de  treinamentos 2017.

Como destaque, a companhia oferece  ao longo do ano quatro edições de seu curso para a obtenção da certificação em  cabeamento estruturado – CCTT  (Certified Cabling Test Technician), que qualifica  e certifica profissionais do segmento de redes. Criada há quase de 20 anos, a  certificação da Fluke Networks é única no país, possui validade internacional e  tornou-se referência no mercado global de redes. “Recentemente firmamos uma  importante parceria com a Associação Mundial de Profissionais de  Telecomunicações (Building Industry Consulting Service International - BICSI).  Agora, os graduados no curso da Fluke Networks podem obter até 14 pontos para  graduação contínua da BICSI, que exige 50 pontos. Isso mostra como nossa  certificação é respeitada pelas entidades de classe do setor”, ressalta Richard  Landim, especialista de produtos da Fluke Networks no Brasil.

Os cursos e certificações acontecem  na sede da Fluke Networks, em São Paulo, e são destinados aos profissionais das  áreas de TI e Infraestrutura. Os eventos têm por objetivo aprimorar as  habilidades do instalador bem como sua eficiência e produtividade na função de  teste, certificação e identificação de falhas em sistemas de cabeamento. Com  três dias de duração, é constituído por aulas teóricas, prática com os  equipamentos, exercícios e por fim, o exame final para a certificação.

Durante o CCTT, o participante  aprende normas e tecnologias que envolvem os sistemas de cabeamento de alto  desempenho. “Em um mercado com demanda crescente por mão de obra qualificada, o  CCTT é o único curso no Brasil criado para auxiliar os profissionais da área a  estarem aptos a entender as normas atuais, saber como aplicar os testes  adequadamente e, sobretudo, saber o que fazer quando houver uma falha durante  os testes”, explica Landim.

Com validade internacional e indicado  para profissionais de instalação em campo de infraestrutura de redes  responsáveis pela certificação das mídias óptica e cobre, o treinamento é  totalmente prático e realizado na plataforma Versiv™ da Fluke Networks,  cobrindo todo o ciclo da certificação para testes em cobre nas categorias 3,  5e, 6A, F e FA e em fibra óptica, incluindo inspeção óptica e testes de  certificação Tier 1 e Tier 2.”Novos tipos de testes ainda não obrigatórios por  Norma já foram incluídos no curso, além de testes exigidos por Norma para o PoE  (Power over Ethernet) mas presentes apenas em equipamentos da Fluke Networks  também já foram inseridos. Nosso plano é disponibilizar material sobre o  testador de cabeamento DSX-8000 e a Categoria 8 já no segundo semestre de  2017”, finaliza Landim.

Para saber mais sobre os cursos que  a Fluke Networks oferece e efetuar inscrição acesse: http://pt.flukenetworks.com/ccttbr.

Serviço

Treinamento CCTT - Certified Cabling Test Technician

10 a 12 de julho de 2017
11 a 13 de setembro de 2017
11 a 13 de dezembro de 2017

Horário: 9h às 18h

Local: CENESP - Centro  Empresarial São Paulo

Av. Maria Coelho Aguiar, 215, Bloco F - Piso Panamby, São  Paulo – SP

Inclui - aulas teóricas e práticas,  material didático em português, exame de certificação.

Sobre a Fluke Networks

A Fluke Networks é a líder mundial em ferramentas de certificação, resolução de problemas e instalação para profissionais que instalam e fazem a manutenção da  infraestrutura crítica de cabeamento da rede. Desde instalar os mais avançados  centros de dados até restaurar o serviço no pior clima, nossa combinação de  lendária confiabilidade e desempenho sem paralelo garante que os trabalhos  sejam realizados eficientemente. Com matriz na cidade de Everett, WA, USA, a  empresa distribui seus produtos em mais de 50 países. No Brasil, está presente  através da subsidiária Fluke do Brasil, onde possui escritório de vendas e  marketing em São Paulo/SP. A empresa possui estrutura de Assistência Técnica no  país e distribui as suas soluções por meio de canais. Para informações  adicionais e atualizações, siga a Fluke Networks no Twitter, Facebook e LinkedIn.


Leia mais
Grupo Policom promove Certificação Data Center Design Awareness, de 27 a 29 de março
23/03/2017

Parceiro do Datacenter  Dynamics na atividade de cursos de certificação para as regiões brasileiras Sul  e Sudeste, o Grupo Policom realiza o Data Center Design Awareness nos dias 27 a  29 de março, no Policom Solution Center (PSC), em São Paulo (SP).

A Certificação  Data Center Design Awareness (DCDA) é um curso preparatório da Estrutura  de Progressão Profissional de DCPro e serve para apresentar aos estudantes as  principais disciplinas relacionadas com os data centers.  É especialmente  indicado para profissionais envolvidas direta ou indiretamente na gestão e na  operação de um data center existente ou com projeto em fase de construção.

Entre os diferenciais das  certificações DC PRO Development estão cursos alinhados aos padrões  internacionais; instrutores especializados com mais de 10 anos de experiência; e aprendizado interativo,  online e presencial. Além disso, a metodologia aplicada contribui para a  progressão de carreira para especialista, pois a formação profissional  oferecida tem como objetivo fornecer certificação, conhecimento e melhores  práticas, para os profissionais de data centers que, usualmente, são  provenientes de áreas diversas, como Telecom, Mecânica, Energia ou Sistemas que  necessitam convergir as multidisciplinas que circulam no ambiente de um data  center.

Os participantes são  incentivados a debater sobre experiências reais de trabalho e os exercícios  oferecem a oportunidade de pôr em prática o que foi aprendido e poder aplicar  mais tarde, em seu próprio ambiente de data center.

Os interessados devem entrar em contato pelo e-mail mkt@policom.com.br ou buscar a seção Agenda no site www.grupopolicom.com.br.

Data Center Design  Awareness – mais informações

Desde a escolha do local da  infraestrutura à área de cabeamento, esta certificação tem 21 horas divididas  em três dias e é centrada nas competências necessárias para entender os  conceitos de design nas interdependências associadas a cada disciplina, levando  os participantes a conhecer os avances tecnológicos do data center através da  história, os desafios atuais, os organismos regulamentadores e as definições de  métricas do setor; assim como a identificar as principais áreas de  desenvolvimento de data center as fases do projeto, escopo e documentação de  comissionamento, planos de manutenção, códigos e normas legais; e a justificar  a seleção do local para o data center, os planos de segurança e vigilância  física/eletrônica, as políticas, procedimentos, e padrões de regulamentação.

A certificação DCDA conduz,  ainda, à aplicação das melhores práticas recomendadas na construção, incluindo  níveis de resiliência e necessidades de espaço, sistemas de refrigeração,  opções de CA e novo desenvolvimento tecnológico; discorre sobre tipos, tamanhos  e disposição dos gabinetes e suas configurações, identificando os principais  componentes de sistemas elétricos, Back-Up, geradores e aplicações dos padrões  de eficiência; enfoca as opções de configuração, layout e disposição para o  data center, com identificação de servidores, armazenamento, equipamentos de  comunicação e desenvolvimentos tecnológicos e identificação de elementos  essenciais de detecção e supressão de incêndios, além dos protocolos de  automação predial, sistemas integrados de medição e monitoramento, relatórios e  normas aplicáveis ao setor.

Para atingir essas metas,  apresenta como conteúdo programático informações sobre o Data Center, desde  seleção do local, até sistemas de telecomunicações, gás e ar, desenho  arquitetônico, informática, áreas de suporte e espaço externo, piso elevado,  disposições da sala, conectividade nas infraestruturas, arquitetura de TI,  sistemas de proteção contra incêndios, entre outros.

Sobre o Grupo  Policom

Fundado em 1995, o Grupo Policom (www.grupopolicom.com.br) investe no  atendimento do cliente com produtos de valor agregado e preço acessível, que  pode ser adequado ao orçamento do cliente sem redução da qualidade final do  projeto. Caracterizando-se, também, por atuação comercial flexível, o Grupo  Policom insere inovação e criatividade em seu DNA, agregando entre seus  diferenciais competitivos o fato de ser 100% brasileiro. Além disso, seus  colaboradores são focados no desenvolvimento e na criação de soluções que  atendem os clientes e transfiram conhecimento tanto aos parceiros comerciais,  quanto ao cliente final.

Essas características preservadas e fortalecidas ao longo de  mais de 20 anos mantém o Grupo Policom como referência no mercado nacional de  distribuição de produtos dos principais fabricantes do mercado, para Cabeamento  Estruturado direcionados a aplicações de dados, voz, vídeo e controles  prediais. A empresa consolidou sua posição nos segmentos de Data Centers   e CFTV IP. Em 2016, iniciou sua atuação nas áreas de gestão de energia – com o  fornecimento de NoBreaks e cabos elétricos – e controle de acesso IP. Sua  atuação estende-se aos mais diversos setores produtivos, a exemplo de operação  crítica, data centers, infraestrutura de transporte e logística, portos e  aeroportos, ambientes corporativos, redes varejistas e shopping centers,  hospitais, universidades, indústrias, estádios e arenas esportivas,  estacionamentos etc.

Com sede na capital paulista, é formado pelas empresas  Policom SP (São Paulo-SP), Policom Rio (Rio de Janeiro-RJ), Paris Cabos (São  Paulo-SP) e Policom Paraná (Curitiba-PR), mantendo colaboradores regionais para  áreas específicas, como interior dos Estados do Paraná, São Paulo e Minas  Gerais. O Policom Solution Center e o Paris Cabos  Solution Center são espaços direcionados a treinamento, capacitação e  demonstração das soluções de alta tecnologia comercializadas, funcionando como  um showroom aberto à visitação pelos clientes, mediante agendamento prévio.

Contando com estrutura logística em condições de atender a todo o  território nacional, o Grupo Policom oferece suporte técnico e comercial aos  seus clientes. O seu corpo de profissionais participa constantemente de cursos  ministrados pelos fornecedores e parceiros, mantendo-se atualizado para  orientar corretamente os clientes com relação às melhores soluções de  conectividade e CFTV IP. Atualmente, o Grupo Policom possui diversos  engenheiros, MBAs e RCDD entre seus mais de 120 colaboradores.

Leia mais
9 HABITOS DE PESSOAS BEM SUCEDIDAS
20/03/2017

Leia mais
It´s Trade In Time
17/03/2017

Leia mais
Aranda Eventos I Data Centers - Provedores I ubic
15/03/2017

Leia mais
A Viavi aguarda sua visita no FTTH Latam Conference 2017
15/03/2017

Leia mais
Palestra: Ecoeficiência para Pequenas Empresas
14/03/2017

Leia mais
Transforme sua Empresa inicie JÁ
13/03/2017

Quer Transformar sua Empresa ?
 Nós temos a solução !!
 O MELHOR CUSTO X BENEFÍCIO DO MERCADO !!

 

 MP Consultoria - contato@mccpconsultoria.com.br

 Fone. 11 99215.1537

 

 

NOVA NBR ISO 9001:2015
Gestão da Qualidade

A ABNT NBR ISO 9001 é uma norma que define os requisitos para colocar um sistema de gestão da qualidade em vigor. Ela ajuda empresas a aumentar sua eficiência e a satisfação das partes interessadas, especialmente a do cliente. Uma nova versão da norma ABNT NBR ISO 9001:2015 foi lançada em Set.15 em substituição à versão anterior (ABNT NBR ISO 9001:2008).

Por que a norma foi revisada?

Todas as normas ABNT são avaliadas a cada cinco anos e, se necessário, revisadas. Isso ajuda a garantir que estas continuem sendo ferramentas importantes para o mercado. Os desafios enfrentados atualmente por empresas e negócios são bem diferentes dos de algumas décadas atrás, pensando nisso, a ABNT NBR ISO 9001 foi atualizada para levar em consideração este novo cenário. O aumento da globalização, por exemplo, mudou a forma como fazemos negócios, e hoje as empresas operam cadeias de abastecimento cada vez mais complexas do que faziam no passado. Além disso, existe um aumento na expectativa de clientes e outras partes interessadas, e com mais acesso à informação - a sociedade em geral tem hoje uma voz mais forte do que nunca. A ABNT NBR ISO 9001 teve que refletir estas mudanças para que permaneça relevante.

Quais são as principais mudanças ?

A mudança mais evidente na norma é a sua nova estrutura. A ABNT NBR ISO 9001:2015 segue agora a estrutura geral das outras normas de sistemas de gestão, tornando mais fácil para qualquer um o uso de diversos sistemas de gestão.

Outra diferença importante é o foco dado ao pensamento baseado no risco. Apesar disso sempre ter feito parte da norma, a nova versão aborda esse ponto com mais atenção.

Quais são os benefícios da nova versão ?

A nova versão da norma oferece ao usuário uma série de benefícios.

 Por exemplo:

  • Coloca grande ênfase no envolvimento das lideranças;
  •  Ajuda a lidar com riscos e oportunidades corporativas de forma estruturada;
  • Usa linguagem simplificada, com estrutura e termos infor­mais, que são especialmente úteis para empresas que utilizam diversos sistemas de gestão, como por exemplo, os de Segurança e Saúde no Trabalho, ou continuidade de negócios; Aborda a gestão da cadeia de suprimentos de forma mais efetiva;
  • Tem uma utilização mais fácil para empresas de serviços e de tecnologia.

Eu utilizo a ABNT NBR ISO 9001:2008. O que devo fazer ?

Após revisá-la com o objetivo de atender às necessidades do mundo corporativo dos dias de hoje, nós recomendamos que você atualize seu sistema de gestão da qualidade para se adequar à nova versão o quanto antes, pois imprevistos de última hora, ou até falta de agenda das Certificadoras, pode acarretar o RISCO de sua certificação vencer.

Cada organização é diferente, portanto, os passos necessários para ajustar o seu sistema de gestão podem servir somente para a sua situação.  A MP Consultoria com seu time de consultores treinados e com grande experiência, pode ajudar nesta transição, fazendo com que sua organização obtenha todos os benefícios da nova versão, a qual terá também agregada todo conhecimento da MP Consultoriaem mais de 10 anos de atuação.

Inicie a transformação de sua Empresa, contate a

MP Consultoria, Auditoria e Treinamento em Gestão Empresarial

contato@mccpconsultoria.com.br  Fone: 11 992151537

Visite nosso site: http://mccpconsultoria.com.br

Leia mais
Norma brasileira para cabeamento estruturado auxilia projetistas e instaladores na correta especificação e foco nas melhores práticas
13/03/2017

Escrito por Richard Landim

Utilizadas para padronizar e indicar um determinado nível de qualidade, as normas regulamentadoras estabelecem o consenso internacional. Desta forma, seguir as normas da Associação Brasileira de Normas Técnicas – ABNT é fundamental não apenas para que não existam conflitos, mas também para a comparação de pesquisas relacionadas a um mesmo tema.

Ao realizar um projeto, o primeiro cuidado é verificar se existe uma norma nacional para aquela atividade e, em caso positivo, reestruturar todo o projeto com base no regulamento já estabelecido.

Para o desenvolvimento de um projeto de cabeamento estruturado no Brasil, por exemplo, é necessário seguir a norma elaborada pela Comissão Executiva (CE 003:046.005) associada ao COBEI (Comitê Brasileiro Eletricidade Eletrônica Iluminação), composta de forma heterogênea por profissionais de alto padrão de diferentes seguimentos e inclusive de diferentes fabricantes e integradores/instaladores. A norma brasileira ABNT NBR 14565 tem como escopo especificar “um sistema de cabeamento estruturado para uso nas dependências de um único edifício ou um conjunto de edifícios comerciais em um campus, bem como para a infraestrutura de cabeamento estruturado de data centers. Ela cobre os cabeamentos metálico e óptico”.

O documento auxilia tanto o projetista como o instalador de cabeamento estruturado na realização da especificação correta e focada nas melhores práticas de instalação.

Muitas vezes, em decorrência do atual cenário econômico, as empresas buscam poupar investimentos na instalação de sistemas de cabos e realizam essas ligações de forma um pouco improvisada. Muitas vezes, os projetos de cabeamento estruturado são feitos sem que haja um planejamento e o cumprimento das normas estabelecidas, não atendendo aos requisitos mínimos de segurança. Entretanto, o desconhecimento da norma ABNT NBR 14565 é outro grande motivo para o seu não cumprimento, uma vez que ainda um grande parte dos projetistas não saiba da existência dessa norma nacional.

O documento foi originalmente publicado no ano 2000, sendo revisado em 2007 e 2012, recebeu uma emenda em 2013, e está em fase de homologação a revisão efetuada em 2016.

Embora de pouco conhecimento, o seu descumprimento pode gerar multas. A ANATEL é o órgão regulador que fiscaliza o segmento de cabeamento. Em casos de descumprimento das normas brasileiras da ABNT NBR 14565, a ANATEL é notificada, caso a empresa não cumpra as exigências no prazo determinado, o responsável é multado e fichado por crime contra o bem estar público. Posteriormente, será intimado a prestar esclarecimentos à justiça em âmbito cível (financeiro) e penal (em caso de possíveis riscos a vida)

Como a falta de conhecimento da norma NBR 14565 pode ser resolvida?

É notória a importância que deve ser dada ao sistema de cabeamento estruturado em qualquer empresa. O cumprimento das normas publicadas pela NBR-14565 é essencial para garantir eficácia e segurança no sistema de cabeamento, sem colocar em risco o bem-estar público e o desenvolvimento da empresa. Trata-se de uma decisão que impactará positiva ou negativamente na confiabilidade da transmissão de dados, principal objetivo das redes informatizadas.

É necessário que as empresas tenham ciência dessas normas e procurem técnicos especializados para implantação do sistema de cabeamento que atendam a todas as exigências da ABNT e realizem um trabalho responsável.

Já as entidades de classes que atuam na área de instalação de cabeamento devem garantir o compromisso de seus associados para que cumpram as normas que regulam este setor. Temos como exemplo a UBIC (União Brasileira de Instaladores de Cabeamento), que garante que suas empresas associadas se familiarizem com as normas e leis relativas às tecnologias de instalação e realizem seus projetos de acordo com a regulamentação estabelecida.

Richard Landim é Especialista de Produtos da Fluke Networks Brasil, líder mundial no fornecimento de soluções de testes em redes de cobre e fibra óptica.


Leia mais
Aprenda sobre os recursos inovadores do software Mirasys com a Certificação VMS! 29 e 30/3
09/03/2017

A Mirasys em parceria com a LAAX Tecnologia convida você para conhecer a solução de videomonitoramento e controle de ambientes que vem conquistando a confiança dos mais exigentes gestores de segurança e TI. Aprenda sobre os recursos inovadores do software Mirasys, conheça casos de sucesso e obtenha vantagens especiais na certificação de sua equipe.

A Certificação será realizada nos dias 29 e 30 de Março, na Mirasys (Av. Queiroz Filho, 1700 | Torre D – Sala 614).

Confira a estrutura e o conteúdo dos treinamentos oferecidos pela Mirasys do Brasil para usuários e integradores:

USUÁRIO

  • Destinado a habilitar o usuário final a operar do "client" de visualização e controle. Treinamento "hands on" sem prova de certificação.
  • Habilita o usuário a fazer uso da interface (Spotter / Workstation) e todas as suas funcionalidades nativas.

ADMINISTRADOR

  • Destinado ao integrador e administrador do VMS. Treinamento "hands on" com prova de certificação.
  • Habilita o integrador e o administrador do sistema Mirasys no usuário final a instalar, configurar e gerir tanto o sistema quanto as funcionalidades nativas.

ESPECIALISTA

  • Destinado ao integrador, que já detém a certificação de Administrador, para habilitá-lo a instalar e configurar as funcionalidades analíticas do VMS. Treinamento "hands on" com prova de certificação. 
  • Habilita o integrador a instalar e configurar as funcionalidades VCA, ANPR+, Reports, Heatmap, Mapas e AVM (matriz virtual).

Consulte nossa equipe para saber mais sobre o processo de inscrição e valores: mr@laax.com.br

Sobre a LAAX Tecnologia

A LAAX Tecnologia foi concebida para atender o mercado de tecnologia da maneira que ele merece: com disponibilidade, seja de produtos, seja de atendimento. Distribuímos inúmeros produtos dos melhores parceiros do mercado compreendendo soluções industriais e corporativas de infraestrutura necessária para o gerenciamento das informações, desde o ponto de rede de um escritório até seu Data Center.

Sobre a Mirasys do Brasil

A Mirasys é um dos principais fornecedores de Sistemas de Gerenciamento de Vídeo (VMS) de Plataforma Aberta para sistemas e aplicações de câmeras IP e analógicas. Desenvolve e fornece soluções que ajudam as organizações a gerenciarem e utilizarem informações capturadas por câmeras digitais de vídeo e CFTV. Os sistemas da Mirasys são utilizados em mais de 40 países em segmentos como: Aplicação da Lei e Monitoramento de Cidades, Redes de Varejo, Indústria, Transporte e Logística, Institutos Educacionais, Esportes e Entretenimento, Bancos e Hospitais.”


Leia mais
Grupo Policom oferta switches Cisco com preços especiais para projetos de CFTV
09/03/2017

Cisco Select Partner, tendo a Westcom Comstor como parceira  de distribuição, o Grupo Policom comercializa produtos Cisco como complemento  ao atendimento do mercado em que atua: infraestrutura de cabeamentos  estruturado para redes de dados, Data Center e monitoramento CFTV IP.

Como a meta é facilitar a seus clientes a aquisição dos  produtos Cisco sem necessidade de buscar um outro fornecedor, incluindo esses  produtos no pacote de soluções de cabeamento estruturado ou CFTV, o Grupo  Policom está comercializando switches PoE da Cisco 300 Series com preços  especiais.

As switches da série 300 da Cisco, que fazem parte da linha  Cisco Small Business, oferecem excelente desemprenho com preço competitivo, são  fáceis de configurar e combina m acessibilidade a alta conectividade, adequam-se  a projetos de CFTV IP de pequeno e médio portes. Ecologicamente amigáveis,  esses produtos otimizam o uso de energia para a eficiência sem comprometer o  desempenho

Os produtos dessa família oferecem suporte a recursos de  gerenciamento de segurança avançada e recursos de rede necessários para  suportar projetos de dados, voz, segurança e serviços sem fio, e incluem  roteamento de camada 3 estático e IPv6.

Numa negociação importante com seu distribuidor, o Grupo  Policom viabilizou preços agressivos para dois modelos específicos desta linha:  switch de 26 portas 10/100/1000 PoE com duas portas SFP gerenciáveis (PN SG300-28MP-K9-NA) e switch de 8  portas 10/100/1000 PoE com duas portas SFP gerenciáveis (PN SG300-10MPP-K9-NA).  Cotações podem ser solicitadas pelo e-mail contato@policom.com.br. Especificações detalhadas estão disponíveis em www.grupopolicom.com.br/cisco.

Sobre o Grupo  Policom

Fundado em 1995, o Grupo Policom (www.grupopolicom.com.br) investe no  atendimento do cliente com produtos de valor agregado e preço acessível, que  pode ser adequado ao orçamento do cliente sem redução da qualidade final do  projeto. Caracterizando-se, também, por atuação comercial flexível, o Grupo  Policom insere inovação e criatividade em seu DNA, agregando entre seus  diferenciais competitivos o fato de ser 100% brasileiro. Além disso, seus  colaboradores são focados no desenvolvimento e na criação de soluções que  atendem os clientes e transfiram conhecimento tanto aos parceiros comerciais,  quanto ao cliente final.

Essas características preservadas e fortalecidas ao longo de  mais de 20 anos mantém o Grupo Policom como referência no mercado nacional de  distribuição de produtos dos principais fabricantes do mercado, reconhecidos  internacionalmente para Cabeamento Estruturado direcionados a aplicações de  dados, voz, vídeo e controles prediais, e para CFTV IP. Sua atuação estende-se  aos mais diversos setores produtivos, a exemplo de operação crítica, data  centers, infraestrutura de transporte e logística, portos e aeroportos,  ambientes corporativos, redes varejistas e shopping centers, hospitais,  universidades, indústrias, estádios e arenas esportivas, estacionamentos etc.

Com sede na capital paulista, é formado pelas empresas  Policom SP (São Paulo-SP), Policom Rio (Rio de Janeiro-RJ), Paris Cabos (São  Paulo-SP) e Policom Paraná (Curitiba-PR), mantendo colaboradores regionais para  áreas específicas, como interior dos Estados de Santa Catarina, Paraná, São  Paulo e Minas Gerais. O Policom Solution Center e o Paris  Cabos Solution Center são espaços direcionados a treinamento,  capacitação e demonstração das soluções de alta tecnologia comercializadas,  funcionando como um showroom aberto à visitação pelos clientes, mediante  agendamento prévio.

Contando com estrutura logística  em condições de atender a todo o território nacional, o Grupo Policom oferece  suporte técnico e comercial aos seus clientes. O seu corpo de profissionais  participa constantemente de cursos ministrados pelos fornecedores e parceiros,  mantendo-se atualizados para orientar corretamente os clientes com relação às  melhores soluções de conectividade e CFTV IP. Atualmente, o Grupo Policom  possui diversos engenheiros, MBAs e RCDD entre seus mais de 120 colaboradores.


Leia mais
Workshop Engenharia de segurança contra incêndio - Campinas
07/03/2017

www.mutua.com.br :: 0800 - 61 - 0003


Leia mais
Webinar Aberto - Verdades e Mitos sobre a Categoria 8
06/03/2017

Leia mais
NetBotz: sensor otimizado para montagem em data center
23/02/2017

Direcionada a segurança e  monitoramento remoto de infraestrutura de TI, a solução NetBotz, da APC  (American Power Conversion, da Schneider Electric), transforma a forma como é  feito o gerenciamento de ambientes, criando novas oportunidades de negócios.

A linha NetBotz é direcionada  a monitoramento proativo de ativos de TI. De instalação rápida, tem interface  intuitiva com o usuário, é disponível em vários modelos. Leve e compacto, esse  produto tem peso líquido de 0,20 KG, pode ser instalado em locais com temperatura  variando entre 0ºC e 45ºC e umidade relativa do ar de até 95%.

Com dois anos de garantia, o  NetBotz pode ser instalado na parede, sendo ideal para data centeres. Possui  sensores pequenos, que conferem flexibilidade na instalação. Permite, ainda,  incorporar sensores compatíveis com a família NetBotz para monitoramento de  temperatura, umidade, fluidos, vibração, partículas de poeira, etc.  Possibilita, também, a personalização de cada sensor com nomes e localizações  diferentes. 

O modelo NetBotz 160  contribui na detecção de abertura de uma porta, pois ativa um registro de  vigilância. Para atingir suas finalidades, possui câmera USB que melhora a  capacidade de vigilância de determinados monitores para sala e para o rack  NetBotz, possui áudio de 2 vias, é compatível com função de manutenção remota  por entradas de alto-falante e microfone, conta com contato nas portas, é  equipado com câmera de vídeo full-motion.

Já o modelo NetBotz 155, que  é mais simples, suporta quatro sensores universais, tem porta de comunicação  A-Link, permite a localização dos sensores a uma distância máxima de 1.000  metros.

O Grupo Policom distribui as  soluções APC by Schneider Electric e mantém, no Policom Solution Center, em São  Paulo (SP), um NetBotz modelo 455 instalado em operação. Para conhecer o  produto ao vivo, é só agendar visitas no local ou demonstrações virtuais pelo  e-mail contato@policom.com.br.

Sobre o Grupo  Policom

Fundado em 1995, o Grupo Policom (www.grupopolicom.com.br) investe no  atendimento do cliente com produtos de valor agregado e preço acessível, que  pode ser adequado ao orçamento do cliente sem redução da qualidade final do  projeto. Caracterizando-se, também, por atuação comercial flexível, o Grupo  Policom insere inovação e criatividade em seu DNA, agregando entre seus  diferenciais competitivos o fato de ser 100% brasileiro. Além disso, seus  colaboradores são focados no desenvolvimento e na criação de soluções que  atendem os clientes e transfiram conhecimento tanto aos parceiros comerciais,  quanto ao cliente final.

Essas características preservadas e fortalecidas ao longo de  mais de 20 anos mantém o Grupo Policom como referência no mercado nacional de  distribuição de produtos dos principais fabricantes do mercado, para Cabeamento  Estruturado direcionados a aplicações de dados, voz, vídeo e controles  prediais. A empresa consolidou sua posição nos segmentos de Data Centers e CFTV  IP. Em 2016, iniciou sua atuação nas áreas de gestão de energia – com o  fornecimento de NoBreaks e cabos elétricos – e controle de acesso IP. Sua  atuação estende-se aos mais diversos setores produtivos, a exemplo de operação  crítica, data centers, infraestrutura de transporte e logística, portos e  aeroportos, ambientes corporativos, redes varejistas e shopping centers,  hospitais, universidades, indústrias, estádios e arenas esportivas,  estacionamentos etc.

Com sede na capital paulista, é formado pelas empresas  Policom SP (São Paulo-SP), Policom Rio (Rio de Janeiro-RJ), Paris Cabos (São  Paulo-SP) e Policom Paraná (Curitiba-PR), mantendo colaboradores regionais para  áreas específicas, como interior dos Estados do Paraná, São Paulo e Minas  Gerais. O Policom Solution Center e o Paris Cabos  Solution Center são espaços direcionados a treinamento, capacitação e  demonstração das soluções de alta tecnologia comercializadas, funcionando como  um showroom aberto à visitação pelos clientes, mediante agendamento prévio.

Contando com estrutura logística  em condições de atender a todo o território nacional, o Grupo Policom oferece  suporte técnico e comercial aos seus clientes. O seu corpo de profissionais  participa constantemente de cursos ministrados pelos fornecedores e parceiros,  mantendo-se atualizado para orientar corretamente os clientes com relação às  melhores soluções de conectividade e CFTV IP. Atualmente, o Grupo Policom  possui diversos engenheiros, MBAs e RCDD entre seus mais de 120 colaboradores.


Leia mais
CIRCUITO NACIONAL DO SETOR ELETRICO
23/02/2017

Confira o evento CINASE - VIII CIRCUITO NACIONAL DO SETOR ELETRICO:

http://www.cinase.com.br/?inf_contact_key=081c5e18ce5641a1ab0797bdfd6ead08df7f93b44261f58c2e3953fa15c74ebd#cidades


Leia mais
Novo Associado - UBIC / HS
22/02/2017

Caro Ney boa tarde.

É com grande satisfação, que informamos a inclusão do logo da empresa HS localizada na cidade de Manaus/AM na seção de associados do portal da UBIC: www.ubic.org.br

Como é sabido, a UBIC, fundada  em 2003, é uma união de Empresas de Instaladores de Cabeamento de âmbito Nacional,  cujo foco de negócio é a concepção de Infraestrutura para Telecomunicações e  Tecnologia da Informação.

Fortificarmos essa notável  União, significa contribuirmos para tornarmos ainda mais fortes nossos laços,  criando condições de promovermos o desenvolvimento de nossos associados, tanto  ao nível técnico quanto ao administrativo e impulsionarmos nossas AÇÕES  SOCIAIS, já em pleno andamento desde 2007 e que tanta gente ajudou.

Temos convicção que nossa União desempenha um papel cada vez mais importante,  tornando-se uma Sólida Referência e uma Voz Possante em nome de seus  Associados, Apoiadores e Patrocinadores, formando uma Grande Comunidade.

Sejam muito bem vindos nesta nova parceria, sucessos e realizações!

Obrigado pela confiança  depositada nos ideais da UBIC.

Saudações.

Leia mais
Aplicativo SST fácil traz novos conteúdos e reformulações técnicas
21/02/2017

Segurança em laboratórios e transporte de trabalhadores rurais são novos temas abordados

Por ACS/ C.R. em 20/02/2017

O aplicativo SST Fácil, desenvolvido pela Fundacentro, teve a inclusão de novos conteúdos voltados para o transporte de trabalhadores rurais e segurança em laboratórios. Também houve novidades técnicas, que melhoraram a usabilidade do App, o qual pode ser baixado gratuitamente no Google Play e na Apple Store.

O SST Fácil possibilita o aprendizado de conhecimentos em Segurança e Saúde no Trabalho, por meio de perguntas e respostas em consonância com os princípios do ensino dirigido. Já são quase 10 mil usuários e há registros de downloads em países como Argentina, Portugal e China, além de quase todos os estados do Brasil, exceto Roraima.

“O alcance a quase todos os estados leva a Fundacentro onde ela não está fisicamente. Há uma democratização do acesso à informação. Qualquer pessoa com um smartphone pode acessar”, afirma o coordenador do Projeto Difusão de Conteúdos Educativos e Técnico-Científicos em SST em Plataformas Mobile, Cleiton Faria Lima.

“O App está mais robusto e intuitivo, conforme as próprias sugestões dos usuários. Muitas melhorias técnicas foram pedidas por eles. É importante que participem e reportem os eventuais erros”, completa o tecnologista do Serviço de Informática da Fundacentro, Fernando Fernandes.

O aplicativo permite que o usuário tenha acesso a novos conteúdos e modificações, quando ele atualiza o aplicativo no celular. Passando por constante aprimoramento, houve a revisão da tipologia para o design se tornar mais agradável. As lições foram agrupadas por categorias dentro do tema principal, que dão ideia das questões abordadas.

Ocorreu ainda uma redefinição da lógica de pontuação para melhorar a competitividade, a correção de bugs (erros de sistemas) e a criação de novas conquistas virtuais: Top 10 e Topo do Mundo, que demonstram o progresso do usuário no aplicativo.

Outra novidade foi a inserção de novos materiais na biblioteca, que foram lançados este ano pela Fundacentro: a cartilha Motoboy – Empregadores e Contratantes e a HQ Segurança no Transporte de Trabalhadores Rurais.

Segurança em laboratórios

A ideia de inserir esse tema no aplicativo surgiu a partir de um curso de segurança em laboratórios de química ministrado pelos profissionais da Fundacentro: Walter Pedreira, Marcela Ribeiro, Paula Nassar e Fernanda Ventura.

Divididas em tópicos, as perguntas e respostas utilizadas no aplicativo buscaram trazer informações básicas sobre boas práticas de trabalho em laboratórios de química; riscos e danos à saúde; armazenamento de produtos químicos e descarte de resíduos químicos.

“As questões abordaram os riscos químicos relacionados à manipulação, ao armazenamento e ao descarte de uma grande variedade de agentes químicos em decorrência de atividades de ensino ou pesquisa”, explica a técnica do Serviço de Agentes Químicos da Fundacentro, Fernanda Ventura.

O aplicativo apresenta ainda medidas de prevenção e boas práticas, visando à segurança e saúde dos trabalhadores de laboratórios. “Alguns exemplos incluem a manipulação de produtos químicos voláteis em capelas de exaustão; a utilização de EPIs adequados aos produtos manipulados quando as proteções coletivas não forem suficientes para garantir a proteção aos agentes nocivos e a segregação de produtos químicos por compatibilidade química no armazenamento”, aponta Ventura.

Transporte de trabalhadores rurais

Uma demanda do TRT/SC (Tribunal Regional do Trabalho de Santa Catarina) levou a Fundacentro a desenvolver materiais sobre o transporte de trabalhadores rurais. Assim foram criados o conteúdo sobre esse tema no aplicativo, uma história em quadrinhos e uma cartilha para o empregador, que será lançada em breve.

“Todos devem saber que o trabalhador rural tem direito a um transporte seguro e confortável”, explica a engenheira da Fundacentro, Thais Santiago. O transporte deve ser realizado em veículos com assento estofado, encosto, com todas as pessoas sentadas e com cinto de segurança. O motorista deve ser profissional preparado para realizar o transporte, com carteira de habilitação específica.

As ferramentas manuais devem ser levadas em compartimentos separados, evitando acidentes que causem ferimentos nos trabalhadores rurais e no motorista. Os acidentes de trajeto são considerados acidentes de trabalho, e é proibido que trabalhadores rurais peguem carona em máquinas e equipamentos, como tratores, por exemplo, devido a inúmeros acidentes, inclusive fatais.

Entre outras legislações, a NR 31 (Norma Regulamentadora sobre Segurança e Saúde no Trabalho na Agricultura, Pecuária Silvicultura, Exploração Florestal e Aquicultura) traz informações sobre o transporte de trabalhadores rurais, que são abordadas no aplicativo.

https://play.google.com/store/apps/details?id=br.gov.fundacentro.sstfacil2&hl=pt_BR


Leia mais
UBIC e CloudCampus Lançam mais um curso destinado à formação dos Associados e Colaboradores
21/02/2017

Leia mais
Oráculo EaD: nova plataforma de ensino a distância
20/02/2017

Oráculo EAD - Ensino a Distância é uma plataforma de cursos, que oferece possibilidade de aulas interativas, avaliações do conteúdo ministrado e certificado para os participantes que obtiverem 70% de aprovação.

A plataforma, como explica Anderson Luiz Carvalho – seu idealizador – é direcionada a “pessoas e profissionais que buscam ampliar seus conhecimentos. Nossos cursos são criados buscando excelente relação custo-benefício para ajudar os interessados a alcançar seu máximo potencial com preços que cabem no bolso”. Oráculo EAD, frisa Carvalho, também está “aberta a parceria com profissionais e professores interessados em ministrar cursos nesse formato”.

SCE 100 - Fundamentos de Cabeamento Estruturado na Era da Internet das Coisas é o primeiro curso a ser ministrado. Dividido em seis partes e 20 módulos, o curso é totalmente baseado nas normas nacionais de cabeamento estruturado, incluindo a NBR 14565 e a NBR 16415 e enfocará desde finalidade do cabeamento estruturado; o que é internet das coisas (IoT); principais tecnologias envolvidas, como Power over Ethernet (PoE), Wi-Fi, iluminação via UTP, etc.; normas nacionais e internacionais; até espaços de telecomunicações, elementos funcionais do cabeamento; e componentes em par trançado e fibra óptica de um sistema de cabeamento estruturado, com suas principais características e classificações, incluindo categorias e parâmetros de desempenho, características físicas e de transmissão, comportamento frente a chamas, blindagens.

Esse primeiro curso do Oráculo EAD apresentará, ainda, aulas sobre caminhos para cabos e administração do cabeamento, envolvendo sistemas de suporte para cabeamento estruturado, suas principais características e recomendações, incluindo caminhos internos (piso elevado, canaletas, calhas, leitos, etc.) e externos (subterrâneo, aéreo e túnel); sistemas corta-fogo, assim como componentes da administração; identificação, registros, base de dados e sistemas automatizados.

O primeiro módulo é disponível gratuitamente. Além disso, como promoção de lançamento limitada aos 40 primeiros alunos, está sendo oferecido desconto de 50% no valor da inscrição do curso completo. Para solicitar o desconto, o interessado deve acessar o painel ATENDIMENTO site da plataforma: www.oraculoead.com.br.

O curso foi idealizado e ser ministrado por Marcelo Barboza, profissional formado pelo Mackenzie, com 30 anos de experiência em TI, membro da BICSI e da comissão de estudos sobre cabeamento estruturado da ABNT/COBEI, certificado pela BICSI (RCDD, DCDC e NTS), Uptime Institute (ATS) e DatacenterDynamics (Data Center Specialist – Design). Instrutor autorizado para cursos selecionados da DatacenterDynamics, Fluke Networks, CommScope e Clarity Treinamentos.

Leia mais
Testadores Netscout são tema de webinars gratuitos no Grupo Policom
17/02/2017

De março a maio, o Grupo Policom promove três webinars gratuitos sobre as soluções Netscout, líder de mercado em soluções para garantia de serviço de redes.

No dia 7 de março, com o tema “Conheça o Assistente de Rede OneTouch AT da Netscout”, o treinamento online apresentará esta ferramenta que automatiza a resolução de problemas da rede, capacitando equipes de profissionais de TI a validar e a solucionar problemas com eficiência em redes de acesso Ethernet e Wi-Fi. 

Análise de redes Wi-Fi com as soluções Netscout é o tema do segundo webinar, que acontecerá em 21 de março. Na ocasião, será demonstrado o caminho para sanar problemas comuns encontrados em redes Wi-Fi. O foco será no testador de redes Wi-Fi AirCheck G2 e no software AirMagnet para projetos e implementação de redes LAN Wi-Fi. 

O terceiro webinar programado acontecerá em 3 de maio e terá como tema central os testes PoE – Power over Ethernet -  e de conectividade de rede de cobre e fibra com as soluções da Netscout, mostrando como os equipamentos portáteis deste fabricante podem auxiliar a equipe de TI a manter as redes de cobre e fibra livre de problemas. O testador de Rede LinkSprinter, por exemplo, executa teste de Power over Ethernet (PoE), DHCP, gateway e conexão de internet; resultados de testes enviados diretamente para o seu e-mail; integração com Link-Live Cloud e dispositivos mobile entre outros diferenciais. Já o LinkRunnber AT Network Auto-Tester testa a conectividade da rede para testar e identificar com precisão problemas de conectividade da rede com o autoteste de 10 segundos; além de examinar a conectividade de rede do par trançado e os links de Ethernet de fibra óptica a taxas de 10, 100 e Gigabit entre outros diferenciais.

As inscrições são gratuitas podem ser feitas pela sessão AGENDA do site do Grupo Policom (www.grupopolicom.com.br).

A linha de produtos da Netscout compreende soluções adquiridas da Fluke Networks em âmbito mundial em julho de 2015, que geram ganhos significativos às empresas e aos provedores de serviços em função de favorecer a gestão de serviços de redes móveis e a identificação de problemas de desempenho na rede, assim como ajudar a rapidamente equacionar problemas que causam interrupções de negócios ou impactam negativamente nos usuários de TI.

O Grupo Policom é um dos distribuidores da marca no Brasil e, desde o primeiro semestre de 2016, oferece as soluções LinkSprinter™, LinkRunner ™, AirMagnet™, OneTouch™ e AirCheck™. São produtos direcionados para testes e análise de redes especialmente projetados para ajudar o dia a dia dos técnicos de suporte de rede e TI, além da solução em software AirMagnet, que oferece uma infinidade de recursos direcionados a projetos Wi-Fi.

Sobre o Grupo Policom

Fundado em 1995, o Grupo Policom (www.grupopolicom.com.br) investe no atendimento do cliente com produtos de valor agregado e preço acessível, que pode ser adequado ao orçamento do cliente sem redução da qualidade final do projeto. Caracterizando-se, também, por atuação comercial flexível, o Grupo Policom insere inovação e criatividade em seu DNA, agregando entre seus diferenciais competitivos o fato de ser 100% brasileiro. Além disso, seus colaboradores são focados no desenvolvimento e na criação de soluções que atendem os clientes e transfiram conhecimento tanto aos parceiros comerciais, quanto ao cliente final.

Essas características preservadas e fortalecidas ao longo de mais de 20 anos mantém o Grupo Policom como referência no mercado nacional de distribuição de produtos dos principais fabricantes do mercado, para Cabeamento Estruturado direcionados a aplicações de dados, voz, vídeo e controles prediais. A empresa consolidou sua posição nos segmentos de Data Centers  e CFTV IP. Em 2016, iniciou sua atuação nas áreas de gestão de energia – com o fornecimento de NoBreaks e cabos elétricos – e controle de acesso IP. Sua atuação estende-se aos mais diversos setores produtivos, a exemplo de operação crítica, data centers, infraestrutura de transporte e logística, portos e aeroportos, ambientes corporativos, redes varejistas e shopping centers, hospitais, universidades, indústrias, estádios e arenas esportivas, estacionamentos etc.

Com sede na capital paulista, é formado pelas empresas Policom SP (São Paulo-SP), Policom Rio (Rio de Janeiro-RJ), Paris Cabos (São Paulo-SP) e Policom Paraná (Curitiba-PR), mantendo colaboradores regionais para áreas específicas, como interior dos Estados do Paraná, São Paulo e Minas Gerais. O Policom Solution Center e o Paris Cabos Solution Center são espaços direcionados a treinamento, capacitação e demonstração das soluções de alta tecnologia comercializadas, funcionando como um showroom aberto à visitação pelos clientes, mediante agendamento prévio.

Contando com estrutura logística em condições de atender a todo o território nacional, o Grupo Policom oferece suporte técnico e comercial aos seus clientes. O seu corpo de profissionais participa constantemente de cursos ministrados pelos fornecedores e parceiros, mantendo-se atualizado para orientar corretamente os clientes com relação às melhores soluções de conectividade e CFTV IP. Atualmente, o Grupo Policom possui diversos engenheiros, MBAs e RCDD entre seus mais de 120 colaboradores.


Leia mais
Manhã tecnológica no Grupo Policom enfoca segurança IP
13/02/2017

O Grupo Policom, buscando manter atualizados os  profissionais que atuam na integração de sistemas de infraestrutura de redes de  comunicação e de CFTV IP, realiza manhã tecnológica com a participação de seus  parceiros, em 16 de fevereiro, das 9h às 12h30, no Policom Solution Center  (PSC).

Batizado de Manhã da Segurança IP, o evento é gratuito e  exclusivamente direcionado a instaladores que já atuam com CFTV IP e/ou  controle de acesso.

A programação prevê apresentação da linha de produtos Dahua;  apresentação Institucional da Vault Assa Abloy e soluções de controle de acesso,  controladoras, periféricos, sistemas e integrações (SDAI, CFTV e SSCU)  desenvolvidas pela empresa; política de canais CommScope AMP, condições  comerciais para registro de oportunidades, garantia estendida e CommScope  Partner Portal; e soluções CommScope, tendências em tecnologias de alta  velocidade, cabo UTP como meio universal de transmissão, mercado brasileiro de  cabeamento estruturado e suporte a novas tecnologias.

O Policom Solution Center está localizado na Rua Costa  Aguiar, 1714, Ipiranga, São Paulo-SP.

Informações e inscrições na  sessão AGENDA no site do Grupo Policom (www.grupopolicom.com.br).

Sobre o Grupo Policom

Fundado em 1995, o Grupo Policom (www.grupopolicom.com.br) investe no  atendimento do cliente com produtos de valor agregado e preço acessível, que  pode ser adequado ao orçamento do cliente sem redução da qualidade final do  projeto. Caracterizando-se, também, por atuação comercial flexível, o Grupo  Policom insere inovação e criatividade em seu DNA, agregando entre seus  diferenciais competitivos o fato de ser 100% brasileiro. Além disso, seus  colaboradores são focados no desenvolvimento e na criação de soluções que  atendem os clientes e transfiram conhecimento tanto aos parceiros comerciais,  quanto ao cliente final.

Essas características preservadas e fortalecidas ao longo de  mais de 20 anos mantém o Grupo Policom como referência no mercado nacional de  distribuição de produtos dos principais fabricantes do mercado, reconhecidos  internacionalmente para Cabeamento Estruturado direcionados a aplicações de  dados, voz, vídeo e controles prediais, e para CFTV IP. Sua atuação estende-se  aos mais diversos setores produtivos, a exemplo de operação crítica, data  centers, infraestrutura de transporte e logística, portos e aeroportos,  ambientes corporativos, redes varejistas e shopping centers, hospitais,  universidades, indústrias, estádios e arenas esportivas, estacionamentos etc.

Com sede na capital paulista, é formado pelas empresas  Policom SP (São Paulo-SP), Policom Rio (Rio de Janeiro-RJ), Paris Cabos (São  Paulo-SP) e Policom Paraná (Curitiba-PR), mantendo colaboradores regionais para  áreas específicas, como interior dos Estados de Santa Catarina, Paraná, São  Paulo e Minas Gerais. O Policom Solution Center e o Paris  Cabos Solution Center são espaços direcionados a treinamento,  capacitação e demonstração das soluções de alta tecnologia comercializadas,  funcionando como um showroom aberto à visitação pelos clientes, mediante  agendamento prévio.

Contando com estrutura logística em  condições de atender a todo o território nacional, o Grupo Policom oferece  suporte técnico e comercial aos seus clientes. O seu corpo de profissionais  participa constantemente de cursos ministrados pelos fornecedores e parceiros,  mantendo-se atualizados para orientar corretamente os clientes com relação às  melhores soluções de conectividade e CFTV IP. Atualmente, o Grupo Policom  possui diversos engenheiros, MBAs e RCDD entre seus mais de 120 colaboradores.

Leia mais
Grupo Policom define agenda de treinamentos para 2017
09/02/2017

Contribuir efetivamente para o desenvolvimento do mercado e  a formação de profissionais capazes de atender à crescente demanda por mão de  obra qualificada é um dos objetivos do Grupo Policom, que desde sua fundação,  em 1995, promove treinamentos em conjunto com seus parceiros.

A experiência obtida ao longo desses mais de 20 anos  permitiu o desenvolvimento de cursos e cerificações próprios. Outro ponto que  segundo Anderson Luiz Carvalho, gerente de Marketing do Grupo Policom,  favoreceu o desenvolvimento dessas ações foi a inauguração do Policom Solution  Center no final de 2010, seguida também da implantação do Paris Cabos Solution  Center em 2016, ambos sediados na capital paulista.

“Esses investimentos em infraestrutura somados à permanente  atualização do corpo técnico-comercial das empresas do Grupo Policom permitiram  criar uma agenda diversificada de treinamentos, cursos, webinars e  certificações, inclusive com programas especialmente desenvolvidos para  atendimento das necessidades de nossos clientes e parceiros, além de ter  permitido acordo com o DataCenter Dynamics para os cursos nas regiões  brasileiras Sul e Sudeste”, frisa Carvalho ao informar que a agenda para 2017  já começa a ser delineada. 

Destaque para a certificação CCTT Fluke Networks Plataforma  Versiv, que terá sete turmas em 2017, nos meses de março, abril, junho, julho,  setembro, outubro e dezembro.

Para fevereiro, estão programadas duas ações: uma Manhã da  Segurança IP, exclusivamente direcionada a instaladores de CFTV e controle de  acesso, no dia 16.

DC100 – Treinamento em Fundamentos de infraestrutura de data  centers e Certificação Data Center Design Awareness - DCDA estão agendados para março, mais  especificamente para os dias 9 e 10 de (DC100) e 27 a 29 (DCDA)

Detalhes sobre os eventos agendados, assim como os locais em  que serão realizados, estão disponíveis na sessão AGENDA no site do Grupo  Policom (www.grupopolicom.com.br).

Sobre o Grupo  Policom

Fundado em 1995, o Grupo Policom (www.grupopolicom.com.br) investe no  atendimento do cliente com produtos de valor agregado e preço acessível, que  pode ser adequado ao orçamento do cliente sem redução da qualidade final do  projeto. Caracterizando-se, também, por atuação comercial flexível, o Grupo  Policom insere inovação e criatividade em seu DNA, agregando entre seus  diferenciais competitivos o fato de ser 100% brasileiro. Além disso, seus  colaboradores são focados no desenvolvimento e na criação de soluções que  atendem os clientes e transfiram conhecimento tanto aos parceiros comerciais,  quanto ao cliente final.

Essas características preservadas e fortalecidas ao longo de  mais de 20 anos mantém o Grupo Policom como referência no mercado nacional de  distribuição de produtos dos principais fabricantes do mercado, reconhecidos  internacionalmente para Cabeamento Estruturado direcionados a aplicações de  dados, voz, vídeo e controles prediais, e para CFTV IP. Sua atuação estende-se  aos mais diversos setores produtivos, a exemplo de operação crítica, data  centers, infraestrutura de transporte e logística, portos e aeroportos,  ambientes corporativos, redes varejistas e shopping centers, hospitais,  universidades, indústrias, estádios e arenas esportivas, estacionamentos etc.

Com sede na capital paulista, é formado pelas empresas  Policom SP (São Paulo-SP), Policom Rio (Rio de Janeiro-RJ), Paris Cabos (São  Paulo-SP) e Policom Paraná (Curitiba-PR), mantendo colaboradores regionais para  áreas específicas, como interior dos Estados de Santa Catarina, Paraná, São  Paulo e Minas Gerais. O Policom Solution Center e o Paris  Cabos Solution Center são espaços direcionados a treinamento,  capacitação e demonstração das soluções de alta tecnologia comercializadas,  funcionando como um showroom aberto à visitação pelos clientes, mediante  agendamento prévio.

Contando com estrutura logística  em condições de atender a todo o território nacional, o Grupo Policom oferece  suporte técnico e comercial aos seus clientes. O seu corpo de profissionais  participa constantemente de cursos ministrados pelos fornecedores e parceiros,  mantendo-se atualizados para orientar corretamente os clientes com relação às  melhores soluções de conectividade e CFTV IP. Atualmente, o Grupo Policom possui  diversos engenheiros, MBAs e RCDD entre seus mais de 120 colaboradores.

Leia mais
Grupo Policom centraliza estoques e logística
08/02/2017

Empresas do grupo,  como a Policom PR, focam em atendimento e negócios

O Grupo Policom – líder no mercado  nacional de distribuição de produtos para Cabeamento Estruturado e CFTV –  durante 2016 reestruturou sua operação com vistas a otimizar os custos  ampliando ainda mais seus indicadores de qualidade e eficiência. 

Ação importante desenvolvida para atender essa meta  envolveu investimento nas competências de logística, com sua centralização na  sede em São Paulo (SP). Agora, a exemplo do que vem acontecendo com a Paris  Cabos desde novembro de 2015, essa iniciativa é implementada também na Policom  Paraná, que passa a integrar a unificação do centro de distribuição,  responsável por atender os Estados do Paraná e Santa Catarina a partir da  capital paulista.

Como explica Gilmar Miralha,  presidente do Grupo Policom, “nosso objetivo é levar as empresas do Grupo  Policom a serem percebidas como distribuidoras de valor, que ofertam  serviços que vão além da entrega de produtos, além de promover maior interação  entre as unidades de São Paulo (Paris Cabos e Policom SP), a Policom PR e a  Policom RJ. Para isso, focamos nossos investimentos, cada vez mais, em nossa  equipe de profissionais, sempre atualizada nas mais novas e importantes  tecnologias e, portanto, preparada e capacitada à análise crítica para  desenvolver projetos customizados dentro do orçamento pré-estabelecido,  logística centralizada capaz de dinamizar e agilizar o processo, aumento  contínuo do número de parceiros para atender mais plenamente ao mercado”.

Para Luis Sievert, diretor  Comercial da Policom PR, a centralização da logística e do estoque na capital  paulista traz benefícios para o mercado e o próprio Grupo Policom, além de  permitir adequação ao “cenário econômico e tributário que ora se apresenta no  Brasil. Ao decidir pelo estoque e pela logística integrada, o Grupo Policom  transforma sua unidade do Paraná em um escritório de negócios, sem prejuízo a  nenhum dos serviços usualmente prestados”.

Desse modo, o Estado de Santa Catarina e o interior  paranaense continuam tendo à disposição o atendimento via 0800 707 1430. Além  disso, todas as cotações e decisões comerciais para PR e SC são definidas pelos  profissionais do escritório de Curitiba, destaca Sievert.

Presente no Estado desde 1998,  a Policom Paraná mudou sua sede, em julho de 2014, para a Rua Carlos de Laet,  1627, espaço especialmente preparado para atender seus clientes e parceiros com  qualidade, agilidade e segurança.

Sobre o Grupo Policom

Fundado em 1995, o Grupo Policom (www.grupopolicom.com.br) investe no  atendimento do cliente com produtos de valor agregado e preço acessível, que  pode ser adequado ao orçamento do cliente sem redução da qualidade final do  projeto. Caracterizando-se, também, por atuação comercial flexível, o Grupo  Policom insere inovação e criatividade em seu DNA, agregando entre seus  diferenciais competitivos o fato de ser 100% brasileiro. Além disso, seus  colaboradores são focados no desenvolvimento e na criação de soluções que  atendem os clientes e transfiram conhecimento tanto aos parceiros comerciais,  quanto ao cliente final.

Essas características preservadas e fortalecidas ao longo de  mais de 20 anos mantém o Grupo Policom como referência no mercado nacional de  distribuição de produtos dos principais fabricantes do mercado, para Cabeamento  Estruturado direcionados a aplicações de dados, voz, vídeo e controles  prediais. A empresa consolidou sua posição nos segmentos de Data Centers   e CFTV IP. Em 2016, iniciou sua atuação nas áreas de gestão de energia – com o  fornecimento de NoBreaks e cabos elétricos – e controle de acesso IP. Sua  atuação estende-se aos mais diversos setores produtivos, a exemplo de operação  crítica, data centers, infraestrutura de transporte e logística, portos e  aeroportos, ambientes corporativos, redes varejistas e shopping centers,  hospitais, universidades, indústrias, estádios e arenas esportivas,  estacionamentos etc.

Com sede na capital paulista, é formado pelas empresas  Policom SP (São Paulo-SP), Policom Rio (Rio de Janeiro-RJ), Paris Cabos (São  Paulo-SP) e Policom Paraná (Curitiba-PR), mantendo colaboradores regionais para  áreas específicas, como interior dos Estados do Paraná, São Paulo e Minas  Gerais. O Policom Solution Center e o Paris Cabos  Solution Center são espaços direcionados a treinamento, capacitação e  demonstração das soluções de alta tecnologia comercializadas, funcionando como  um showroom aberto à visitação pelos clientes, mediante agendamento prévio.

Contando com estrutura logística  em condições de atender a todo o território nacional, o Grupo Policom oferece  suporte técnico e comercial aos seus clientes. O seu corpo de profissionais  participa constantemente de cursos ministrados pelos fornecedores e parceiros,  mantendo-se atualizado para orientar corretamente os clientes com relação às  melhores soluções de conectividade e CFTV IP. Atualmente, o Grupo Policom  possui diversos engenheiros, MBAs e RCDD entre seus mais de 120 colaboradores.

Leia mais
Fluke Networks inova e lança o primeiro testador em campo do mundo com certificação de Categoria 8
07/02/2017

Com o novo DSX-8000 CableAnalyzer™, projetistas e instaladores têm agora à disposição as ferramentas necessárias para implementar Cat 8 compatível com redes Ethernet de 25 e 40 gigabits

Novo DSX-8000 CableAnalyzer da Fluke Networks

A Fluke Networks, líder mundial no fornecimento de soluções de teste de rede e monitoramento, anuncia ao mercado brasileiro o lançamento do DSX-8000 CableAnalyzer, primeiro testador em campo certificado e aprovado de forma independente quanto ao cumprimento de todos os requisitos do padrão de verificação em campo de Categoria 8. O DSX-8000 é o mais recente acréscimo à linha de certificação de cabos Versiv™ e dá continuidade à tradição da Fluke Networks de desenvolver produtos que ajudam instaladores de comunicação de dados a obterem a aceitação de sistemas de cabos de cobre e de fibra de maneira mais rápida, precisa e rentável.

"O DSX-8000 CableAnalyzer da Fluke Networks recebeu da Intertek a confirmação de que atende aos requisitos ANSI/TIA-1152-A Nível 2G para precisão de medições", afirmou Antoine Pelletier, engenheiro de projeto da área de testes de produtos de cabeamento para tecnologias de informação e comunicação da Intertek. "A disponibilidade de testadores que atendam a esse padrão é um marco fundamental para a evolução da Cat 8, possibilitando que os clientes tenham a confiança de que suas instalações atendam a todos os padrões."

Com o lançamento desse testador em campo, projetistas e instaladores têm agora à disposição as ferramentas de que precisam para implementar Cat 8 compatível com redes Ethernet de 25 e 40 gigabits. Ao alcançar esse importante marco do primeiro testador em campo Cat 8, a série DSX trouxe diversas inovações, entre elas:
 
  • Os primeiros adaptadores de canal e link permanente com uma faixa completa de 2 GHz, o que permite a certificação em campo de TIA Cat 5 por meio de 8 e ISO/IEC Classe C a FA e I/II (adaptadores Classe II disponíveis em meados de 2017).
  •  
  • O menor tempo de teste: certificação Cat 6A em apenas oito segundos.
  •  
  • O primeiro testador apoiado por fabricantes de soluções Cat 8.
  •  
  • O único testador capaz de testar continuidade de tela ao longo do caminho de cabeamento, conforme exigido por testadores Nível 2G.
  •  
  • O único testador capaz de testar medidas opcionais de desequilíbrio de resistência, o que é essencial para garantir a operação de sistemas avançados de alimentação elétrica por Ethernet (Power over Ethernet, PoE).
  • "Ao mesmo tempo em que os proprietários do Versiv informam obter rapidamente o retorno do investimento que fazem nesses equipamentos, os prestadores de serviços esperam uma durabilidade de vários anos de seus testadores", disse Eric Conley, vice-presidente e gerente geral da Fluke Networks. "Com o DSX-8000, eles podem garantir que estarão prontos quando seus clientes implementarem a tecnologia Cat 8. A combinação de um sólido retorno sobre o investimento (ROI) e de atividades de prova futuras torna este equipamento uma alternativa inteligente de compra."

    A Panduit, importante fornecedora de soluções de rede, também aprovou o DSX-8000 e verificou que ele é o único testador em campo que atende a todos os requisitos de Cat 8. "A categoria 8 oferecerá a promessa de migração tranquila a larguras de banda maiores no centro de dados, com facilidade de implementação e considerável economia de custos”, declarou Marc Naese, vice-presidente da unidade de negócios de centro de dados da Panduit Corporation. "Para concretizar esses benefícios, os clientes precisarão garantir que suas instalações atendam a todas as especificações Cat 8. Os laboratórios da Panduit® avaliaram e aprovaram o DSX-8000 da Fluke Networks para a certificação de nossas instalações."

    O DSX-8000 CableAnalyzer da Fluke Networks já está disponível para pedidos de revendedores da linha de certificação Versiv. Para consultar mais informações, visite www.flukenetworks.com/versiv. Para obter mais recursos sobre o padrão Cat 8, programas de certificação e produtos da Fluke Networks, visite http://www.flukenetworks.com/datasheet-DSX-CableAnalyzer-Series, www.flukenetworks.com/cat8.

    Sobre a Fluke Networks


    A Fluke Networks é a líder mundial em ferramentas de certificação, resolução de problemas e instalação para profissionais que instalam e fazem a manutenção da infraestrutura crítica de cabeamento da rede. Desde instalar os mais avançados centros de dados até restaurar o serviço no pior clima, nossa combinação de lendária confiabilidade e desempenho sem paralelo garante que os trabalhos sejam realizados eficientemente. Com matriz na cidade de Everett, WA, USA, a empresa distribui seus produtos em mais de 50 países. No Brasil, está presente através da subsidiária Fluke do Brasil, onde possui escritório de vendas e marketing em São Paulo/SP. A empresa possui estrutura de Assistência Técnica no país e distribui as suas soluções por meio de canais. Para informações adicionais e atualizações, siga a Fluke Networks no Twitter, Facebook e LinkedIn.

     


    Leia mais
    Grupo Policom: linha completa de câmeras IP da Dahua Technology
    07/02/2017

    A Dahua Technology está presente no mercado brasileiro desde  o início do ano – após anos de atuação a partir da sede, na China – com equipe  própria e showroom, tendo o Grupo Policom está entre os seus distribuidores. A  empresa fornece produtos e soluções de monitoramento de vídeo, sistema de  transporte inteligente, residência smart, entre outros.

    No portfólio dessa fabricante – que lidera mundialmente o  mercado de soluções de monitoramento de vídeo – destaca-se linha completa de  câmeras IP, como modelos Bullet e Mini Bullet, com resoluções de 1,3 MP, 2 MP e  3 MP. Destaque também para a câmera panorâmica de 12 MP, day&night, com WDR  de 360º.

    Todas essas câmeras são PoE, dispensando rede de energia  dedicada, e possuem iluminador em infravermelho (IR), o que torna a imagem  nítida mesmo em ambientes sem iluminação. Além disso, os produtos dessas  famílias contam com codificação de fluxo duplo em H.264  e MJPEG, DWDR, Diurno/Noturno (ICR), Redução de Ruídos Tridimensional (3DNR),  Balanço de Branco Automático (AWB), Controle Automático de Ganho (AGC),  Compensação de Luz de Fundo (BLC). A caixa externa tem proteção IP 67.

    As câmeras bullet possuem lentes varifocais 2,8/12, sendo  que no caso das de 1,3 MPhá opção em lente monofocal.

    Já as câmeras mini bullet têm lente  fixa de 3,6 mm (6 mm, opcional) e o LED infravermelhos possuem alcance de até  30 m. Além disso, contam com CMOS com varredura progressiva de 1/2,7 polegadas  e 2 MP. Enquanto as opções de 2 MP e 3 MP são WDR, as de 1,3 MP são WD.

    Sobre a Dahua Technology

    Os portfólios dos produtos fornecidos pela empresa incluem  séries iniciais e finais avançadas, visor, software, assim como as soluções inteligentes  de tráfego, bancos, varejo, transportes, energia, estacionamento, controle de  acesso, alarmes e vídeo porteiro. Em 2001, a Dahua foi a primeira empresa na  China a lançar o gravador de vídeo digital embutido em tempo real com 8 canais.  Desde então, a empresa tem investido cerca de 10% na receita de vendas anual em  Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) de novas tecnologias e inovação. Hoje, a  Dahua possui 11.000 colaboradores e mais de 4.000 profissionais na equipe de  P&D para fornecer produtos de ponta com alta qualidade e excelente  desempenho. A prioridade da Dahua é criar situações que atendam às necessidades  do mercado e maximizar a importância dos clientes, valorizando-os. As soluções Dahua são aplicadas em todo o  mundo em mais de 180 países de todos os continentes.

    Sobre o Grupo Policom

    Fundado em 1995, o Grupo Policom (www.grupopolicom.com.br) investe no  atendimento do cliente com produtos de valor agregado e preço acessível, que  pode ser adequado ao orçamento do cliente sem redução da qualidade final do  projeto. Caracterizando-se, também, por atuação comercial flexível, o Grupo  Policom insere inovação e criatividade em seu DNA, agregando entre seus  diferenciais competitivos o fato de ser 100% brasileiro. Além disso, seus  colaboradores são focados no desenvolvimento e na criação de soluções que  atendem os clientes e transfiram conhecimento tanto aos parceiros comerciais,  quanto ao cliente final.

    Essas características preservadas e fortalecidas ao longo de  mais de 20 anos mantém o Grupo Policom como referência no mercado nacional de  distribuição de produtos dos principais fabricantes do mercado, para Cabeamento  Estruturado direcionados a aplicações de dados, voz, vídeo e controles  prediais. A empresa consolidou sua posição nos segmentos de Data Centers   e CFTV IP. Em 2016, iniciou sua atuação nas áreas de gestão de energia – com o  fornecimento de NoBreaks e cabos elétricos – e controle de acesso IP. Sua  atuação estende-se aos mais diversos setores produtivos, a exemplo de operação  crítica, data centers, infraestrutura de transporte e logística, portos e  aeroportos, ambientes corporativos, redes varejistas e shopping centers,  hospitais, universidades, indústrias, estádios e arenas esportivas, estacionamentos  etc.

    Com sede na capital paulista, é formado pelas empresas  Policom SP (São Paulo-SP), Policom Rio (Rio de Janeiro-RJ), Paris Cabos (São  Paulo-SP) e Policom Paraná (Curitiba-PR), mantendo colaboradores regionais para  áreas específicas, como interior dos Estados do Paraná, São Paulo e Minas  Gerais. O Policom Solution Center e o Paris Cabos  Solution Center são espaços direcionados a treinamento, capacitação e  demonstração das soluções de alta tecnologia comercializadas, funcionando como  um showroom aberto à visitação pelos clientes, mediante agendamento prévio.

    Contando com estrutura logística  em condições de atender a todo o território nacional, o Grupo Policom oferece  suporte técnico e comercial aos seus clientes. O seu corpo de profissionais  participa constantemente de cursos ministrados pelos fornecedores e parceiros,  mantendo-se atualizado para orientar corretamente os clientes com relação às  melhores soluções de conectividade e CFTV IP. Atualmente, o Grupo Policom  possui diversos engenheiros, MBAs e RCDD entre seus mais de 120 colaboradores.


    Leia mais
    Nova ABNT NBR ISO9001.15 implemente JÁ
    07/02/2017

    Quer  Transformar sua Empresa ou Organização ?
    Nós temos a solução !!
      O MELHOR CUSTO X BENEFÍCIO DO MERCADO !!

      Logo_MP_Consultoria_rev1.png

      MP Consultoria - contato@mccpconsultoria.com.br

      Fone. 11 99215.1537

    NOVA  NBR ISO 9001:2015 Gestão da Qualidade

     A ABNT NBR ISO 9001 é uma norma que define os requisitos para colocar um sistema de gestão  da qualidade em vigor. Ela ajuda empresas a aumentar sua eficiência e a  satisfação das partes interessadas, especialmente a do cliente. Uma nova versão  da norma ABNT NBR ISO 9001:2015 foi lançada em Set.15 em substituição à versão  anterior (ABNT NBR ISO 9001:2008).

    images2.jpg

    Por  que a  norma foi revisada?

    Todas as normas ABNT são avaliadas a cada cinco anos e,  se necessário, revisadas. Isso ajuda a garantir que estas continuem sendo  ferramentas importantes para o mercado. Os desafios enfrentados atualmente por  empresas e negócios são bem diferentes dos de algumas décadas atrás, pensando  nisso, a ABNT NBR ISO 9001 foi atualizada para levar em consideração este novo  cenário. O aumento da globalização, por exemplo, mudou a forma como fazemos  negócios, e hoje as empresas operam cadeias de abastecimento cada vez mais  complexas do que faziam no passado. Além disso, existe um aumento na  expectativa de clientes e outras partes interessadas, e com mais acesso à  informação - a sociedade em geral tem hoje uma voz mais forte do que nunca. A ABNT  NBR ISO 9001 teve que refletir estas mudanças para que permaneça relevante.

    Quais são as principais mudanças ?

    A mudança mais evidente na norma é a sua nova  estrutura. A ABNT NBR ISO 9001:2015 segue agora a estrutura geral das outras  normas de sistemas de gestão, tornando mais fácil para qualquer um o uso de  diversos sistemas de gestão.

    Outra  diferença importante é o foco dado ao pensamento baseado no risco. Apesar disso  sempre ter feito parte da norma, a nova versão aborda esse ponto com mais  atenção.

    images.jpg

    Quais  são os benefícios da nova versão ?

    A nova versão da norma oferece ao usuário uma  série de benefícios.

    Por exemplo:

    • Coloca grande ênfase no envolvimento das lideranças;

    •  Ajuda a lidar com riscos e oportunidades corporativas de forma estruturada;
    • Usa linguagem simplificada, com estrutura e termos infor­mais,  que são especialmente úteis para empresas que utilizam diversos sistemas de  gestão, como por exemplo, os de Segurança e Saúde no Trabalho, ou continuidade  de negócios; Aborda a gestão da  cadeia de suprimentos de forma mais efetiva;

    • Tem uma utilização mais fácil para empresas de serviços e  de tecnologia.

    Eu utilizo a ABNT NBR ISO 9001:2008. O que devo fazer?

    Após revisá-la com o objetivo de atender às  necessidades do mundo corporativo dos dias de hoje, nós recomendamos que você  atualize seu sistema de gestão da qualidade para se adequar à nova versão o  quanto antes, pois imprevistos de última hora, ou até falta de agenda das  Certificadoras, pode acarretar o RISCO de sua certificação vencer.

    Cada organização é diferente, portanto, os passos necessários para ajustar o seu  sistema de gestão podem servir somente para a sua situação.  A MP Consultoria com seu time de consultores treinados e com grande experiência, pode  ajudar nesta transição, fazendo com que sua organização obtenha todos os  benefícios da nova versão, a qual terá também agregada todo conhecimento da MP Consultoriaem mais de 10 anos de atuação.

    Inicie a transformação de sua Empresa.

      MP  Consultoria, Auditoria e Treinamento em Gestão Empresarial

    contato@mccpconsultoria.com.br  Fone: 11 992151537

    Leia mais
    Conversores de mídia WDM e switches: novidades da Gerp IP
    02/02/2017

    Podem ser usados em  conjunto com as soluções de CFTV IP da Gerp IP

    A linha da Gerp IP – marca exclusiva do Grupo Policom em  soluções de monitoramento de ambientes internos e externos em alta definição –  apresenta novidades em Conversores de mídia WDM e switches para o mercado SMB e  SOHO, com cinco e com dez portas.

    Em condições de suportar budget PoE de 120 watts para  acionar até quatro dispositivos energizados compatíveis com o padrão IEEE  802.3at, o switch de cinco portas Fast Ethernet (SW5P4POE-AT) conta com  quatro portas UTP 10/100BASE-TX 802.3at PoE e uma porta de uplink  10/100BASE-TX. O recurso PoE inserido neste produto confere performance  eficiente em termos de custo para SMB, SOHO e outros mercados similares, e pode  ser aplicado, de maneira fácil e eficiente, tanto em pontos de acesso remoto,  quanto em câmeras IP ou telefones IP em qualquer local.

    Entre as características do produto estão: central de  comutação eficiente incorporada para implementar controle de fluxo e reduzir os  pacotes de transmissão; conformidade Padrão com normas Ethernet IEEE802.3, Fast  Ethernet IEEE802.3u, Controle de Fluxo IEEE802.3x, PoE IEEE802.3af, PoE  IEEE802.3at; identificação automática de cabos diretos ou cabos cruzados  10/100Base-TX com função Auto MDI/MDI-X; e mecanismo store-and-forward para  evitar perda de pacote e erros dos frames.

    E mais: o SW5P4POE-AT oferece suporte aos modos de fluxo  full duplex e half duplex e à alimentação elétrica PoE até um máximo de 30 w;  suporta Jumbo Frames de no máximo 1552 bytes; e possui portas em cobre suportam  a proteção ESD.

    switch de dez portas (SW8GPOE2G-AT) é direcionado à  instalação em rede PoE para os pontos de acesso remoto, câmeras IP ou telefones  IP em qualquer local. Apresentando custo eficiente e de fácil instalação, é  especialmente indicado para SMB, SOHO e demais mercados similares. Das dez  portas, oito são UTP 10/100/1000Mbps PoE 802.3at e duas portas direcionadas a  uplink em UTP 10/100/1000Mbps (sem POE). O SW8GPOE2G-AT tem capacidade PoE de  120-watts para alimentar até oito dispositivos simultaneamente compatíveis com  o IEEE 802.3af (ou quatro IEEE 802.3at em plena potência). As portas de cobre  suportam proteção ESD.

    Equipado com central de comutação para implementação do  controle de fluxo e redução dos pacotes de transmissão, é fabricado em  conformidade com os padrões Ethernet  IEEE802.3, Fast Ethernet IEEE802.3u, Ethernet Gigabit IEEE802.3ab, Ethernet  IEEE802.3z, Controle de Fluxo IEEE802.3x, PoE IEEE802.3af/at, sendo, assim compatível  com dispositivos Ethernet. Suporta Jumbo Frames de no máximo 9216 bytes,  oferece suporte aos modos de fluxo full duplex e half duplex, possui mecanismo  store-and-forward para evitar perda de pacote e erros dos frames, assim como  10/100/1000M com função Auto MDI/MDI-X identifica automaticamente cabos diretos  ou cabos cruzados.

    Conversores de mídia

    Os conversores de mídia da série Fast Ethernet / Monomodo  modelos CM100SM-SC-WA e CM100SM-SC-WB Gerp IP são da linha WDM e, portanto,  caracterizam-se pela possibilidade de interconverter sinais elétricos de pares  trançados 10Base-T e 100Base-TX para os sinais ópticos de 100Base-FX utilizando  uma única fibra óptica. Estes conversores utilizam dois diferentes comprimentos  de onda (1310nm/1550nm) para fazer a transmissão e recepção em uma única fibra  óptica. São convenientes para aplicações em que a infraestrutura de rede óptica  está saturada.

    Esses conversores WDM são disponibilizados em dois modelos  (CM100SM-SC-WA e CM100SM-SC-WB) que oferecem função de alerta de falha de link  entre a porta elétrica e a porta óptica. Desta forma podem alertar o seu  sistema de switches de falhas no link óptico.

    Direcionadas a aplicações em conjunto com as soluções de  CFTV IP da Gerp IP e outras aplicações de redes ópticas corporativas e  industriais, os conversores têm garantia de 1 ano e incorporam central de  comutação eficiente para implementar o controle de fluxo e reduzir os pacotes  de transmissão;, assim como velocidades10/100Mbps, são detectados  automaticamente; oferecem suporte ao modo half e full duplex de FX e à detecção  automática de MDI/MDI-X, facilitando o comissionamento e a instalação do  sistema, assim como a 10/100 Mbps store-and-forward e 100 Mbps cut-through  transmission. O suporte se estende à transmissão de 100Base-FX compatível com  outros dispositivos, à transmissão low-time lag (pequeno atraso) e à  transmissão de pacotes extra-longos de até 1600 bytes.

    A linha de conversores atende às normas Ethernet IEEE802.3  10Base-T, Fast Ethernet IEEE802.3u,100Base-TX/FX, Controle de Fluxo IEEE802.3x;  possui 128 Kb RAM de memória buffer e é fornecida com uma porta  RJ45: Cabos categoria 5 STP/UTP, EIA568A/B e uma porta óptica: Fibra  Simplex de Monomodo: SC ou FC (9/125μm). Além disso, conta com indicador LED de  POWER (alimentação elétrica), FX LINK/ACT (atividade de link óptico), FDX (modo  full duplex), TX LINK/ACT (link/atividade de cabo TP), TX 100 (velocidade do  cabo TP 100M) e FX100 (velocidade do cabo de fibra 100M), entre outras  características.

    Sobre o Grupo Policom

    Fundado em 1995, o Grupo Policom (www.grupopolicom.com.br) investe no  atendimento do cliente com produtos de valor agregado e preço acessível, que  pode ser adequado ao orçamento do cliente sem redução da qualidade final do  projeto. Caracterizando-se, também, por atuação comercial flexível, o Grupo  Policom insere inovação e criatividade em seu DNA, agregando entre seus  diferenciais competitivos o fato de ser 100% brasileiro. Além disso, seus  colaboradores são focados no desenvolvimento e na criação de soluções que  atendem os clientes e transfiram conhecimento tanto aos parceiros comerciais,  quanto ao cliente final.

    Essas características preservadas e fortalecidas ao longo de  mais de 20 anos mantém o Grupo Policom como referência no mercado nacional de  distribuição de produtos dos principais fabricantes do mercado, para Cabeamento  Estruturado direcionados a aplicações de dados, voz, vídeo e controles  prediais. A empresa consolidou sua posição nos segmentos de Data Centers   e CFTV IP. Em 2016, iniciou sua atuação nas áreas de gestão de energia – com o  fornecimento de NoBreaks e cabos elétricos – e controle de acesso IP. Sua  atuação estende-se aos mais diversos setores produtivos, a exemplo de operação  crítica, data centers, infraestrutura de transporte e logística, portos e  aeroportos, ambientes corporativos, redes varejistas e shopping centers,  hospitais, universidades, indústrias, estádios e arenas esportivas,  estacionamentos etc.

    Com sede na capital paulista, é formado pelas empresas  Policom SP (São Paulo-SP), Policom Rio (Rio de Janeiro-RJ), Paris Cabos (São  Paulo-SP) e Policom Paraná (Curitiba-PR), mantendo colaboradores regionais para  áreas específicas, como interior dos Estados do Paraná, São Paulo e Minas  Gerais. O Policom Solution Center e o Paris Cabos  Solution Center são espaços direcionados a treinamento, capacitação e  demonstração das soluções de alta tecnologia comercializadas, funcionando como  um showroom aberto à visitação pelos clientes, mediante agendamento prévio.

    Contando com estrutura logística  em condições de atender a todo o território nacional, o Grupo Policom oferece  suporte técnico e comercial aos seus clientes. O seu corpo de profissionais  participa constantemente de cursos ministrados pelos fornecedores e parceiros,  mantendo-se atualizado para orientar corretamente os clientes com relação às  melhores soluções de conectividade e CFTV IP. Atualmente, o Grupo Policom  possui diversos engenheiros, MBAs e RCDD entre seus mais de 120 colaboradores.


    Leia mais
    TOP 10 DE POR QUE OS PROJETOS FALHAM
    30/01/2017

    Leia mais
    Avalie os Riscos e Oportunidades
    30/01/2017

    GESTÃO DE RISCOS E OPORTUNIDADES

    De acordo  com a ISO31000:2009

    Gestão de Riscos – Risco  é o efeito da incerteza sobre um determinado objetivo ou evento. Esta incerteza  poderá ser uma ameaça ou oportunidade.

    Gestão de Risco – Conjunto de ações coordenadas para identificar,  analisar, avaliar e tratar os riscos de uma maneira que permita que a Empresa  atue de forma preventiva, antecipando ações para prevenir ameaças ou  potencializar oportunidades.

    “Existe o risco que você não pode jamais correr, e existe o risco que você não pode deixar de correr.”

      Peter Drucker

    Existem basicamente 3 tipos de riscos operacionais:

    Risco Empresarial:
    Risco  relacionado à operação de um negócio, estratégia de execução, questões  sistêmicas, financeiras, materiais, etc. Um bom exemplo de gestão de riscos  empresariais é quando aplicamos a Análise SWOT e entende as oportunidades e  ameaças do negócio.

    Risco do Projeto
    Riscos  relacionados com o planejamento e entrega de um produto ou serviço, e da  capacidade de atender às questões de projeto ou seja, qualidade, cronograma e  custo, incluindo a tecnologia e outros fatores. Suponhamos que vamos lançar um  novo produto, qual o risco da minha equipe ficar doente, faltar por 1 semana e  comprometer o prazo de entrega do produto?

    Risco do Processo
    Risco,  diretamente relacionado com o planejamento e entrega de um produto ou serviço e  de não ser capaz de atender à estabilidade do processo, a capacidade do  processo e melhoria contínua, traduzido na incapacidade de obter resultados  satisfatórios. Um exemplo muito comum são os riscos de segurança ocupacional  que incidem sobre a saúde humana e bem-estar dos trabalhadores.

    Inicie a transformação de sua Empresa, avalie os riscos e  oportunidades da sua Organização, contrate a

      MP Consultoria, Auditoria e Treinamento em Gestão Empresarial

      contato@mccpconsultoria.com.br  Fone: 11 992151537

    Visite nosso site:  http://mccpconsultoria.com.br


    Leia mais
    NOVA NORMA DE CABEAMENTO ESTRUTURADO INDUSTRIAL
    27/01/2017

    NOVA ABNT NBR 16521:2016 

    Título
    Cabeamento estruturado industrial

    Título em Inglês
    Industrial structured cabling

    Objetivo
    Esta Norma especifica um cabeamento estruturado que suporta uma extensa gama de  serviços de telecomunicações, como automação, controle e aplicações de monitoramento para uso em  instalações industriais ou áreas industriais dentro de outros tipos de  edificações, compreendendo um ou múltiplos edifícios em um campus. Esta  Norma abrange o cabeamento balanceado e o cabeamento em fibra óptica.

    https://www.target.com.br/produtos/normas-tecnicas/44114/nbr16521-cabeamento-estruturado-industrial

    CONVÊNIOS ABNT PARA ADQUIRIR AS NORMAS COM DESCONTO

    http://www.abntcatalogo.com.br/confea/

    https://www.target.com.br/home.aspx

    http://www.abntcatalogo.com.br/sebrae/

    Leia mais
    AS PERDAS E A SAÚDE DA SUA EMPRESA
    26/01/2017

    Leia mais
    TECNOCOMP - Novo portfolio e ações de marketing para crescimento em 2017
    26/01/2017

    Companhia 100% brasileira, provedora de soluções e  serviços de TI, a TecnoComp atingiu em 2016 mais um importante crescimento.  Mesmo em um ano recessivo a empresa cresceu 46% em serviços consultivos e 17% em  serviços de infraestrutura e sustentação superando índices do mercado de TI  (média de 5,0% – fonte: IDC). Além disso, obteve maior rentabilidade pela  redução de custos operacionais e ofertas orientadas ao “ core business” dos  clientes. 

    As metas para 2017 são otimistas e arrojadas, pois  planejamos crescer 60% nos serviços consultivos e 25% nas soluções para  infraestrutura e serviços gerenciados, totalizando vendas na ordem de R$ 60 milhões  diz Ricardo Perdigão, diretor comercial.

    A TecnoComp entrou em uma grande fase de transformação  e planejamento para os próximos anos inovando e fortalecendo ainda mais a  essência e diferenciais competitivos. Trabalhando intensamente nos “drivers” da  imagem corporativa, portfolio de soluções, ofertas customizadas e parcerias que  trazem mais valor estratégico e competitivo aos clientes como Oracle, VMware,  Veeam,  EMC, Huawei e HDI.

    O portfolio integrado foi redesenhado para oferecer  soluções verticais, permitindo aos clientes obterem mais serviços com um único  fornecedor. Do nosso lado, garantimos qualidade e redução de custos em função  do ganho de escala de cada projeto. Outro ponto importante é que aprendemos com  nossos clientes e desenvolvemos portfolios com soluções personalizadas aos  setores de Varejo, Saúde e Data Center, acrescenta Ricardo Perdigão, diretor  comercial.

    Tudo isso se consolida com a comunicação ao mercado  sobre as ações estratégicas e táticas e para isso será investido 1,5% do  faturamento em ações de marketing.

    Sobre a TecnoComp – Com 33 anos no mercado de soluções e  serviços de TI, a TecnoComp é uma empresa brasileira com foco nos setores  Corporativo e Governo. A companhia tem sede em São Bernardo do Campo - SP, filial  no Rio de Janeiro e uma rede nacional com 160 parceiros técnicos e representantes  comerciais. No portfolio 2017 estão soluções integradas e inovadoras onde se  destacam cinco torres: Serviços  Gerenciados, Engenharia para TI, Tecnologia e Inovação, Data Center Services e  Consultoria Estratégica.


    Leia mais
    Réguas gerenciáveis APC montadas em rack: novidade no Grupo Policom
    23/01/2017

    Essas unidades de distribuição de energia medível montada em  rack são fabricadas pela APC by Schneider Electric e disponíveis em diversos  modelos

    O Grupo Policom comercializa três modelos de Unidades de  Distribuição de Energia (PDUs) da da APC (American Power Conversion), empresa  do grupo Schneider Electric: de 10 A, 16 A e 30 A.

    Gerenciáveis, essas unidades de distribuição de energia com  Medidores e Racks oferecem  medição ativa para a otimização da energia e proteção de circuitos e possuem  alarmes, com limites definidos pelo usuário diminuem os riscos por meio de  alertas locais e remotas em tempo real de advertência de sobrecargas potenciais  de circuitos. Para isso, sistema para monitoramento real da energia, uma porta  de sensor de temperatura/umidade, tomadas IEC com trava e disjuntores de  circuito de perfil ultrabaixo.

    Essas soluções fornecem dados de uso da energia para  facilitar a tomada de decisões esclarecidas por Gerentes de Data Centers sobre  como equilibrar as cargas e dimensionar os ambientes de TI, com o intuito de  reduzir o custo total de propriedade. O acesso e a configuração pelo usuário  pelo usuário podem ser feitos via interfaces Web seguras, SNMP ou Telnet, que  são complementados por plataformas de gerenciamento centralizado da APC que  utilizam os módulos InfraStruXure Central, InfraStruXure Operations,  InfraStruXure Capacity e InfraStruXure Energy Efficiency.

    O modelo de 10A conta com 16 tomadas C13, de 230V; enquanto  que a régua de 16A possui 18 tomadas C13 e 2 C19. Já a PDU de30  A é equipada com 24 tomadas padrão NEMA 5-20R.

    Alguns destes produtos podem ser conhecidos pessoalmente no  Policom Solution Center, em São Paulo (SP).

    Grupo Policom e APC  by Schneider Electric

    A linha de produtos da APC by Schneider Electric é  comercializada pelo Grupo Policom desde maio de 2016. A principal finalidade  desses produtos é a de proteger equipamentos eletroeletrônicos contra  oscilações de tensão e quedas de energia, reduzindo a possibilidade de queima  dos equipamentos e consequente prejuízos causados por essas falhas,  principalmente em períodos de chuvas fortes, como acontece na Primavera e no  Verão.  

    “Com mais esta parceria, os clientes que usualmente  trabalham com o Grupo Policom passam a ter mais uma opção de produtos focados  em energia, principalmente em projetos de data center compactos com até 20  racks, perfil de projeto  que é uma de nossas especialidades”, comenta  Anderson Luiz Carvalho, gerente de Marketing do Grupo Policom, citando a  possibilidade de cross selling com soluções de cabeamento e segurança, com  atenção especial aos canais que já conhecem APC e apoio àqueles que queiram  diversificar a sua oferta de soluções.

    Sobre o Grupo  Policom

    Fundado em 1995, o Grupo Policom (www.grupopolicom.com.br) investe no  atendimento do cliente com produtos de valor agregado e preço acessível, que  pode ser adequado ao orçamento do cliente sem redução da qualidade final do  projeto. Caracterizando-se, também, por atuação comercial flexível, o Grupo  Policom insere inovação e criatividade em seu DNA, agregando entre seus  diferenciais competitivos o fato de ser 100% brasileiro. Além disso, seus  colaboradores são focados no desenvolvimento e na criação de soluções que  atendem os clientes e transfiram conhecimento tanto aos parceiros comerciais,  quanto ao cliente final.

    Essas características preservadas e fortalecidas ao longo de  mais de 20 anos mantém o Grupo Policom como referência no mercado nacional de  distribuição de produtos dos principais fabricantes do mercado, para Cabeamento  Estruturado direcionados a aplicações de dados, voz, vídeo e controles  prediais. A empresa consolidou sua posição nos segmentos de Data Centers   e CFTV IP. Em 2016, iniciou sua atuação nas áreas de gestão de energia – com o  fornecimento de NoBreaks e cabos elétricos – e controle de acesso IP. Sua  atuação estende-se aos mais diversos setores produtivos, a exemplo de operação  crítica, data centers, infraestrutura de transporte e logística, portos e  aeroportos, ambientes corporativos, redes varejistas e shopping centers,  hospitais, universidades, indústrias, estádios e arenas esportivas, estacionamentos  etc.

    Com sede na capital paulista, é formado pelas empresas  Policom SP (São Paulo-SP), Policom Rio (Rio de Janeiro-RJ), Paris Cabos (São  Paulo-SP) e Policom Paraná (Curitiba-PR), mantendo colaboradores regionais para  áreas específicas, como interior dos Estados do Paraná, São Paulo e Minas  Gerais. O Policom Solution Center e o Paris Cabos  Solution Center são espaços direcionados a treinamento, capacitação e  demonstração das soluções de alta tecnologia comercializadas, funcionando como  um showroom aberto à visitação pelos clientes, mediante agendamento prévio.

    Contando com estrutura logística  em condições de atender a todo o território nacional, o Grupo Policom oferece  suporte técnico e comercial aos seus clientes. O seu corpo de profissionais  participa constantemente de cursos ministrados pelos fornecedores e parceiros,  mantendo-se atualizado para orientar corretamente os clientes com relação às  melhores soluções de conectividade e CFTV IP. Atualmente, o Grupo Policom  possui diversos engenheiros, MBAs e RCDD entre seus mais de 120 colaboradores.


    Leia mais
    Treinamento de certificação Panduit
    19/01/2017

    Leia mais
    2017 começa com certificações DCPRO no Grupo Policom
    18/01/2017

    Parceiro do Datacenter Dynamics na atividade de cursos de  certificação para as regiões brasileiras Sul e Sudeste, o Grupo Policom inicia  2017 com duas certificações DCPRO Development programadas no Policom Solution  Center (PSC), em São Paulo (SP): Energy and Cost Management, de 30 de janeiro a  1 de fevereiro, e Data Center Design Awareness de 27 a 29 de março.

    A Certificação Energy and  Cost Management (CEM) explora o uso eficaz da energia por software, sistemas de  TIC e infraestrutura de apoio do data center, além de abranger as melhores  práticas e estratégias para controlar e gerenciar a eficiência energética,  sendo, portanto, direcionado a Qualquer pessoa envolvida na gestão de missão  crítica de TI, infraestrutura, telecomunicações, ou consultores de design.

    Já a Certificação Data Center  Design Awareness (DCDA) é um curso preparatório da Estrutura de  Progressão Profissional de DCPro e serve para apresentar aos estudantes as  principais disciplinas relacionadas com os data centers.  É especialmente  indicado para profissionais envolvidas direta ou indiretamente na gestão e na  operação de um data center existente ou com projeto em fase de construção.

    Entre os diferenciais das certificações DC PRO Development  estão cursos alinhados aos padrões internacionais; instrutores especializados  com mais de 10 anos de experiência e aprendizado interativo, online e presencial. Além disso, a  metodologia aplicada contribui para a progressão de carreira para especialista,  pois a formação profissional oferecida tem como objetivo fornecer certificação,  conhecimento e melhores práticas, para os profissionais de data centers que,  usualmente, são provenientes de áreas diversas, como Telecom, Mecânica, Energia  ou Sistemas que necessitam convergir as multidisciplinas que circulam no  ambiente de um data center.

    Os participantes são incentivados a debater sobre  experiências reais de trabalho e os exercícios oferecem a oportunidade de pôr  em prática o que foi aprendido e poder aplicar mais tarde, em seu próprio  ambiente de data center.

    Os interessados  devem entrar em contato pelo e-mail mkt@policom.com.br ou buscar a seção Agenda no site www.grupopolicom.com.br.

    Energy and Cost  Management - de 30 de janeiro a 1 de fevereiro

    Ao final da certificação, os alunos estarão capacitados a  discutir o consumo de eletricidade e a perspectiva de sustentabilidade e de  monitoramento das organizações na indústria de data center; discutir códigos de  conduta com relação ao clima e à emissão de carbono, na construção de data  center; identificar drivers para a gestão de energia corporativa e de  responsabilidade social, gerência de marca etc; definir e explicar as métricas  básicas para a eficiência energética do data center, incluindo DCIE e PUE;  assim como definir a maturidade do data center e identificar o papel dos  responsáveis na iniciativa de eficiência energética no data center; e definir  os imperativos de eficiência no projeto e explicar o papel dos equipamentos de  data center, discutindo o gerenciamento e os impactos de energia de acordo com  as normas da ASHRAE. Permitirá, ainda, aplicar bases técnicas de gestão em  eficiência energética para as áreas de TI, refrigeração e sistemas elétricos;  analisar as limitações e capacidades de métricas e elaborar relatórios sobre o  data center.

    Para isso, o curso, ao longo de 21 horas divididas em três  dias, enfoca visão geral das macrotendências globais em questões energéticas,  como consumo energético, política tarifária de energia elétrica,  sustentabilidade, acordos sobre o clima, códigos de edificações; variáveis do  negócio com relação à energia do data center; métricas de instalação,  sustentabilidade, TI, entre outras, além de medições e monitoramento;  maturidade dos data center; gestão holística e papéis; equipamento de TI  (servidores, armazenagem, redes);  gestão de energia e aspectos  ambientais, incluindo as atualizações das normas ASHRAE de 2008 e 2011; e  eficiência dos sistemas elétricos e de refrigeração e tendências futuras.

    Data Center Design Awareness  de 27 a 29 de março

    Desde a escolha do local da infraestrutura à área de cabeamento,  esta certificação tem 21 horas divididas em três dias e é centrada nas  competências necessárias para entender os conceitos de design nas  interdependências associadas a cada disciplina, levando os participantes a  conhecer os avances tecnológicos do data center através da história, os  desafios atuais, os organismos regulamentadores e as definições de métricas do  setor; assim como a identificar as principais áreas de desenvolvimento de data  center as fases do projeto, escopo e documentação de comissionamento, planos de  manutenção, códigos e normas legais; e a justificar a seleção do local para o  data center, os planos de segurança e vigilância física/eletrônica, as  políticas, procedimentos, e padrões de regulamentação.

    A certificação DCDA conduz, ainda, à aplicação das melhores  práticas recomendadas na construção, incluindo níveis de resiliência e  necessidades de espaço, sistemas de refrigeração, opções de CA e novo  desenvolvimento tecnológico; discorre sobre tipos, tamanhos e disposição dos  gabinetes e suas configurações, identificando os principais componentes de  sistemas elétricos, Back-Up, geradores e aplicações dos padrões de eficiência;  enfoca as opções de configuração, layout e disposição para o data center, com  identificação de servidores, armazenamento, equipamentos de comunicação e  desenvolvimentos tecnológicos e identificação de elementos essenciais de  detecção e supressão de incêndios, além dos protocolos de automação predial,  sistemas integrados de medição e monitoramento, relatórios e normas aplicáveis  ao setor.

    Para atingir essas metas, apresenta como conteúdo  programático informações sobre o Data Center, desde seleção do local, até  sistemas de telecomunicações, gás e  ar, desenho arquitetônico, informática,  áreas de suporte e espaço externo, piso elevado, disposições da sala, conectividade nas  infraestruturas, arquitetura de TI,  sistemas de proteção contra incêndios, entre outros. 

    Sobre o Grupo Policom

    Fundado em 1995, o Grupo  Policom (www.grupopolicom.com.br )  investe no atendimento do cliente com produtos de valor agregado e preço  acessível, que pode ser adequado ao orçamento do cliente sem redução da  qualidade final do projeto. Caracterizando-se, também, por atuação comercial  flexível, o Grupo Policom insere inovação e criatividade em seu DNA, agregando  entre seus diferenciais competitivos o fato de ser 100% brasileiro. Além disso,  seus colaboradores são focados no desenvolvimento e na criação de soluções que  atendem os clientes e transfiram conhecimento tanto aos parceiros comerciais,  quanto ao cliente final.

    Essas características  preservadas e fortalecidas ao longo de mais de 20 anos mantém o Grupo Policom  como referência no mercado nacional de distribuição de produtos dos principais  fabricantes do mercado, para Cabeamento Estruturado direcionados a aplicações  de dados, voz, vídeo e controles prediais. A empresa consolidou sua posição nos  segmentos de Data Centers  e CFTV IP. Em 2016, iniciou sua atuação nas  áreas de gestão de energia – com o fornecimento de NoBreaks e cabos elétricos –  e controle de acesso IP. Sua atuação estende-se aos mais diversos setores  produtivos, a exemplo de operação crítica, data centers, infraestrutura de  transporte e logística, portos e aeroportos, ambientes corporativos, redes  varejistas e shopping centers, hospitais, universidades, indústrias, estádios e  arenas esportivas, estacionamentos etc.

    Com sede na capital  paulista, é formado pelas empresas Policom SP (São Paulo-SP), Policom Rio (Rio  de Janeiro-RJ), Paris Cabos (São Paulo-SP) e Policom Paraná (Curitiba-PR),  mantendo colaboradores regionais para áreas específicas, como interior dos  Estados do Paraná, São Paulo e Minas Gerais. O Policom Solution Center e o Paris Cabos Solution Center são espaços direcionados  a treinamento, capacitação e demonstração das soluções de alta tecnologia  comercializadas, funcionando como um showroom aberto à visitação pelos  clientes, mediante agendamento prévio.

    Contando com estrutura logística em condições de atender a todo o território nacional, o  Grupo Policom oferece suporte técnico e comercial aos seus clientes. O seu  corpo de profissionais participa constantemente de cursos ministrados pelos  fornecedores e parceiros, mantendo-se atualizado para orientar corretamente os  clientes com relação às melhores soluções de conectividade e CFTV IP.  Atualmente, o Grupo Policom possui diversos engenheiros, MBAs e RCDD entre seus  mais de 120 colaboradores.


    Leia mais
    Planejamento Estratégico, Caminho para o Sucesso !!
    17/01/2017

     

    INTRODUÇÃO

    As  Estratégias representam caminhos escolhidos para concentrar esforços com o  objetivo de tornar real a visão da organização, tendo em vista a definição  e a  obtenção de fins determinados. Compõem processos decisórios de  articulação e sistematização de idéias, recursos e pessoas, de modo  abrangente e sensível às contingências ambientais, traduzindo compromissos de  longo prazo com as partes interessadas - clientes, força de trabalho,  acionistas e proprietários, fornecedores e a sociedade. Essas atividades  são geralmente executadas pela liderança da organização e,  dependendo do porte da mesma, envolvem outros níveis da estrutura. É  comum, ainda, a organização se municiar de informações e pareceres de  consultorias e especialistas para proporcionar uma visão de fora da  organização e facilitar o processo de definição dos rumos para o futuro.  Os planos são elaborados para cada área da organização que têm atribuição  de executar as estratégias, detalhando as ações ao longo do tempo e os  alvos a serem atingidos. 

     

     

    "Os  fatores estratégicos da nossa empresa são os vínculos  que ela estabelece com as partes interessadas"

    Jorge  A. Mendes Pereira Cetrel.

     

     

    Os ciclos de gestão estratégica desenvolvidos  pela organização representam grandes ganhos. Eles podem nortear pessoas e  organizações que se encontram num ciclo vicioso, onde se aplica muita  energia e tempo adivinhando o futuro. Pouca coisa é feita a respeito das  ameaças e oportunidades, havendo muito tempo empregado em “apagar  incêndios” das falhas que não foram resolvidas a tempo, tentando resolver  problemas recorrentes, sem tempo para o que é importante. As Estratégias e  Planos, com liderança e perseverança, tenderão a levar estas pessoas e  organizações ao ciclo virtuoso, com tempo para viver, inovar, trabalhar  de forma preventiva e proativa e orientada para o futuro.

    "A melhor forma de prever o futuro é criá-lo"
    Peter Drucker

     

     

    Leia mais em...MP Consultoria, Treinamento e  Auditoria em Gestão Empresarial

    http://mccpconsultoria.com.br

     


    Leia mais
    Nova ABNT NBR ISO9001.15 - implemente JÁ
    12/01/2017

    NOVA  NBR ISO 9001:2015 Gestão da Qualidade

    A ABNT NBR  ISO 9001 é uma norma que define os requisitos para colocar um sistema de gestão  da qualidade em vigor. Ela ajuda empresas a aumentar sua eficiência e a  satisfação das partes interessadas, especialmente a do cliente. Uma nova versão  da norma ABNT NBR ISO 9001:2015 foi lançada em Set.15 em substituição à versão  anterior (ABNT NBR ISO 9001:2008).

    Por  que a  norma foi revisada?

    Todas as normas ABNT são avaliadas a cada cinco anos e,  se necessário, revisadas. Isso ajuda a garantir que estas continuem sendo  ferramentas importantes para o mercado. Os desafios enfrentados atualmente por  empresas e negócios são bem diferentes dos de algumas décadas atrás, pensando  nisso, a ABNT NBR ISO 9001 foi atualizada para levar em consideração este novo  cenário. O aumento da globalização, por exemplo, mudou a forma como fazemos  negócios, e hoje as empresas operam cadeias de abastecimento cada vez mais  complexas do que faziam no passado. Além disso, existe um aumento na  expectativa de clientes e outras partes interessadas, e com mais acesso à informação  - a sociedade em geral tem hoje uma voz mais forte do que nunca. A ABNT NBR ISO  9001 teve que refletir estas mudanças para que permaneça relevante.

     Quais são as principais mudanças ?

      A mudança mais evidente na norma é a sua nova  estrutura. A ABNT NBR ISO 9001:2015 segue agora a estrutura geral das outras  normas de sistemas de gestão, tornando mais fácil para qualquer um o uso de  diversos sistemas de gestão.

      Outra  diferença importante é o foco dado ao pensamento baseado no risco. Apesar disso  sempre ter feito parte da norma, a nova versão aborda esse ponto com mais  atenção.

    Quais  são os benefícios da nova versão ?

    A nova versão da norma oferece ao usuário uma  série de benefícios.

    Por exemplo: 

    • Coloca grande ênfase no envolvimento das lideranças;

    •  Ajuda a lidar com riscos e oportunidades corporativas de forma estruturada;
    • Usa linguagem simplificada, com estrutura e termos infor­mais,  que são especialmente úteis para empresas que utilizam diversos sistemas de  gestão, como por exemplo, os de Segurança e Saúde no Trabalho, ou continuidade  de negócios; Aborda a gestão da  cadeia de suprimentos de forma mais efetiva;

    • Tem uma utilização mais fácil para empresas de serviços e  de tecnologia.

    Eu utilizo a ABNT NBR ISO 9001:2008. O que devo fazer?

    Após revisá-la com o objetivo de atender às  necessidades do mundo corporativo dos dias de hoje, nós recomendamos que você  atualize seu sistema de gestão da qualidade para se adequar à nova versão o  quanto antes, pois imprevistos de última hora, ou até falta de agenda das  Certificadoras, pode acarretar o RISCO de sua certificação vencer.

    Cada  organização é diferente, portanto, os passos necessários para ajustar o seu  sistema de gestão podem servir somente para a sua situação.  A MP Consultoria com seu time de consultores treinados e com grande experiência, pode  ajudar nesta transição, fazendo com que sua organização obtenha todos os  benefícios da nova versão, a qual terá também agregada todo conhecimento da MP Consultoria em mais de 10 anos de atuação.

    Inicie a transformação de sua Empresa.

      MP  Consultoria, Auditoria e Treinamento em Gestão Empresarial

    contato@mccpconsultoria.com.br         Fone: 11 992151537

    Visite nosso site:  http://mccpconsultoria.com.br

    Leia mais
    Seis razões que comprovam que a certificação de cabeamento é mais necessária que nunca
    12/01/2017

    Escrito por Richard Landim

    O atual cenário de crise econômica que o país enfrenta demandou uma  reestruturação dos orçamentos de TI. Reduzir custos é a prioridade número um  das empresas, que precisam tomar decisões difíceis para reduzir despesas  operacionais e de capital. No entanto, neste processo, é fundamental que os  gerentes de TI não se esqueçam de que uma infraestrutura de rede saudável está  diretamente ligada à produtividade, eficiência e expansão de serviços. 

    Uma opção tentadora para reduzir as despesas de TI pode ser adiar a  manutenção. Embora nenhuma organização prorrogue uma manutenção realmente  crítica, existem tarefas que podem ser adiadas, pois estão em uma zona cinzenta  que pode ser considerada "opcional". Trafegar nessas decisões não é  fácil, mas seria um grave erro suspender os testes da fundação de cada rede:  seu cabeamento de cobre e fibra.

    O teste mais completo para o cabeamento de rede é a certificação. A  certificação prova que um sistema de cabos adere a rigorosos padrões de  desempenho e de execução da instalação, por isso, este procedimento requer  técnicos treinados e equipamentos de teste especializados. Este é um esforço  caro que pode ser adiado, certo? Errado.

    O cabeamento é responsável por metade de todas as falhas na rede. Ao  certificá-lo, as falhas são significativamente reduzidas. Em tempos  financeiramente desafiadores, este é um benefício crucial que pode ser  potencializado de seis maneiras:

    1. Certificar é mais barato que reparar

    A certificação de cabos de cobre e fibra previne problemas. Sem ela os  reparos devem ser feitos em uma rede ativa ou pior, em uma rede que está  sofrendo uma interrupção.

    O tempo de inatividade da rede resulta em perda de receita e  produtividade, redução de serviço ao cliente e desvantagem competitiva. Um  estudo do Gartner estimou que uma hora de inatividade de uma rede corporativa  custa, em média US$ 42.000, dependendo da indústria.

    Se uma empresa é desafiada a melhorar seu tempo de atividade anual de  99,9% para 99,99%, ela precisa reduzir o tempo de inatividade por oito horas.  Usando a estimativa do Gartner sobre o custo de inatividade, isso gera uma  economia para a empresa de US$ 336.000 por ano. Mas como se chega lá?

    Há muitas causas de inatividade. Um estudo do Gartner/Dataquest apontou  que o erro humano e de aplicação são responsáveis por 80% das falhas. Mas se a  rede representa apenas 20% da causa, ela responde por US$ 67.000 da exposição.

    Compare isso com o custo da certificação. Uma rede com 600 linhas de  cobre Categoria 6 passa por testes de certificação. Uma suposição realista é  que 5% dos links falham no teste inicial e devem ser reparados e testados  novamente. Usando um certificador de cabo moderno todo o processo levaria  aproximadamente 11 horas. A uma taxa comercial de R$50 por hora, a despesa será  de R$600. R$600 de despesa para economizar US$67.000. O caso de sucesso da  certificação é auto evidente.

    2. As garantias do produto estão limitadas

    Em tempos difíceis um proprietário de rede pode ser tentado a usar a  garantia de um fabricante por segurança. Isso é compreensível uma vez que a  maioria dos fabricantes de cabos e conectores oferecem boas garantias e estão  por trás de seus produtos. Entretanto, esses fabricantes não podem garantir a  instalação final.

    A qualidade de uma instalação de cabos está em grande parte nas mãos dos  instaladores. Se a habilidade do profissional é fraca, mesmo produtos  excelentes falham. As falhas e problemas associadas à rede estão fora do escopo  de uma garantia de hardware, de modo que o proprietário da rede e o instalador  devem negociar a correção.

    A única maneira de assegurar que a obra do instalador atenda aos padrões  e que as melhores práticas sejam seguidas é através dos testes de certificação.  A certificação dá a proteção necessária contra custos imprevistos ao  proprietário da rede e, quando os ventos da economia estão desfavoráveis, essa  proteção é sempre bem-vinda.

    3. Certificação e Recertificação serão a prova de futuro da  infraestrutura

    Você pode acreditar que um cabo, após instalado e certificado, nunca mais  precisará de atenção. Isso pode ser imprudente. Uma planta de cabeamento  recertificada pode provar ser compatível com o tráfego de alta velocidade que é  implantado anos após o cabo ser instalado pela primeira vez. Quão importante é  o suporte para velocidades mais altas? De acordo com um levantamento de  datacenters pela empresa de pesquisa BSRIA, a tecnologia multigigabit é comum  agora:

     

    Quais são as implicações disto? O cabo de cobre da categoria 6 foi  projetado para suportar uma taxa de dados de 1 Gigabit por segundo. Os recentes  testes de certificação em campo indicam que boa parte do cabo Cat 6 usado nos  datacenters está em conformidade com o padrão 10GBASE-T e pode suportar o serviço  de 10 Gigabit em distâncias curtas a moderadas. Se você recertificar o cabo Cat  6 em seu datacenter pode encontrar um caminho eficiente para uma taxa de  transferência de 10X, evitando alguns ou todos os custos de substituição de  cabeamento. Além disso, quando a demanda por serviços de TI repercutir, a  planta de cabos recertificados estará pronta para suportar novos equipamentos e  expandir os serviços.

    4. Cabeamento não certificado = Capital Subutilizado

    É um fato: Recessões agitam o mercado, especialmente o imobiliário.  Quando um novo inquilino entra em um edifício o estado de seu cabeamento  apresenta uma série de questões. Quantos anos têm? Funciona? Para que foi  usado? Quando? O novo inquilino pode ver a essa quantidade de cabos de cobre  e/ou fibra como um mistério e não como algo bom.

    Certificar 200 links de cabos custará menos de R$ 1000. A instalação de  200 novas linhas do novo cabo Cat 6 custará de R$ 5.000 a R$ 10.000. A escolha  para o locatário é fácil.

    A certificação é sinônimo de capital poupado para os proprietários de  edifícios e inquilinos. A falta de certificação transforma o cabeamento legado  em capital subutilizado: dinheiro gasto que não pode ser recuperado.

    5. Reduzir resíduos é uma boa política

    O argumento econômico para estender a vida dos cabos foi descrito no item  4, mas pode não ser o pior caso. O Código Elétrico Nacional (NEC 2002) requer a  remoção de cabos abandonados que não sejam identificados para uso futuro. Sem  certificação, o custo do cabo legado pode incluir a despesa com a remoção e  reciclagem dos cabos e/ou o impacto ambiental da eliminação.

    Maximizar o uso de cabos de cobre e fibra existentes é uma política de  negócios consistente. Quando devidamente conservado tem uma longa vida útil.  Com orçamentos limitados exigindo maior eficiência, faz sentido usar a  certificação para implementar os três pilares da gestão ambiental: Reduzir,  Reutilizar e Reciclar.

    6. Comprador Cauteloso

    Uma tendência inquietante na indústria de cabos refere-se a produtos das  categorias 5, 6 e 6A. Estes cabos são muitas vezes fabricados fora do país e é  mais barato se comparado ao de grandes fabricantes. Infelizmente, muito destes  cabos baratos são produzidos com materiais inferiores e em processos de  fabricação questionáveis.

    Em 2008, a Communications Cable & Connectivity Association testou nove marcas de cabos sem nome em comercialização no mercado.. Nenhuma  delas atingiu porém os requisitos físicos definidos no TIA 568-B.2; apenas  cinco atenderam aos padrões de teste elétrico determinados no TIA 568-B.2; e  somente uma atende aos pré-requisitos de segurança definidos pelas normas UL  1666 e NFPA 262. Mas como esse cabo tão fraco chega ao mercado? Isso acontece  porque as agências de segurança realizam testes aleatórios na fábrica e não no  campo. O abismo no processo de qualidade deixa os usuários finais expostos a  riscos de segurança e desempenho totalmente evitáveis.

    Para assegurar que não haja prejuízo ou riscos ocultos com cabos Cat 5, 6  e 6A de baixo custo, as empresas e instaladores devem se certificar de que o  cabeamento esteja de acordo com os padrões da indústria.

    Em suma, o cabeamento certificado tem muito mais valor. E pode variar  dependendo da aplicação e da empresa. Considere as armadilhas dos cabos não  certificados. Considere o trade-off entre os testes e "espere o  melhor". A esperança é raramente uma boa estratégia e, em uma economia  desafiadora, é ainda mais perigosa.

    Richard Landim é Especialista de Produtos da Fluke Networks Brasil,  líder mundial no fornecimento de soluções de teste de rede e monitoramento.

    Leia mais
    Acessos ao site 2016
    11/01/2017

    Leia mais
    Hóspedes querem mais tomadas e carregadores de celular; aponta pesquisa!
    10/01/2017

     

    Recente estudo da Global Business Travel Association (GBTA), apontou que, além de usarem aplicativos de hotéis, hóspedes também demandam outros amenities tecnológicos. A pesquisa, baseada em uma enquete com 831 hóspedes viajando a negócios nos Estados Unidos e Canadá, mostrou que 34% gostariam de ter mais tomadas comuns e USB nos quartos, opção de serviços streaming como Netflix e HBO Go; e 32% apontou a necessidade de carregadores de celular e/ou notebooks disponíveis para uso durante estadia. Outros serviços apontados foram smart TVs e acesso ao quarto utilizando smartphone.

    A solução

    A Valemam mais uma vez buscou inovar e oferecer ao segmento hoteleiro, soluções simples, práticas e com inovação para que os hospedes possam ter sempre acesso a energia e conectividade.

    Para recepção, apresentamos o Carregador Coletivo Tuca, uma solução que disponibiliza ao hospede acesso para tomadas e saída USB, a partir de um único ponto de energia. A pessoa terá o serviço a sua disposição em um momento de grande necessidade. No site www.valemam.com/tuca , você tem acesso a mais detalhes desta solução.

    O carregador Coletivo Tuca oferece a opção de suporte para apoio dos aparelhos com a aplicação da marca / logo da Rede Hoteleira, contribuindo assim para o marketing e divulgação da imagem do Hotel no momento que o mesmo disponibiliza o serviço de carregamento coletivo. O resultado é sempre positivo para os dois lados; para os hospedes terão uma ótima experiencia ao não ficarem sem baterias  e ao Hotel fica sempre uma boa impressão ao atender

    Para os quartos de hoteis, a Valemam oferece uma alternativa desenvolvida em parceria com o Designer Gilberto Bueno . A Canaleta Articulada Frog é um sistema modula que nasceu com o objetivo de distribuir e oferecer acesso a energia, voz, dados, audio e imagem, de maneira simples, pratica e segura...tudo que um hospede precisa ao adentrar em seu quarto de hotel. A grande facilidade deste sistema é a possibilidade de modulação conforme o perfil de cada usuário. Tudo isso de maneira limpa e sem obras civis (quebra quebra).

    Com um sistema inovador de tampas articuladas Frog, a instalação se torna mais pratica e extremamente segura. O hospede terá acesso a USB para carregar seus equipamentos móveis. Outras opções de conectividade também estarão a disposição como: HDMI, RCA, P2S e RF , assim a Rede Hoteleira pode configurar cada quarto conforme o perfil de cada Hospede.

    Para conhecer um pouco mais sobre a Linha Frog e as vantagens deste sistema, basta acessar o sitewww.valemam.com/frog .

     

    Leia mais
    NVR Dahua: compatível com diversos fabricantes de câmeras
    03/01/2017

    Destacando-se no mercado mundial de soluções de  monitoramento de vídeo, a Dahua Technology produz linha completa de NVRs  (gravadores digitais), que se compõem com as soluções e os sistemas de CFTV IP  direcionados a sistema de transporte inteligente, residência smart, entre  outros

    A empresa – que tem Grupo Policom entre seus distribuidores  no Brasil – após atuar durante muitos anos a partir da sede, na China,  instalou-se fisicamente na capital paulista, com equipe própria e show-room.

    A linha de NVR permite visualização ao vivo em tempo real,  conta com decodificação com codec duplo H.264/MJPEG,  atua com largura de banda com entrada máxima de 256 Mbps e suporta câmeras das  principais fabricantes do mercado mundial. Também permite posicionamento  inteligente 3D com Câmera Dahua PTZ  e troca quente do HDD.

    Há opções com 8, 16, 32 3 64  canais, com capacidade máxima variando de 1 Tb a 48 Tb. A linha inclui produtos  PoE e com suporte a RAID 0/1/5/6/10/50/60.

    Sobre a Dahua Technology

    Os portfólios dos produtos fornecidos pela empresa incluem  séries iniciais e finais avançadas, visor, software, assim como as soluções  inteligentes de tráfego, bancos, varejo, transportes, energia, estacionamento,  controle de acesso, alarmes e vídeo porteiro. Em 2001, a Dahua foi a primeira  empresa na China a lançar o gravador de vídeo digital embutido em tempo real  com 8 canais. Desde então, a empresa tem investido cerca de 10% na receita de  vendas anual em Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) de novas tecnologias e  inovação. Hoje, a Dahua possui 11.000 colaboradores e mais de 4.000  profissionais na equipe de P&D para fornecer produtos de ponta com alta  qualidade e excelente desempenho. A prioridade da Dahua é criar situações que  atendam às necessidades do mercado e maximizar a importância dos clientes,  valorizando-os. As soluções Dahua  são aplicadas em todo o mundo em mais de 180 países de todos os continentes.

    Sobre o Grupo Policom

    Fundado em 1995, o Grupo Policom (www.grupopolicom.com.br) investe no  atendimento do cliente com produtos de valor agregado e preço acessível, que pode  ser adequado ao orçamento do cliente sem redução da qualidade final do projeto.  Caracterizando-se, também, por atuação comercial flexível, o Grupo Policom  insere inovação e criatividade em seu DNA, agregando entre seus diferenciais  competitivos o fato de ser 100% brasileiro. Além disso, seus colaboradores são  focados no desenvolvimento e na criação de soluções que atendem os clientes e  transfiram conhecimento tanto aos parceiros comerciais, quanto ao cliente  final.

    Essas características preservadas e fortalecidas ao longo de  mais de 20 anos mantém o Grupo Policom como referência no mercado nacional de  distribuição de produtos dos principais fabricantes do mercado, para Cabeamento  Estruturado direcionados a aplicações de dados, voz, vídeo e controles prediais.  A empresa consolidou sua posição nos segmentos de Data Centers  e CFTV IP.  Em 2016, iniciou sua atuação nas áreas de gestão de energia – com o  fornecimento de NoBreaks e cabos elétricos – e controle de acesso IP. Sua  atuação estende-se aos mais diversos setores produtivos, a exemplo de operação  crítica, data centers, infraestrutura de transporte e logística, portos e  aeroportos, ambientes corporativos, redes varejistas e shopping centers,  hospitais, universidades, indústrias, estádios e arenas esportivas,  estacionamentos etc.

    Com sede na capital paulista, é formado pelas empresas  Policom SP (São Paulo-SP), Policom Rio (Rio de Janeiro-RJ), Paris Cabos (São  Paulo-SP) e Policom Paraná (Curitiba-PR), mantendo colaboradores regionais para  áreas específicas, como interior dos Estados do Paraná, São Paulo e Minas  Gerais. O Policom Solution Center e o Paris Cabos  Solution Center são espaços direcionados a treinamento, capacitação e  demonstração das soluções de alta tecnologia comercializadas, funcionando como  um showroom aberto à visitação pelos clientes, mediante agendamento prévio.

    Contando com estrutura logística  em condições de atender a todo o território nacional, o Grupo Policom oferece  suporte técnico e comercial aos seus clientes. O seu corpo de profissionais  participa constantemente de cursos ministrados pelos fornecedores e parceiros,  mantendo-se atualizado para orientar corretamente os clientes com relação às  melhores soluções de conectividade e CFTV IP. Atualmente, o Grupo Policom  possui diversos engenheiros, MBAs e RCDD entre seus mais de 120 colaboradores.


    Leia mais
    Está pensando em migrar para uma nuvem híbrida? Veja quais são os cuidados de segurança na RTI de dezembro, que já está online
    16/12/2016

    Leia mais
    NVR Gerp IP: modelos com até 64 canais e acesso remoto
    14/12/2016

    A Gerp IP – marca própria do Grupo Policom para sistema de  monitoramento em alta definição (CFTV IP) – lançou três modelos de NVR, com 8,  16 e 64 canais e capacidade de armazenamento de 6 TB, 12 TB e 48 TB,  respectivamente. Além disso, permitem acesso remoto às imagens e configurações,  através de PC, smartphones e tablets.

    Projetados com o objetivo de reduzir o tempo de instalação e  os custos dos usuários de sistema de vigilância, os NVRs Gerp IP contam com  sistema "plug & play” e têm design de última geração.

    Os modelos de 8 portas e 16 portas rodam em sistema  operacional Linux, suportam câmeras ONVIF e podem ser usados com câmeras de até  4MP.

    Já o NVR Gerp IP para até 64 canais pode ser utilizado com  câmeras ONVIF de outros fabricantes, assim como câmeras de até 8 MP; possui  dois canais HDMI, um Full HD e outro 4K, uma saída VGA e uma analógica. Além  disso, suporta vídeos em formato H.265 e para P2P, UPnP, NTP, DHCP, PPPoE.

    Segunda geração dessa marca  própria do Grupo Policom, todos os produtos estão disponíveis para  pronta-entrega em todo o território nacional, com garantia de dois anos e  assistência técnica no Brasil, como informa Anderson Luiz Carvalho, gerente de  Marketing do Grupo Policom, e, em média, estão até 50% mais baratos do que os  da primeira geração.

    As soluções Gerp IP são voltadas a sistemas de CFTV IP para  monitoramento de ambientes internos e externos e desenvolvida para ser uma  solução eficiente e ao mesmo tempo com custo competitivo.

    Sobre o Grupo Policom

    Fundado em 1995, o Grupo Policom (www.grupopolicom.com.br) investe no  atendimento do cliente com produtos de valor agregado e preço acessível, que  pode ser adequado ao orçamento do cliente sem redução da qualidade final do  projeto. Caracterizando-se, também, por atuação comercial flexível, o Grupo  Policom insere inovação e criatividade em seu DNA, agregando entre seus  diferenciais competitivos o fato de ser 100% brasileiro. Além disso, seus  colaboradores são focados no desenvolvimento e na criação de soluções que  atendem os clientes e transfiram conhecimento tanto aos parceiros comerciais,  quanto ao cliente final.

    Essas características preservadas e fortalecidas ao longo de  mais de 20 anos mantém o Grupo Policom como referência no mercado nacional de  distribuição de produtos dos principais fabricantes do mercado, reconhecidos  internacionalmente para Cabeamento Estruturado direcionados a aplicações de  dados, voz, vídeo e controles prediais, e para CFTV IP. Sua atuação estende-se  aos mais diversos setores produtivos, a exemplo de operação crítica, data  centers, infraestrutura de transporte e logística, portos e aeroportos,  ambientes corporativos, redes varejistas e shopping centers, hospitais,  universidades, indústrias, estádios e arenas esportivas, estacionamentos etc.

    Com sede na capital paulista, é formado pelas empresas  Policom SP (São Paulo-SP), Policom Rio (Rio de Janeiro-RJ), Paris Cabos (São  Paulo-SP) e Policom Paraná (Curitiba-PR), mantendo colaboradores regionais para  áreas específicas, como interior dos Estados de Santa Catarina, Paraná, São  Paulo e Minas Gerais. O Policom Solution Center e o Paris  Cabos Solution Center são espaços direcionados a treinamento,  capacitação e demonstração das soluções de alta tecnologia comercializadas,  funcionando como um showroom aberto à visitação pelos clientes, mediante  agendamento prévio.

    Contando com estrutura logística  em condições de atender a todo o território nacional, o Grupo Policom oferece  suporte técnico e comercial aos seus clientes. O seu corpo de profissionais  participa constantemente de cursos ministrados pelos fornecedores e parceiros,  mantendo-se atualizados para orientar corretamente os clientes com relação às  melhores soluções de conectividade e CFTV IP. Atualmente, o Grupo Policom  possui diversos engenheiros, MBAs e RCDD entre seus mais de 120 colaboradores.


    Leia mais
    Gerenciando com o Ciclo PDCA
    14/12/2016

    O CICLO DO "P D C A"

    INTRODUÇÃO

    Procurando  exemplos práticos da aplicação do Ciclo do PDCA na Internet, deparei-me com  esse material, em inglês, usado por uma Escola de Medicina dos EUA, para  orientar seus alunos nas técnicas da Qualidade Total, aplicadas à medicina  e clínica médica. Achei os exemplos interessantes e consegui visualizar melhor  a aplicação e o desenvolvimento do Ciclo do PDCA. Pensando nisso, resolvi  traduzir livremente esse trabalho, para uso de nossos colegas que atuam na  qualidade da empresa e querem aplicar melhor essa valiosa ferramenta que é o  Ciclo do PDCA. 

    DESCRIÇÃO

    O  ciclo do PDCA (ou PDSA) foi originalmente concebido por Walter Shewhart em 1930  e depois adotado por W.E. Deming, o  gurú da qualidade. O modelo fornece um quadro para o desenvolvimento da  melhoria de um processo ou sistema. O PDCA pode ser usado para guiar a  melhoria de um projeto ou para desenvolver projetos específicos uma vez que as  áreas a serem melhoradas tenham sido identificadas.

    USOS

    O  Ciclo do PDCA é projetado para ser  usado como um "modelo dinâmico". O término de uma volta (ou  giro) do Ciclo se dirige para o  começo do próximo giro. Mantendo-se dentro do espírito da melhoria contínua  da qualidade, o processo sempre pode ser reanalisado e um novo conjunto de  mudanças pode começar. Este contínuo ciclo de mudança é representado na  rampa de melhoria. Usando o que nós aprendemos em uma volta ou  "giro" do PDCA, nós podemos começar outro, mais complexo ainda.

    PLAN  (PLANEJE) - uma mudança ou um teste dirigido à melhoria.

    •  Nessa fase, analise o que você pretende melhorar, procurando por áreas que  tenham oportunidade para mudanças. O  primeiro passo é escolher áreas que oferecem o maior retorno  em termos dos esforços que você vai aí realizar. Para identificar essas áreas  para mudanças considere o uso de um  fluxograma ou carta de Pareto.

    DO  (FAÇA) - Faça a mudança ou teste (preferivelmente em pequena escala)

    •  Implemente a mudança que você decidiu na fase "PLAN".

    CHECK  (VERIFIQUE ou ESTUDE) - o resultado. O que nós aprendemos com isso? O que  deu errado?

    •  Esse é um passo importante no Ciclo do PDCA . Depois que você implementou  as mudanças por um curto período de  tempo, você precisa determinar o quanto ela está funcionando bem. Será que  essa mudança realmente está indicando uma melhoria no sentido que você  esperava? Você deve se decidir sobre o uso de vários tipos de medidas para  monitorar o nível de melhoria. Gráficos do tipo RUN (?) podem ser úteis.

    ACT  (ATUE) - Adote a mudança, abandone-a ou parta para um novo ciclo.

    •  Depois de planejar uma mudança, implementá-la e monitorá-la você precisa se  decidir se vale a pena continuar  aquela mudança em particular. Se ela consumiu muito tempo, foi difícil de  conseguir uma adesão a ela ou mesmo não levou a nenhuma melhoria,  você deve pensar em abortar essa mudança e planejar uma nova. Entretanto,  se a mudança levou a uma desejável melhoria, você deve pensar em expandir  essa tentativa para áreas diferentes ou aumentar levemente sua  complexidade. Isso o leva de volta para a fase PLAN  e pode ser o início de uma rampa de melhorias.

    EXEMPLOS  DE USO DO CICLO PDCA

    O  Ciclo PDCA é um processo de grande valia que pode ser aplicado a praticamente  qualquer coisa. Nesta parte,  vamos discutir casos relacionados ao material retirado da Escola de Medicina  (USA), via Internet. Se possível, vamos tentar adaptá-lo a situações do  nosso dia-a-dia na empresa.

    1. Usando o Ciclo PDCA para melhoria pessoal.

    Que  tal usar o Ciclo do PDCA para a melhoria de algum ponto que achamos falho em  nós mesmos? Leia com atenção  o exemplo a seguir e faça as alterações para o seu caso em particular. João Bafo de Onça é um estudante de primeiro ano de  faculdade, que acabou de realizar os exames finais do semestre. João não está nada satisfeito com  os resultados alcançados... Mais bravos ficarão seus pais ao saberem que o  investimento em estudos não deu em quase nada...

    Pergunta-se:

    •  O que João está tentando conseguir? Ele sabe que precisa melhorar seus hábitos  e habilidades de estudar, de maneira a entender melhor o material de estudos e anotações de  aulas.• Como João irá saber  que uma mudança é uma melhoria? Ele acha que boas notas nos  exames semestrais é um bom indicador de melhoria das suas habilidades de  estudar. Ele decide que a melhor maneira de medir uma melhoria é fazer  novamente os mesmos exames semestrais.

      •  Que mudanças João poderá fazer para ter como resultado uma melhoria? Ele pensa  que tem dedicado  muito pouco tempo aos estudos. Ele sente que a melhor maneira de melhorar  suas habilidades de estudo é  usar mais horas para isso.

    CICLO 1

    PLAN: João decide  incluir mais 15 horas de estudo por semana a sua já ocupada agenda de  atividades. Ele resolve que  precisa ter menos atividades sociais, levantar cedo e ir dormir mais tarde,  para completar às 15 horas extras de estudo. Ele decide começar isso numa  segunda feira e uma semana após irá repetir os exames semestrais para  saber como está indo seu progresso.

    DO: No final da  semana, João descobre que só conseguiu adicionar mais 8 horas de estudos a sua  agenda. Quando ele presta  novos exames, ele fica desapontado em verificar que nada de melhor aconteceu  nas notas.

    CHECK: Às 8 horas  adicionais de estudo fizeram com que João se sentisse fatigado. Ainda mais,  ele descobriu que sua  habilidade de se concentrar durante essas horas é bem limitada. Durante essa  semana João deixou de lado seus exercícios físicos na academia e não se  encontrou com nenhum dos seus amigos. Essa isolação forçada está  desencorajando João.

    ACT: João sabe que  deve existir uma outra maneira. Ele precisa planejar uma maneira de estudar  melhor e mais eficientemente  e que ainda deixe tempo para os exercícios físicos e encontros com os amigos.

    CICLO 2

    PLAN: João entra em  contato com seus colegas de faculdade que foram bem nos exames semestrais  e mesmo assim mantiveram seus  exercícios e encontros com amigos. João acha que pode usar alguns  dos conselhos de seus amigos, que tiveram o mesmo problema. Baseado nessas  novas descobertas, João decide a assistir todas as aulas, reescrever as  suas anotações de aulas em um formato que ele possa entender melhor e usar  os textos de livros somente como referências.

    DO: João volta ao seu  esquema original de estudos. Entretanto, em vez de usar a maior parte de suas  horas de estudo em cima de um  texto, ele reescreve e estuda suas anotações de aula. Ele consulta o texto  de referência somente quando não entende suas anotações. João resolve  fazer os exames semestrais novamente mas descobre que apesar de ter se  saído melhor, ainda muito pode ser melhorado.

    CHECK: João agora  percebe que ele andou gastando um tempo precioso lendo informações sem  importância nenhuma no texto.  João acha que está no caminho certo mas ainda sente que ele precisa de mais  horas de estudo. João está inseguro sobre o que fazer pois não quer deixar  de lado suas atividades sociais e exercícios físicos.

    ACT: João decide  continuar com sua nova maneira de estudar enquanto tenta achar mais tempo em  seu já ocupado dia de  atividades.

    CICLO 3

    PLAN: Na sua procura  por mais horas de estudos, João descobre que existem vários lugares em que  ele pode combinar exercícios  e encontro com os amigos, com os estudos em sí. Primeiro, João decide estudar  as suas anotações de aulas, enquanto faz exercícios na esteira rolante. A  seguir, João decide que pode passar parte do seu tempo com os amigos  estudando juntos.

    DO: Os amigos de João  ficaram contentes por poderem estudar juntos e essas sessões de estudo se tornaram divertidas e proveitosas para todos. João  descobriu que gosta de estudar as anotações de aula, enquanto se exercita  na esteira rolante. Ainda mais, ele percebeu que fica mais tempo se exercitando  quando lê as anotações de aulas. Quando João faz novamente os exames  semestrais, ele fica muito contente em descobri que desta vez foi muito  melhor nos testes.

    CHECK: João agora  descobriu que estudar não significa ficar trancado em casa, lendo centenas de  páginas de livros. Ele  descobriu que ele pode ganhar muito se estudar em diferentes ambientes enquanto  mantém o foco nos pontos mais importantes.

    ACT: João decidiu  continuar com as mudanças que ele fez em seus hábitos de estudos.

    O que João inicialmente pensou que era uma melhoria virou, na realidade, um fato  desencorajador para ele. Muitas  pessoas que estão no lugar de João não usam tempo suficiente para suas mudanças  e às vezes continuam com elas mesmo que não dêem resultados. Pelo uso do  Ciclo do PDCA, João foi capaz de ver que sua mudança inicial não funcionou  e que ele teria que achar uma outra mudança para melhor. Com perseverança  e boa vontade para aprender, João foi capaz para converter um resultado  negativo numa experiência positiva de melhoria.

    A  RAMPA DA MELHORIA

    2. Usando o Ciclo PDCA para melhoria de um consultório médico.

    Margarida  Donald é uma esudante de terceiro ano do curso de medicina e faz um estágio  numa pequena clínica médica  local. Num intervalo para almoço, Margarida estava sentada com quatro médicos  da clínica quando ouviu um deles reclamar sobre o alto número de pacientes  que eles estavam encaminhando para especialistas em outras  clínicas. Como você pode ver por esse exemplo, a situação descrita abaixo  pode ser aplicada a centenas de caso e a aplicação do Ciclo do PDCA é de  grande valia para introdução de melhorias.

    Pergunta-se:

    •  O que os médicos estão tentando conseguir? Certamente é preciso uma melhoria no  processo de encaminhamento  de pacientes.

    • Como os  médicos irão saber que uma mudança é uma melhoria? A melhor maneira de  medir parece ser o número e o tipo de pacientes encaminhados. Outra  maneira de medir pode ser com a produtividade financeira da clínica.

    •  Que mudanças os médicos poderão fazer para ter como resultado uma melhoria?  Margarida sabia  que existiam oportunidade para melhorias nesse caso e então ela decide aplicar  o Ciclo do PDCA.

    CICLO 1

    PLAN: Margarida pediu  ao médico chefe da clínica uma relação de todos pacientes encaminhados a  clínicas especializadas nos  últimos 6 meses. Depois de separar os encaminhamentos por especialidade,  Margarida descobriu que 70% dos pacientes foram para o Departamento de  Ortopedia de um Centro Médico local. Mais ainda, Margarida percebeu que a  maioria desses pacientes se tinham trauma no joelho e tornozelo torcido.

    Ela  também levantou que certo número de chamadas para os médicos ocorriam quando a  pequena clínica estava  fechada , em finais de semana e depois das 17:00 horas.

    Margarida  levou essas informações ao médico chefe e juntos eles perceberam que a clínica  poderia ser beneficiada se  houvesse uma mudança nos seus serviços ortopédicos. O plano era simples: pedir  ao Departamento de Ortopedia do Centro Médico que treinasse os 4 médicos  da pequena clínica em práticas de como atender tornozelos torcidos e  alguns tipos de traumas de joelhos. Desde que o Centro Médico era  do governo, não haveria prejuízo para os médicos do Centro.

    DO: Foram  estabelecidos alguns treinamentos, nos finais de semana, para os 4 médicos da  clínica, nas duas áreas onde  ocorriam um grande número de injúrias. Os médicos decidiram que irão testar as  mudanças por dois meses para verificar se eles serão capazes de reduzir o  número de encaminhamentos e ao mesmo tempo manter seus atuais pacientes  bem atendidos. Eles também decidiram ficar com a clínica aberta em  dos horários: até as 21:000 horas as quinta feiras e abrir aos domingos  das 10:00 as 13:00 horas. Um médico, uma enfermeira e um assistente administrativo  ficariam de plantão aos domingos.

    CHECK: O chefe da  pequena clínica está interessado nos números do tipo de encaminhamentos, bem  como nos resultados  financeiros que isso possa trazer. Depois de dois meses de implementada essa  mudança, o número de encaminhamento ortopédicos cai 30% comparado com o  mesmo período em anos anteriores. Ficando com a clínica aberta ou um tempo  maior, tratando mais pacientes e encaminhando menos pacientes a outros  Centros Médicos, os lucros foram 18% maiores dos que foram os mesmos meses de  anos anteriores. Embora eles não tinham uma maneira de medir a satisfação  dos pacientes, os quatro médicos da pequena clínica receberam retornos  positivos pelo trabalho ortopédico e pelo fato da clínica ficar mais tempo aberta.

    ACT: Claramente, essa  mudança resultou numa grande melhoria! Os médicos decidiram implantar  essas mudanças  permanentemente. Devido ao grande sucesso, os médicos estão pretendendo aplicar  essa técnica para outras especialidades médicas para a qual eles  encaminham pacientes.

    Inicie a transformação de sua Empresa, contrate a

    MP Consultoria, Auditoria e Treinamento em Gestão Empresarial

    contato@mccpconsultoria.com.br  Fone: 11 992151537

    Visite nosso site:  http://mccpconsultoria.com.br


    Leia mais
    Por que o Business Intelligence deve vir antes do Big Data.
    13/12/2016

    Nas últimas semanas tenho lido muitas reportagens e artigos que mostram como grandes empresas estão se estruturando para atender suas necessidades de inteligência de dados. Apesar de serem assuntos em voga, BI e Big Data são diferentes, mas complementares.

    Nas últimas semanas tenho lido muitas reportagens e artigos que mostram como grandes empresas estão se estruturando para atender suas necessidades de inteligência de dados. Apesar de serem assuntos em voga, BI e Big Data são diferentes, mas complementares.

    É fato que desde 2011 Big Data ganhou destaque nas discussões em publicidade digital. Por outro lado, ter uma área de BI dentro de cada empresa hoje é obrigatório e importante, pois a necessidade de utilizar com inteligência suas bases de dados para a tomada de decisões é premente. Atualmente o BI já atingiu certa maturidade, tem modelos definidos e pode ser utilizado com uma variedade de plataformas, mas prescinde da melhor e mais robusta ferramenta existente no mundo: o cérebro humano.

    Portanto, BI é diferente de Big Data.

    Big Data lida com um volume gigantesco de dados, estruturados ou não, e em alguns casos manipulados somente por mainframes (computadores de grande porte), suportado por ferramentas robustas e caras, sem falar na equipe que opera pesado toda essa plataforma. Big Data busca encontrar correlações entre os dados analisados sem se preocupar com o significado destas correlações. Aí é que entra a complementariedade com BI: olhar para estas correlações, muitas vezes novas e estranhas, para tirar aprendizados e insights para aplicar nas suas estratégias é uma tarefa da área de BI.

    Segmentos como de Bancos, Telefonia, Companhias Aéreas, Petroquímicas, Pesquisadores, Sistema Meteorológicos e o próprio Google praticam e necessitam de Big Data. Estas companhias se utilizam destas bases gigantescas, associadas a uma variedade de ferramentas para criar e estudar modelos altamente precisos e complexos de “prever o futuro”.

    Ok, partindo do pressuposto que todos entendem a diferença e complementariedade entre Big Data e BI e que a maioria das empresas e agências já sabe que, neste mundo da mesurarão qualificada, mais que ter dados o importante é saber o que fazer com eles, a pergunta é: como fazer?

    Hoje, para utilizar inteligência de dados, não necessariamente precisamos montar uma área de Big Data – pelo menos não ainda. Pode ser bonito dizer e anunciar que “temos nossa área de Big Data, vamos minerar toda nossa base de dados para tomarmos as melhores decisões“. Mas se você ainda não tem o BI estruturado de forma consistente e madura, montar uma área de Big Data é praticamente impossível. Por este motivo recomendo que escolha pessoas e parceiros que sejam realmente qualificados para este trabalho e saibam orientar os investimentos, guiando corretamente cronogramas de implementação para estas estruturas de inteligência de Dados.

    Como falei no início deste artigo, utilizar-se de BI é obrigatório. Já Big Data depende do volume de dados que se quer manipular e o momento em que sua empresa esta neste processo.

    Recomendo critério e planejamento para evitar desperdícios e frustrações neste processo. Se pudesse dar um conselho, diria que o maior desafio que precisamos vencer hoje é conseguirmos inserir BI como elemento estratégico nas decisões, hoje muito centradas no planejamento, criação e mídia. Já vejo algumas empresas entendendo este movimento e agências mudando suas formas de planejar campanhas e ações no meio digital, mas ainda é um trabalho que tomará um tempo razoável. Será que estou errado? O tempo dirá…

    Fonte: Digital Network


    Leia mais
    Anexo II da NR 35 - Ancoragem foi incluída na norma de Segurança em Altura
    13/12/2016

    Alteração da NR 35 inclui o anexo II, que trata sobre ancoragens.

    Resultado de imagem para ancoragens nr35

     

    No dia 21/09/2016, foi incluído na NR 35, o anexo II, que trata especificamente sobre ancoragens, regulamentando a fabricação e instalação dos sistemas de ancoragem e linhas de vida.

    Esta alteração foi um avanço muito grande para a segurança do trabalhador em altura, já que define parâmetros para que as empresas possam dar garantias de projeto e de instalação dos sistemas.

    Veja abaixo parte do texto da Portaria MTPS Nº 1113 DE 21/09/2016, que diz respeito especificamente ao Anexo II – Sistema de Ancoragem.

    Anexo II - Sistemas de Ancoragem

    1. Campo de aplicação

    1.1 Este Anexo se aplica ao sistema de ancoragem, definido como um conjunto de componentes, integrante de um sistema de proteção inpidual contra quedas - SPIQ, que incorpora um ou mais pontos de ancoragem, aos quais podem ser conectados Equipamentos de Proteção Inpidual (EPI) contra quedas, diretamente ou por meio de outro componente, e projetado para suportar as forças aplicáveis.

    Resultado de imagem para Componentes do sistema de ancoragem

     

    1.2 Os sistemas de ancoragem tratados neste anexo podem atender às seguintes finalidades:

    a) retenção de queda;

    b) restrição de movimentação;

    c) posicionamento no trabalho;

    d) acesso por corda.

    1.3 As disposições deste anexo não se aplicam às seguintes situações:

    a) atividades recreacionais, esportivas e de turismo de aventura;

    b) arboricultura;

    c) sistemas de ancoragem para equipamentos de proteção coletiva;

    d) sistemas de ancoragem para fixação de equipamentos de acesso;

    e) sistemas de ancoragem para equipamentos de transporte vertical ou horizontal de pessoas ou materiais;

    2 Componentes do sistema de ancoragem

    2.1 O sistema de ancoragem pode apresentar seu ponto de ancoragem:

    a) diretamente na estrutura;

    b) na ancoragem estrutural;

    c) no dispositivo de ancoragem.

    2.1.1 A estrutura integrante de um sistema de ancoragem deve ser capaz de resistir à força máxima aplicável.

    2.2 A ancoragem estrutural e os elementos de fixação devem:

    a) ser projetados e construídos sob responsabilidade de profissional legalmente habilitado;

    b) atender às normas técnicas nacionais ou, na sua inexistência, às normas internacionais aplicáveis.

    2.2.1 Os pontos de ancoragem da ancoragem estrutural devem possuir marcação realizada pelo fabricante ou responsável técnico contendo, no mínimo:

    a) identificação do fabricante;

    b) número de lote, de série ou outro meio de rastreabilidade;

    c) número máximo de trabalhadores conectados simultaneamente ou força máxima aplicável.

    2.2.1.1 Os pontos de ancoragem da ancoragem estrutural já instalados e que não possuem a marcação prevista nesse item devem ter sua marcação reconstituída pelo fabricante ou responsável técnico.

    2.2.1.1.1 Na impossibilidade de recuperação das informações, os pontos de ancoragem devem ser submetidos a ensaios, sob responsabilidade de profissional legalmente habilitado, e marcados com a identificação do número máximo de trabalhadores conectados simultaneamente ou da força máxima aplicável e identificação que permita a rastreabilidade do ensaio.

    2.3 O dispositivo de ancoragem deve atender a um dos seguintes requisitos:

    a) ser certificado;

    b) ser fabricado em conformidade com as normas técnicas nacionais vigentes sob responsabilidade do profissional legalmente habilitado;

    c) ser projetado por profissional legalmente habilitado, tendo como referência as normas técnicas nacionais vigentes, como parte integrante de um sistema completo de proteção inpidual contra quedas.

    3 Requisitos do sistema de ancoragem

    3.1 Os sistemas de ancoragem devem:

    a) ser instalados por trabalhadores capacitados;

    b) ser submetidos à inspeção inicial e periódica.

    3.1.1 A inspeção inicial deve ser realizada após a instalação, alteração ou mudança de local.

    3.1.2 A inspeção periódica do sistema de ancoragem deve ser efetuada de acordo com o procedimento operacional, considerando o projeto do sistema de ancoragem e o de montagem, respeitando as instruções do fabricante e as normas regulamentadoras e técnicas aplicáveis, com periodicidade não superior a 12 meses.

    Imagem relacionada

     

    3.2 O sistema de ancoragem temporário deve:

    a) atender os requisitos de compatibilidade a cada local de instalação conforme procedimento operacional;

    b) ter os pontos de fixação definidos sob responsabilidade de profissional legalmente habilitado.

    3.3 O sistema de ancoragem permanente deve possuir projeto e a instalação deve estar sob responsabilidade de profissional legalmente habilitado.

    4 Projetos e especificações

    4.1 O projeto, quando aplicável, e as especificações técnicas do sistema de ancoragem devem:

    a) estar sob responsabilidade de um profissional legalmente habilitado;

    b) ser elaborados levando em conta os procedimentos operacionais do sistema de ancoragem;

    c) conter indicação das estruturas que serão utilizadas no sistema de ancoragem;

    d) conter detalhamento e/ou especificação dos dispositivos de ancoragem, ancoragens estruturais e elementos de fixação a serem utilizados.

    4.1.1 O projeto, quando aplicável, e as especificações técnicas devem conter dimensionamento que determine os seguintes parâmetros:

    a) a força de impacto de retenção da queda do(s) trabalhador(es), levando em conta o efeito de impactos simultâneos ou sequenciais;

    b) os esforços em cada parte do sistema de ancoragem decorrentes da força de impacto;

    c) a zona livre de queda necessária.

    5. Procedimentos operacionais

    5.1 O sistema de ancoragem deve ter procedimento operacional de montagem e utilização.

    5.1.1 O procedimento operacional de montagem deve:

    a) contemplar a montagem, manutenção, alteração, mudança de local e desmontagem;

    b) ser elaborado por profissional qualificado em segurança do trabalho, considerando os requisitos do projeto, quando aplicável, e as instruções dos fabricantes.

    Leia mais
    NETCOM 2017 Venha ser um palestrante!
    07/12/2016

    Llink: http://www.arandanet.com.br/eventos2017/netcom/


    Leia mais
    Quintas de Qualidade: Webinars Gratuitos de Tecnologia da Viavi Solutions
    07/12/2016

    Leia mais
    Normalização para Grandes Empresários de Pequenos Negócios
    06/12/2016

    Clique aqui para acessar o link da Biblioteca Digital ABNT/Sebrae: http://abnt.org.br/paginampe/biblioteca-de-arquivos-3

    Leia mais
    Cablena: nova parceira do Grupo Policom
    02/12/2016

    Os cabos de fibra  óptica para aplicações externas são fabricados no Brasil e podem ser  comercializados pelo Cartão BNDES

    Referência nacional em soluções de infraestrutura para voz,  dados e CFTV IP, o Grupo Policom deu início à comercialização de cabos ópticos  da Cablena, que são 100% fabricados no Brasil e, por isso, podem ser  comercializados pelo Cartão BNDES.

    A parceria começa com três famílias para postes e plantas  externas – cabo óptico autossustentado ASU, cabo de acesso DROP e cabo  autossustentado KP – compostas por fibras monomodo G 652D, e que, entre os  benefícios, apresentam menor atenuação e menor PMD, sistemas mais simples e  menos amplificadores.

    Como explica Anderson Luiz Carvalho, gerente de Marketing do  Grupo Policom, “em nossa linha faltavam cabos ópticos autossustentáveis com  preço competitivo. A linha Cablena atenderá esta demanda gerando oportunidades  para toda a rede de canais e usuários finais atendidos pelo Grupo Policom. a”.  O fabricante tem o diferencial de manter plantas no Brasil, onde produz cabos  resistentes a intempéries, raios UV e à penetração de umidade, entre outras  características.

    cabo óptico autossustentado ASU é fabricado com até  12 fibras e encontra aplicação em instalações aéreas externas, em vãos de até  120 metros, sem uso de mensageiro. Totalmente dielétrico, dispensa aterramento,  conta com tubo loose preenchido com geleia e capa em polietileno normal (NR) ou  retardante à chama (RC). É fabricado nas opções monomodo, monomodo de dispersão  deslocada e não nula, multimodo 50 μ e multimodo 62,5 μ.

    Já o cabo de acesso DROP, também fabricado com até 12  fibras, é indicado para interligação da rede externa ao prédio do assinante, em  vãos de até 80 metros. Do tipo autossustentado para aplicações FTTH (fiber to  the home), possui sustentação em fio de aço galvanizado e conta com tubo loose  preenchido com geleia e capa em PVC, retardante à chama classe COG.

    Com até 144 fibras e direcionado a instalações aéreas  autossustentadas em longas distâncias – vãos de até 200 metros – sem uso de  mensageiro, o cabo autossustentado KP possui elementos de tração  dielétricas, dispensa aterramento, é fabricado com tubo loose, preenchido com  geleia, ou tubo 100% seco, e conta com capa em polietileno normal (NR) ou  retardante à chama (RC).

    Sobre o Grupo Policom

    Fundado em 1995, o Grupo Policom (www.grupopolicom.com.br) investe no  atendimento do cliente com produtos de valor agregado e preço acessível, que  pode ser adequado ao orçamento do cliente sem redução da qualidade final do  projeto. Caracterizando-se, também, por atuação comercial flexível, o Grupo  Policom insere inovação e criatividade em seu DNA, agregando entre seus  diferenciais competitivos o fato de ser 100% brasileiro. Além disso, seus colaboradores  são focados no desenvolvimento e na criação de soluções que atendem os clientes  e transfiram conhecimento tanto aos parceiros comerciais, quanto ao cliente  final.

    Essas características preservadas e fortalecidas ao longo de  mais de 20 anos mantém o Grupo Policom como referência no mercado nacional de  distribuição de produtos dos principais fabricantes do mercado, reconhecidos  internacionalmente para Cabeamento Estruturado direcionados a aplicações de  dados, voz, vídeo e controles prediais, e para CFTV IP. Sua atuação estende-se  aos mais diversos setores produtivos, a exemplo de operação crítica, data  centers, infraestrutura de transporte e logística, portos e aeroportos,  ambientes corporativos, redes varejistas e shopping centers, hospitais, universidades,  indústrias, estádios e arenas esportivas, estacionamentos etc.

    Com sede na capital paulista, é formado pelas empresas  Policom SP (São Paulo-SP), Policom Rio (Rio de Janeiro-RJ), Paris Cabos (São  Paulo-SP) e Policom Paraná (Curitiba-PR), mantendo colaboradores regionais para  áreas específicas, como interior dos Estados de Santa Catarina, Paraná, São  Paulo e Minas Gerais. O Policom Solution Center e o Paris  Cabos Solution Center são espaços direcionados a treinamento,  capacitação e demonstração das soluções de alta tecnologia comercializadas,  funcionando como um showroom aberto à visitação pelos clientes, mediante  agendamento prévio.

    Contando com estrutura logística  em condições de atender a todo o território nacional, o Grupo Policom oferece  suporte técnico e comercial aos seus clientes. O seu corpo de profissionais  participa constantemente de cursos ministrados pelos fornecedores e parceiros,  mantendo-se atualizados para orientar corretamente os clientes com relação às  melhores soluções de conectividade e CFTV IP. Atualmente, o Grupo Policom  possui diversos engenheiros, MBAs e RCDD entre seus mais de 120 colaboradores.


    Leia mais
    Em entrevista, Eduardo Tevah destaca atitudes para o sucesso
    01/12/2016

    “Motivação e atitude em tempos de mudança são diferenciais entre o sucesso e o fracasso, tanto para a vida das pessoas, quanto para as organizações”. A afirmação pertence a Eduardo Tevah, que ministrou palestra na última terça-feira (16), no Teatro Municipal Naura Rigon, em Pato Branco. A palestra fez parte da programação da Semana Empresarial da Acepb (Associação Empresarial de Pato Branco), que está sendo realizada até o próximo dia 26.

     

     

    Cristina Vargas
    Eduardo Tevah é autor de quatro livros com mais de 200 mil exemplares vendidos sobre “Os Diferenciais das Pessoas de Sucesso”

    Eduardo Tevah é empresário na área de confecção masculina em Porto Alegre (RS), bacharel em Administração de Empresas pela UFRGS, com especialização em Gestão de Pessoas; diretor presidente da DE Consultores Associados; possui cursos de especialização na Europa e Estados Unidos; é autor de quatro livros com mais de 200 mil exemplares vendidos: “Os Diferenciais das Pessoas de Sucesso”.

    Nesta entrevista exclusiva ao Diário do Sudoeste, Eduardo explica quais são as atitudes capazes de modificar a vida das pessoas e das empresas.

    Por que ter motivação é tão importante hoje, quando estamos vivendo um tempo de mudança?

    É tempo de mudança porque vivemos em um momento extremamente desafiador da economia brasileira. Estamos vivendo, a que tudo indica, o fim de um ciclo de crise e o começo, longo e gradual, de um novo momento, bem melhor. Mas estamos vivendo, acima de tudo, em um mundo que hoje poderia ser caracterizado com uma palavra: hipercompetição. Essa hipercompetição está dentro das empresas, onde nunca houve tanta opção te tudo, para se comprar.

    Hoje, se concorre com todo mundo. Uma loja instalada em Pato Branco, por exemplo, concorre com uma loja em Nova Iorque, porque está dentro da internet. E ao mesmo tempo, vemos a hipercompetição aumentar pelo número de empreendedorismos que tem no Brasil. Cada vez mais pessoas abrem seus negócios. Isso também gera uma concorrência ainda maior. O cenário das empresas é de hipercompetição, que só tende a aumentar.

    A hipercompetição é apenas entre as empresas?

    Não. Essa hipercompetição também acontece do lado das pessoas. Não a hipercompetição pelo emprego, mas pelas melhores oportunidades nas organizações, que cada vez mais estão sendo disputadas de uma forma muito ferrenha.

    Nesse cenário, as coisas se juntam de uma maneira muito simples. Daqui para a frente só vão vencer empresas e pessoas que tiverem diferenciais competitivos. Ou seja, para que se tenha uma empresa vencedora é preciso se diferenciar de tudo que existe. E para ser uma pessoa vencedora é preciso se diferenciar das demais pessoas.

    Trabalhar bem é suficiente?

    Não existe mais lugar para quem trabalha bem. Quem trabalha bem tem um emprego. Já as melhores oportunidades da vida só aparecem para quem dá um show naquilo que faz, para quem trabalha com a maior marca que há no mundo hoje: a excelência.

    A excelência é uma palavra importante e preciosa neste tempo que estamos vivendo. Isso porque a excelência é o estado de ser bom no mais alto grau. A excelência de uma empresa é quando você encontra em todas as áreas – no marketing, em compras, na gestão de pessoas, no atendimento ao cliente, enfim – uma empresa equilibrada e bem estruturada. Da mesma forma, a excelência nas pessoas exige um conjunto de atitudes, formada por seis ações, que fazem toda a diferença.

    Quais são essas atitudes determinantes para o sucesso das pessoas?

    A primeira atitude chama-se comprometimento. Hoje encontramos três tipos de pessoas no mercado de trabalho: as indiferentes – que são vítimas das circunstâncias; as envolvidas – que fazem o básico; e as comprometidas – que fazem o seu melhor.

    Ainda me assusto com muita gente dizendo que estamos vivendo a era da informação. Não concordo com isso, por uma simples razão. A informação hoje é acessível a todas as pessoas. Só não busca a informação quem não quer. Entendo que o diferencial, daqui para frente, não é a informação, mas sim a atitude. A vida das pessoas não muda quando elas mudam de emprego, mas quando elas mudam de atitude. E atitude é a vontade de fazer a diferença, um desejo incomum de realizar os sonhos, é um desejo de ajudar os outros a realizarem seus sonhos também. Por isso, a primeira atitude que vai fazer a diferença é ser uma pessoa comprometida.

    Comprometida com a empresa onde trabalha?

    Não. Comprometida com os seus sonhos, com os seus projetos de vida, com o que quer dar para as pessoas que ama e que Deus colocou no seu caminho. Esses dias um empresário me perguntou: Eduardo, como é que eu faço para as pessoas vestirem mais a camiseta da empresa? Respondi: quer um conselho? Não faz nada. Faz elas vestirem a camiseta do que elas querem para a vida, e faz elas usarem a empresa para realizar esse sonho.

    Infelizmente muitas pessoas não entenderam uma das verdades mais simples da vida. Ter um amanhã melhor é um prêmio que a vida só oferece para quem aprende a valorizar o que tem hoje. Quem desvaloriza o hoje, raramente tem um amanhã melhor. Por isso esse estágio do comprometimento é tão decisivo.

    Qual atitude está na segunda posição neste ranking?

    O segundo estágio é prazer em servir. Prazer em servir é entender que quem define o seu sucesso profissional são os outros. Não temos o poder de definir nosso sucesso profissional, mas sim os outros. Quem define o sucesso profissional de um advogado, por exemplo, são seus clientes; de um médico, seus pacientes. É fundamental entender que o sucesso depende dos outros, e por isso ter prazer em servir vai fazer toda a diferença entre o sucesso e o fracasso.

    Então percebemos que encontrar lugares onde nos deparamos com pessoas com prazer em servir é cada vez mais raro. O que aparece como uma oportunidade, na verdade aparece por certa incapacidade do mercado de oferecer oportunidades de compra legais. Porque na maioria dos lugares você não é mal atendido, é atendido com indiferença.

    Quem conseguir sair desse estágio do atendimento indiferente e conseguir entrar no estágio do atendimento encantador, vai realmente colher o que a vida tem de melhor para oferecer.

    Pesquisas mais recentes mostraram que 53% das pessoas que não voltam, não voltam por problemas de atendimento. Não é preço, não é qualidade, não é serviço, não é prazo, é atendimento. Como os produtos e os serviços estão muito parecidos, o atendimento é o diferencial.

    Tem um grande filósofo chamado John Naisbitt, que foi um dos maiores visionários do mundo que diz assim: “quanto mais tecnologia existe no mundo, mais as pessoas anseiam por um atendimento com um toque pessoal”. Hoje, ou você oferece um serviço de compra pela internet, ou oferece um serviço de compra gratificante, e isso tem que partir da empresa, mas também de cada colaborador.

    E a terceira atitude?

    A terceira atitude é a resiliência. É a capacidade que as pessoas têm de crescer nos momentos de dificuldade. Temos que reconhecer que quando as coisas vão bem, até os medianos vão bem, porque são arrastados por uma correnteza boa. Mas, justamente quando fica difícil, é que aparecem as oportunidades para as pessoas se destacarem. E o que existe de comum entre as pessoas de sucesso é que elas tiveram várias razões para terem desistido, mas resolveram persistir, seguir em frente.

    A resiliência também traz outro elemento importante para os tempos atuais, aprender a trabalhar sobre pressão. Quem não consegue trabalhar pressionado, infelizmente está no mundo errado, pois hoje corremos atrás de metas, de resultados, de prazos, tudo hoje tem pressão.

    É importante ser positivo?

    Muito. Ter atitude mental positiva faz toda a diferença, principalmente para o dono do negócio, para o empreendedor. Eu conheço empresas onde o dono é o mais desmotivado, e o que o funcionário pensa: se ele tá mal, imagina eu. Se toda a empresa se queixa, reclama, que motivação vai ter quem está trabalhando nessa empresa? Cabe ao gestor retomar essa mentalidade positiva e retomar algo que está meio esquecido, que é a ideia de que trabalhar não é um ônus, mas sim um bônus.

    A Wharton Business School, que hoje é a segunda maior escolar de negócios do mundo, acabou de publicar uma pesquisa que mostra que um cérebro em estado positivo impacta em, no mínimo, 31% na produtividade de um indivíduo. Criar um ambiente no qual as pessoas se sintam bem para trabalhar é fundamental. São essas pessoas que triunfam.

    Qual é a quinta atitude?

    Quando a gente ajuda as outras pessoas a realizarem seus sonhos, temos outro elemento importante do sucesso chamado “entender de gente”. Um líder hoje não pode mais entender só do seu negócio. Se vende automóvel, por exemplo, não pode só entender de automóvel, precisa também entender de gente. Estamos vivendo um ciclo de relacionamento interpessoal, onde cada pessoa precisa fazer a sua reflexão, inspirada em uma das frases mais geniais que conheci, de um grande palestrante americano chamado Zig Ziglar que diz: “faça hoje o que a maioria não faz, para ter amanhã o que a maioria não tem”. Ou seja, seja único, especial, faça a diferença, não aceite ser apenas mais um, não aceite se economizar.

    Qual é a sexta e última atitude que fará a diferença?

    O que trouxe você até a posição aonde você chegou hoje, continua sendo muito útil. Tolos são aqueles que dizem: esqueça do passado. O passado trás referências, mas com certeza, para ter sucesso daqui pra frente, vai ser preciso agregar o novo a essa história de aprendizado.

    O maior cuidado que precisamos ter é que o cérebro é um órgão repetitivo, não criativo. Ao contrário do que todo mundo imaginava, o cérebro, por mecanismo de proteção, tende a repetição, não a inovação. Por isso as pessoas dentro da empresa têm uma tendência muito perigosa à repetição. Assim é importante encontrar momentos de inovação, reuniões de criatividade. Isso é o que o sociólogo italiano, Domenico de Masi, chamava de “ócio criativo”. É preciso parar de vez em quando, sair do escritório, debater com as pessoas como fazer diferente. O momento exige uma insatisfação positiva, acreditar que tudo pode ser sempre um pouco melhor.

    Leia mais
    Certificação CCTT Fluke Networks será em dezembro, no Grupo Policom
    29/11/2016

    Com validade internacional, certificação tem aulas práticas e teóricas, em testes em cobre e fibra óptica.

    O curso CCTT (Certified Cabling Test Technicial) foi preparado em conjunto pelo Grupo Policom, Apogee Consultoria e Fluke Networks com a meta de levar aos participantes o entendimento das normas e das tecnologias que envolvem os sistemas de cabeamento de alta performance; capacitar à aplicação dos certificadores de cabos num projeto, no mundo real, para testar, certificar e atingir alta performance nas instalações.

    A próxima edição dessa certificação – que se constitui a quarta e última do ano – será realizada no Policom Solution Center – centro de treinamento do Grupo Policom no bairro paulistano do Ipiranga – no período de 12 a 14 de dezembro de 2016.

    Essa certificação também permite aos profissionais conhecer a variedade de aplicações instalando sistemas de cabos UTP e fibra óptica; e aprender a realizar diagnósticos, capacitando-os à análise proporcionada por esses certificadores em obras e projetos.

    Com validade internacional e indicado para profissionais de instalação em campo de infraestrutura de redes, responsáveis pela certificação das mídias óptica e cobre, o treinamento é totalmente prático e realizado na plataforma Versiv™da Fluke Networks, cobrindo todo ciclo da certificação para testes em cobre nas categorias 3, 5e, 6A, F e FA e em fibra óptica, incluindo inspeção óptica e testes de certificação Tier 1 e Tier 2. Em sala de aula, estarão disponíveis os equipamentos DSX-5000, CertiFiber Pro, OptiFiber Pro OTDR e FiberInspector Pro.

    O curso é dividido em duas partes: CCTT Cobre ou CCTT Fibra, de um dia e meio cada. O investimento para o curso completo de três dias é de R$ 1.100,00, mas há desconto para mais de um inscrito pela mesma empresa e também há a possibilidade de fazer apenas um dos módulos (cobre ou fibra), pelo custo de R$ 750,00. Em todos os casos, está incluído todo o material didático necessário.  

    O CCTT é ministrado por Marcelo Barboza, da Apogee – RCDD/NTS/ATS, especializado em monitoramento de infraestrutura de data centers, conceitos e critérios de avaliação.

    Informações e inscrições pelo e-mail para mkt@policom.com.br.

    Sobre o Grupo Policom

    Fundado em 1995, o Grupo Policom (www.grupopolicom.com.br) investe no atendimento do cliente com produtos de valor agregado e preço acessível, que pode ser adequado ao orçamento do cliente sem redução da qualidade final do projeto. Caracterizando-se, também, por atuação comercial flexível, o Grupo Policom insere inovação e criatividade em seu DNA, agregando entre seus diferenciais competitivos o fato de ser 100% brasileiro. Além disso, seus colaboradores são focados no desenvolvimento e na criação de soluções que atendem os clientes e transfiram conhecimento tanto aos parceiros comerciais, quanto ao cliente final.

    Essas características preservadas e fortalecidas ao longo de mais de 20 anos mantém o Grupo Policom como referência no mercado nacional de distribuição de produtos dos principais fabricantes do mercado, para Cabeamento Estruturado direcionados a aplicações de dados, voz, vídeo e controles prediais. A empresa consolidou sua posição nos segmentos de Data Centers e CFTV IP. Em 2016, iniciou sua atuação nas áreas de gestão de energia – com o fornecimento de NoBreaks e cabos elétricos – e controle de acesso IP. Sua atuação estende-se aos mais diversos setores produtivos, a exemplo de operação crítica, data centers, infraestrutura de transporte e logística, portos e aeroportos, ambientes corporativos, redes varejistas e shopping centers, hospitais, universidades, indústrias, estádios e arenas esportivas, estacionamentos etc.

    Com sede na capital paulista, é formado pelas empresas Policom SP (São Paulo-SP), Policom Rio (Rio de Janeiro-RJ), Paris Cabos (São Paulo-SP) e Policom Paraná (Curitiba-PR), mantendo colaboradores regionais para áreas específicas, como interior dos Estados de Santa Catarina, Paraná, São Paulo e Minas Gerais. O Policom Solution Center e o Paris Cabos Solution Center são espaços direcionados a treinamento, capacitação e demonstração das soluções de alta tecnologia comercializadas, funcionando como um showroom aberto à visitação pelos clientes, mediante agendamento prévio.

    Contando com estrutura logística em condições de atender a todo o território nacional, o Grupo Policom oferece suporte técnico e comercial aos seus clientes. O seu corpo de profissionais participa constantemente de cursos ministrados pelos fornecedores e parceiros, mantendo-se atualizados para orientar corretamente os clientes com relação às melhores soluções de conectividade e CFTV IP. Atualmente, o Grupo Policom possui diversos engenheiros, MBAs e RCDD entre seus mais de 120 colaboradores.

    Leia mais
    QUE TIPO DE DISCIPLINA É NECESSÁRIO?
    25/11/2016

    As vezes os gestores e líderes sênior comentam que "precisamos apenas de mais disciplina". O pensamento parece ser que: se as pessoas na organização aderissem mais aos padrões de trabalho e fizessem o que deveriam fazer, haveria menos problemas.

     Infelizmente, não funciona desta maneira. Lembra da segunda lei da termodinâmica, ou entropia, que afirma que mesmo se seguirmos o padrão de trabalho, um processo de trabalho tenderá a escorregar para o caos se o deixarmos sozinho. Não importa o que, haverá problemas que os operadores, se forem deixados sozinhos terão que contornar. O processo entrará em decadência.

     A disciplina é necessária, certamente, mas não da maneira que pensamos. O tipo de regime do qual precisamos é para todos - especialmente para os executivos, gestores e líderes- seguirem e aderirem a um KATA de melhoria, um pensamento e rotina comportamental de como vamos melhorar e nos adaptar ......

     (extraído do livro Toyota Kata - Mike Rother.)

     

    Contate a MP Consultoria, Treinamento e Auditoria em Gestão Empresarial 

     TRANSFORME A SUA ORGANIZAÇÃO !!

     contato@mccpconsultoria.com.br - F 11 9.9215.1537

    Logo_MP_Consultoria_rev1.png

    Visite nosso site: http://mccpconsultoria.com.br


    Leia mais
    Grupo Policom comercializa Cisco
    24/11/2016

    A parceria é como canal da Westcon-Comstor

    Levar a seus clientes e parceiros soluções completas em  infraestrutura de cabeamentos estruturado para redes de dados, Data Center e  monitoramento CFTV IP é uma das metas do Grupo Policom. Para cumprir esse  objetivo, continuamente o Grupo Policom busca expandir sua base de  fornecedores. Entre as mais recentes conquistas está a ação como canal da  Westcon-Comstor, uma das principais distribuidoras da Cisco no Brasil.

    “Nesta fase inicial a parceria tem como objetivos fortalecer  nossa oferta de soluções em segurança IP, bem como ampliar nossa participação  nas redes de TI de pequeno e médio portes. Acreditamos que a solução Cisco vai  alavancar ainda mais este negócio, ”, informa Anderson Luiz Carvalho, gerente  de Marketing do Grupo Policom, destacando como diferenciais “a significativa  experiência e a rede de canais que desenvolvemos ao longo do tempo. Nossa meta  com Cisco é complementar o atendimento ao mercado em que atuamos”, explica.

    As principais soluções no portfólio do Grupo Policom são  roteador wireless de 4 portas, rádio Acess Point com portas Fast ou Giga e  switches PoE de 8 a 24 portas Fast Ethernet ou Gigabit Ethernet, com opções de  gerenciamento, portas SFP, entre outros diferenciais.

    Sobre o Grupo  Policom

    Fundado em 1995, o Grupo Policom (www.grupopolicom.com.br) investe no  atendimento do cliente com produtos de valor agregado e preço acessível, que  pode ser adequado ao orçamento do cliente sem redução da qualidade final do  projeto. Caracterizando-se, também, por atuação comercial flexível, o Grupo  Policom insere inovação e criatividade em seu DNA, agregando entre seus  diferenciais competitivos o fato de ser 100% brasileiro. Além disso, seus  colaboradores são focados no desenvolvimento e na criação de soluções que  atendem os clientes e transfiram conhecimento tanto aos parceiros comerciais,  quanto ao cliente final.

    Essas características preservadas e fortalecidas ao longo de  mais de 20 anos mantém o Grupo Policom como referência no mercado nacional de  distribuição de produtos dos principais fabricantes do mercado, para Cabeamento  Estruturado direcionados a aplicações de dados, voz, vídeo e controles  prediais. A empresa consolidou sua posição nos segmentos de Data Centers   e CFTV IP. Em 2016, iniciou sua atuação nas áreas de gestão de energia – com o  fornecimento de NoBreaks e cabos elétricos – e controle de acesso IP. Sua  atuação estende-se aos mais diversos setores produtivos, a exemplo de operação  crítica, data centers, infraestrutura de transporte e logística, portos e  aeroportos, ambientes corporativos, redes varejistas e shopping centers,  hospitais, universidades, indústrias, estádios e arenas esportivas,  estacionamentos etc.

    Com sede na capital paulista, é formado pelas empresas  Policom SP (São Paulo-SP), Policom Rio (Rio de Janeiro-RJ), Paris Cabos (São  Paulo-SP) e Policom Paraná (Curitiba-PR), mantendo colaboradores regionais para  áreas específicas, como interior dos Estados de Santa Catarina, Paraná, São  Paulo e Minas Gerais. O Policom Solution Center e o Paris  Cabos Solution Center são espaços direcionados a treinamento,  capacitação e demonstração das soluções de alta tecnologia comercializadas,  funcionando como um showroom aberto à visitação pelos clientes, mediante  agendamento prévio.

    Contando com estrutura logística  em condições de atender a todo o território nacional, o Grupo Policom oferece  suporte técnico e comercial aos seus clientes. O seu corpo de profissionais  participa constantemente de cursos ministrados pelos fornecedores e parceiros,  mantendo-se atualizados para orientar corretamente os clientes com relação às  melhores soluções de conectividade e CFTV IP. Atualmente, o Grupo Policom  possui diversos engenheiros, MBAs e RCDD entre seus mais de 120 colaboradores.


    Leia mais
    Fabricantes de PC devem se reinventar ou desistir, afirma Gartner
    23/11/2016

    Consultoria enumerou quatro alternativas para manter a competitividade no mercado de computadores pessoais.

    O Gartner projeta que os fornecedores de computadores pessoais devem enfrentar uma difícil escolha e decidir entre reformular seus negócios ou deixar o mercado de PCs até 2020.

    “Caso decidam continuar, devem determinar rapidamente quais mudanças precisam realizar ou quais são as alternativas para se adaptarem ao mercado atual, sobrecarregado de máquinas”, avalia a consultoria.

    Tracy Tsai, vice-presidente de pesquisas do Gartner, observa que o modelo de negócios de PCs que tradicionalmente conhecemos está enfraquecido.

    Segundo a especialista, a forma tradicional de conquistar market share por meio de preços competitivos para estimular a demanda simplesmente não funcionará para o mercado de computadores nos próximos cinco anos.

    “Os atuais fabricantes precisam se ajustar às novas realidades que estão moldando o consumo, como o fato de que os usuários estão estendendo a vida útil dos computadores até o fim, os aplicativos de negócios e o armazenamento estão sendo transferidos para a nuvem e o desempenho dos PCs deixa de ser tão importante”, diz.

    Além disso, preço e especificações não são mais os principais fatores para um usuário fazer o upgrade de seu computador — agora, ter uma experiência nova e melhor é o único verdadeiro diferencial, afirma.

    O Gartner aponta quatro estratégias alternativas que os fornecedores de PCs podem utilizar para se adaptarem ao mercado do futuro, com base na cultura corporativa e ativos, operações comerciais e inovação da tecnologia e na reformulação completa do negócio.

    1. Produtos e modelo de negócios atuais. Essa alternativa possui a abordagem mais conservadora, com o fornecedor gerindo a operação de um negócio e comercializando um computador atual. Isso requer altos volumes para gerar um fluxo de caixa suficiente para cobrir o custo do negócio, portanto, em um mercado em declínio, a consolidação dos fornecedores é inevitável.

    O propósito aqui é proteger e manter o negócio de computadores funcionando, mas os riscos são altos, principalmente pelo fato de a Intel e a Microsoft estarem sempre focadas em avançar.

    "Os fornecedores de PCs precisam agilizar as operações, deixar de focar em conquistar participação de mercado e aumentar a proporção de vendas de produtos intermediários e sofisticados para melhorar os resultados operacionais e a sustentabilidade do negócio em longo prazo”, afirma Tsai.

    Outro fator-chave que precisa ser alterado é o esquema de compensação de vendas. As empresas precisam de incentivos para gerenciar suas equipes de vendas internas e vendas por canais, migrando o foco do volume e market share para as margens e lucratividade.

    Segundo ela, os fornecedores também precisam deixar de enfocar no que o distribuidor e o revendedor querem para se concentrar nas necessidades dos usuários.”

    2. Produtos atuais e novos modelos de negócios. Essa alternativa sugere que os fornecedores de computadores formem um novo grupo que possa experimentar novos modelos de negócios e receitas para PCs, como tratar o computador como um serviço. Nesse cenário, o modelo de negócio é ágil, permite assumir riscos e aceitar falhas.

    As empresas podem, por exemplo, fazer parcerias com uma editora de conteúdo educacional digital. Os computadores 2 em 1 do fornecedor são oferecidos com conteúdo digital por meio de uma assinatura, enquanto o PC é gratuito para os usuários e subsidiado pela editora.

    3. Novos produtos com o modelo de negócios atual. A terceira alternativa é mais conservadora para explorar a oferta de novos produtos e novas oportunidades de mercado, como tornar os PCs mais inteligentes em termos de detecção, fala, emoção e toque, expandir novos produtos para as casas conectadas ou desenvolver dispositivos específicos para mercados verticais. É uma forma gradual de os fornecedores de PCs criarem novos produtos com base em seus modelos de negócios atuais.

    4. Novos produtos com um novo modelo de negócios. Essa alternativa é tida como a forma mais agressiva de mudança em termos de operações de negócios e inovação de produtos. Nesse cenário, os fornecedores de PCs podem estabelecer uma nova unidade de negócios para gerir suas atividades de um modo diferente e explorar novas soluções de tecnologia, criando uma linha de produtos inteiramente nova.

    Isso incluiria trabalhar com parceiros de novos canais e fornecedores de software independentes, além de fazer parcerias com startups. Os recursos e modelos de receita podem ser completamente diferentes da estrutura existente de um fornecedor.

    Um exemplo citado pelo Gartner é o de "robôs-assistentes pessoais". Um computador pode servir como um “mordomo de avisos” em casa, uma combinação de um robô que conversa e um assistente pessoal virtual ativado por voz, com receita proveniente dos desenvolvedores, materiais de terceiros e prestadores de serviços, como aqueles do varejo, saúde, educação, vídeo ou música.

    “Os fornecedores de computadores líderes de mercado precisam pensar sobre os resultados dos negócios com base nas quatro alternativas discutidas aqui. Algumas empresas talvez precisem de um negócio totalmente novo e de uma estratégia de produtos para reverter sua situação. Os fornecedores precisam identificar suas principais competências, avaliar seus recursos internos e adotar um ou mais modelos de negócios alternativos e de inovação de produtos para permanecer ou sair do mercado de PCs”, conclui Tsai.


    Leia mais
    Totvs lista oito tecnologias que mudarão o mundo até 2020
    23/11/2016

    AI, blockchain e impressora 3D estão entre as inovações que transformarão o comportamento das pessoas nos próximos anos

    Todos os dias surgem novas tecnologias. Algumas são adotadas em grande escala assim que chegam ao mercado, enquanto outras passam por um tempo de maturação. Independentemente do caminho percorrido até à sua ampla adoção, elas com certeza irão transformar o dia a dia das pessoas e das empresas ao simplificar rotinas ou modificá-las completamente.

    Diante desse cenário de mudanças, o Totvs Labs, laboratório de pesquisa e inovação que a provedora brasileira de ERP no Vale do Silício, elencou oito tecnologias disruptivas que irão modificar todas ou quase todas as indústrias e, consequentemente, o comportamento dos seres humanos até 2020. Algumas deles foram apontadas também em recente estudo recente da Deloitte.

    1. Inteligência Artificial. Essa tecnologia é a primeira grande aposta, tanto que muitos esforços do laboratório em Mountain View foram direcionados para desenvolver soluções relacionadas a ela. Para a Totvs, o futuro será formado pela combinação de software (apps), dados e inteligência artificial, o que modificará todos os segmentos de mercado e simplificará a tomada de decisões. Setores como saúde, serviços financeiros, manufatura, varejo e outros serão profundamente transformados por esta combinação.

    2. Bitcoins & Blockchain. Semelhante a um livro de registro virtuais, o Blockchain é uma base de dados de transações distribuída criada para dar segurança ao uso das moedas virtuais, os Bitcoins. A tecnologia por trás do Blockchain impossibilita o uso de uma mesma moeda mais de uma vez, garantindo assim, a transparência e a segurança das transações, independentemente da moeda de valor utilizada. A ferramenta soluciona um problema antigo do mercado financeiro: registrar ativos, mantê-los atualizados e disponibilizá-los aos órgãos reguladores, e deve modificar todo o setor. A Nasdaq, por exemplo, já utiliza Blockchain para armazenar informações sobre os ativos de algumas empresas listadas no seu mercado de ações, como a Amazon e a Apple. No futuro próximo, diversas aplicações utilizarão o blockchain como este livro distribuído para registro de ativos e contratos.

    3. Impressora 3D. Criada em 1984, a impressora 3D vem sendo fortemente adotada nos últimos anos. Além de imprimir artigos para uso pessoal, a ferramenta modifica os processos de diferentes setores, como a medicina. Entre os destaques está a bioimpressão de membros do corpo humano para próteses ou transplantes. Outro segmento promissor para a ferramenta é a manufatura. Algumas empresas, lideradas pelas indústrias aeronáuticas e de máquinas, já estão desenvolvendo peças por meio da adição de material, camada por camada. O processo conhecido como manufatura aditiva permite, por exemplo, fabricar peças com geometrias extremamente complexas, sendo uma opção para etapas complicadas da produção. Empresas como Nike e Adidas já anunciaram a produção de tênis utilizando impressoras 3D.

    4. Carros autônomos. Além de modificar a experiência de locomoção do consumidor, os carros sem motoristas impactarão a atuação das montadoras e o planejamento do trânsito nas cidades e rodovias. Atualmente, há uma corrida maluca entre as montadoras para ver quem lança o primeiro carro autônomo. O prazo final proposto por elas é 2020, porém, a adoção em massa dos veículos deve acontecer somente a partir de 2025, quando a tecnologia terá a um preço acessível. O futuro é tão promissor, que a IHS Automotive, consultoria do mercado automobilístico, acredita que em 2050 ninguém mais precisará colocar as mãos no volante de um automóvel. Atualmente empresas como Tesla e Google já possuem a tecnologia que permite que o carro dirija automaticamente sem a interação humana.

    5. Robótica. Uma das mais conhecidas entre as oito tecnologias elencadas pelo TOTVS Labs, a robótica engloba diferentes formas de automatização, incluindo tarefas físicas, intelectuais e serviços de atendimento ao cliente. Segundo a consultoria Forrester, até 2019, 25% das tarefas em todas as indústrias serão transformadas pelo avanço dos robôs. Por outro lado, eles contribuirão para o surgimento de novas categorias profissionais, cada vez mais estratégicas. Um exemplo bem atual é o atendimento automatizado ao cliente nos Contact Centers.

    6. Realidade Virtual e Realidade Aumentada. Essas tecnologias permitem ao usuário interagir, em tempo real, com um ambiente tridimensional gerado por computadores por meio de dispositivos multissensoriais. Atualmente, já estão presentes em simuladores de voo e de direção, nas autoescolas. Em breve, esses simuladores chegarão a diversos outros mercados, conferindo uma melhor experiência ao usuário e simplificando, por exemplo, a manutenção em plantas industriais, a visitação a pontos turísticos e históricos e o aprendizado de determinados procedimentos cirúrgicos. Setores de educação e turismo devem ser fortemente transformados com o uso de Realidade Virtual e Aumentada.

    7. Biotecnologia. É uma grande promessa para resolver desafios globais, oferecendo novos potenciais para o atendimento da demanda mundial por alimentos, nutrição animal, combustível, materiais, entre outros, e reduzindo, ao mesmo tempo, o impacto no meio ambiente. A adoção na indústria farmacêutica permitiu o desenvolvimento de medicamentos mais eficientes e adequados a cada paciente e, em breve, possibilitará novas abordagens no tratamento, no diagnóstico e na prevenção de doenças. Já no setor têxtil, possibilita a criação de tecidos inteligentes, como o feltro que não pega fogo e carpetes que eliminam a poeira.

    8. Computação, Redes e Internet das Coisas. O número de computadores em redes e a possibilidade de trocar informações entre eles já começou a mudar as rotinas nas organizações. A Internet das Coisas, por exemplo, conecta dispositivos e máquinas aos sistemas de gerenciamento centralizados, permitindo uma troca de dados entre eles e facilitando, por exemplo, o controle de entregas na área logística. Além disso, essa tecnologia irá simplificar o mapeamento das áreas agrícolas das plantações por meio de dispositivos móveis, como drones.

    Cada uma dessas tecnologias ou a combinação entre duas ou mais delas impactarão o mundo nos próximos anos. Algumas já serão usadas em grande escala ainda em 2016, mas a maioria delas modificará as rotinas de grande parte das pessoas e empresas nos próximos cinco anos. Além disso, o impacto em determinadas indústrias ocorrerá mais rapidamente, pois uma das características comum destas tecnologias é o seu avanço exponencial.

    “A revolução que vamos vivenciar nos próximos anos terá um impacto maior até mesmo do que a revolução industrial. A estimativa é que nos EUA 47% das profissões atuais não existam nos próximos 10 anos. No Brasil, algo muito similar deve acontecer. Por outro lado, novos empregos vão surgir. O mais importante, diante de todas essas mudanças, é estar preparado para as transformações que estão por vir, pois, mais cedo ou mais tarde, uma dessas tecnologias, ou várias delas, impactarão parte da sua empresa ou até mesmo sua rotina pessoal”, afirma Vicente Goetten, diretor do Totvs Labs.


    Leia mais
    Precisa comprar racks para seu cabeamento ou data center? A RTI de novembro, que já está online, mostra onde encontrar os fornecedores
    17/11/2016

    Leia mais
    Nova ABNT NBR ISO9001.15 - implemente JÁ
    16/11/2016

    NOVA  NBR ISO 9001:2015

      Sistema  de Gestão da Qualidade

      A ABNT NBR  ISO 9001 é uma norma que define os requisitos para colocar um sistema de gestão  da qualidade em vigor. Ela ajuda empresas a aumentar sua eficiência e a  satisfação das partes interessadas, especialmente a do cliente. Uma nova versão  da norma ABNT NBR ISO 9001:2015 foi lançada em Set.15 em substituição à versão  anterior (ABNT NBR ISO 9001:2008).

    images2.jpg

    Por  que a  norma foi revisada?

      Todas as normas ABNT são avaliadas a cada cinco anos e,  se necessário, revisadas. Isso ajuda a garantir que estas continuem sendo  ferramentas importantes para o mercado. Os desafios enfrentados atualmente por  empresas e negócios são bem diferentes dos de algumas décadas atrás, pensando  nisso, a ABNT NBR ISO 9001 foi atualizada para levar em consideração este novo  cenário. O aumento da globalização, por exemplo, mudou a forma como fazemos  negócios, e hoje as empresas operam cadeias de abastecimento cada vez mais  complexas do que faziam no passado. Além disso, existe um aumento na  expectativa de clientes e outras partes interessadas, e com mais acesso à  informação - a sociedade em geral tem hoje uma voz mais forte do que nunca. A  ABNT NBR ISO 9001 teve que refletir estas mudanças para que permaneça  relevante.

    Quais são  as principais mudanças ?

      A mudança mais evidente na norma é a sua nova  estrutura. A ABNT NBR ISO 9001:2015 segue agora a estrutura geral das outras  normas de sistemas de gestão, tornando mais fácil para qualquer um o uso de  diversos sistemas de gestão.

      Outra  diferença importante é o foco dado ao pensamento baseado no risco. Apesar disso  sempre ter feito parte da norma, a nova versão aborda esse ponto com mais  atenção.

    images.jpg

      Quais  são os benefícios da nova versão ?

      A nova versão da norma oferece ao usuário uma  série de benefícios.

     Por  exemplo :

                       Coloca grande  ênfase no envolvimento das lideranças;

                       Ajuda a  lidar com riscos e oportunidades corporativas de forma estrutura

      Usa linguagem  simplificada, com estrutura e termos infor­mais, que são especialmente úteis  para empresas que utilizam diversos sistemas de gestão, como por exemplo, os de  Segurança e Saúde no Trabalho, ou continuidade de negócios;

                       Aborda a  gestão da cadeia de suprimentos de forma mais efetiva;

                       Tem uma  utilização mais fácil para empresas de serviços e de tecnologia.

      Eu utilizo a ABNT NBR ISO 9001:2008. O que devo fazer ?

      Após revisá-la com o objetivo de atender às  necessidades do mundo corporativo dos dias de hoje, nós recomendamos que você  atualize seu sistema de gestão da qualidade para se adequar à nova versão o  quanto antes, pois imprevistos de última hora, ou até falta de agenda das  Certificadoras, pode acarretar o RISCO de sua certificação vencer.

      Cada  organização é diferente, portanto, os passos necessários para ajustar o seu  sistema de gestão podem servir somente para a sua situação.  A MP Consultoria com seu time de consultores treinados e com grande experiência, pode  ajudar nesta transição, fazendo com que sua organização obtenha todos os  benefícios da nova versão, a qual terá também agregada todo conhecimento da MP Consultoriaem mais de 10 anos de atuação.

      Inicie a transformação de sua Empresa.

      MP  Consultoria, Auditoria e Treinamento em Gestão Empresarial

      Contato: contato@mccpconsultoria.com.br         Fone: 11 992151537

    Visite nosso site:  http://mccpconsultoria.com.br

    Leia mais
    Grupo Policom comercializa nobreaks APC
    16/11/2016

    A demanda por  nobreaks é crescente no Brasil. Atento a isso o Grupo Policom mais uma vez  diversifica sua oferta de soluções.

    O Grupo Policom, desde maio, comercializa produtos da APC  (American Power Conversion), empresa do grupo Schneider Electric. Entre as  soluções estão nobreaks de pequeno porte, inclusive gerenciáveis e fabricados  no Brasil. A principal finalidade desses produtos é a de proteger equipamentos  eletroeletrônicos contra oscilações de tensão e quedas de energia, reduzindo a  possibilidade de queima dos equipamentos e consequente prejuízos causados por  essas falhas, principalmente em períodos de chuvas fortes, como acontece na  Primavera e no Verão.

    Para aplicação doméstica, em home office, CPDs ou escritórios  de pequeno porte, ou ainda para aplicações específicas, três famílias de  produtos se destacam.

    A família Back-UPS, por exemplo, conta com nobreaks do tipo  stand by, com capacidades de 400VA, 600VA e 700VA e autonomia de 25 minutos,  que oferecem proteção de energia garantida para computadores, monitores,  impressoras jato de tinta, roteadores e modem, consoles de jogos e outros usos  eletrônicos. Entre as características, destacam-se regulagem automática de  tensão, função Mute, que desabilita os bips emitidos pelo no-break battery  saver, que desliga a saída do no-break automaticamente quando, em modo bateria,  a carga na saída for inferior a 10% da potência nominal, evitando o consumo  desnecessário da bateria; carregador inteligente; smart charge; alerta de  sobrecarga e curto-circuito; partida a frio (dc start; led luminária de  emergência; cooler; e disjuntor rearmável (circuit breaker).

    Há, também, o nobreak torre gerenciável Back-UPS 1200VA ou  1,2 KVA, que fornece autonomia durante quedas de energia de curta e média  duração e protege os equipamentos contra surtos e picos prejudiciais que  trafegam pela rede elétrica e conta com estabilizador incluso, que ajusta as  tensões altas e baixas instantaneamente para níveis seguros, para que você  possa trabalhar mesmo durante quedas parciais de energia e sobretensões. Ideal  para aplicações home/office, conta com oito tomadas de saída e garante proteção  para computadores e periféricos, modens, roteadores, TVs, vídeo games, entre  outros. É fornecido com o software de gerenciamento SGM, que – entre outras  funções – desliga o computador antes que a energia de reserva do nobreak acabe,  ou após falha na energia elétrica, evitando perda de dados; acompanha o status  de funcionamento do nobreak; notifica distúrbios e oscilações da rede elétrica  em tempo real; emite histórico das ocorrências da rede elétrica; apresenta estimativa  do consumo dos equipamentos conectados, permitindo racionalização dos custos; é  compatível com Linux, Windows 7, Windows Vista, Windows XP, Windows 98; e  possui interface USB para conexão fácil e rápida com o computador

    Já o Smart-UPS de 2,2KVA, no break torre gerenciável de alto desempenho, oferece aos equipamentos eletrônicos  proteção contra queda ou redução de energia, picos de tensão, pequenas  flutuações da rede elétrica e grandes perturbações, oferecendo energia de bateria  reserva até que a energia da rede elétrica retorne a níveis seguros ou as baterias estejam totalmente descarregadas.

    Complementação de portfólio

    “Com mais esta parceria, os clientes que usualmente  trabalham com o Grupo Policom passam a ter mais uma opção de produtos focados  em energia, principalmente em projetos de data center compactos com até 20  racks, perfil de projeto  que é uma de nossas especialidades”, comenta  Anderson Luiz Carvalho, gerente de Marketing do Grupo Policom, citando a possibilidade  de cross selling com soluções de cabeamento e segurança, com atenção especial  aos canais que já conhecem APC e apoio àqueles que queiram diversificar a sua  oferta de soluções.

    Sobre o Grupo Policom

    Fundado em 1995, o Grupo Policom (www.grupopolicom.com.br) investe no  atendimento do cliente com produtos de valor agregado e preço acessível, que  pode ser adequado ao orçamento do cliente sem redução da qualidade final do  projeto. Caracterizando-se, também, por atuação comercial flexível, o Grupo  Policom insere inovação e criatividade em seu DNA, agregando entre seus  diferenciais competitivos o fato de ser 100% brasileiro. Além disso, seus  colaboradores são focados no desenvolvimento e na criação de soluções que  atendem os clientes e transfiram conhecimento tanto aos parceiros comerciais,  quanto ao cliente final.

    Essas características preservadas e fortalecidas ao longo de  mais de 20 anos mantém o Grupo Policom como referência no mercado nacional de  distribuição de produtos dos principais fabricantes do mercado, para Cabeamento  Estruturado direcionados a aplicações de dados, voz, vídeo e controles  prediais. A empresa consolidou sua posição nos segmentos de Data Centers   e CFTV IP. Em 2016, iniciou sua atuação nas áreas de gestão de energia – com o  fornecimento de NoBreaks e cabos elétricos – e controle de acesso IP. Sua  atuação estende-se aos mais diversos setores produtivos, a exemplo de operação  crítica, data centers, infraestrutura de transporte e logística, portos e  aeroportos, ambientes corporativos, redes varejistas e shopping centers,  hospitais, universidades, indústrias, estádios e arenas esportivas,  estacionamentos etc.

    Com sede na capital paulista, é formado pelas empresas  Policom SP (São Paulo-SP), Policom Rio (Rio de Janeiro-RJ), Paris Cabos (São  Paulo-SP) e Policom Paraná (Curitiba-PR), mantendo colaboradores regionais para  áreas específicas, como interior dos Estados de Santa Catarina, Paraná, São  Paulo e Minas Gerais. O Policom Solution Center e o Paris  Cabos Solution Center são espaços direcionados a treinamento,  capacitação e demonstração das soluções de alta tecnologia comercializadas,  funcionando como um showroom aberto à visitação pelos clientes, mediante  agendamento prévio.

    Contando com estrutura logística  em condições de atender a todo o território nacional, o Grupo Policom oferece  suporte técnico e comercial aos seus clientes. O seu corpo de profissionais  participa constantemente de cursos ministrados pelos fornecedores e parceiros,  mantendo-se atualizados para orientar corretamente os clientes com relação às  melhores soluções de conectividade e CFTV IP. Atualmente, o Grupo Policom  possui diversos engenheiros, MBAs e RCDD entre seus mais de 120 colaboradores.


    Leia mais
    Câmara promove Seminário sobre Eficiência Energética e Energias Renováveis
    16/11/2016

    Câmara Brasil-Alemanha de São Paulo

    Como parte da "Export Initiative Energy  Efficiency" do Bundesministerium für Wirtschaft und Energie, nosso  Departamento de Meio Ambiente, Energias Renováveis e Eficiência Energética  organiza a vinda de uma delegação o Brasil. 

    As empresas alemãs estarão em São Paulo entre  os dias 21 e 22 de novembro de 2016, e pretendem identificar potenciais  parceiros de negócios.

    Especialmente no dia 22, será promovido o  “Seminário Brasil-Alemanha sobre Eficiência Energética & Energias  Renováveis”, no qual também estarão presentes especialistas de ambos os países.

    Seminário  Brasil-Alemanha sobre Eficiência Energética & Energias Renováveis

    Data: terça-feira, 22 de novembro de  2016

    Horário: das  08:30hs até as 18:00

    Local: Auditório  ABM (R. Antônio Comparato, 218, Campo Belo, São Paulo, SP)

    http://www.brasilalemanhanews.com.br/sustentabilidade/camara-brasil-alemanha-promove-seminario-sobre-eficiencia-energetica-e-energias-renovaveis/

    Leia mais
    Mais da metade dos brasileiros já trabalha com frequência em home office
    11/11/2016

    Pesquisa encomendada pela Dell e Intel revela que 24% dos trabalhadores no País executam tarefas profissionais de casa diariamente

    A Dell e a Intel divulgaram os resultados de um estudo global voltado a mapear as tendências tecnológicas que têm afetado os ambientes de trabalho. O levantamento consultou 3,8 mil profissionais de pequenas, médias e grandes companhias, em dez países, incluindo no Brasil.

    Entre as constatações, o estudo identificou que os brasileiros estão entre os que mais trabalham remotamente. No país, 53% dos entrevistados afirmam que realizam tarefas profissionais de casa em algum momento da semana - sendo que 24% todos os dias -, contra uma média de 34% nos demais países.

    Sobre os principais benefícios dessa flexibilidade de não ter de trabalhar necessariamente no escritório, 38% dos brasileiros afirmam que isso permite mais concentração nas atividades, 36% conseguem um melhor equilíbrio de vida (pessoal e profissional) e 29% são mais produtivos ao não perder tempo com deslocamentos para o trabalho.

    Apesar da preferência pelo trabalho remoto, a pesquisa aponta que nem todos os brasileiros entrevistados se sentem totalmente amparados pela empresa, em termos de suporte tecnológico, quando estão atuando de forma remota.

    Quando questionados sobre se a empresa resolve qualquer problema com tecnologia quando estão fora do escritório, metade (50%) dos profissionais consultados no Brasil concorda apenas em parte com essa situação e só 31% apontam que a companhia dá total suporte.

    “Essa pesquisa reforça a percepção de que o hábito das pessoas tem, muitas vezes, mudado mais rápido do que a TI das organizações. No entanto, as empresas precisam estar preparadas para as transformações nos ambientes de trabalho, para evitar riscos associados à segurança e gestão das informações, assim como para garantir a satisfação dos profissionais”, aponta Jacques Fogliarini, diretor de marketing da Dell Brasil.

    “A relação com o trabalho e com os espaços físicos vem passando por uma grande transformação. É cada vez mais comum vermos tarefas sendo realizado de forma descentralizada, a partir de dispositivos móveis e aplicações de nuvem”, comenta Barbara Toledo, gerente de marketing da Intel.

    A executiva reforça a ideia de que a TI é grande aliada nesse processo, mas apenas uma parte da equação.

    “A transformação do local de trabalho vai depender também da cultura organizacional onde os trabalhadores estão inseridos. A tecnologia nos dá as ferramentas, mas será papel do gestor construir uma cultura de colaboração aberta, que saberá transformar esses recursos em vantagens”, conclui.

    Papel da TI

    Ainda segundo o estudo Future Workforce Study, 51% dos brasileiros consideram que a tecnologia torna o trabalho bem mais fácil – contra uma média mundial de 34%. Apesar disso, as pessoas no Brasil ainda tendem a priorizar as interações pessoais.

    Quando questionados sobre a melhor forma de contato com os colegas de trabalho, 55% apontam que preferem conversar face a face, enquanto apenas 7% optam pelo uso do telefone, 7% pelo vídeo e 31% não têm um formato preferido.

    Por outro lado, 60% dos entrevistados no Brasil concordam que a disseminação do trabalho remoto no país e o aprimoramento das tecnologias utilizadas para comunicação a distância tendem a tornar a interação face a face obsoleta no futuro.


    Leia mais
    IT Leaders 2016: hora de mostrar que as mulheres também lideram a TI
    11/11/2016

    A melhor forma de aumentar a participação feminina na TI é mostrar quem já está lá fazendo sucesso. Por isso lançamos o prêmio Women in Tech

    A edição de 2016 do IT Leaders tem uma novidade – a inclusão da categoria Women in Tech, que vai premiar a executiva de TI com maior pontuação no ranking, dentre as que se inscreveram e responderam a pesquisa.

    As finalistas deste ano de estreia são: Ana Lúcia Santi D´Amaral, CIO da Liberty Seguros; Cláudia Maria de Andrade, CIO da Receita Federal, e Fernanda Morais de Carvalho, CIO da consutoria Michael Page. A vencedora será revelada no dia 17 de novembro, junto com a lista de 100 IT Leaders e os vencedore(a)s das outras 16 categorias

    A proposta dessa nova categoria de IT Leaders segue a tendência mundial de valorizar e expor as lideranças femininas em TI para que sirvam de modelo para atrair as novas gerações para a área. Um estudo realizado pela CompTIA com adolescentes nos EUA comprova: 69% das meninas não pensam em seguir carreira em TI porque não sabem das oportunidades disponíveis e, mais da metade delas (53%), disseram que saber mais sobre a carreira as faria considerar um trabalho em TI.

    É urgente mostrar para as meninas e jovens mulheres do Brasil que a carreira em TI é uma grande escolha, que lhes abre oportunidades para realizações pessoais e profissionais. Aprendemos melhor pelo exemplo do que pelo discurso.

    Anita, a pioneira

    A cada ano, o prêmio Women in Tech será concedido in memorian, homenageando mulheres importantes na história da TI mundial. A primeira homenageada é a Dra Anita Borg(1949 – 2003), programadora norte-americana, PhD em ciência da computação, autodidata, que começou a trabalhar em TI em 1969 e defendeu apaixonadamente o aumento da representação feminina na tecnologia.

    Em 1987, ela criou a Systers, até hoje a maior rede global de e-mails entre mulheres de TI, e em 1997 fundou o Anita Borg Institute for Women and Technology.

    Anita Borg tinha um sonho: garantir que, em 2020, 50% de todos os cargos na área de TI estivessem ocupados por mulheres. "Esse é um trabalho muito difícil, mas não consigo pensar em nada mais importante que eu quisesse fazer para o resto da minha vida e que pudesse causar tanto impacto positivo na vida de jovens mulheres", disse em uma de suas apresentações.

    Menos mulheres

    Escolhemos Anita Borg porque acreditamos no seu sonho de igualdade de gêneros em TI. E porque sabemos que é urgente levantar essa bandeira, porque ao invés de crescer, o contingente feminino na tecnologia está encolhendo. Um estudo conduzido pela Accenture e pelo grupo Girls Who Code, mostra que, se nada for feito, o percentual de mulheres na TI será de 22% em 2025 (hoje está em 24%), a menor taxa da história e uma longa queda se comparado com os 37% de 1995.

    Este ano, o total de mulheres que participaram da pesquisa IT Leaders representa 12% sobre o total de respondentes. É muito pouco. Porque hoje existem pelo menos 200 mulheres atuando como executivas de TI nas grandes e médias empresas brasileiras.

    Precisamos de mais executivas respondendo a pesquisa e ganhando visibilidade. Só assim vamos mostrar às novas gerações de mulheres que é possível quebrar o chamado “teto de vidro” e brilhar também em tecnologia.


    Leia mais
    Coloque a decisão antes dos dados
    11/11/2016

    É extremamente valioso ter uma estrutura aberta na qual seja possível adicionar análises eficientes e avançadas

    Vivemos na era do Big Data – ou megadados. A abrangência do acesso aos dados, agora disponíveis por meio de relatórios públicos, do Google Earth ou da mineração de dados, é incrivelmente útil. Graças às tecnologias mais recentes, o nível atual (e crescente) da disponibilidade de dados significa que podemos ver melhor do que nunca o que está acontecendo em tempo real, além de tomar decisões com base nessas informações.

    No entanto, os dados não são a meta, são os meios para atingir os objetivos. Muitas empresas aprenderam da pior maneira possível que uma equipe de projeto de Big Data não deve começar pela coleta de dados. Primeiro, ela deve se concentrar nas decisões que precisam ser tomadas, para só depois avaliar quais seriam os dados mais adequados para fundamentar essas decisões da melhor maneira.

    Além disso, as empresas precisam ter uma “disciplina de decisão”, que garante que elas não só usem os dados para tomar decisões mais acertadas, mas também registrem, analisem e modifiquem as decisões para melhorar constantemente o desempenho.

    O trabalho dos analistas muda continuamente e é desafiado dia após dia pelo aumento da disponibilidade de dados, de modo que as companhias devem desenvolver a agilidade para lidar com as rápidas mudanças no comportamento de clientes, regulamentos, condições de mercado e novas tecnologias. Isso não envolve apenas o uso de Big Data, mas também o registro transparente e auditável dos resultados das decisões tomadas com base nos dados, pois o verdadeiro valor comercial encontra-se nas decisões que uma organização toma no dia a dia. Entretanto, tomar ótimas decisões não é o suficiente. É preciso tratá-las como bens valiosos que são e armazená-las para consultas futuras, a fim de promover contínuo avanço.

    Tradicionalmente, muitos setores de mercado costumam ser bastante ineficientes para centralizar, gerenciar e registrar a lógica das decisões. Isso não acontece por falta de tentativas ou despesas operacionais. Cada vez que equipes precisam decidir qual deve ser o valor do seguro de uma plataforma petrolífera, por exemplo, a maioria delas começa do zero ou precisa consultar os arquivos do último caso similar. Ao adotar a tecnologia, as empresas podem reduzir a papelada exaustiva e coletar informações úteis para as decisões, a fim de terem mais controle sobre os riscos, acessando os dados online da empresa em um dispositivo móvel. Esse tipo de registro da propriedade intelectual e a compreensão sobre o que está funcionando, com informações sobre como e porquê, são inestimáveis para o sucesso comercial, principalmente em um setor em que o raciocínio por trás das decisões é crucial para o produto à venda.

    Em muitos setores, as agências reguladoras esperam que as empresas expliquem como e por que determinadas decisões foram tomadas, por isso, a importância do acesso a um sistema estruturado de tomada de decisão. Se você projetar um modelo, testá-lo, executá-lo e registrar o resultado, não terá dificuldades para mostrar em que sua decisão foi baseada. Concentre-se nessa parte, e a transparência e a conformidade serão resultados naturais.

    O enfoque nas decisões, não apenas nos dados isolados, permite que as empresas criem modelos que identificam todas as informações relevantes relacionadas às decisões – incluindo dados, conhecimentos comerciais e resultados das decisões anteriores – e, portanto, tomem decisões mais assertivas. Isso promove a eficiência, a reutilização dos ativos com mais frequência e um negócio mais rentável. Muitas empresas estão se afogando em rios de dados, incapazes de perceber o valor de seus investimentos porque o foco era a coleta de dados. Em vez disso, elas devem se concentrar em usar os dados mais valiosos para fundamentar a decisão mais precisa e ideal de acordo com as circunstâncias.

    Minha experiência mostra que as empresas que começam com a decisão obtêm melhores resultados em menos tempo. Essa nem sempre é uma tarefa fácil, mas os benefícios valem a pena.

    A democratização das análises já começou há um bom tempo, mas alguns setores estão mais avançados do que outros. É extremamente valioso ter uma estrutura aberta na qual seja possível adicionar análises eficientes e avançadas. Além de ser um apoio para os tomadores de decisão, a capacidade de utilizar as análises com facilidade e rapidez é uma grande vantagem competitiva para o sucesso dos negócios.

    *Alexandre Graff é vice-presidente e gerente geral da Fico para América Latina e Caribe.


    Leia mais
    Nova Pavuna: Avigilon monitora áreas comuns do centro de compras da Mais Megaloja
    10/11/2016

    Novo Centro  Comercial Nova Pavuna conta com mais de 120 câmeras Avigilon, tornando-se a  sexta unidade da rede a utilizar essa solução de CFTV IP, fornecida pelo Grupo  Policom e instalada pela TecnoComp.

    Em terreno de cerca de 6 mil metros quadrados, em Pavuna  (RJ), o grupo VM Empreendimento, proprietário da rede varejista de roupas Mais  Megaloja, edificou um centro comercial com quatro pavimentos e 130 vagas para  estacionamento, totalizando mais de 10 mil metros quadrados de área construída.

    Destacando-se pela localização e pela infraestrutura  disponibilizada, o centro comercial Nova Pavuna possui áreas de compras, lazer  e alimentação. Direcionado às necessidades de consumo da nova classe C, que  representa mais da metade da população brasileira, o novo centro de compras  conta com quatro Superlojas Âncora –  Mais Megaloja, Lojas Americanas,  Casa & Video e Bob’s, – além de 14 lojas satélites, entre elas, Boticário e  Casa Franklin, e outras 16 salas comerciais, que atendem a essa região  localizada na Zona Norte da capital fluminense e que tem população superior a 1  milhão de pessoas.

    Para monitorar todo o completo, a VM Empreendimentos optou  por solução da fabricante canadense Avigilon,  implementada pela TecnoComp com materiais fornecidos pelo Grupo Policom.

    As premissas que nortearam o projeto envolviam qualidade do  sistema, melhor resolução e visualização de imagens, software interativo e  excelente facilidade de ampliação das imagens, pois a solução visa a coibir e a  identificar furtos na loja, além de fazer o monitoramento da chegada de  produtos e materiais.

    O sistema - Sexta unidade do grupo a contar com essa  solução de CFTV IP de alta definição, o centro de compras Nova Pavuna conta com  um total de 120 câmeras IP de alta definição em resoluções de 2 MPx, 3 MPx, 5  MPx e 8 MPx. Destas 120 câmeras IP, 88 são da fabricante canadense Avigilon,  modelos Speed Dome HD com zoom de 20x, câmeras dome panorâmicas de 180° e 360°  e câmeras dome para uso interno. “Esse sistema dá suporte à segurança das áreas  comuns, estacionamento e interior da loja e estoque da Mais Megaloja”, informa Alexsandro Ribeiro, gerente de TI da Mais Megaloja,  destacando o fato de que dessa forma “foi possível construir um sistema de  monitoramento sem pontos cegos”, com fácil acesso à manutenção e menos  infraestrutura, pois conta com câmeras 360º e 180º.

    Seguindo padrão das instalações  adotadas pela VM Empreendimentos em seus outros centros comerciais instalados  na Região Metropolitana, Baixada Fluminense e São Gonçalo, o sistema é gerido  pelo Avigilon Control Center 5.0, permitindo acesso local e remoto. O sistema  também conta com 32 câmeras GERP IP (exclusividade do Grupo Policom) com  infravermelho, instaladas na área de estoque, onde há pouca iluminação.

    O sistema de vídeo monitoramento é complementado por oito servidores (cinco integrados à loja e os demais voltados à  administração do centro comercial como um todo), NVR Storage Rack Dell 2U 10  Teras; dois Workstation Client com 4 saídas; um Workstation Cliente para  funcionamento em vídeo wall.

    Como infraestrutura para a solução Avigilon, o Grupo Policom  forneceu solução de cabeamento estruturado Uniprise, da CommScope. No total,  foram lançados 9 mil metros de cabos UTP Categoria 6 e 1 mil metros de fibra  óptica, para interligação dos servidores e das áreas do complexo. A TecnoComp  também respondeu pelas instalações elétrica e de telefonia.

    E mais: toda a infraestrutura é PoE (Power over Ethernet),  o que gera redução de custos de manutenção e com infraestrutura elétrica para  funcionamento do sistema. O centro de controle é remoto e acessado via web.

    Desafios e benefícios - André  Afonso, gerente de Infraestrutura da TecnoComp, recorda que o principal  desafio foi proporcionar o melhor posicionamento das câmeras para que não  ficassem pontos cegos na loja. Por esse motivo, “optou-se pela instalação de  123 câmeras estrategicamente posicionadas em áreas externas, ambientes comuns  de circulação, estacionamentos, refeitório e distribuídas em toda a loja,  obtendo assim melhor desempenho do sistema e atendimento das necessidades do  cliente”.

    A esses benefícios, Afonso soma visualização em tempo real  sem perda da qualidade das imagens de todos os ambientes, favorecendo a tomada  rápida de decisões e fazendo com que qualquer ação necessária ocorra de  imediato.

    Serviço adicional à Imprensa:

    Sobre a Mais Megaloja

    No Rio de Janeiro desde 1993, a loja de departamentos atende  desde recém-nascido até adulto, focada na comercialização de vestuários,  calcados, bijuterias e decoração atendendo os públicos C, D, E, e traz um novo  conceito de lojas com infraestrutura única, além de grande mix de produtos, com  preços acessíveis. Concentra suas lojas em locais que possuem os maiores  números de habitantes (baixa fluminense, Zona Oeste, Zona Norte e Interior -  São Gonçalo).

    A Mais Megaloja tem planos de expansão no Rio de Janeiro,  procurando difundir seu conceito de lojas, trazendo um ambiente agradável para  as famílias incluírem a loja em seu roteiro de compras.

    Sobre a TecnoComp

    Com 32 anos no mercado de soluções  e serviços de TI, a TecnoComp é uma empresa brasileira, com foco corporativo e  público. A companhia tem sua sede em São Bernardo do Campo (SP) e filial no Rio  de Janeiro. Conta com mais de 300 colaboradores diretos, certificações técnicas  e de qualidade (ISO 9001 / 20000) e mantém parcerias estratégicas com  fabricantes e integradores de TI para entrega de um portfólio abrangente em  Service Desk, Gestão de ativos, Data Center, Infraestrutura e Consultoria de  TI. Presente em todo território nacional com uma rede credenciada de 140  empresas e 11 pontos logísticos para distribuição de materiais e peças de  reposição. www.tecnocomp.com.br

    Sobre o Grupo Policom

    Fundado em 1995, o Grupo Policom (www.grupopolicom.com.br) investe no  atendimento do cliente com produtos de valor agregado e preço acessível, que  pode ser adequado ao orçamento do cliente sem redução da qualidade final do  projeto. Caracterizando-se, também, por atuação comercial flexível, o Grupo  Policom insere inovação e criatividade em seu DNA, agregando entre seus  diferenciais competitivos o fato de ser 100% brasileiro. Além disso, seus  colaboradores são focados no desenvolvimento e na criação de soluções que  atendem os clientes e transfiram conhecimento tanto aos parceiros comerciais,  quanto ao cliente final.

    Essas características preservadas e fortalecidas ao longo de  mais de 20 anos mantém o Grupo Policom como referência no mercado nacional de  distribuição de produtos dos principais fabricantes do mercado, reconhecidos  internacionalmente para Cabeamento Estruturado direcionados a aplicações de  dados, voz, vídeo e controles prediais, e para CFTV IP. Sua atuação estende-se  aos mais diversos setores produtivos, a exemplo de operação crítica, data  centers, infraestrutura de transporte e logística, portos e aeroportos,  ambientes corporativos, redes varejistas e shopping centers, hospitais,  universidades, indústrias, estádios e arenas esportivas, estacionamentos etc.

    Com sede na capital paulista, é formado pelas empresas  Policom SP (São Paulo-SP), Policom Rio (Rio de Janeiro-RJ), Paris Cabos (São  Paulo-SP) e Policom Paraná (Curitiba-PR), mantendo colaboradores regionais para  áreas específicas, como interior dos Estados de Santa Catarina, Paraná, São  Paulo e Minas Gerais. O Policom Solution Center e o Paris  Cabos Solution Center são espaços direcionados a treinamento,  capacitação e demonstração das soluções de alta tecnologia comercializadas,  funcionando como um showroom aberto à visitação pelos clientes, mediante  agendamento prévio.

    Contando com estrutura logística  em condições de atender a todo o território nacional, o Grupo Policom oferece  suporte técnico e comercial aos seus clientes. O seu corpo de profissionais  participa constantemente de cursos ministrados pelos fornecedores e parceiros,  mantendo-se atualizados para orientar corretamente os clientes com relação às  melhores soluções de conectividade e CFTV IP. Atualmente, o Grupo Policom  possui diversos engenheiros, MBAs e RCDD entre seus mais de 120 colaboradores.


    Leia mais
    Palestra com o artista e empreendedor Maurício de Sousa
    10/11/2016

    Leia mais
    HAPPY HOUR UBIC - 07/12 a partir das 18hs
    10/11/2016

    Leia mais
    Internet das Coisas – 1 em cada 3 empregos serão ocupados por máquinas inteligentes
    09/11/2016

    Projeções do Gartner apontam que até 2025 um terço dos postos de trabalho no mundo serão realizados por máquinas inteligentes como drones, softwares e robôs. Se o mercado de trabalho vai mesmo se transformar em uma década, não sabemos, mas lançamentos em todo mundo, passam tornar esse cenário mais próximo.

    Durante o Intel Capital Global Summit 2016, realizado em San Diego, em outubro, a empresa Saviok apresentou seu modelo de robôs para o setor hoteleiro.

    O robô criado para trabalhar em hotéis, recebe programações com informações do pedido, quarto e dados do hóspede que solicitou. Um sistema de sensores e câmeras permite que ele se movimente pelas áreas comuns do hotel, evitando obstáculos e entregando o pedido ao hóspede em seu apartamento. O sistema destrava automaticamente ao chegar no local definido na programação.  A inovação deve trazer agilidade para os atendimentos.

    O CEO da Navita Roberto Dariva conversou com uma representante da empresa sobre o lançamento. Para saber mais, acompanhe o vídeo que ele gravou para compartilhar a nova tecnologia.

    E você, acha que a tendência das máquinas inteligentes vai mesmo conquistar o mercado?

    Mande seus comentários e dúvidas para contato@navita.com.br.

     


    Leia mais
    Forças do setor de tecnologia do Brasil acenam e começam a emergir da longa crise econômica
    09/11/2016

    O Brasil mostrou seu brilho cultural, de espírito e orgulho nacional em um grande palco durante os Jogos Olímpicos deste ano, no Rio de Janeiro. Apesar da prolongada crise macroeconômica, a nona maior economia do mundo está mostrando sinais positivos de que pode despontar novamente como um ímã de investimento e potência de inovação –impulsionado principalmente pelo rápido crescimento dos setores de tecnologia que continuaram a entregar índices de crescimento de mais de 20% mesmo com os números decepcionantes do PIB.

    Poucos dias após o fim dos Jogos, o País voltou a direcionar esforços para superar seus recentes escândalos políticos, que dificultam a confiança de investidores em relação ao futuro da maior economia da América Latina. A decisão final sobre o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff representou para muitos um suspiro de alívio em relação a luta política, que moveu grande parte da população brasileira nas ruas por muito tempo.  

    Com apenas dois meses de mandato, o presidente Michel Temer tem sido um “grande sucesso com investidores”, segundo reportagem da Bloomberg publicada em julho. De acordo com o veículo, os índices de referência do País cresceram cerca de 60% e o Fundo Monetário Internacional (FMI) relata que a confiança de consumidores e de empresas estão reaparecendo para essa região.  

    Um estudo da Morgan Stanley divulgado em julho passado indica que a confiança de investidores e o interesse em mercados emergentes, como o brasileiro, está crescendo – especialmente por conta da incerteza e das consequências econômicas provocadas após o referendo do Bretix. Em um recorte sobre o estudo, o The BRICS Post destacou que o FMI afirma que “a confiança na economia brasileira está despertando lentamente”, além de prever um crescimento positivo para o Brasil em 2017.

    BayBrazil, uma organização sem fins lucrativos baseada no Vale do Silício e dedicada a reunir o ecossistema brasileiro-americano, organizou sua conferência anual no Googleplex, em Mountain View, no dia 16 de setembro. O evento atraiu empreendedores, executivos de tecnologia, investidores, acadêmicos, representantes do governo e líderes do setor privado. Participaram palestrantes de empresas como Alibaba, Alphabet, Instagram, Facebook, Silicon Valley Bank, Stripe e Uber, e o tema principal da conferência foi “Navegando na incerteza: conheça os brasileiros que estão construindo negócios sólidos durante a crise”.

    Apesar da recessão do País, os gastos com tecnologia no Brasil estão crescendo e o empreendedorismo florescendo. O crescimento do venture capital corporativo e um ecossistema mais maduro estão impulsionando a aceleração do motor econômico do País para cima, alavancado pela inovação no setor de tecnologia. Podemos dizer que cinco dos setores mais quentes de tecnologia no Brasil atualmente são: Agritechcom IoT, que está emergindo, Edtech (educação), Fintech (financeiro), Healthtech (saúde) e Marketing tech.

    Abaixo listo algumas empresas construídas ou com operação no Brasil que estão se destacando nestas áreas e analiso as razões para estes cinco setores da tecnologia operarem com a promessa de um rápido crescimento com fortes chances de retorno para os investidores.

    Cinco dos melhores segmentos tech do Brasil e alguns destaques de startups com rápido crescimento:

    Agritech

    O Brasil é uma grande potência agrícola e ajuda a alimentar o mundo. O setor tem registrado um forte crescimento contínuo ao longo dos últimos anos e o País está entre os cinco maiores produtores e exportadores agrícolas do mundo.

    Durante os últimos meses, a Microsoft e a empresa de biotecnologia Monsanto anunciaram uma parceria para investir em startups de tecnologia agrícola no Brasil – fundo que conta com a participação da Qualcomm. Alguns fundos de venture capital locais também estão se especializando nesse segmento.

    As startups brasileiras no segmento Agritech são pioneiras em novas abordagens como sensores IoT, tecnologia mobile, big data e biotech com R&D para melhorar o controle das plantações, aumento de lucros e também para comprovar práticas sustentáveis para marcas de varejo globais.

    Dentre as startups de Agritech mais promissoras em termos de inovação temos:

    AgroSmart: Combinação de sensores IoT, telemetria e análise de dados aplicada para melhorar a irrigação e gerar previsão do clima.

    BovControl: Habilita a coleta de dados e análise para melhorar a performance de produção de carne, leite e produtos genéticos. Sua tecnologia abrange o mobile, inovação em cloud e IoT.

    Horus: drones para a agricultura projetados para o tamanho de fazendas brasileiras.

    Promip: desenvolve macro organismos para controle biológico em culturas tropicais.

    Edtech

    O governo brasileiro tem na melhoria do sistema de ensino do país uma prioridade e, com esta ação, a indústria Edtech está crescendo. Diversas startups estão adaptando ferramentas já testadas em outros países para as questões culturais e necessidades do Brasil. Um benefício chave para melhorar a educação é aumentar a qualidade e disponibilidade da força de trabalho do país. Com a melhora na economia do Brasil, certamente mais empregos serão criados.

    Dentre as startups de Edtech mais promissoras em termos de inovação temos:

    AppProva: plataforma online para prática de exercícios e melhora no desempenho do estudante.

    Geekie: cria soluções de aprendizagem adaptáveis e utilizadas por mais de três milhões de estudantes.

    Quero Education: oferece um marketplace online que conecta estudantes e faculdades.

    Passei Direto: desenvolveram uma plataforma acadêmica para facilitar o estudo e melhorar o desempenho dos alunos.

    Fintech

    Os sistemas de serviço bancário e financeiro no Brasil tornaram-se bastante sofisticados, um dos resultados inesperados diante dos 500% de média de inflação durante a década de 90. No entanto, o mercado é muito concentrado. Quase 80% dos trilhões de depósitos no país estão concentrados apenas em cinco bancos, sendo que dois são estatais. O setor tem sido atolado em papeladas, regulamentações e burocracia, o que tornou o crédito caro para consumidores e empresas.

    Por exemplo, os empréstimos bancários são um processo complicado e demorado. Muitos consumidores que solicitam empréstimos pagam juros oito a nove vezes maiores do que deveriam porque esses financiamentos não possuem garantia, como normalmente ocorre nos Estados Unidos ou outras regiões

    O surgimento de novas startups Fintech no país impulsiona uma maior transparência, velocidade, automação, acesso móvel pessoal, de gestão, além do serviço pessoal que o cliente tem acesso, como gerenciar sua conta pelo celular.

    Dentre as startups de Fintech mais promissoras em termos de inovação temos:

    BankFacil: desenvolve uma plataforma de empréstimos garantidos para reduzir as taxas de empréstimo.

    Iugu: comercializa uma plataforma de pagamento móvel que beneficia tanto os consumidores quanto os vendedores.

    Neon: fornece um serviço de banco digital utilizando dispositivos móveis e aplicativos para a geração millenials.

    Nubank: promove um serviço de cartão de crédito que pode ser gerido através de telefones móveis.

    Healthtech

    O Brasil está entre os cinco países mais populosos do mundo e o rápido crescimento da classe média está demandando cada vez mais saúde de alta qualidade. A maior expectativa de vida da população e da geração "baby boomer" estão provocando o aumento na procura por cuidados de saúde.

    A tecnologia médica está avançando em um ritmo rápido, tornando o Healthtech um setor líder de investimento. De acordo com um relatório da PwC MoneyTree, as empresas de venture capital investiram US$ 12,1 bilhões em 969 negócios no primeiro trimestre de 2016 - a indústria de software recebeu o maior investimento. A segunda maior quantia em investimento foi para o setor de ciências da vida. Aproveitando o momento, uma série de startups brasileiras surgiram para absorver uma grande demanda de Healthtech.              

    Dentre as startups de Healthtech mais promissoras em termos de inovação temos:

    Dr. Consulta: combina a análise de dados e tecnologia on-line para melhorar a saúde.

    iClinic: desenvolve uma solução de software ERP em nuvem para beneficiar médicos e clínicas.

    Memed: fornece uma plataforma de prescrição digital e app para médicos e pacientes.

    Marketing tech

    Similar ao mercado dos Estados Unidos, a oportunidade para o marketing tech está crescendo, enquanto Adtech, do setor de propagandas, continuam com as prospecções mais desafiadoras. Ao contrário do Adtech, focado em automação e estratégia na propaganda em diferentes canais de mídia, a maioria das startups de marketing tech miram para desenvolver e vender software, análise de dados e plataformas online – com mais frequência em uma base de assinatura (SaaS).

    Outro nicho emergente é um conjunto de inovações com foco em reunir mais inteligência de sensores IoT e apps em locais físicos como lojas de varejo, hotéis, aeroportos e outros pontos de viagem, além de entrega de promoções personalizadas, serviços de geolocalização (como navegação na loja) e a otimização do marketing mais inteligente para impulsionar as vendas.

    Dentre as startups de Marketing tech mais promissoras em termos de inovação temos:

    Hotmart: vende uma plataforma de marketing completa para ajudar a iniciar um negócio digital.

    In Loco Media: desenvolve uma plataforma de geo-localização interior, sem necessidade de beacons.

    Resultados Digitais: fornece uma entrada SaaS de marketing para gerar tráfego e leads.

    Afiar a criatividade e buscar novos caminhos em tempos de crise é parte da natureza humana - o nosso instinto de sobrevivência. Em cenários macroeconômicos, como o que o Brasil tem enfrentado com taxas de juros elevadas, aumento da inflação e do desemprego, há uma oportunidade para inovar e reinventar velhas indústrias, como se estivessem recomeçando.

    Eu acredito firmemente que nunca tivemos um período tão propício para investir em startups on-line e tecnologia, especialmente nos cinco setores de tecnologia cobertos aqui. Inovadores de sucesso nessas arenas de tecnologia continuarão a contribuir para o crescimento mais amplo e, principalmente, para a vitalidade econômica no Brasil.

    Este artigo foi originalmente publicado no Techcrunch.


    Leia mais
    TOP TIER lança Promoção de Dólar Fixo a R$2,80 para Certificação Internacional TIFM 1000 para Ambientes de Missão Crítica – Data Center até o final do Evento Data Center Dynamics
    08/11/2016

    A TOP TIER, representante exclusiva para as certificações ICOR no  Brasil, aproveita a ocasião de sua participação no evento nos dias 8 e 9 deste  mês para promover sua próxima turma da certificação TIFM1000, Conhecimentos  Essenciais em Ambientes Críticos (CETa), em São Paulo.

    São Paulo, 4 de novembro  de 2016 – A Top Tier, representante exclusiva  do ICOR no Brasil, aproveitando sua  participação no Data Center Dynamics, está oferecendo um valor diferenciado  para a Certificação TIFM1000 que ocorrerá em São Paulo, dias 1 e 2 de dezembro.  O curso conta com todo o conteúdo, material de apoio e prova de certificação em  Português.

    O TIFM1000 - Essential Knowledge  for Critical Environments - Critical Environments Associate é um  treinamento de dois dias que aborda os conhecimentos essenciais a todos os profissionais  que trabalham em ambientes críticos como, entre outros, data centers, call  centers, pesquisa e desenvolvimento, pesquisa universitária, hospitais, clean  rooms, mesas de operação em bancos, locais de transmissão de radiodifusão e  instalações industriais, independentemente de sua área de atuação ou nível  hierárquico. Reconhecido mundialmente, o curso traz ao profissional uma visão  abrangente e diferenciada, destacando-o no mercado.

    O treinamento aborda:

      •        A Evolução dos Ambientes  Críticos – Filosofia & Lições Aprendidas;
      •        Contruindo um Ambiente  Crítico – Lógica Inicial;
      •        Infraestrutura –  Classificação em Tiers conforme o Uptime;
      •        Medição e Relatórios  para um Planejamento de Capacidade Bem-sucedido;
      •        Procedimentos – O que  você deve ter?;
      •        Manutenção de Infraestruturas Críticas;
      •        Componentes Individuais  de um Ambiente Crítico;
      •        A Estética de Ambientes  Críticos: Como um Ambiente Crítico Deve Ser.

    Segundo José Roberto da Silva, diretor da Top Tier: “É fato que  para que ambientes de missão crítica, como Data Centers sejam mais resilientes,  é fundamental que os responsáveis por projetá-los, operá-los e gerenciá-los  estejam capacitados. É esta qualificação que o ICOR, juntamente com a TOP TIER,  está trazendo ao mercado nacional. Os treinamentos ICOR são isentos, pois não  possuem vínculo com fabricantes, o que os torna ainda mais interessantes e mais  abrangentes".

    Para mais informações  sobre os cursos ICOR acesse www.theicor.com.br e envie um email para contato@theicor.com.br ou ligue para o  tel. 11-3280-8437.

    AGENDA

    Treinamento e  Certificação TIFM 1000
    1 e 2 de dezembro em São  Paulo

    Sobre o ICOR - Incorporando Cultura e  Sistemas de Resiliência Organizacional, o  ICOR (www.theicor.org), sediado em Lombard, IL,  Estados Unidos, é uma organização internacional sem fins lucrativos para o  desenvolvimento profissional e credenciamento que fornece desenvolvimento  profissional, certificação, liderança de pensamento e o que há de mais recente  em pesquisas e tendências da indústria nas disciplinas que suportam a resiliência.  O ICOR aborda a evolução das necessidades de negócios, governo, agências  governamentais e não governamentais e também da sociedade para melhorar a sua  resiliência e viabilidade como organizações individuais e dentro da comunidade  como um todo.

    Sobre a Top Tier: A Top  Tier (www.toptier.net.br), baseada em  São Paulo, SP - Brasil, é uma empresa dedicada a prestar serviços para Data  Centers e Sites de Missão Crítica e promover a sustentabilidade e a eficiência  da infraestrutura dos sites, agregando valor ao negócio e à imagem corporativa  de seus clientes.

    Informações para  Contato:

    Lynnda Nelson, ICOR                                                  José Roberto da Silva e Luís V. R. Dória

    Tel:  +1 630-705-0910                                                  Tel: +55 11 3280-8437 (32T0-TIER)

    e-mail: Lynnda@theicor.org                                     e-mail: contato@toptier.net.br

    Web: www.theICOR.org                                 Web: www.theicor.com.br / www.toptier.net.br

    Leia mais
    Grupo Policom e Datacenter Dynamics: certificações em novembro
    04/11/2016

    Parceiro do Datacenter Dynamics em cursos para as regiões  brasileiras Sul e Sudeste, o Grupo Policom promove duas certificações em  novembro de 2016, Data Center Cooling Professional – DCCP e Critical Operations Professional –  COP.

    A certificação  DCCP acontece nos dias 07, 10 e 11 de novembro – na semana do Data Center  Dynamics SP 2016 – e será realizado no Policom Solution Center, no bairro  paulistano do Ipiranga. Já o COP será ministrado no Paris Cabos Solution  Center, de 23 a 25 de novembro, que está localizado na Av. Francisco Matarazzo,  1752, 6º andar, sala 618, no bairro paulistano da Água Branca.

    Essas certificações tratam dos elementos-chave que  influenciam o projeto de data center moderno, desde a escolha do local da  infraestrutura à área de cabeamento, centrando-se nas competências necessárias  para entender os conceitos de design nas interdependências associadas a  cada disciplina.

    A formação profissional oferecida tem como objetivo fornecer  certificação, conhecimento e melhores práticas, para os profissionais de data  centers que, usualmente, são provenientes de áreas diversas, como Telecom,  Mecânica, Energia ou Sistemas que necessitam convergir as multidisciplinas que  circulam no ambiente de um data center.

    Desse modo, como explica Anderson Carvalho, gerente de  marketing do Grupo Policom, a empresa “cumpre seu objetivo de contribuir para o  desenvolvimento dos profissionais brasileiros interessados em atuar na  implementação e na manutenção de infraestruturas de Data Center e soma forças  com a DCD na qualificação de alto nível no setor de TI brasileiro. Além disso,  os participantes são incentivados a debater sobre experiências reais de  trabalho, e os exercícios oferecem a oportunidade de pôr em prática o que foi  aprendido e poder aplicar mais tarde, em seu próprio ambiente de data center”.

    Os interesados  devem entrar em contato com a área de  Marketing do Grupo Policom por e-mail (mkt@policom.com.br).

    Certificações

    A Certificação Data Center Cooling Professional leva o  participante a compreender os fundamentos de arrefecimentos avançados, impactos  sobre as operações e o design, bem como novos parâmetros operacionais e  métricas de eficiência. Ou seja, explica a temodinâmica de refrigeração em um  fácil entendimento a ser aplicada no data center. Mesmo não substituindo a  necessidade de um expert em HVAC, fornece o aprendizado necessário para  permitir que os participantes operem o sistema de refrigeração do Data Center  com sucesso.  Discute, também, o free cooling e como essa prática pode ser  adequada a vários cenários de Data Center, assim como a melhor forma de aplicar  a modelagem dinâmica de fluídos computacional (DCF) para ajudar a validar um  projeto de data center e colocação de equipamentos adequados.

    Critical  Operations Professional – COP – é uma certificação que cobre desde a  reavaliação essencial para o negócio aos níveis Tier de procedimentos em  operações críticas e incentiva os alunos a discutir experiências reais em sala  de aula. Ao concluir o COP, os participantes serão capazes de avaliar as  necessidades do negócio de data center, identificar os requisitos de  disponibilidade e classificação Tier e entender algumas técnicas de previsão de  demanda; discutir e analisar orçamentos, termos e requisitos financeiros; e  reconhecer os fatores humanos relacionados ao impacto do tempo de inatividade  de seu negócio. Além disso, favorece o gerenciamento correto dos riscos,  identificando os benefícios, com metodologias técnicas a nível global; a  identificação dos impactos das operações críticas elétricas e mecânicas com  práticas seguras para data center; e a diferenciação entre os sistemas de  refrigeração, parâmetros de novas métricas de eficiência e seus impactos  operacionais, seja de logísticas ou de apoio nas atividades de mudanças; entre  outros pontos.

    Sobre o Grupo  Policom

    Fundado em 1995, o Grupo Policom (www.grupopolicom.com.br) investe no  atendimento do cliente com produtos de valor agregado e preço acessível, que  pode ser adequado ao orçamento do cliente sem redução da qualidade final do  projeto. Caracterizando-se, também, por atuação comercial flexível, o Grupo  Policom insere inovação e criatividade em seu DNA, agregando entre seus  diferenciais competitivos o fato de ser 100% brasileiro. Além disso, seus  colaboradores são focados no desenvolvimento e na criação de soluções que  atendem os clientes e transfiram conhecimento tanto aos parceiros comerciais,  quanto ao cliente final.

    Essas características preservadas e fortalecidas ao longo de  mais de 20 anos mantém o Grupo Policom como referência no mercado nacional de  distribuição de produtos dos principais fabricantes do mercado, reconhecidos  internacionalmente para Cabeamento Estruturado direcionados a aplicações de  dados, voz, vídeo e controles prediais, e para CFTV IP. Sua atuação estende-se  aos mais diversos setores produtivos, a exemplo de operação crítica, data  centers, infraestrutura de transporte e logística, portos e aeroportos,  ambientes corporativos, redes varejistas e shopping centers, hospitais,  universidades, indústrias, estádios e arenas esportivas, estacionamentos etc.

    Com sede na capital paulista, é formado pelas empresas  Policom SP (São Paulo-SP), Policom Rio (Rio de Janeiro-RJ), Paris Cabos (São  Paulo-SP) e Policom Paraná (Curitiba-PR), mantendo colaboradores regionais para  áreas específicas, como interior dos Estados de Santa Catarina, Paraná, São  Paulo e Minas Gerais. O Policom Solution Center e o Paris  Cabos Solution Center são espaços direcionados a treinamento,  capacitação e demonstração das soluções de alta tecnologia comercializadas,  funcionando como um showroom aberto à visitação pelos clientes, mediante  agendamento prévio.

    Contando com estrutura logística  em condições de atender a todo o território nacional, o Grupo Policom oferece  suporte técnico e comercial aos seus clientes. O seu corpo de profissionais  participa constantemente de cursos ministrados pelos fornecedores e parceiros,  mantendo-se atualizados para orientar corretamente os clientes com relação às  melhores soluções de conectividade e CFTV IP. Atualmente, o Grupo Policom  possui diversos engenheiros, MBAs e RCDD entre seus mais de 120 colaboradores.

    Leia mais
    Últimos convites disponíveis DCD Brazil Awards 2016
    03/11/2016

    É  com grande prazer que lhe convidamos para a cerimônia do 5º  DatacenterDynamics Awards Brasil que ocorrerá no dia 8 de novembro no Centro de Exposições Pro-Magno entre as 18 e as 00 horas.

      Será um evento completamente privado,  onde estarão presentes os melhores projetos de Data Center, os melhores  profissionais e conheceremos os ganhadores das 09 categorías deste ano 2016.

      Para proceder com seu registro preencha a informação embaixo:

    - Nome Completo:
    - Cargo:
    - Empresa:
    - E-mail:
    - Telefone:

      É  requerido traje fino para senhores e traje de coquetel para senhoras

      Para toda a equipe será motivo  de especial alegria contar con sua presença.

      Lhes esperamos!

    Thiago  Franco

    Business Manager Brazil &  Portugal

    DatacenterDynamic

    thiago.franco@datacenterdynamics.com

    Tlf: 11 3197 2023

    Video Evento  2015

      Video Awards  2015


    Leia mais
    Certificação de DC - 22, 23 e 24/11
    03/11/2016

    Leia mais
    Seminário Brasil-Alemanha sobre Eficiência Energética & Energias Renováveis
    03/11/2016

    Leia mais
    O Encontro entre Inovação, Sustentabilidade e Valor para as Empresas
    03/11/2016

    Leia mais
    Desafios e impactos da nova lei de terceirização
    03/11/2016

    Leia mais
    Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS)
    03/11/2016

    Leia mais
    Brasil tem 4º maior mercado de TIC do mundo
    01/11/2016

    De acordo com pesquisa divulgada pela IDC Brasil, o Brasil já está entre os quatros maiores mercados de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) do mundo em termos de gastos de TI. Nos últimos dois anos, o Brasil ultrapassou o Reino Unido, a Alemanha e a França. O país movimentou US$ 233 bilhões em 2012, equivalente a 51% dos gastos de TIC de toda a América Latina.

    Ainda segundo o IDC, o mercado de TIC no Brasil já representa mais do que duas vezes o da Rússia e mais do que duas vezes o da Índia, perdendo apenas para os mercados chinês e norte-americano. Mas o desejo é atingir a terceira posição no mercado de TI e Telecomunicações até 2022.

    De acordo com o especialista Divaldo Leal de Mendonça, Diretor Financeiro (CFO) da INOVAX Engenharia de Sistemas, o crescimento do mercado de TIC no Brasil se reflete principalmente no desenvolvimento da computação em nuvem e nos Data Centers modulares. “Os Data Centers móveis e as soluções em nuvem tendem a crescer por conta do viés verde da economia de energia em expansão” afirmou. “Esse crescimento vem a reboque de uma perspectiva do aumento da infraestrutura de rede de fibra ótica, que dará ainda mais condições para expansão do mercado”.

    O desenvolvimento do mercado de TIC no Brasil é fortemente estimulada pelo governo, por exemplo, através da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), vinculada ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI).  Como é visto nos países mais desenvolvidos do mundo, a tecnologia é a chave para o desenvolvimento, e a INOVAX, ciente disso, te investido no desenvolvimento de tecnologias próprias, além de firmar parceria com grandes empresas de TI do mundo como Huawei, IBM e HP.

    Saiba mais sobre a INOVAX.


    Leia mais
    Mercado Brasileiro de TIC
    01/11/2016

    Leia mais
    Brasil será terceiro maior mercado de TIC em 2022, projeta Brasscom
    01/11/2016

    O Brasil registrará uma grande evolução no quesito competitividade na área de tecnologia da informação e telecomunicações (TIC) nos próximos anos, o que fará com que o país saia da 5ª posição para o 3º lugar em 2022, atrás apenas dos Estados Unidos e China, de acordo com estudo ecomendado pela pela Brasscom (Associação Brasileira de Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação), divulgado nesta quinta-feira, 4.

    A entidade prevê que o mercado brasileiro de TIC, que hoje representa 55% da receita movimentada por esse setor na América Latina, continuará crescendo na próxima década. Segundo a Brasscom, o Brasil é hoje o 5° maior mercado mundial de TICs e o 7° maior em tecnologia da informação. A projeção é que a indústria do setor movimente R$ 212,5 bilhões neste ano e cresça 8% na comparação com 2011. Nos próximos dez anos, a estimativa é que a cifra dobre e alcance aproximadamente R$ 430 bilhões.

    “O mercado brasileiro de TI se destaca atualmente em segmentos como serviços financeiros, e-government, agricultura e petróleo e gás. Queremos estimular o desenvolvimento de soluções tecnológicas também para outras áreas como saúde, educação e segurança, contribuindo com a competitividade e produtividade da economia nacional”, declarou o presidente da Brasscom, Antonio Gil, durante painel apresentado nesta quinta-feira, 4, na 3ª edição do Brasscom Global IT Forum, evento realizado em paralelo ao "Ideas Economy: Brazil the Next Level of Competition", fórum da Economist Intelligence Unit, área de pesquisas da revista britânica The Economist.

    A maioria dos painéis tratou da importância dos países criarem estratégias consolidadas e integradas de TIC, para alavancar a competitividade nesse segmento. Nesse sentido, países como a Coreia do Sul e a Malásia têm se destacado — a título de ilustração, a receita da Malásia com TIC no ano passado foi de US$ 10 bilhões.

    Dentre os fatores fundamentais para o sucesso de programas de TIC, um dos mais importantes, segundo o relatório, é o investimento no desenvolvimento de novos talentos. A carência de mão de obra qualificada para atender a demanda do setor é um dos problemas do Brasil citados pelo presidente da Brasscom. “O país emprega hoje 2,5 milhões de pessoas em TIC. Nos próximos dez anos, vamos precisar de mais de 1 milhão de profissionais”, alertou Gil.

    Leia mais
    Gerp IP chega à segunda geração e traz novidades
    01/11/2016

    Marca própria do Grupo Policom voltada a sistemas de CFTV IP  para monitoramento de ambientes internos e externos e desenvolvida para ser uma  solução eficiente e ao mesmo tempo com custo competitivo, a solução Gerp IP  traz novidades em câmeras bullet e mini-bullet, além de apresentar o Junction  Box em alumínio para instalações internas e externas para câmeras bullets.

    As câmeras têm em comum a resolução Full HD 1080p com alta  fidelidade de cores e avançada tecnologia WDR para condições adversas de  luminosidade, garantindo monitoramento em vídeo de alta definição com qualidade  superior de imagem e detalhes. Além disto, possuem LEDs IR embutidos que  alcançam até 30 metros, que permitem sua utilização em ambientes de baixa  luminosidade; e suportam três diferentes streams. São Day / Night, com  classificação IP66, trabalham com protocolos de compressão H.264 e MJPEG, têm  suporte multi-idiomas e capacidade WDR, são ONVIF e detectam movimento.

    Especificamente a câmera Mini Bullet IP modelo NMBE2M-3.6  Gerp IP é equipada com lente fixa de 3,6 mm, possui máscaras de privacidade e  redução de ruído 3D DNR.

    A câmera Bullet IP modelo NBVELM2M-2.8A12 Gerp IP oferece  resolução de 2 MP e conta com sensor CMOS com Scan Progressivo, enquanto que a  NBVELM4M-2.8A12 oferece resolução de 4MP. Ambas são equipadas com lente  varifocal motorizada de 2,8 a 12 mm e contam com proteção anti-vandalismo IK10.

    Disponíveis para pronta-entrega  em todo o território nacional, com garantia de dois anos e assistência técnica  no Brasil, como informa Anderson Luiz Carvalho, gerente de Marketing do Grupo  Policom, estes produtos GERP IP são da segunda geração da marca e, em média,  estão até 50% mais baratos do que os da primeira geração.

    Sobre o Grupo  Policom

    Fundado em 1995, o Grupo Policom (www.grupopolicom.com.br) investe no  atendimento do cliente com produtos de valor agregado e preço acessível, que  pode ser adequado ao orçamento do cliente sem redução da qualidade final do  projeto. Caracterizando-se, também, por atuação comercial flexível, o Grupo  Policom insere inovação e criatividade em seu DNA, agregando entre seus  diferenciais competitivos o fato de ser 100% brasileiro. Além disso, seus  colaboradores são focados no desenvolvimento e na criação de soluções que  atendem os clientes e transfiram conhecimento tanto aos parceiros comerciais,  quanto ao cliente final.

    Essas características preservadas e fortalecidas ao longo de  mais de 20 anos mantém o Grupo Policom como referência no mercado nacional de  distribuição de produtos dos principais fabricantes do mercado, reconhecidos  internacionalmente para Cabeamento Estruturado direcionados a aplicações de  dados, voz, vídeo e controles prediais, e para CFTV IP. Sua atuação estende-se  aos mais diversos setores produtivos, a exemplo de operação crítica, data  centers, infraestrutura de transporte e logística, portos e aeroportos,  ambientes corporativos, redes varejistas e shopping centers, hospitais,  universidades, indústrias, estádios e arenas esportivas, estacionamentos etc.

    Com sede na capital paulista, é formado pelas empresas  Policom SP (São Paulo-SP), Policom Rio (Rio de Janeiro-RJ), Paris Cabos (São  Paulo-SP) e Policom Paraná (Curitiba-PR), mantendo colaboradores regionais para  áreas específicas, como interior dos Estados de Santa Catarina, Paraná, São  Paulo e Minas Gerais. O Policom Solution Center e o Paris  Cabos Solution Center são espaços direcionados a treinamento,  capacitação e demonstração das soluções de alta tecnologia comercializadas,  funcionando como um showroom aberto à visitação pelos clientes, mediante agendamento  prévio.

    Contando com estrutura logística  em condições de atender a todo o território nacional, o Grupo Policom oferece  suporte técnico e comercial aos seus clientes. O seu corpo de profissionais  participa constantemente de cursos ministrados pelos fornecedores e parceiros,  mantendo-se atualizados para orientar corretamente os clientes com relação às  melhores soluções de conectividade e CFTV IP. Atualmente, o Grupo Policom  possui diversos engenheiros, MBAs e RCDD entre seus mais de 120 colaboradores.


    Leia mais
    Divulgação evento - DatacenterDynamics Brasil, 8 e 9 de Novembro de 2016
    01/11/2016

    A transformação digital é o sangue da nova economia  brasileira

    Atravessamos um momento muito importante, onde tudo  está mudando em grande velocidade. IoT,  Mobilidade, Big Data, Smart Cities, e-commerce e o Cloud  Computing são,  simultaneamente, o resultado e o motor da  transformação digital a que assistimos na atualidade. Pelo momento, a  comunidade de profissionais só tem uma certeza: a de que todas estas tendências  confluem numa necessidade óbvia de mais capacidade de processamento de dados.  As ondas geradas pelo tsunami dos dados já estão deixando suas marcas por todo  o Brasil e, em muitos casos, seus impactos já estão transformando completamente  a identidade do ecossistema de TI, empresarial e econômico brasileiro.

    Ricardo Amorim, o famoso economista brasileiro e um reconhecido  visionário de alcance global, estará fazendo a abertura da 8ª edição do congresso DCD Converged Brasil, nos dias 8 e  9 de Novembro, no Centro de Eventos Pro Magno, em São Paulo. Durante esta  palestra, serão dados valiosíssimos insights que vão permitir entender melhor o  verdadeiro impacto da transformação digital no tecido empresarial brasileiro,  em sua economia e na vida de todos os profissionais ligados a TI ou a  Infraestrutura Tecnológica. Se está interessado em participar, não deixe de  fazer seu registro aqui agora mesmo. A organização do evento ainda tem um número reduzido de  lugares disponíveis.

    ...e o Data Center é o coração da transformação  digital

    Mas  isso não é tudo! Eficiência energética, rapidez e agilidade na entrega de  serviços ou produtos numa economia de escala e digital são os grandes elementos  diferenciadores dos data centers do futuro. Assim, não é de se estranhar que  tecnologias como hiperconvergência, armazenamento Flash, SDN, NFV comecem  deixando suas marcas nos data centers a nível global. Na verdade, tudo parece  indicar que já estamos a caminho do data center totalmente automatizado e  definido por software. Novos desenhos, como os microdatacenters ou webscale,  também estão na ordem do dia.

    Por  todos esses motivos, preparamos este ano um programa de conferências com o  objetivo de dar uma resposta clara, concisa e prática aos desafios enfrentados  pelos profissionais dos data centers brasileiros na atualidade. Destacamos a  participação de Raj Vohra, Global Infrastructure, Google, de Harmail Chatha,  Director, Global Data Center Operations, Groupon ou dos casos de êxito de  empresas como Sky, Exército Brasileiro, BRF Brasil ou SABESP. O programa reúne  a mais de 90 palestrantes nacionais e internacionais, ao longo de dois  dias.

    A  mensagem que compartilhamos hoje com você tem um objetivo claro: garantir que  esta informação lhe chegue a tempo para que possa fazer sua inscrição no  congresso. Eu sei que você não vai querer ficar de fora. Faça seu registro aqui.


    Leia mais
    CERTIFICAÇÃO NEXANS - Local: IMPACTA
    27/10/2016

    Leia mais
    LAAX anuncia parceria com a Eaton
    27/10/2016

     

    A LAAX, distribuidora de produtos para Infraestrutura, Datacomm e Segurança com atuação em todo o território nacional, agora conta com mais uma parceria de sucesso para atender às crescentes demandas de nossos clientes: a Eaton e a sua linha completa de no-breaks.

    A empresa é líder mundial no fornecimento de componentes e sistemas elétricos, hidráulicos, automotivos, aeronáuticos e de filtração, oferecedo uma linha completa de produtos e serviços para atender as necessidades dos sistemas de energia dos mercados industriais, corporativos, governamentais, comerciais, residenciais, TI, concessionárias de energia e mercados de OEM de missão-crítica em todo o mundo.

    A LAAX, entre outros produtos, trabalhará com os no-breaks monofásicos da Eaton, fabricados com alta tecnologia e diferentes graus de proteção de energia, que atendem desde um usuário doméstico até grandes data centers e ambientes virtualizados.

    Para obter mais informações, entre em contato com a LAAX: 11 4126-1010 ou vendas@laax.com.br

     


    Leia mais
    Artigo de Opinião - Fluke Networks
    20/10/2016

    Verificação, qualificação, certificação: Qual destas ferramentas de teste é a mais adequada?

    Escrito por Richard Landim, Especialista de Produtos da Fluke Networks Brasil

    À medida que as redes crescem e se transformam, o desempenho do cabeamento torna-se crítico no que diz respeito à qualidade do serviço entregue. Os administradores e usuários estão constantemente demandando novas tecnologias, serviços e melhor performance, o que, inevitavelmente, requer infraestrutura de rede avançada, confiável e segura.

    Neste cenário, as ferramentas de teste de cabeamento tornaram-se essenciais para que instaladores, empreiteiros e técnicos garantam a qualidade e evitem falhas na infraestrutura da rede. Essencialmente existem três maneiras para se testar uma instalação de cabeamento: verificação, qualificação e certificação. Mas é preciso analisar cada tipo de teste para que o usuário certifique-se qual ferramenta melhor atende às suas necessidades.

    O cabeamento está conectorizado corretamente?

    Os testes de verificação respondem a esta pergunta. Para o cabeamento de cobre, essas ferramentas de baixo custo e simples de utilizar realizam funções de continuidade básicas, como pinagem e geração de tons. A pinagem dirá que cada par está conectado aos pinos certos em plugues (machos) e soquetes (fêmeas) com bons contatos nas terminações, enquanto que a geração de tons é usada para auxiliar na identificação de um cabo específico em um grupo ou em uma extremidade remota.

    Alguns testadores de verificação incluem um recurso de reflectometria no domínio do tempo (Time Domain Reflectometer, TDR) para ajudar a determinar a distância até a extremidade de um cabo ou um local de problema. Esse tipo de ferramenta também é capaz de detectar se um switch está conectado ao cabo sob teste.

    No caso da fibra, um localizador visual de falhas (Visual Fault Locator, VFL) pode servir como ferramenta de identificação, à medida que verifica a continuidade das conexões de fibra para ajudar a encontrar interrupções, conectores e fusões com problemas. Além disso, o localizador visual de falhas verifica a polaridade e a orientação apropriadas das fibras em caixas de passagem, cassetes e DIOs.

    Embora a verificação seja ideal para o troubleshooting e realmente a primeira linha de defesa na descoberta de problemas de cabeamento, a maioria dos testes de cabo exige mais do que uma simples verificação. Como consequência, raramente é o único método utilizado, a menos que esteja testando aplicações apenas de voz POTS (serviço telefônico convencional) rodando sobre cabos de voz simples como os de Categoria 3.

    Sozinhos, os testes de verificação não averiguarão a capacidade do cabeamento para comportar aplicações específicas. E certamente não resultarão na capacidade de garantir as normas de conformidade necessárias para uma garantia de fabricante.

    O cabeamento pode suportar a aplicação desejada?

    Os testadores de qualificação incluem a funcionalidade de verificação, porém são mais sofisticados, capazes de qualificar a largura de banda do cabeamento. A qualificação fornece as informações necessárias para determinar se o cabeamento sob teste suportará a sinalização para aplicações específicas.

    Combinados com o recurso de verificação, os testadores de qualificação também são excelentes ferramentas na solução de problemas. São ideais para pequenas adições, movimentos e alterações ou para a configuração de uma rede temporária que precisa estar qualificada a uma tecnologia de rede específica. Também podem ajudar a decidir se uma planta de cabeamento existente precisa ser atualizada para comportar uma nova aplicação.

    Mas como os testes de verificação, a qualificação não realiza a certificação exigida pelos fabricantes de cabeamento ou pelas Normas atuais.

    O cabeamento cumpre as normas do setor?

    Os testadores de certificação são a única resposta para esta pergunta. Usados por instaladores/fornecedores e gerentes de unidades empresariais para assegurar que o novo cabeamento satisfaça plenamente aos requisitos das normas de cabeamento como a nova TIA-568.3-D, uma ISO 11801 ou a nossa ABNT NBR 14565, a certificação é a mais rigorosa de todos os testes de cabo. É exigida pelos fabricantes de cabeamento para receber uma garantia.

    A certificação inclui todos os testes que entram na verificação e na qualificação, mas também realizam várias medições por meio de faixas de frequência definidas previamente e compara os resultados detalhados aos padrões definidos pela TIA, ISO ou demais órgãos reguladores como a ABNT. Os resultados determinam aprovação ou reprovação de acordo com a norma e indicam se uma ligação está em conformidade com uma categoria ou classe específica de cabo, como a categoria 6A ou EA. Isso, por sua vez, diz qual aplicação esse link é capaz de suportar.

    A escolha é importante

    Embora a decisão de utilizar testes de verificação, qualificação ou certificação de cabeamento, em última análise, se trate do que o cliente necessita, os testadores de certificação que atendem as normas do setor são os únicos capazes de oferecer o suporte e a segurança financeira necessária. Qualquer outra escolha põe a responsabilidade única de garantia sobre você. E com um custo médio do link de pelo menos R$200 para uma instalação comercial, qualquer valor em risco é muito significativo.

    Richard Landim é Especialista de Produtos da Fluke Networks Brasil, líder mundial no fornecimento de soluções de teste de rede e monitoramento


    Leia mais
    A UBIC e a MP Consultoria tem o prazer de convidar a todos para participarem do Treinamento sobre: COMO FORNECER UM SERVIÇO REVOLUCIONÁRIO E ENCANTAR OS CLIENTES.
    20/10/2016

    Leia mais
    Carregador Coletivo Tuca !
    20/10/2016

    Você já conhece os Carregadores  Coletivos Tuca 

    Se ainda não conhece, agora é o momento certo de conhecer. É com  grande satisfação que apresentamos a você o site oficial da linha Tuca. Temos  certeza que você vai se encantar ! :)

    Carregador Coletivo Tuca


    Leia mais
    INDICADORES DE QUALIDADE COMO FERRAMENTA PARA ALCANÇAR RESULTADOS MAIS EFETIVOS
    18/10/2016

    Um dos princípios básicos da gestão é a mensuração de resultados. Nesse contexto, a  máxima de Joseph Juran: “Quem não mede não gerencia” não poderia ser mais  apropriada.

    Entretanto, a escolha dos indicadores corretos, seu desdobramento e seu  acompanhamento podem ser um grande desafio para várias organizações. Não  apenas pela quantidade de informação disponível, cada dia mais abundante, mas pela  dificuldade de integrar e processar dados da forma correta para atingir metas.

    Com a evolução tecnológica ocorrida nos últimos anos, algumas empresas são  capazes de medir quase tudo, mas isso não garante o alcance de metas e, em alguns  casos, pode até desviar o foco dos poucos e mais importantes indicadores.

    Como disse Sam Walton: “Poucas coisas são realmente importantes num negócio. E  são elas que você precisa monitorar”.

    É muito importante compreender que as métricas que escolhemos vão direcionar o  comportamento da equipe. Por vezes, vemos equipes comerciais sendo cobradas  apenas por volume de vendas. Ora, sabemos que se os descontos e até mesmo a  receita não forem acompanhados, isso pode levar a distorções nos incentivos da  equipe comercial, que podem destruir valor da empresa.

    Então, como podemos definir e gerenciar indicadores de forma a atingir resultados  mais efetivos?

    Primeiramente, é importante ter clareza de que há indicadores de naturezas distintas e  complementares. Temos métricas de desempenho financeiro, da satisfação dos  clientes, da sociedade e dos empregados. Todas são muito importantes, entretanto, os   indicadores financeiros são vitais para todos os tipos de organização. Sem recursos  financeiros, nenhuma instituição consegue sobreviver.

    Assim, é importante começar o processo de seleção de indicadores sempre com foco  no resultado financeiro, seguindo alguns passos básicos:

    1º passo: Como escolher os indicadores corretos?
    É importante construir uma árvore de indicadores, colocando no topo dessa árvore o  principal indicador que se deseja mensurar. Ele deve estar ligado às metas do  presidente e refletir a saúde financeira da instituição. Alguns bons exemplos são o  Ebitda*, o lucro líquido e até mesmo o valor econômico adicionado (EVA)**.

    Em seguida, deve-se desdobrar esse indicador, vinculando-o aos indicadores  operacionais e de processo. Nenhum indicador deveria existir se não estiver de  alguma forma contido nessa árvore, em uma relação de causa e efeito.

    Dessa forma, começa-se a ter clareza do impacto dos principais processos no  resultado financeiro da empresa e podemos direcionar esforços, focando no que  realmente importa. Por exemplo: Qual o impacto financeiro em se reduzir as perdas  em 1%? Quanto ganharemos se aumentarmos a produtividade de uma determinada  área em 5%? Todos esses impactos começam a ficar mais claros e financeiramente  quantificados com essa árvore. Aqueles que não afetam a operação perdem o seu  lugar.

    2º passo: Como desdobrar metas usando os indicadores escolhidos?
    As metas devem ser desafiadoras e ao mesmo tempo alcançáveis. Têm que motivar o  time a se mexer e buscar conhecimento, e, para isso, devem ser definidas com base  em lacunas. Não valem “achismos” nem metas lineares para todo o time, como, por  exemplo, reduzir despesas em 10%. Metas têm que ser baseadas em lacunas: uma  referência de boa prática externa de empresas líderes no setor, boas práticas internas  e até mesmo dados históricos da empresa. Lacunas refletem o desempenho ótimo e  servem como norteadores na definição de metas.

    Após a definição de metas, balizadas por lacunas, devemos testar a “consistência e a  suficiência” dos indicadores, ou seja: se estão interligados de forma que, alcançando  as metas dos níveis inferiores, iremos, consequentemente, atingir os resultados dos  níveis superiores.

    Este é um erro muito comum: às vezes, todas as áreas estão alcançando as metas,  mas a empresa (e o presidente) não está gerando o resultado esperado. Isso não está  correto!

    3º passo: Como incorporar os indicadores no sistema de gestão da empresa?
    Cada colaborador deve ter suas metas e seus indicadores específicos vinculados à  árvore de indicadores definida.

    Deve-se escolher para cada colaborador uma quantidade de indicadores que lhe  permita focar e orientar suas atividades. O ideal é escolher entre três e seis  indicadores por nível e por colaborador. Os indicadores devem ser incorporados ao  sistema de remuneração variável da equipe e comunicados com clareza.

    Por fim, combine o estabelecimento de planos de ação para cada indicador definido e  estabeleça um sistema de controle de indicadores e planos de ação integrados, que  permitam acompanhar a evolução dos resultados.

    Assim, teremos criado um sistema consistente de desdobramento de indicadores com  foco financeiro, integrando aquilo que é essencial na organização, o que permitirá uma  melhor gestão dos resultados e o alcance das metas propostas.

    *Ebitda: Sigla em inglês para Earnings Before Interest, Taxes, Depreciation and  Amortization, que traduzido significalucros antes de juros, impostos, depreciação e  amortização.

    ** EVA: Sigla em inglês para Economic Value Added, que significa valor econômico  agregado.

    Manoel Porta – http://mccpconsultoria.com.br
    contato: 11 992151537 - contato@mccpconsutoria.com.br

    Leia mais
    Precisa dar um upgrade na sua carreira? A RTI de outubro, que já está online, traz a relação dos principais cursos em redes e telecom
    13/10/2016

    Leia mais
    Duas palestras gratuitas, dias 18 e 21 de outubro - Participe!!!
    11/10/2016

     

    Instituto de Engenharia, há 100 anos, promovendo o conhecimento.

     


    Leia mais
    Vertical saúde perde bilhões por causa de ataques digitais
    11/10/2016

    A extrema criticidade dos dados de uma pessoa é o que torna as empresas do setor de saúde tão vulneráveis a ataques

    Por Marcos Oliveira*  - 10 de Outubro de 2016 - 16h38

    Como posso proteger as credenciais com privilégios em datacenters tradicionais e virtuais, nuvens privadas e públicas e ambientes híbridos?

    Confira neste white paper como a solução de gerenciamento de credenciais com privilégios da CA Technologies pode promover a redução dos riscos de TI, melhorar a eficiência operacional e proteger o investimento da organização.

    A indústria da saúde global é um dos grandes alvos de ciberataques. Hoje, as violações de informações causam prejuízos de até US$ 5,6 bilhões por ano – dados da Fasoo, entidade que pesquisa o setor nos EUA. Segundo órgãos do governo norte-americano, em 2015 aconteceram 253 violações de hospitais, clínicas e prestadores de serviços de saúde em geral. A divulgação de informações confidenciais sobre pacientes dessas entidades prejudicou diretamente cerca de 500 pessoas. As violações colocaram em poder de hackers e ciber ativistas um volume de 112 milhões de informações do prontuário de pacientes. Isso inclui listas de medicamentos prescritos, descrição e justificação de cirurgias e de tratamentos, além de informações sobre pagamentos realizados ou devidos.

    A extrema criticidade dos dados sobre a saúde de uma pessoa é o que torna as empresas do setor de saúde tão vulneráveis a ataques. Uma das formas mais comuns de violações é o sequestro (ransomware) do prontuário do paciente e o pedido de resgate. Em geral, o paciente nem fica sabendo do ocorrido, pois o hospital ou a clínica apressa-se a pagar o resgate para preservar tanto a reputação do paciente como a sua própria imagem no mercado de prestadores de serviços de saúde.

    As consequências de uma violação de dados são desproporcionalmente altas para a indústria da saúde. Segundo o Instituto Ponemon, o custo médio per capita de uma violação de dados é R$ 600,00. Na vertical saúde, o custo per capita é de cerca de R$ 1000,00.

    Diante desta realidade, vale a pena aprofundar as várias frentes de batalha enfrentadas pelos CISOs das empresas da vertical saúde:

    1. O próspero mercado negro de dados de saúde

    Os dados sobre o estado de saúde das pessoas são muito valiosos para os hackers porque eles podem vendê-los por alto preço no mercado negro. Nos EUA, cada cadastro de paciente é vendido por mais de R$ 150,00. Isso é um alto valor, se compararmos essa marca com o que se paga por dados de um cartão de crédito pessoal – cerca de R$ 3,00. O objetivo dos hackers é ganhar muito dinheiro, realizando grandes violações em que ameaçam expor ou vender os dados de milhões de pessoas.

    2. Fraudes contra seguradoras geram riqueza para os criminosos

    Isso não significa, no entanto, que os ciber criminosos só querem os dados para poder vendê-los. Os criminosos podem, também, usar os registros médicos para acionar de forma fraudulenta as seguradoras e sistemas de saúde governamentais. Eles podem roubar identidades de pacientes para, por exemplo, obter consultas ou tratamento gratuitos ou, ainda, acesso a receitas de medicamentos controlados.

    3. O grande dilema: dados na nuvem ou on premise?

    A conformidade é uma das principais preocupações para qualquer organização de saúde. Esta realidade faz com que muitos provedores hesitem em atualizar-se ou mudar para novos sistemas de segurança. Esse é um grande problema para a indústria da saúde. As ameaças estão se tornando mais avançadas a cada dia e os sistemas de segurança de saúde precisam evoluir na mesma velocidade.

    Os gateways de cloud data protection (CDP), por exemplo, proporcionam um controle flexível que protege as informações confidenciais antes de elas saírem de uma rede corporativa. O gateway intercepta as informações de saúde enquanto elas ainda estão on premise (no data center interno da empresa usuária) e as substitui por um valor tokenizado ou criptografado, que é então enviado para a nuvem. Dessa maneira, os dados que forem interceptados na nuvem não têm significado algum. Essas plataformas também garantem que os usuários finais mantenham a funcionalidade exigida de sua aplicação SaaS na nuvem, mesmo sobre dados fortemente criptografados ou tokenizados. Há também tecnologias que podem ser usadas para monitorar e rastrear continuamente arquivos em busca de dados de saúde e desencadear ações como impedi-los de ser enviados a ambientes de nuvem ou, simplesmente, alertar a TI de que as informações foram enviadas para a nuvem.

    4. A importância da criptografia

    Políticas do governo norte-americano enfatizam o papel benéfico que pode ser desempenhado pela criptografia. A criptografia codifica os dados para que somente as partes autorizadas capazes de descriptografar as informações possam lê-las. Assim, ela não necessariamente impede alguém de interceptor os dados, mas impede alguém de vê-los. É essencial que chaves de criptografia sejam fisicamente mantidas e administradas pela equipe de TI de uma empresa de saúde. Isso não pode ser feito pelos próprios provedores de nuvem. A perda da propriedade das chaves de criptografia expõe a organização a riscos adicionais de divulgação de dados.

    5. Adeus ao imobilismo e ao medo

    A extrema criticidade dos dados do setor de saúde pode levar o gestor da empresa desta vertical a um certo imobilismo, uma reação contra a digitalização de dados e serviços. A origem desta rigidez é o medo, e em nada colabora com a vitória do gestor na guerra cibernética. Em vez de resistir à transformação digital e à nuvem, seria melhor que CISOs e outros executivos das empresas do setor de serviços de saúde estudassem e fossem em direção às novas soluções de controle e proteção de dados – inclusive para a nuvem – que estão surgindo. Uma das ofertas mais estratégicas, segundo o Gartner, é o CASB (Cloud Access Security Broker). Essa plataforma dá visibilidade às ameaças contra a empresa de saúde, propiciando a detecção e a análise de malware. Tudo é feito para transformar a nuvem num ambiente controlado e seguro para as aplicações e os dados que formam o coração da empresa do setor de saúde.

    Fica claro, portanto, que em vez de reagir contra a chegada do novo, melhor é antecipar estratégias digitais plenamente capazes de combater as novas e muito reais ameaças que, diariamente, se abatem sobre a vertical saúde.

    *Marcos Oliveira é country manager da Blue Coat Brasil.


    Leia mais
    Conheça os empregos de TI com maiores salários no Brasil em 2017
    11/10/2016

    Nova edição do Guia Salarial da Robert Half destaca um mercado de oportunidades para desenvolvedores e diretores de tecnologia

    Por Felipe Dreher - 05 de Outubro de 2016 - 10h00

    Como posso proteger as credenciais com privilégios em datacenters tradicionais e virtuais, nuvens privadas e públicas e ambientes híbridos?

    Confira neste white paper como a solução de gerenciamento de credenciais com privilégios da CA Technologies pode promover a redução dos riscos de TI, melhorar a eficiência operacional e proteger o investimento da organização.

    O protagonismo da tecnologia como responsável por transformar negócios e manter a competitividade das empresas faz com que a área de TI deixe de ser vista como suporte e passe a ocupar posição estratégica. Esse movimento abre oportunidades para mão de obra qualificada, que tenha em seu DNA habilidades comportamentais e visão de negócios.

    “O profissional de tecnologia passa a ocupar o papel que foi do engenheiro, ou seja, passa a ser visto com uma peça que pode ser encaixada em qualquer área”, observa Fábio Saad, gerente sênior da Robert Half, observando uma janela de trabalho sendo aberta pelo mundo digital.

    O Guia Salarial 2017, elaborado todos os anos pela consultoria, aponta para uma crescente demanda por profissionais do TI especialmente em setores como varejo, bens de consumo e serviços.

    O vetor dessa aceleração está no investimento agressivo que as empresas dessas verticais têm feito para criarem plataformas de e-commerce, mobile e aplicativos. “O mercado das fintechs também aumentará a procura por tais perfis”, adiciona o especialista.

    Essa importância estratégica da TI em uma economia cada vez mais digital tem demandado perfis híbridos até mesmo para cargos operacionais. “É preciso aliar a capacidade de programar em qualquer linguagem, especialmente iOS e Android, com visão de negócio. Perde mercado quem souber programar, mas não tiver visão de negócio”, cita o estudo.

    DevOps é outra habilidade bem cotada, especialmente nas startups, onde são valorizados por entender linguagens de programação alinhada à estrutura.

    A migração da rede física para a nuvem é uma forte tendência, que gera economia e traz eficiência e retorno rápido para a companhia. Gradualmente, mais empresas farão essa transição e demandarão profissionais especializados.

    As companhias que já atuam de forma digital ou lidam com um grande volume de dados (Big Data) desejam trabalhadores que mesclem conhecimentos de TI com estatística para conseguirem traduzir os dados de negócio em informações estratégicas para a tomada de decisão.

    Segundo a pesquisa da Robert Half, as áreas de conhecimento onde é mais difícil encontrar profissionais qualificados contemplam temas como desenvolvimento de software (61%), segurança (47%), aplicações (46%) e rede (45%).

    Estratégias de recrutamento

    A disputa pelo profissional qualificado fica mais acirrada e as empresas precisam de soluções inovadoras para compor uma equipe de alto desempenho. O rigor e as altas exigências continuarão presentes nos processos de recrutamento em 2017. A experiência comprovada por meio de resultados consistentes será determinante para a tomada de decisão dos gestores.

    Dentre as estratégias das empresas para atrair e reter talentos estão apostas em home office e horário flexível (56%), maior remuneração (54%), investimentos em programas de desenvolvimento profissional (49%), benefícios não financeiros (41%) e oportunidade de crescimento na carreira (21%).

    Diretores de tecnologia

    Apesar da situação delicada vivida pelo Brasil nos últimos meses, o mercado de trabalho não ficou parado. No entanto, em tempos de crise, as atividades de recrutamento e retenção de talentos tornam-se ainda mais desafiadoras.

    Segundo a pesquisa da Robert Half, o ano de 2017 deve apresentar boas oportunidades para diretores de tecnologia (CTO), que têm sido reconhecidos como peças-chave em empresas estruturadas, por conta da valorização do conhecimento em sistemas e capacidade de proporcionar inovação, além de entendimento amplo do negócio.

    “Este profissional deve ter pensamento estratégico, compressão dos cenários de concorrentes, visão de futuro e leitura das tendências e caminhos da empresa e setor, reunindo velocidade de aprendizado, curiosidade e capacidade de solucionar problemas”, cita Saad.

    Confira a planilha com as projeções salariais feitas pela consultoria.

    guia salarial robert half 2017

    No Guia Salarial 2017 da Robert Half é possível ter acesso a informações estratégicas sobre recrutamento e tendências de remuneração para as oito áreas de atuação da empresa: engenharia, finanças e contabilidade, vendas e marketing, jurídico, mercado financeiro, recursos humanos, seguros e tecnologia. O estudo completo está disponível nesse link.


    Leia mais
    Como aplicar a Construção Artesanal do Trabalho a favor de Analytics?
    11/10/2016

    CAT é um conjunto de técnicas que ajudam colaboradores a reconfigurar os elementos do trabalho, gerando maior engajamento e relevância

    Por Daniel Lázaro* - 10 de Outubro de 2016 - 10h57

    Como posso proteger as credenciais com privilégios em datacenters tradicionais e virtuais, nuvens privadas e públicas e ambientes híbridos?

    Confira neste white paper como a solução de gerenciamento de credenciais com privilégios da CA Technologies pode promover a redução dos riscos de TI, melhorar a eficiência operacional e proteger o investimento da organização.

    Tipicamente, os gestores atribuem funções aos colaboradores e também decidem (ou definem) como eles devem executá-las. Mas, às vezes, os próprios funcionários são a melhor fonte de ideias sobre a melhor forma de investir seu tempo (e ainda assim, executar suas atividades).

    Uma forma de articular as ideias é através da Construção Artesanal do Trabalho (CAT), um processo por meio do qual funcionários redesenham suas próprias atividades para atender melhor seus pontos fortes e interesses.

    O CAT pode aumentar o nível de satisfação e criatividade de uma pessoa no trabalho, segundo Justin Berg, professor da Stanford Graduate School of Business, que pesquisou o conceito com Amy Wrzesniewski na Yale School of Management e Jane Dutton na Ross School of Business, de Michigan.

    O que é a Construção Artesanal do Trabalho?

    O CAT é um conjunto de técnicas que ajudam colaboradores a reconfigurar os elementos do trabalho, gerando um maior engajamento e relevância. Existem três formas diferentes de CAT:

    • Construção Artesanal de Tarefas, que diz respeito a reequipar as atividades incluídas em uma rotina;

    • Construção Artesanal de Relacionamento, que diz respeito à reformulação das interações com outras pessoas;

    • Construção Artesanal Cognitiva, que diz respeito a remodelar a forma como um colaborador vê suas tarefas e relacionamentos.

    As pessoas obtêm os melhores resultados quando usam as três formas simultaneamente. Por exemplo, um advogado corporativo com uma paixão para o ensino poderia começar um programa interno (Construção Artesanal de Tarefas), engajar seus colegas no programa (Construção Artesanal de Relacionamento), e mentalmente encarar o programa como uma oportunidade para cumprir e difundir a sua paixão para o ensino (Construção Artesanal Cognitiva).

    De onde vem a Teoria do CAT?

    A pesquisa em desenho de trabalho começou na década de 1970 com um foco quase exclusivo em como os gestores deveriam definir as atividades de seus empregados com uma visão Top Down. Isso revelou insights interessantes, como o benefício em os gestores construírem autonomia, captura de feedback e significância para o trabalho.

    No entanto, uma descrição de atividades é apenas parte do que determina a forma como os trabalhos são realizados – os funcionários também podem moldar seus próprios trabalhos ao longo do tempo.

    Pesquisadores desenvolveram a teoria da Construção Artesanal do Trabalho para capturar essa noção de que os funcionários podem fazer e redesenhar seus próprios empregos de “baixo para cima”.

    Desde que esta teoria foi publicada em 2001, tem havido um crescimento enorme de estudos sobre a CAT.

    Qual é a relação de CAT com Analytics?

    As ferramentas disponíveis para auxiliar as pessoas a descobrirem oportunidades para a elaboração de seus trabalhos de forma benéfica são ainda bastante artesanais, baseadas em processos de “autoconsciência”.

    É muito fácil ficar preso na rotina do dia-a-dia, o que leva as pessoas a pensar que seu trabalho é mais fixo do que pode realmente ser, e as ferramentas disponíveis ajudam a visualizar o trabalho como um conjunto flexível de blocos de construção, em vez de uma lista fixa de funções.

    Isso já ajuda na identificação de maneiras criativas para redesenhar o trabalho para beneficiar seus executores, mas não aproveita o fato de que hoje podem ser capturados muito facilmente dados sobre a forma de como os trabalhos são executados.

    Empresas como o Google, Logitech e VMWare, já aplicam a teoria da Construção Artesanal do Trabalho, mas ainda com o uso de ferramentas básicas e forte dependência de seus departamentos de talento, e já tem observado ganhos (como pode ser visto nesse vídeo).

    Todavia, com a aproximação de ferramentas de Analytics do escritório, os e-mails enviados, horários, destinatários e pessoas envolvidas; além dos dados sobre ligações realizadas por VoIP (Voz sobre IP), como sua duração, audiência e tópicos discutidos; bem como a forma como documentos, apresentações e planilhas são criados; ou sistemas são usados, telas são preenchidas, tornam-se fontes trabalháveis de dados que caracterizam de forma bastante detalhada como cada colaborador, ou grupo de colaboradores, opera.

    Com a composição destas informações com dados de engajamento, relacionamento social (mesmo que delimitado à esfera profissional e dados em redes de relacionamento profissionais e/ou autorizadas pelas corporações), é possível reestruturar cada componente de uma rotina de trabalho visando não apenas a performance em sua execução, mas o fortalecimento de pontos que já sejam destaque nos colaboradores.

    Efeitos práticos em escala desta reconstrução – agora não mais artesanal – do trabalho, ainda não foram sentidos porque a teoria ainda não encontrou a prática em escala, mas existe uma avenida ainda a ser explorada para que Analytics ajude as pessoas a focalizar em seu potencial, aumentando seu engajamento com seu trabalho e também identificando e potencializando aquelas atividades que dependam de relacionamento e troca de experiências, dentro e fora da organização, dentro e fora do mundo corporativo.

    Há uma expectativa muito forte de que as técnicas de CAT, suportadas por ferramentas e técnicas de Análise, ajudem a lidar de forma inovadora com temas de absenteísmo, instabilidade de colaboradores e queda (ou saturação) de performance.

    Os dados estão aí, basta aplicá-los. Teorias como esta, quando potencializadas por técnicas e ferramentas de Analytics, podem revolucionar toda gestão de recursos humanos, bem como os processos e prioridades das áreas que lidam com talentos nas organizações.

    *Daniel Lázaro é diretor executivo para Tecnologias de Analytics da Accenture na América Latina.


    Leia mais
    Colmeia abre 120 vagas para Cursos Gratuitos
    11/10/2016

    Oportunidades são destinadas a jovens entre 15 e 18 anos que buscam capacitação e primeiro emprego

    A Colmeia – Instituição a Serviço da Juventude está com 120 vagas abertas para diversos cursos gratuitos voltados para jovens entre 15 e 18 anos que estudam escolas públicas.

    O Curso de Assistente Administrativo abrange diversos tópicos como elaboração de planilhas, arquivo, juros, porcentagem, livro-caixa, nota fiscal e pacote Office. Os alunos também aprendem questões relativas à ética, comportamento e responsabilidade.

    Já no Curso de Turismo e Hospitalidade, o aluno é preparado para atendimento ao cliente, com conteúdo sobre o patrimônio sociocultural, governança e serviços de bares e restaurante. Além disso, também estão inclusas atividades externas como visitas culturais à museus, feiras, circuito do SPTuris e hotéis.

    No Curso de Atendimento a Clientes e Técnicas de Vendas os alunos aprendem técnicas de vendas, tipos de clientes e formas de abordagens, argumentação, noções de marketing e estoque.

    O conteúdo do Curso de Barista e Atendente envolve aulas teóricas e práticas sobre café, torra e moagem, formas de preparo, vaporização do leite, técnicas de Latte Art, além dos serviços de bar e restaurante, suporte ao garçom, montagem de mesa, reposição de couvert e mise an place.

    As aulas serão ministradas durante a semana e os inscritos receberão apostila, lanche, material de apoio, camiseta e certificado. O transporte não está incluso. Os interessados precisam se cadastrar no site ou comparecer na sede da entidade para uma entrevista seletiva.

    Inscrever-se

    CURSOS GRATUITOS

    Inscrições: www.colmeia.org.br
    Local: Colmeia – Instituição a Serviço da Juventude
    Endereço: Rua Marina Cintra, 97 – Jd. Europa – São Paulo
    Tel.: (11) 3881-1545.
    Início do curso: Outubro de 2016
    Horário: 9h30 / 14h
    Investimento: gratuito

    Obs.: O transporte não está incluído

    Leia mais
    Boas Práticas na Gestão da Contingência Trabalhistas
    11/10/2016

    Leia mais
    Indicadores Chaves de Sucesso
    07/10/2016

    MP Consultoria, Treinamentos e Auditoria em Gestão Empresarial

    Mude a Gestão de sua Empresa com os Indicadores de Desempenho

    Indicadores-chave de desempenho (em inglês Key Performance Indicator KPI,ou até mesmo como "Key Success Indicator" KSI), são ferramentas de gestão para se realizar a medição e o consequente nível de desempenho e sucesso de uma organização ou de um determinado processo, indicando quão bem os processos dessa empresa estão, assim permitindo que seus objetivos sejam alcançados. Portanto, este artigo tem como objetivo definir o que são os indicadores de desempenho, a função deles na empresa e como é implementado.

    1 – INTRODUÇÃO

    Em tempos onde a competitividade domina o mercado cada vez mais, é muito importante a apresentação de diferenciais e o controle no meio produtivo. A medição do desempenho de uma empresa é imprescindível para a retirada de informações e tomada de decisões importantes. Nesse sentido, os dados coletados possibilitam a empresa à melhor visualizar os resultados e as tomadas de decisões, a qualificação dos dados possibilita a redução do grau de incerteza quanto à tomada de decisão pelo gestor.

    As medições de desempenho são sinais vitais de organização, comunicando as estratégias para baixo e os resultados para cima e, englobando a totalidade do entendimento de metas, métodos e relações causa-efeito consideradas na estratégia. (Hronec, 1993)

    2 - DESENVOLVIMENTO

    Uma frase dita por Deming (1900) "o que não é medido, não pode ser gerenciado" atribuído a importância dos indicadores de desempenho. Medir o que está sendo executado e gerenciá-lo de forma adequada para o alcance das metas organizacionais ou departamentais de propostas são ótimas ações para a análise e o crescimento não só de um setor, mas também de uma empresa.Portanto, os indicadores de desempenho podem ser definidos como sendo instrumentos de gestão essenciais nas atividades de monitoramento e avaliação nas empresas, assim permitem ao setor administrativo acompanhar o alcancedas metas, identificarem avanços, melhorias de qualidade, correção de problemas e as necessidades de mudança.

    A informação é um fator muito importante para a competição no mundo dos negócios, sendo assim, surge a necessidade da identificação, por parte das empresas, do papel de coletar os dados, analisar e tomar as decisões cabíveis para cada caso. As informações que são coletadas através dos indicadores de desempenho em uma empresa podem muitas ajudar na tomada de decisões importantes no meio produtivo.

    Em uma empresa para a implementação dos indicadores de desempenho é necessário buscar o apoio do setor administrativo, do comprometimento dos gerentes envolvidos para a produção de um sistema fácil e de um bom entendimento a todos.

    “O sistema em primeiro plano deve conter a interface do usuário, onde o mesmo encontra a apresentações as metas a serem alcançadas. No segundo plano, o sistema deve possuir um sistema de informação executiva, onde a coleta de dados é feita automática, evitando qualquer tipo de erro. Em Modelos de Simulação, terceiro plano, o sistema deve ser habilitado a projetar os resultados para o futuro se baseando em todos os dados obtidos até o momento, caso for necessário, também deverá fornecer dados para as mudanças preventivas. ” Back (2002).

    Os indicadores de desempenho para uma empresa podem ser considerados como sinais vitais para bons resultados almejados no futuro. Com a retirada de informações no ambiente externo e também no ambiente interno, conseguimos uma base de dados relevantes para a tomada de decisões, assim aplicando-as devidamente. Em seguida, podemos compará-las com os padrões estabelecidos, caso não atingir as metas propostas pela empresa podemos tomar novas decisões corretivas, caso for necessário.

    3 – CONCLUSÃO:

    Com este artigo pode-se concluir que os indicadores de desempenho tem um papel fundamental no crescimento das Empresas.

    A utilização dos mesmos na Gestão deve ser realizada através de métodos. A implementação dos indicadores é possível apenas quando os Gerentes envolvidos têm o conhecimento necessário sobre os mesmos e também das metas a serem alcançadas para a Empresa, assim podendo tomar decisões importantes ´para o futuro.

    4 – REFERENCIAS BIBLIOGRAFICAS:

    BACK, R. S. – Um método para definição de Indicadores de Desempenho aplicado à gestão de projetos de Sistemas de Informação. Dissertação de Mestrado Executivo, Porto Alegre 2002 – Universidade Federal do Rio Grande do Sul

    DEMING, W. Edwards. Out of the crisis: quality, productivity and competitive position. Cambridge: Cambridge University Press, 1986

    HRONEC, S. Vital signs: using quality, time, and cost performance measurements to chart your company’s future. USA: Arthur Andersen Co., 1993

    Leia mais em...MP Consultoria, Treinamento e Auditoria em Gestão Empresarial

    contato@mccpconsultoria.com.br - Manoel Porta - F 11 9.92151537

    Visite nosso site: http://mccpconsultoria.com.br


    Leia mais
    Treinamento - DC100 - Fundamentos de infraestrutura de data centers: novo curso no Grupo Policom
    07/10/2016

    Com 14 horas, será realizado nos dias 25 e 26 de outubro

    Direcionado a profissionais da área de TI e telecomunicações, engenharia elétrica e mecânica, arquitetos, gerentes de projeto de TI e data center, assim como a todos os profissionais que estão entrando na área de infraestrutura de data centers, o curso DC100 – Fundamentos de infraestrutura de data centers foi criado por Marcelo Barboza, da Apogee, em parceria com o Grupo Policom.

    A primeira edição desse treinamento – que soma 14 horas/aula – acontecerá nos dias 25 e 26 de outubro, das 9h às 17h, no Policom Solution Center, no bairro paulistano do Ipiranga. As inscrições estão abertas e devem ser feitas na seção EVENTOS do site do Grupo Policom (www.grupopolicom.com.br).

    O objetivo, como frisa Anderson Luiz Carvalho, gerente de Marketing do Grupo Policom, é “introduzir o aluno n o mundo dos data centers, apresentando os principais elementos e disciplinas de engenharia que compõe esses ambientes críticos de processamento e armazenamento de dados. Será dada uma visão geral de cada área, preparando o aluno para posteriores especializações”.

    Com investimento de R$ 800,00 por aluno, valor que inclui o livro “Data Centers - Engenharia: Infraestrutura Física” do Dr. Paulo Sérgio Marin, apostila e coffee-breaks, o curso tem preço especial para aqueles que já possuem o livro, ficando por R$ 720,00.

    Programa

    • Introdução – visão geral do data center: evolução, tipos e normas;
    • Tecnologia da informação – componentes de TI no data center: servidores, armazenamento, comunicação de dados, virtualização;
    • Disponibilidade – conceitos, redundância e manutenção planejada;
    • Arquitetura – a estrutura física de um data center, seus espaços críticos, áreas de suporte, forro e piso elevado;
    • Cabeamento estruturado – topologia, espaços, distribuidores, subsistemas, mídias, racks e caminhos;
    • Energia elétrica – principais componentes (transformador, gerador, UPS e outros), redundância e diagrama;
    • Climatização – conceitos, recomendações ambientais, tipos de máquinas, eficiência, free cooling e redundância;
    • Segurança física – patrimonial (acesso e CFTV) e incêndio (passivo e ativo);
    • Gerenciamento, automação e identificação;
    • Projeto – fases, seleção do site, disponibilidade, layout e capacidade;
    • Eficiência energética – data centers verdes, métricas e melhores práticas;
    • Certificação – um selo para o mercado;
    • O curso é totalmente baseado em normas nacionais e internacionais e guias de melhores práticas para infraestrutura de data centers

    Sobre o instrutor - Marcelo Barboza, instrutor e autor do curso, é formado pelo Mackenzie, possui 30 anos de experiência em TI. Além disso, é membro da BICSI e da comissão de estudos sobre cabeamento estruturado da ABNT/COBEI, e conta com várias certificações, como BICSI (RCDD, DCDC e NTS), Uptime Institute (ATS) e DatacenterDynamics (Data Center Specialist – Design).

    Sobre o Grupo Policom

    Fundado em 1995, o Grupo Policom (www.grupopolicom.com.br) investe no atendimento do cliente com produtos de valor agregado e preço acessível, que pode ser adequado ao orçamento do cliente sem redução da qualidade final do projeto. Caracterizando-se, também, por atuação comercial flexível, o Grupo Policom insere inovação e criatividade em seu DNA, agregando entre seus diferenciais competitivos o fato de ser 100% brasileiro. Além disso, seus colaboradores são focados no desenvolvimento e na criação de soluções que atendem os clientes e transfiram conhecimento tanto aos parceiros comerciais, quanto ao cliente final.

    Essas características preservadas e fortalecidas ao longo de mais de 20 anos mantém o Grupo Policom como referência no mercado nacional de distribuição de produtos dos principais fabricantes do mercado, reconhecidos internacionalmente para Cabeamento Estruturado direcionados a aplicações de dados, voz, vídeo e controles prediais, e para CFTV IP. Sua atuação estende-se aos mais diversos setores produtivos, a exemplo de operação crítica, data centers, infraestrutura de transporte e logística, portos e aeroportos, ambientes corporativos, redes varejistas e shopping centers, hospitais, universidades, indústrias, estádios e arenas esportivas, estacionamentos etc.

    Com sede na capital paulista, é formado pelas empresas Policom SP (São Paulo-SP), Policom Rio (Rio de Janeiro-RJ), Paris Cabos (São Paulo-SP) e Policom Paraná (Curitiba-PR), mantendo colaboradores regionais para áreas específicas, como interior dos Estados de Santa Catarina, Paraná, São Paulo e Minas Gerais. O Policom Solution Center e o Paris Cabos Solution Center são espaços direcionados a treinamento, capacitação e demonstração das soluções de alta tecnologia comercializadas, funcionando como um showroom aberto à visitação pelos clientes, mediante agendamento prévio.

    Contando com estrutura logística em condições de atender a todo o território nacional, o Grupo Policom oferece suporte técnico e comercial aos seus clientes. O seu corpo de profissionais participa constantemente de cursos ministrados pelos fornecedores e parceiros, mantendo-se atualizados para orientar corretamente os clientes com relação às melhores soluções de conectividade e CFTV IP. Atualmente, o Grupo Policom possui diversos engenheiros, MBAs e RCDD entre seus mais de 120 colaboradores.

    Leia mais
    Transforme sua Rede - Libere seu Potencial
    05/10/2016

    Leia mais
    Escassez de talentos afeta ocupação de vagas no Brasil, diz pesquisa
    30/09/2016

    Ainda falta qualificação para profissionais, diz Hays Global Skills Index.

    País apresentou piora no nível de desenvolvimento do seu mercado.

    Do G1, em São Paulo 

    O mercado de trabalho brasileiro ainda enfrenta problemas para preencher vagas de emprego abertas por causa da escassez de talentos, que não possuem a qualificação profissional exigida nas seleções, mostrou a 5ª edição do Hays Global Skills Index, da consultoria Hays, em parceria com a Oxford Economics.

    Neste ano, o Brasil apresentou uma piora no nível de desenvolvimento de seu mercado, com nota 5,4, um aumento de 0,4 em relação a 2015. A escala, de 0 a 10, estabelece que quanto maior a nota, mais altas são as dificuldades enfrentadas pelo país.

    Entre os fatores que agravaram o índice local estão: aumento do desemprego, pressão dos salários de vagas que requerem altas habilidades em indústrias e os níveis de educação.

    Para Jonathan Sampson, diretor geral da Hays, as empresas precisam investir na criação de ambientes de trabalho mais eficientes e produtivos para avançar. Por outro lado, a contratação de funcionários com habilidades para atravessar este período enfrenta dificuldades: o indicador brasileiro com maior diferença entre 2016 e 2015 foi a incompatibilidade de talentos, que aumentou de 5,7 para 8,8.

    Gerentes de compliance, financistas com inglês fluente, profissionais de compras focados em redução de custos e executivos com experiência em gerenciamento de mudanças são exemplos de posições complexas de preencher no país.

    "O Brasil deve trabalhar para corrigir a incompatibilidade de talentos e a flexibilidade do mercado de trabalho para que as empresas consigam se recuperar. Para os profissionais, a dica é agregar valor rapidamente ao perfil profissional, investir em habilidades econômicas e em maturidade emocional", afirma Sampson. Segundo ele, o Brasil poderia se beneficiar de uma transferência de talentos entre o país e o exterior como forma de construir mais conhecimento e melhores práticas.

    O ranking, avalia os 33 países em que a Hays atua. A pesquisa aponta também que o déficit de competências piorou em 14% na Europa nos últimos cinco anos (desde quando o estudo é realizado) e que apesar das consequências iminentes do Brexit no Reino Unido, a incerteza em torno da eleição nos EUA e a desaceleração nos mercados emergentes, a economia global está em constante recuperação e tem havido um aumento da procura de mão de obra qualificada em todo o globo, o que aumenta as pressões por salários mais altos.

    Metodologia

    O Hays Global Skills Index fornece uma pontuação para cada país de entre 0 e 10, que mede as pressões presentes em seu mercado de trabalho. A pontuação é calculada através de uma análise de sete indicadores: flexibilidade do sistema de educação, participação da população economicamente ativa, políticas governamentais, incompatibilidade de talentos e pressão salarial geral, em indústrias e em ocupações que requerem altas habilidades.

    Uma pontuação geral de acima de 5,0 indica que o mercado de trabalho está mais "pressionado" do que o normal. Uma pontuação abaixo de 5,0 indica que o mercado está "mais flexível" do que o normal.

    Leia mais
    COMPARTILHE CONHECIMENTO E HABILIDADES
    30/09/2016

    Por que compartilhar habilidade e conhecimento? 

    Gostaria que vocês comentassem o tema dessa publicação, que é pouco abordado e explorado por aqui. Logo, ao FINAL DA PUBLICAÇÃO, alguns templates personalizados de currículos disponíveis para download em link direto.

    Diante da crise econômica na qual o país está enfrentando, atualmente estamos em uma época com uma taxa altíssima de desemprego no Brasil, que já representa 11,8 milhões segundo dados do portal R7 (Clique aqui se quiser verificar a notícia).

    Diante dessa situação, o conceito de "colaboração com o próximo " tem que ser melhor explorado. Como colaborar para que desempregados de nossa rede de contatos ou não, se destaquem no meio da multidão e consigam uma recolocação mais facilmente? Algumas ações podem contribuir diretamente para o sucesso e destaque de alguns profissionais. Vou abordar nessa publicação uma delas que tenho feito que tem tido sucesso.

    Em meu tempo livre, tenho dedicado tempo para criartemplates personalizados e modernizados de currículos, e postando no timeline da minha conta do Linkedin, com um link direto para download (Sem essa de "deixe seu e-mail" que te enviarei). Tive essa ideia quando visualizei um post. no qual, em troca de envio do template o usuário do Linkedin deveria deixar o e-mail para recebimento. Fato é que muitos reclamavam em comentários que a pessoa estava enviando spam, e o conteúdo que era prometido, infelizmente NÃO.

    O que não compreendo é: "Porque as pessoas sempre querem se aproveitar de situações ruins em benefício próprio?" Simplesmente, isso é inaceitável!

    Muitos questionam, estou desempregado há muitos meses, mando centenas de currículos e não sou chamado para nenhuma entrevista. A sacada é que um recrutador leva em média 20 segundos em cada currículo, recebendo altíssimas quantidades por dia, e isso vai te ajudar a manter os olhos do recrutador por pelo menos 1 minuto em seu currículo, e separá-lo para te ligar para uma entrevista.

    Currículos separados por tópicos e sub-tópicos, ajudam o recrutador a identificar pontos-chave para a posição.

    Não é o design do template que irá te destacar. De fato, isso te ajudará em um pouco, mas não será tudo. O que será decisivo para alguém te ligar, será a união de características como o design, objetividade e estrutura por tópicos, que chamarão a atenção para as palavras-chave para a posição.

    Por esse e outros motivos, segue alguns templates já com o link de download. São templates OBJETIVOS, que facilitam a vida de um recrutador no momento da seleção e aumenta CONSIDERAVELMENTE a sua chance de, você desempregado, ser visto no meio da multidão.

    Template 1 - DOWNLOAD -> https://goo.gl/KYNuEW

    Template 2 - DOWNLOAD -> https://goo.gl/OpNvg8

    Assim que possível disponibilizarei mais templates aqui mesmo nessa publicação. Siga meu perfil e fique por dentro.

    Espero que ações como essa se proliferem aqui no Linkedin, fazendo com que as pessoas usem conhecimento e habilidades para colaborar com o próximo.

    Ricardo Lima de Almeida


    Leia mais
    Apresentação sistema de Identificações e Canalização Hellermann
    30/09/2016

    Leia mais
    SETOR DE TI DEVE CRESCER 8,8% EM 2016, APONTA PESQUISA
    29/09/2016

    Data Center e Cloud estão entre as áreas que impulsionarão o mercado nacional

    29 September 2016 escrito por DatacenterDynamics

    De acordo com um estudo patrocinado pela Cisco e Intel, realizado pela Pyramid Research, o setor de Tecnologia da Informação gerou no Brasil um total de US$ 50,2 bilhões em investimentos em 2015. Apesar do baixo crescimento econômico do país, o setor de TI deve continuar expandindo em 2016, a uma taxa de 8,8% em comparação ao ano anterior, gerando cerca de US$ 54,6 bilhões em investimentos.

    O estudo que originou o white paper “Infraestruturas Hiperconvergentes: Transformando o Ambiente do Data Center” aponta que o crescimento do mercado de TI brasileiro é impulsionado por algumas soluções específicas. Entre elas estão computação em nuvem, virtualização, projetos relacionados a big data e analytics, infraestrutura e data center. A pesquisa aponta que, desconsiderando o impacto cambial, o segmento de cloud computing deverá crescer 27,5% em 2016. Data center é a outra área que também impulsiona o mercado de TI brasileiro.

    “A virtualização é a grande tendência mundial daqui para frente. Mas para dar suporte ao seu crescimento, será necessária uma infraestrutura capaz de atender as crescentes demandas por agilidade operacional e espaço de armazenamento”, comenta Adriano Gaudencio, diretor Regional de Arquiteturas e Soluções da Cisco.

    “Há um grande potencial no Brasil para investimento em TI. As empresas estão cada vez mais enxergando valor na implementação de soluções e inovação, que impulsionam melhorias na produtividade e geram eficiência, competitividade e lucratividade”, explica Fabio de Paula, diretor de Negócios da Intel Brasil. “A nuvem é a tendência mais importante para um futuro inteligente e conectado; é a grande ruptura do mercado corporativo”, declara.

    Infraestrutura Hiperconvergente

    “Tanto para as pequenas e médias empresas, que necessitam expandir sua capacidade de armazenamento, como para as grandes corporações, que buscam consolidar e simplificar a gestão, a infraestrutura hiperconvergente pode ser a melhor solução. Desde que devidamente dimensionada, ela permite alcançar os objetivos desejados de forma simples e ágil, sem perda de eficiência”, destaca Marcelo Kawanami, analista senior da Pyramid Research.

    Apesar de similares, as infraestruturas hiperconvergentes apresentam uma abordagem diferente das infraestruturas convergentes. Nas hiperconvergentes o armazenamento é baseado em software defined storage, criando um conjunto compartilhado de armazenamento. Isso permite acesso a todos os componentes do sistema e elimina silos de armazenamento, otimizando e racionalizando recursos de infraestrutura.

    Cisco Hyperflex

    A Cisco desenvolveu um sistema que simplifica a automação baseando-se em políticas de rede, computação e armazenamento, ampliando o conjunto de aplicações corporativas. O Cisco HyperFlex supera a primeira geração de soluções de hiperconvergência, já muito limitada em termos de desempenho, flexibilidade e simplicidade operacional exigidas pelo ambiente de TI de micro serviços, contêineres, aplicações e cloud. Isso expande o portfólio da Cisco de infraestruturas completas definidas por software – em computação, com o UCS; em redes com a ACI e soluções SDN; e agora com o Hyperflex para o armazenamento.

    Leia mais
    Setor de TI no Brasil tem mais vagas que profissionais
    29/09/2016

    Mesmo em meio a uma crise econômica e com o fechamento de vagas em quase todos os setores, existe uma área que ainda assim apresenta crescimento. Esse é osetor de TI - Tecnologia da Informação, que em 2015 aumentou 44,2% o número de vagas de trabalho, segundo consultoria Catho.

    Setor de TI deve continuar a crescer em 2016

    E o melhor é que, novamente diferente do mercado geral, os números para 2016 são positivos. Segundo aBrasscom, Associação Brasileira de Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação, o setor de TI, que hoje emprega 1,3 milhão de profissionais, deve aumentar esse número em 30%.

    Outro levantamento, esse feito pelo Caged (Cadastro geral de empregos e desempregados) em setembro, mostra que nesse ano o número de contratações supera o de demissões, apresentando um crescimento de 7,3%. Ainda segundo a pesquisa, o principal responsável pelo efeito é a cidade de São Paulo.

    O mercado procura profissionais de TI qualificados

    Existem mais de 50 mil postos de trabalho no setor de TI, com salários de até R$20 mil. As vagas estão abertas por que as empresas buscam profissionais qualificados. E essa lacuna de mão de obra especializada deve continuar aumentando.

    Segundo um estudo da Softex esse déficit deve crescer para 400 mil profissionais no Brasil até 2022. Por isso, o setor de TI é uma ótima opção para quem quer seguir uma profissão com espaço para crescimento. Porém, para o melhor sucesso na área é preciso buscar graduações ou cursos técnicos na área.

    A Impacta te prepara para o mercado de trabalho

    Para que você encontre seu lugar no setor de TI, a Impacta tem os melhores cursos em tecnologiagestão design. Aproveite as últimas oportunidades do ano para começar bem 2016!   

    Redação Impacta

    Todo conteúdo do Blog Impacta é escrito sob a licençaCreative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.


    Leia mais
    Como HP e Itaú criaram um dos maiores data centers do mundo
    29/09/2016

    São Paulo – Na manhã do dia 14 de março de 2015, Roberto Setubal, presidente do Itaú Unibanco, recebia políticos e empresários em um prédio às margens da Rodovia Governador Adhemar Pereira de Barros, na cidade de Mogi Mirim, interior de São Paulo. Entre outros, estavam lá Geraldo Alckmin, governador de São Paulo, e Aldo Rebelo, então ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação. O evento era o resultado de um investimento bilionário, além de ser o marco final de um plano que vinha sendo traçado há quase uma década. Naquela manhã acontecia a inauguração oficial do novo data center do Itaú Unibanco.

    "Este empreendimento é de uma complexidade e magnitude inéditas, preparando de fato o banco para o futuro", afirmou Setubal na ocasião. O empresário não exagerava. O projeto é um dos maiores do mundo e foi trabalhado em um terreno com tamanho equivalente ao de 114 campos de futebol. O muro que cerca as construções tem sete quilômetros de extensão.

    Tudo isso foi criado por uma velha conhecida do mundo da tecnologia: a HPE (ou Hewlett Packard Enterprise, uma das duas empresas que nasceram da divisão da antiga HP). A empresa foi selecionada em um processo de licitação realizada pelo Itaú Unibanco com o objetivo de implementar uma infraestrutura única para TI. E isso não era algo pequeno.

    Com 40 milhões de clientes e a realização de mais de duas mil transações por segundo, o Itaú Unibanco precisa de uma base sólida. "Sem um data center poderoso, não há banco que sobreviva", afirma Júlio Conti, superintendente de TI do Itaú Unibanco, em comunicado (o Itaú Unibanco preferiu não conversar com EXAME.com para esta reportagem).

    As aplicações dos clientes já rodam graças ao novo data center. A transição foi feita sem que fosse possível notar qualquer transição. Hoje, seja uma consulta de saldo ou a transferência de grandes somas, todas as tarefas contam com o papel dos dois prédios construídos no interior de São Paulo.

    O trabalho teve um objetivo visionário: não causar dores de cabeça ao banco pela próxima década. “A penetração do sistema bancário no Brasil ainda não é tão alta. O Itaú Unibanco sabe disso. Os planos traçados pela companhia envolvem décadas e a área de TI é central para um banco desse porte. A ideia é levar a operação a um mundo digital e não ficar preso em agências”, falou a EXAME.com Jorge Brasil, gerente de contas global da Hewlett Packard Enterprise.

    A expectativa é que a estrutura desenvolvida pela HPE seja suficiente para segurar as necessidades digitais do banco até 2025 ou 2030. Apesar da construção de dois edifícios, o espaço será aproveitado em expansões futuras. O terreno pode comportar até seis prédios para o data center.

    Jorge Brasil conta que um desafio interno foi estabelecido na Hewlett Packard Enterprise, quase como uma brincadeira. A ideia é conseguir segurar a necessidade de expansão dos data centers até 2035. A chave para isso é um salto na eficiência.

    “A HPE investe muito em pesquisa para aumento de eficiência. Empresas como o Itaú estão na nossa lista preferencial de clientes que são também parceiros de desenvolvimento. Eles criam demandas e o nosso laboratório trabalha para entregar uma solução”, diz Brasil.

    Segurança

    Basta imaginar por um segundo a necessidade de segurança que um banco tem para saber que esse quesito foi crucial durante a criação do center. Hoje, a entrada com equipamentos eletrônicos no local é expressamente proibida. Além disso, os dois prédios trabalham de forma redundante. Em outras palavras, se alguma tragédia acontecer com um, o outro é capaz de realizar as tarefas sozinho.

    Por conta disso, eles ficam a uma “distância segura” um do outro. “São 850 metros entre os dois edifícios. Em um desastre aéreo, as peças são capazes de atingir, no máximo, 700 metros. Um dos prédios estaria protegido em uma eventual tragédia”, explica Brasil.

    Desafios ambientais também foram uma preocupação constante—seja para que houvesse tranquilidade em momentos de tensão, como tempestades, ou para a minimização do impacto das construções. Os edifícios têm telhados que ocupam uma área de 22 mil metros quadrados.

    “Tivemos que desenvolver um sistema de coleta e devolução de água, mas que fizesse isso aos poucos. Não queríamos criar inundações e piscinões com o retorno da água captada em uma área tão grande”, explica Brasil.

    A construção ainda tem tratamento de resíduos, câmaras com silenciadores para que os pássaros não sejam incomodados por geradores, além de refrigeração a água para maior eficiência. O executivo da HPE ainda ressalta a importância do deslocamento de um prédio desse porte da capital paulista. Isso auxilia na descentralização das demandas de energia e água locais.


    Leia mais
    SEMANA DO EMPREENDEDOR
    29/09/2016

    A Semana do Empreendedor, de 3 a 8 de outubro, conta com diversas soluções gratuitas, entre palestras, oficinas e orientações para sua empresa.

    Programação

    Durante a Semana do Empreendedor, o Sebrae-SP estará de portas abertas no seguintes horários:

    Pontos de Atendimento - Segunda a Sexta - das 9 às 17 horas

    Tendas, Escritórios Regionais e Caravanas - Segunda a Sábado - das 9 às 15 horas

    Confira abaixo a programação do Sebrae-SP mais próximo e das Tendas de Atendimento:

      

      

    Inscrições

    Consulte a programação e entre em contato conosco pelo 0800 570 0800, ou comparecendo ao local informado.

    Você também pode entrar em contato conosco via WhatsApp! Envie sua mensagem para (11) 97629-9269 e converse com o Sebrae-SP!

    Congresso Online

    Assista de forma gratuita e remota palestras de especialistas do Sebrae-SP sobre gestão de pequenas empresas e temas de interesse, desenvolvidas especialmente para a Semana do Empreendedor 2016.

    São palestras de 30 minutos (mais 15 minutos para perguntas) de hora em hora. Os participantes poderão interagir através de chat e acompanhar ao vivo todos os temas que desejar.

    Materiais Relacionados

        


    Leia mais
    Novo dispositivo da Fluke Networks simplifica o processo de inspeção de fibra óptica
    28/09/2016

    A sonda de vídeo com iluminação PortBright™ e o recurso de autofoco fornecem imagens nítidas e estáveis em poucos segundos, permitindo que os técnicos identifiquem e inspecionem as fibras mais rapidamente

    Para facilitar aos instaladores de rede inspecionar fibras, a Fluke Networks, líder mundial no fornecimento de soluções de teste de rede e monitoramento, anuncia ao mercado brasileiro a disponibilidade do novo FI-500 FiberInspector™, primeira sonda de inspeção de fibras por vídeo com lanterna integrada. O recurso PortBright™ combinado com autofoco e visor grande e de alto contraste, torna o FI-500 um dispositivo fundamental para técnicos de fibra que atuam em ambientes densos com baixa luminosidade.

    Terminais de fibras ópticas sujos são uma grande fonte de problemas tanto no sistema monomodo quanto no multimodo. O novo dispositivo da Fluke Networks permite que os técnicos determinem rapidamente se os terminais estão contaminados ou danificados e está posicionado entre dispositivos analógicos simples e modelos com vídeo automáticos de preço elevado. Embora o FI-500 seja quase metade do preço da maioria dos dispositivos de inspeção completamente automáticos, ele fornece muitos dos mesmos recursos, incluindo autofoco, visor com iluminação de fundo, uma visualização congelada, e uma ampla variedade de pontas para inspeção de praticamente qualquer terminal de fibra.

    "Como a fibra é implantada mais profundamente na rede do data center, é importante ter acesso a uma gama completa de ferramentas de solução de problemas", disse Stuart Hoiness, vice-presidente sênior de redes corporativas para comunicações ópticas da Corning. "A limpeza da extremidade do conector é muitas vezes esquecida na solução de problemas. Assim, este dispositivo amigável de um líder de setor como a Fluke Networks beneficiará o mercado de data center e deve ser parte de qualquer kit de ferramentas do instalador de fibra", completa Hoiness.

    O FI-500 fornece iluminação para ajudar o usuário a localizar a fibra ou a porta certa em painéis escuros ou congestionados, mais uma tecnologia para autofoco rápido. Controles na sonda permitem a operação com apenas uma mão, incluindo um botão de pausa que congela a imagem, tornando mais fácil inspecionar lugares de difícil alcance ou para ver quando a imagem simplesmente não fica parada. A sonda compacta proporciona um campo de visão de 610 X 460 mícrons, com uma gama de funções de zoom e centralização. O visor grande fornece uma visualização instantânea de contaminação de fibra no anteparo ou cabos de conexão.

    "Para técnicos de fibra tentando solucionar problemas em locais complexos, compactos e de baixa visibilidade, o FI-500 proporciona a simplicidade e praticidade de um dispositivo de inspeção manual, mas com recursos avançados para reduzir o tempo da inspeção e da solução de problemas”, ressalta Richard Landim, especialista de produto da Fluke Networks Brasil. “Acreditamos que nove entre 10 dentistas aprovariam o fato de que o FI-500 ajuda os técnicos a evitar segurar uma lanterna com os dentes”, ironiza.

    “A facilidade de operação torna o novo FiberInspector uma ótima ferramenta para diagnósticos e solução de problemas de contaminação de terminais de fibra”, revela Greg Badnerosky, supervisor de projetos da Fisk Technologies, empresa líder em projetos e instalações de sistemas de cabeamento estruturados. “O recurso de lanterna é especialmente útil, pois muitas das caixas de fibras que encontramos em locais de construções não são bem iluminadas.”

    Vendido por cerca de metade do preço de dispositivos com vídeo automáticos, o FI-500 está disponível por intermédio de diversos fornecedores tradicionais e online. Uma gama de adaptadores está incluída, atendendo à maioria dos aplicativos sem compras adicionais, embora adaptadores especiais também estejam disponíveis.

    Leia mais
    GBC Brasil apoia
    27/09/2016

    Leia mais
    Happy Hour Ubic - 05 de Outubro - Bar Bom Rini
    26/09/2016

    Leia mais
    Publicação Valemam - Linha Apis é aplicada no Sesc Interlagos!
    21/09/2016

    O Sesc faz parte de um sólido projeto cultural e educativo que trouxe, desde sua criação pelo empresariado do comércio e serviços em 1946, a marca da inovação e da transformação social. Quando a Valemam participa de projetos como este, fazemos questão de compartilhar.

    Ao longo dos anos, o Sesc inovou ao introduzir novos modelos de ação cultural e sublinhou, a educação como pressuposto para a transformação social. A concretização desse propósito se deu por uma intensa atuação no campo da cultura e suas diferentes manifestações, destinadas a todos os públicos, em diversas faixas etárias e estratos sociais.

    Ao vermos a aplicação da Solução LinhaApis em projetos este, nos empenhamos ainda mais em continuar inovando e oferecendo novas alternativas para distribuição e compartilhamento de energia a todos os envolvidos.

    O projeto
     
    O desafio deste projeto foi criar um novo conceito partindo do principio que toda estrutura pré-moldada original da obra permaneceria intacta. Desta forma utilizamos as características da solução Linha Apis (modularidade) e aplicamos em locais estratégicos determinados em projeto junto com a arquitetura.

    A Linha Apis é um forro modular onde o conceito base é a ideia de estrutura celular para cobrir e se adaptar aos espaços. Como nas colméias, a regularidade traz economia em material construtivo e ao mesmo tempo robustez e estrutura mecânica. Por outro lado, a versatilidade da construção celular permite um crescimento organizado e versátil. 
     
    O resultado pode ser vistos nas imagens abaixo ou através de uma visita nesta Unidade do Sesc localizada na  Av. Manuel Alves Soares, 1100.   
     

    Parabéns a todos os envolvidos em especial ao SESC por acreditar nas soluções Valemam, agradecemos ao Fabio da AMF e toda sua equipe e mais uma vez ao Reinaldo da Empresa Ren Projetos responsável pela instalação. Ficou show ! :)


    Leia mais
    Grupo Policom e Fluke Networks com novidades para setembro
    16/09/2016

    Três ações preparadas em conjunto pelo Grupo Policom e a Fluke Networks, todas com validade para o mês de setembro, são destaque:

    Desconto – toda a linha FLUKE NETWORKS estará com 10% de desconto no Grupo Policom até 30 de setembro

    Trade In - vai até 30 de setembro de 2016 e é válido para a troca de um certificador categoria 6 (DSP 4000, Ominiscanner, DTX) ou de outra marca, que esteja funcionando por um Versiv, que é adquirido com desconto no Grupo Policom. Os descontos seguem tabela segundo o certificador entregue, e variam de R$ 5.000,00 a R$ 15.000,00. Detalhes em http://us4.campaign-archive1.com/?u=2e2a915a2e34fe037bac1d89a&id=43d864a753

    Palestra – Em 20 de setembro, das 9h às 12h, será realizada apresentação gratuita no Policom Solution Center, sobre Erros comuns realizados nas especificações de Certificação e Teste. A apresentação será feita por Jim Davis, gerente de distribuição para América Latina e será em português. Inscrições na seção EVENTOS no site do Grupo Policom

    Versiv – nova versão de software

    Além disso, a Fluke Networks anunciou a última versão de software para o Versiv, que soma às suas funções, a inclusão dos limites da norma brasileira ABNT NBR 14565.

    Como ressalta Rodrigo Pastre, gerente de vendas da Fluke Networks para o Brasil, “essa atualização é muito importante, torna o Versiv é o primeiro e único certificador de cobre a atender à norma”, recomendando: “a partir de agora precisamos ficar atentos em colocar nos  editais a referência à ABNT”.

    A nova versão do software do Versiv também inclui:

    • Botão ao lado da FI-1000 com nova função: empurrá-lo durante a execução de um teste ativa a instantânea inspeção fibra instantaneamente. Se pressionado enquanto visualiza a imagem do endface de fibra, congela o display. Essa função é especialmente útil quando da captura de imagem em uma posição desconfortável.
    • SYNC button - botão de sincronização na tela inicial permite teste das configurações de download e upload de resultados para LinkWare Live, eliminando várias etapas para acessar o menu ferramentas (tools)
    • Compensação de lançamento simplificado em testes com conectores Angled Physical Contact (APC) 
    • O padrão de teste OptiFiber Pro para fibra, inclui um limite de perda de retorno, favorecendo o teste adequado para este parâmetro crítico, além de contar com mais três novos limites que impedem as ligações com reflectância de passagem. 
    • Limite de perda de fibra em CertiFiber Pro atualizado conforme TIA-568.3-D (perda de 850 nm mudou de 3,5 dB/km para 3,0 dB/km) 
    • LinkWare PC foi atualizado para permitir o login para LinkWare Live a partir da home page, simplificando o processo. Também foram definidos novos limites de teste correspondente aos do Versiv 4.7.

    Sobre o Grupo Policom

    Fundado em 1995, o Grupo Policom (www.grupopolicom.com.br) investe no atendimento do cliente com produtos de valor agregado e preço acessível, que pode ser adequado ao orçamento do cliente sem redução da qualidade final do projeto. Caracterizando-se, também, por atuação comercial flexível, o Grupo Policom insere inovação e criatividade em seu DNA, agregando entre seus diferenciais competitivos o fato de ser 100% brasileiro. Além disso, seus colaboradores são focados no desenvolvimento e na criação de soluções que atendem os clientes e transfiram conhecimento tanto aos parceiros comerciais, quanto ao cliente final.

    Essas características preservadas e fortalecidas ao longo de mais de 20 anos mantém o Grupo Policom como referência no mercado nacional de distribuição de produtos dos principais fabricantes do mercado, reconhecidos internacionalmente para Cabeamento Estruturado direcionados a aplicações de dados, voz, vídeo e controles prediais, e para CFTV IP. Sua atuação estende-se aos mais diversos setores produtivos, a exemplo de operação crítica, data centers, infraestrutura de transporte e logística, portos e aeroportos, ambientes corporativos, redes varejistas e shopping centers, hospitais, universidades, indústrias, estádios e arenas esportivas, estacionamentos etc.

    Com sede na capital paulista, é formado pelas empresas Policom SP (São Paulo-SP), Policom Rio (Rio de Janeiro-RJ), Paris Cabos (São Paulo-SP) e Policom Paraná (Curitiba-PR), mantendo colaboradores regionais para áreas específicas, como interior dos Estados de Santa Catarina, Paraná, São Paulo e Minas Gerais. O Policom Solution Center e o Paris Cabos Solution Center são espaços direcionados a treinamento, capacitação e demonstração das soluções de alta tecnologia comercializadas, funcionando como um showroom aberto à visitação pelos clientes, mediante agendamento prévio.

    Contando com estrutura logística em condições de atender a todo o território nacional, o Grupo Policom oferece suporte técnico e comercial aos seus clientes. O seu corpo de profissionais participa constantemente de cursos ministrados pelos fornecedores e parceiros, mantendo-se atualizados para orientar corretamente os clientes com relação às melhores soluções de conectividade e CFTV IP. Atualmente, o Grupo Policom possui diversos engenheiros, MBAs e RCDD entre seus mais de 120 colaboradores.

    Leia mais
    Veja como reduzir custos com a telefonia IP na RTI de setembro, que já está online
    15/09/2016

    Leia mais
    Certificação Tyco - SPO 26 a 30/09/2016 (DELTA CABLE)
    13/09/2016

     

     

    Leia mais
    MUDE A GESTÃO DA SUA EMPRESA COM OS INDICADORES DE DESEMPENHO
    13/09/2016

     

     

     

    Mude a Gestão de sua Empresa com os Indicadores de Desempenho

     

     

    Indicadores-chave de desempenho (em inglês Key Performance Indicator KPI,ou até mesmo como "Key Success indicator" KSI), são ferramentas degestão para se realizar a medição e o consequente nível de desempenho esucesso de uma organização ou de um determinado processo, indicandoquão bem os processos dessa empresa estão, assim permitindo que seusobjetivos sejam alcançados. Portanto, este artigo tem como objetivo definir oque são os indicadores de desempenho, a função deles na empresa e como é implementado.

     Palavras-chave: Indicador Chave de Desempenho; KPI; KSI

     1 - INTRODUÇÃO

     Emtempos onde a competitividade domina o mercado cada vez mais, é muitoimportante a apresentação de diferenciais e o controle no meio produtivo. Amedição do desempenho de uma empresa é imprescindível para a retirada deinformações e tomada de decisões importantes. Nesse sentido, os dadoscoletados possibilitam a empresa à melhor visualizar os resultados e as tomadas de decisões, a qualificação dos dados possibilita a redução do grau de incertezaquanto à tomada de decisão pelo gestor.

     As medições de desempenho são sinais vitais de organização, comunicando aestratégia para baixo e os resultados para cima e, englobando a totalidade doentendimento de metas, métodos e relações causa-efeito consideradas naestratégia. (Hronec, 1993)

     2 - DESENVOLVIMENTO

     Uma frase dita por Deming (1900) "o que não é medido, não pode sergerenciado" atribuído a importância dos indicadores de desempenho. Medir oque está sendo executado e gerenciá-lo de forma adequada para o alcance dasmetas organizacionais ou departamentais de propostas são ótimas ações para aanálise e o crescimento não só de um setor, mas também de uma empresa.Portanto, os indicadores de desempenho podem ser definidos como sendoinstrumentos de gestão essenciais nas atividades de monitoramento e avaliaçãonas empresas, assim permitem ao setor administrativo acompanhar o alcancedas metas, identificarem avanços, melhorias de qualidade, correção deproblemas e as necessidades de mudança.

     2.2 – Aspectos importantes para a medição de desempenho

     A informação é um fator muito importante para a competição no mundo dosnegócios, sendo assim, surge a necessidade da identificação, por parte das empresas, do papel de coletar os dados, analisar e tomar as decisões cabíveispara cada caso. As informações que são coletadas através dos indicadores dedesempenho em uma empresa pode muitas ajudar na tomada de decisõesimportantes no meio produtivo.

     Em uma empresa para a implementação dos indicadores de desempenho énecessário buscar o apoio do setor administrativo, do comprometimento dos gerentes envolvidos para a produção de um sistema fácil e de um bom entendimento a todos.

     “O sistema em primeiro plano deve conter a interface do usuário, onde o mesmo encontra a apresentação e as metas a serem alcançadas. No segundo plano, osistema deve possuir um sistema de informaçãoexecutiva, onde a coleta de dados é feita automática,evitando qualquer tipo de erro. Em Modelos de Simulação, terceiro plano, o sistema deve serhabilitado a projetar os resultados para o futuro sebaseando em todos os dados obtidos até o momento,caso for necessário, também deverá fornecer dadospara as mudanças preventivas.” Back (2002).

     Os indicadores de desempenho para uma empresa podem ser consideradoscomo sinais vitais para bons resultados almejados no futuro. Com a retirada deinformações no ambiente externo e também no ambiente interno, conseguimosuma base de dados relevantes para a tomada de decisões, assim aplicando-asdevidamente. Em seguida, podemos compará-las com os padrões estabelecidos, caso não atingir as metas propostas pela empresa podemos tomar novasdecisões corretivas, caso for necessário. Uma forma esquemática resumidadessa interação pode ser visualizada na Figura 1:

     

     

     

     

    Figura 1 – Interação da Informação com o processo decisório.

      3 – CONCLUSÃO:

     Com este artigo pode-se concluir que os indicadores de desempenho tem um papel fundamental no crescimento das Empresas.

     A utilização dos mesmos na Gestão deve ser realizada através de métodos. A implementação dos indicadores é possível apenas quando os Gerentes envolvidos tem o conhecimento necessário sobre os mesmos e também das metas a serem alcançadas para a Empresa, assim podendo tomar decisões importantes para o futuro.

     4 – REFERENCIAS BIBLIOGRÁFICAS:

     BACK, R. S. – Um método para definição de Indicadores de Desempenhoaplicado à gestão de projetos de Sistemas de Informação. Dissertação deMestrado Executivo, Porto Alegre 2002 – Universidade Federal do Rio Grande doSul

     DEMING, W. Edwards. Out of the crisis: quality, productivity and competitive position. Cambridge: Cambridge University Press, 1986

    HRONEC, S. Vital signs: using quality, time, and cost performance measurements to chart your company’s future. USA: Arthur Andersen Co., 1993

     

     

     

     

    Leia mais em...MP Consultoria, Treinamento e Auditoria em Gestão Empresarial

     http://mccpconsultoria.com.br

     

     

    ARTIGO – Manoel Porta – MP Consultoria – http://mccpconsultoria.com.br

     

    Leia mais
    Webinar gratuito Schneider & Revista Potência: Escolha sua partida direta de motores na prática
    12/09/2016

    Leia mais
    Quintas de Qualidade: Webinars Gratuitos de Tecnologia da Viavi Solutions
    09/09/2016

     

    Leia mais
    UBIC acrescenta mais um curso para evolução da carreira dos colaboradores de seus Associados. Mantendo a qualidade e baixo preço
    09/09/2016

     

    Leia mais
    Congresso RTI de Provedores de Internet em Minas Gerais
    09/09/2016

     

    Leia mais
    A 4ª. REVOLUÇÃO INDUSTRIAL ESTÁ EM CURSO!!!!
    06/09/2016

    Artigos / Entrevistas

    Por:
    Udo Gollub em Messe Berlin - (Conferência da Universidade da Singularidade)

    http://www.intelog.net/site/default.asp?TroncoID=907492&SecaoID=508074&SubsecaoID=627271&Template=../artigosnoticias/user_exibir.asp&ID=795884&Titulo=A%204%AA.%20REVOLU%C7%C3O%20INDUSTRIAL%20EST%C1%20EM%20CURSO&utm_campaign=website&utm_source=sendgrid.com&utm_medium=email

    https://www.ibm.com/blogs/robertoa/a-4a-revolucao-industrial-esta-em-curso/


    Leia mais
    Senac Soluções Furukawa 2016 - Eventos - Senac São Paulo
    05/09/2016

    O mercado de computação em nuvem no Brasil deve atingir 1,1 bilhão de dólares em 2017, aponta o estudo Analysis of the Brazilian Cloud Computing Market, desenvolvido pela Frost & Sullivan.
     
      Esse cenário é promissor e gera oportunidades para os profissionais que atuam ou tenham interesse em atuar nesse segmento.
     
      Por isso, esse será um dos temas que serão abordados na programação do evento Senac Soluções Furukawa 2016 promovido pelo Senac São Paulo.
     
      A ação será realizada nas unidades Lapa Tito, Ribeirão Preto, São José do Rio Preto, Santo André e Tatuapé, de 13 a 29 de setembro, com diversas palestras e workshops gratuitos.
     
      As atividades apresentarão ao público as tendências do mercado de cabeamento estruturado para a área de redes e infraestrutura, além de discutir os desafios atuais e futuros para distribuição de conteúdo, tecnologia da informação híbrida e cíbrida e data centers.
     
      Confira a programação abaixo e conheça os cursos que o Senac oferece na área de tecnologia da informação.

    Público-alvo: Estudantes e profissionais da área de tecnologia da informação, engenheiros, arquitetos, projetistas, instaladores e interessados no tema que desejam obter uma certificação em cabeamento estruturado, fibra óptica e projeto de redes.

    Tags: Senac Soluções Furukawa, tecnologia da informação, redes e infraestrutura, cabeamento estruturado, fibra óptica, projeto de redes, computação na nuvem, senac sp

    Link: https://www.sp.senac.br/jsp/default.jsp?newsID=DYNAMIC%2Coracle.br.dataservers.ContentEventDataServer18%2CselectEvent&template=946.dwt&event=3801#.V8mjrkMJduI.facebook


    Leia mais
    CRESESB - Centro de Referência para Energia Solar e Eólica Sérgio Brito / CEPEL - Centro de Pesquisas de Energia Elétrica
    02/09/2016

    Promover o desenvolvimento das energias solar e eólica através da difusão de conhecimentos, da ampliação do diálogo entre as entidades envolvidas e do estímulo à implementação de estudos e projetos.

    http://www.cresesb.cepel.br/index.php?section=com_content&cid=o_cresesb

    Leia mais
    Nova Geração Sarix Professional II - tema de webinar do Grupo Policom
    02/09/2016

    Em 6 de setembro, das 10h às 11h, o Grupo Policom, em parceria com a Pelco by Schneider, promove webinar “Nova Geração Sarix Professional II: Mais opções para o seu projeto”, ministrado por Luis Ceciliato, engenheiro de aplicação e produto da Schneider Electric.

    Apresentado via internet e totalmente em português, o webinar é gratuito e apresentará as melhorias para a linha de câmeras profissionais Sarix, com foco nas capacidades que as atualizações dão aos usuários, como captura de imagens em alta qualidade para melhorar a segurança e as estratégias operacionais.

    Com resoluções de 1.2 a 5 MP, a linha Sarix Professional cobre áreas maiores com apenas uma câmera, oferece capacidades de zoom avançadas para permitir que os operadores vejam cenas detalhadas em investigações e traz novos formatos de câmera, como câmeras micro dome.

    Apresenta, ainda, a câmera Vandal Wedge Dome, principalmente direcionada a elevadores, locais em que é necessária uma câmera pequena e discreta, com lentes fixas.

    Do programa do webinar também fazem parte temas como verticais de atuação, VMSs compatíveis e ferramentas para dimensionamento.
    Inscrições em https://attendee.gotowebinar.com/register/6514254926461222404

     

    Sobre o Grupo Policom

    Fundado em 1995, o Grupo Policom (www.grupopolicom.com.br) investe no atendimento do cliente com produtos de valor agregado e preço acessível, que pode ser adequado ao orçamento do cliente sem redução da qualidade final do projeto. Caracterizando-se, também, por atuação comercial flexível, o Grupo Policom insere inovação e criatividade em seu DNA, agregando entre seus diferenciais competitivos o fato de ser 100% brasileiro. Além disso, seus colaboradores são focados no desenvolvimento e na criação de soluções que atendem os clientes e transfiram conhecimento tanto aos parceiros comerciais, quanto ao cliente final.

    Essas características preservadas e fortalecidas ao longo de mais de 20 anos mantém o Grupo Policom como referência no mercado nacional de distribuição de produtos dos principais fabricantes do mercado, reconhecidos internacionalmente para Cabeamento Estruturado direcionados a aplicações de dados, voz, vídeo e controles prediais, e para CFTV IP. Sua atuação estende-se aos mais diversos setores produtivos, a exemplo de operação crítica, data centers, infraestrutura de transporte e logística, portos e aeroportos, ambientes corporativos, redes varejistas e shopping centers, hospitais, universidades, indústrias, estádios e arenas esportivas, estacionamentos etc.

    Com sede na capital paulista, é formado pelas empresas Policom SP (São Paulo-SP), Policom Rio (Rio de Janeiro-RJ), Paris Cabos (São Paulo-SP) e Policom Paraná (Curitiba-PR), mantendo colaboradores regionais para áreas específicas, como interior dos Estados de Santa Catarina, Paraná, São Paulo e Minas Gerais. O Policom Solution Center e o Paris Cabos Solution Center são espaços direcionados a treinamento, capacitação e demonstração das soluções de alta tecnologia comercializadas, funcionando como um showroom aberto à visitação pelos clientes, mediante agendamento prévio.

    Contando com estrutura logística em condições de atender a todo o território nacional, o Grupo Policom oferece suporte técnico e comercial aos seus clientes. O seu corpo de profissionais participa constantemente de cursos ministrados pelos fornecedores e parceiros, mantendo-se atualizados para orientar corretamente os clientes com relação às melhores soluções de conectividade e CFTV IP. Atualmente, o Grupo Policom possui diversos engenheiros, MBAs e RCDD entre seus mais de 120 colaboradores.

    Leia mais
    Planejamento Estratégico, Caminho para o Sucesso !!
    30/08/2016

    INTRODUÇÃO

    As Estratégias representam caminhos escolhidos para concentrar esforços com o objetivo de tornar real a visão da organização, tendo em vista a definição e a  obtenção de fins determinados. Compõem processos decisórios de articulação e sistematização de idéias, recursos e pessoas, de modo abrangente e sensível às contingências ambientais, traduzindo compromissos de longo prazo com as partes interessadas - clientes, força de trabalho, acionistas e proprietários, fornecedores e a sociedade. Essas atividades são geralmente executadas pela liderança da organização e, dependendo do porte da mesma, envolvem outros níveis da estrutura. É comum, ainda, a organização se municiar de informações e pareceres de consultorias e especialistas para proporcionar uma visão de fora da organização e facilitar o processo de definição dos rumos para o futuro. Os planos são elaborados para cada área da organização que têm atribuição de executar as estratégias, detalhando as ações ao longo do tempo e os alvos  a serem atingidos. 

    Os fatores estratégicos da nossa empresa são osvínculos que ela estabelece com as partes interessadas

     Jorge A. Mendes Pereira Cetrel.

    Os ciclos de gestão estratégica desenvolvidos pela organização  representam grandes ganhos. Eles podem nortear pessoas e organizações que se encontram num ciclo vicioso, onde se aplica muita energia e tempo adivinhando o futuro. Pouca coisa é feita a respeito das ameaças e oportunidades, havendo muito tempo empregado em “apagar incêndios” das falhas que não foram resolvidas a tempo, tentando resolver problemas recorrentes, sem tempo para o que é importante. As Estratégias e Planos, com liderança e perseverança, tenderão a levar estas pessoas e organizações ao ciclo virtuoso, com tempo para viver, inovar, trabalhar de forma preventiva e proativa e orientada para o futuro.

    A melhor forma de prever o futuro é criá-lo

     Peter Drucker

    Leia mais em...MP Consultoria, Treinamento e Auditoria em Gestão Empresarial

    http://mccpconsultoria.com.br

    Leia mais
    WEBINAR SOBRE O PROGRAMA DE CANAIS COMMSCOPE AMP
    24/08/2016

    Nesta sexta feira teremos um webinar, exclusivo para insaladores, a respeito do novo programa de canais COMMSCOPE AMP. Participe !

    https://attendee.gotowebinar.com/register/7508616959662463492

    Leia mais
    Cabeamento estruturado na era do IoT: tema de curso inédito no Grupo Policom
    23/08/2016

    A primeira turma será realizada em 13 e 14 de setembro

    SCE100 – Fundamentos de cabeamento estruturado na era da Internet das Coisas (IoT, sigla em inglês) é o novo curso que será realizado pelo Grupo Policom. De autoria de Marcelo Barboza – diretor da Apogee, que também será o instrutor – com o apoio de Professor Doutor Paulo Marin.

    Com carga horária de 14 horas divididas em dois dias consecutivos, o curso é destinado a profissionais da área de TI e telecomunicações em geral, cabistas e projetistas de redes. O curso é totalmente baseado nas normas nacionais de cabeamento estruturado, incluindo a NBR 14565 e a NBR 16415. A primeira turma será realizada em 13 e 14 de setembro. As inscrições estão abertas e podem ser feitas pelo site do Grupo Policom, na aba Eventos.

    Esse novo curso, que passa a integrar a grade de treinamentos do Grupo Policom, é mais uma ação voltada ao cumprimento da meta de contribuir, de modo efetivo, “para o desenvolvimento do mercado e a formação de técnicos capazes de atender à crescente demanda por mão de obra de qualidade”, explica Anderson Luís Carvalho, gerente de Marketing do Grupo Policom, frisando a atenção da organização às novas tecnologias que impactam as atividades de infraestrutura de rede de dados e CFTV IP.

    Material e instrutor

    Os participantes do curso receberão o livro (“Cabeamento Estruturado: Projeto e Instalação” do Dr. Paulo Sérgio Marin, engenheiro membro do IEEE e da BICSI e coordenador da comissão de estudos sobre cabeamento estruturado da ABNT/COBEI), assim como apostila. O curso será ministrado no Policom Solution Center, no bairro paulistano do Ipiranga, das 9h às 17h, e tem o custo de R$ 600,00 que, além do material didático inclui coffee-breaks.

    Marcelo Barboza é formado pelo Mackenzie, possui 30 anos de experiência em TI, é membro da BICSI e da comissão de estudos sobre cabeamento estruturado da ABNT/COBEI, além de certificado pela BICSI (RCDD, DCDC e NTS), Uptime Institute (ATS) e DatacenterDynamics (Data Center Specialist – Design).

    Conteúdo programático

    • ·        Introdução e Tecnologia – finalidade do cabeamento estruturado; o que é internet das coisas (IoT); principais tecnologias envolvidas, como Power over Ethernet (PoE), Wi-Fi, iluminação via UTP, etc.; normas nacionais e internacionais
    • ·        Espaços de Telecomunicações – áreas de trabalho, incluindo considerações sobre novas tecnologias (como Wi-Fi, automação, iluminação, CFTV, etc.); salas técnicas (de telecomunicações, de equipamentos e de entrada) e seus principais requisitos e recomendações
    • ·        Elementos Funcionais do Cabeamento – distribuidores (de campus, de edifício e de pavimento) e interfaces (pontos de consolidação e tomadas de telecomunicações); subsistemas de cabeamento (backbone e horizontal) e suas recomendações; considerações sobre patch cords
    • ·        Componentes e Desempenho – componentes em par trançado e fibra óptica de um sistema de cabeamento estruturado; suas principais características e classificações, incluindo: categorias e parâmetros de desempenho, características físicas e de transmissão, comportamento frente a chamas, blindagens
    • ·        Caminhos Para Cabos – sistemas de suporte para cabeamento estruturado, suas principais características e recomendações, incluindo caminhos internos (piso elevado, canaletas, calhas, leitos, etc.) e externos (subterrâneo, aéreo e túnel); sistemas corta-fogo
    • ·        Administração do Cabeamento – componentes da administração; identificação, registros, base de dados e sistemas automatizados

    Sobre o Grupo Policom

    Fundado em 1995, o Grupo Policom (www.grupopolicom.com.br) investe no atendimento do cliente com produtos de valor agregado e preço acessível, que pode ser adequado ao orçamento do cliente sem redução da qualidade final do projeto. Caracterizando-se, também, por atuação comercial flexível, o Grupo Policom insere inovação e criatividade em seu DNA, agregando entre seus diferenciais competitivos o fato de ser 100% brasileiro. Além disso, seus colaboradores são focados no desenvolvimento e na criação de soluções que atendem os clientes e transfiram conhecimento tanto aos parceiros comerciais, quanto ao cliente final.

    Essas características preservadas e fortalecidas ao longo de mais de 20 anos mantém o Grupo Policom como referência no mercado nacional de distribuição de produtos dos principais fabricantes do mercado, reconhecidos internacionalmente para Cabeamento Estruturado direcionados a aplicações de dados, voz, vídeo e controles prediais, e para CFTV IP. Sua atuação estende-se aos mais diversos setores produtivos, a exemplo de operação crítica, data centers, infraestrutura de transporte e logística, portos e aeroportos, ambientes corporativos, redes varejistas e shopping centers, hospitais, universidades, indústrias, estádios e arenas esportivas, estacionamentos etc.

    Com sede na capital paulista, é formado pelas empresas Policom SP (São Paulo-SP), Policom Rio (Rio de Janeiro-RJ), Paris Cabos (São Paulo-SP) e Policom Paraná (Curitiba-PR), mantendo colaboradores regionais para áreas específicas, como interior dos Estados de Santa Catarina, Paraná, São Paulo e Minas Gerais. O Policom Solution Center e o Paris Cabos Solution Center são espaços direcionados a treinamento, capacitação e demonstração das soluções de alta tecnologia comercializadas, funcionando como um showroom aberto à visitação pelos clientes, mediante agendamento prévio.

    Contando com estrutura logística em condições de atender a todo o território nacional, o Grupo Policom oferece suporte técnico e comercial aos seus clientes. O seu corpo de profissionais participa constantemente de cursos ministrados pelos fornecedores e parceiros, mantendo-se atualizados para orientar corretamente os clientes com relação às melhores soluções de conectividade e CFTV IP. Atualmente, o Grupo Policom possui diversos engenheiros, MBAs e RCDD entre seus mais de 120 colaboradores.

    Leia mais
    Congresso sobre IoT discute os caminhos para um mundo melhor
    23/08/2016

    <H2>Evento acontece em 1 e 2 de setembro, na capital paulista, e reúne empresários, acadêmicos e profissionais de renome internacional </H2>

    <p>A contribuição da tecnologia para a construção de um mundo melhor já é realidade. E, nesse contexto, a Internet das Coisas (IoT, na sigla em inglês de Internet of Things) está situada como o futuro da Tecnologia da Informação e Telecomunicações, mobilizando o mercado de fabricantes e desenvolvedores de chips, softwares, sensores e demais tecnologias para a transmissão de dados dos dispositivos e aparelhos conectados entre si. </p>

    <p>A estimativa é de que até 2020 cerca de 20 bilhões de objetos ou &ldquo;coisas&rdquo; estarão conectados em alguma forma de rede. Nesse cenário, segundo especialistas, o Brasil ainda tem condições de buscar o conhecimento necessário para se tornar um player importante neste segmento, desde que seja incentivado o desenvolvimento de novas plataformas que ofereçam facilidade de utilização e as funcionalidades necessárias para aproximar os consumidores das aplicações.</p>

    <p>Com a finalidade de mostrar a importância da IoT para a sociedade em geral, apresentar as mais recentes tecnologias mundiais e contribuir para a consolidação da participação do Brasil no cenário da IoT, despertando na sociedade em geral a consciência da importância da IoT, o Fórum Brasileiro de IoT realiza nos dias 1 e 2 de setembro de 2016, em São Paulo, o 1o Congresso Brasileiro e Latino-Americano de Internet das Coisas.</p>

    <p>Com o tema central &ldquo;Smart World – IoT como base de um mundo melhor&rdquo;, especialistas nacionais e Internacionais, acadêmicos, empresários, empreendedores, políticos e representantes de instituições públicas e privadas de pesquisa e fomento se encontrarão durante dois dias para discussão das principais tendências em IoT.</p>

    <p>O programa completo pode ser consultado em <A href="http://iotbrasil.org.br/confira-a-programacao-i-congresso-brasileiro-e-latino-americano-de-iot/">iotbrasil.org.br/confira-a-programacao-i-congresso-brasileiro-e-latino-americano-de-iot/</A>.</p>

    <H2 align="left">Temática</H2>

    <p>O tema central do congresso, como explica Gabriel Antonio Marão – presidente do Fórum Brasileiro de IoT desde sua fundação, em 2011 – será &ldquo;Smart World – IoT como base de um mundo melhor&rdquo; e está segmentado em cinco sessões, que tratam de aspectos específicos:</p>

    <ol>

      <li>●     As grandes revoluções da IoT para transformar o mundo</li>

      <li>●     As principais aplicações e serviços para melhorar a vida nas cidades</li>

      <li>●     Alicerces da IoT para sustentar a inovação e o futuro</li>

      <li>●     Governança e Ecossistemas de Inovação</li>

      <li>●     Recomendações e desafios para IoT no Brasil e na América Latina</li>

    </ol>

    <p>Nessas sessões as apresentações também enfocarão os gargalos ou desafios que se resumem a interoperabilidade, padronização, capacitação e formação de recursos humanos, disponibilidade de recursos para incentivar a pesquisa, inovação e desenvolvimento, disponibilidade de plataformas de apoio ao desenvolvimento e de infraestrutura de comunicações em padrões abertos.</p>

    <p>A interoperabilidade, por exemplo, objetiva garantir que, com a evolução e surgimento de novas alternativas nas tecnologias, serviços e produtos, os investimentos já feitos continuem operando igualmente. Já os padrões também são fundamentais, para que os produtos e serviços sigam regras que permitam a oferta de produtos e serviços globalmente úteis, sem particularizarem as soluções. Nesse sentido, lembra Marão, &ldquo;o Fórum organiza debates sistemáticos mostrando a necessidade de as instituições brasileiras darem mais valor aos padrões, acompanhando e propondo padrões nos mais renomados organismos de padronização nacionais e globais&rdquo;.</p>

    <p>A capacitação e a formação de recursos humanos para essas tecnologias também é um ponto nevrálgico, pois impede o desenvolvimento, no Brasil, da pesquisa e da inovação com abrangência e competitividades globais. Haverá ainda, espaço para análise e discussão de Políticas Públicas, que visa a mostrar as ações governamentais que estão sendo realizadas e que também são muito incentivadas e apoiadas pelo Fórum Brasileiro de IoT, que participa ativamente da Câmara de IoT iniciada no Minicom e agora sob responsabilidade do Ministério de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC).</p>

    <p>O apoio a startups, espaços onde muitas aplicações de sucesso, é destaque, assim como a disponibilidade de plataformas de apoio ao desenvolvimento e também da infraestrutura de comunicações em padrões abertos que facilitem e incentivem os profissionais e as empresas interessadas em utilizar ou comercializar as aplicações e serviços baseados em IoT sem precisarem cuidar de todos os aspectos, em todos os níveis, para fazer os seus objetos se comunicarem e levar as informações até seus aplicativos.</p>

    <H2 align="left">O mundo smart</H2>

    <p>&ldquo;Mais do que a simples somatória de objetos conectados à Internet, serão inúmeros os desafios necessários para que o mundo seja smart. A implementação da comunicação entre objetos é complexa quando o mundo, uma determinada cidade ou região não possuem infraestrutura adequada, com qualidade para sustentar seu crescimento econômico e tecnológico. Durante o congresso trabalharemos para fomentar esse debate amplo, atuando ao lado de quem desenvolve e de quem utiliza a tecnologia&rdquo;, ressalta Marão, destacando que, devido à qualificação tanto dos palestrantes quanto dos congressistas, &ldquo;o ambiente do congresso será muito produtivo para troca de experiências e desenvolvimento de relacionamentos e parcerias, assim como para divulgação de suas competências e busca de novos negócios, mercados e soluções&rdquo;.</p>

    <p>Ao longo desses cinco anos de atividade, o Fórum Brasileiro de IoT tem atraído os interessados e envolvidos com Internet das Coisas, sejam da academia, empresários e profissionais interessados em fazer negócios com IoT, empresários e profissionais interessados no uso de internet das coisas em suas organizações, pesquisadores e centros de pesquisa, órgãos de financiamento e apoio à inovação, órgãos de governo, entre outros. A cada ano, &ldquo;promovemos cerca de quatro eventos por ano, seminários de meio período. O Congresso marca o início de uma nova fase e, esperamos, que seja repetido todos os próximos anos&rdquo;.</p>

    <H2 align="left">Evolução e oportunidades</H2>

    <p>Entre os desafios do congresso está o debate sobre os caminhos para obter a adesão da sociedade em geral via entendimento de que  &ldquo;IoT não é uma tecnologia, mas um uso integrado e inteligente de várias tecnologias que, a cada dia, estão evoluindo numa velocidade incrível, tais como RFID, sensores, cloud computing, big data e analytics, internet, redes, smartphones, câmeras, etc.&rdquo;, explica Marão, destacando algumas conquistas significativas: &ldquo;a Internet, por exemplo, já adotou a numeração padrão IPv6, que permite o número praticamente infinito de 340 undecilhões de IPs distintos, o que permite que cada <em>coisa </em>(sensor, smartphone, pessoa, animal, veículo, peça) tenha um IP único e seja, portanto, endereçável pela Internet, com capacidade de reconhecimento do ambiente em que se encontra e também de comunicação direta com outras <em>coisas</em> ou com aplicações, via rede&rdquo;. </p>

    <p>Confiante de que há grandes oportunidades para o Brasil assumir um papel de player global, capacitando-se em áreas de conhecimento onde possa ser competitivo e colaborando com outros players locais e globais nas áreas não escolhidas como foco ou ainda sem competitividade, o Fórum relaciona-se internacionalmente, principalmente com a Comunidade Europeia, e procura acompanhar os projetos e estratégias que estão sendo utilizados procurando participar colaborando, divulgando, debatendo. Também leva à Comunidade Europeia o que está acontecendo aqui no Brasil, fazendo o mesmo com instituições brasileiras, com vistas a motivar &ldquo;trabalhos colaborativos aqui e lá, como ocorreu nos dois últimos eventos IoT Week: Lisboa (2015) e Belgrado (2016), sendo que deste último, a convite do Fórum, participaram representantes da USP, CPqD, Bndes, Finep&rdquo;, relata Marão.</p>

    <p><strong>Serviço</strong></p>

    <p>1o Congresso Brasileiro e Latino-Americano de Internet das Coisas</p>

    <p>Data: 01 e 02 de setembro</p>

    <p>Horário: 9h às 18h</p>

    <p>Local: Centro de Convenções Frei Caneca</p>

    <p>Endereço: Rua Frei Caneca, 569 – Consolação – São Paulo/SP</p>

    <p>Inscrições devem ser previamente feitas no site <A href="http://www.iotbrasil.org.br">www.iotbrasil.org.br</A></p>

    Leia mais
    Congresso sobre IoT discute os caminhos para um mundo melhor
    23/08/2016

    Evento acontece em 1 e 2 de setembro, na capital paulista, e reúne empresários, acadêmicos e profissionais de renome internacional

    A contribuição da tecnologia para a construção de um mundo melhor já é realidade. E, nesse contexto, a Internet das Coisas (IoT, na sigla em inglês de Internet of Things) está situada como o futuro da Tecnologia da Informação e Telecomunicações, mobilizando o mercado de fabricantes e desenvolvedores de chips, softwares, sensores e demais tecnologias para a transmissão de dados dos dispositivos e aparelhos conectados entre si.

    A estimativa é de que até 2020 cerca de 20 bilhões de objetos ou “coisas” estarão conectados em alguma forma de rede. Nesse cenário, segundo especialistas, o Brasil ainda tem condições de buscar o conhecimento necessário para se tornar um player importante neste segmento, desde que seja incentivado o desenvolvimento de novas plataformas que ofereçam facilidade de utilização e as funcionalidades necessárias para aproximar os consumidores das aplicações.

    Com a finalidade de mostrar a importância da IoT para a sociedade em geral, apresentar as mais recentes tecnologias mundiais e contribuir para a consolidação da participação do Brasil no cenário da IoT, despertando na sociedade em geral a consciência da importância da IoT, o Fórum Brasileiro de IoT realiza nos dias 1 e 2 de setembro de 2016, em São Paulo, o 1o Congresso Brasileiro e Latino-Americano de Internet das Coisas.

    Com o tema central “Smart World – IoT como base de um mundo melhor”, especialistas nacionais e Internacionais, acadêmicos, empresários, empreendedores, políticos e representantes de instituições públicas e privadas de pesquisa e fomento se encontrarão durante dois dias para discussão das principais tendências em IoT.

    O programa completo pode ser consultado emiotbrasil.org.br/confira-a-programacao-i-congresso-brasileiro-e-latino-americano-de-iot/.

    Temática

    O tema central do congresso, como explica Gabriel Antonio Marão – presidente do Fórum Brasileiro de IoT desde sua fundação, em 2011 – será “Smart World – IoT como base de um mundo melhor” e está segmentado em cinco sessões, que tratam de aspectos específicos: 

    1. ●     As grandes revoluções da IoT para transformar o mundo
    2. ●     As principais aplicações e serviços para melhorar a vida nas cidades
    3. ●     Alicerces da IoT para sustentar a inovação e o futuro
    4. ●     Governança e Ecossistemas de Inovação
    5. ●     Recomendações e desafios para IoT no Brasil e na América Latina

    Nessas sessões as apresentações também enfocarão os gargalos ou desafios que se resumem a interoperabilidade, padronização, capacitação e formação de recursos humanos, disponibilidade de recursos para incentivar a pesquisa, inovação e desenvolvimento, disponibilidade de plataformas de apoio ao desenvolvimento e de infraestrutura de comunicações em padrões abertos.

    A interoperabilidade, por exemplo, objetiva garantir que, com a evolução e surgimento de novas alternativas nas tecnologias, serviços e produtos, os investimentos já feitos continuem operando igualmente. Já os padrões também são fundamentais, para que os produtos e serviços sigam regras que permitam a oferta de produtos e serviços globalmente úteis, sem particularizarem as soluções. Nesse sentido, lembra Marão, “o Fórum organiza debates sistemáticos mostrando a necessidade de as instituições brasileiras darem mais valor aos padrões, acompanhando e propondo padrões nos mais renomados organismos de padronização nacionais e globais”.

    A capacitação e a formação de recursos humanos para essas tecnologias também é um ponto nevrálgico, pois impede o desenvolvimento, no Brasil, da pesquisa e da inovação com abrangência e competitividades globais. Haverá ainda, espaço para análise e discussão de Políticas Públicas, que visa a mostrar as ações governamentais que estão sendo realizadas e que também são muito incentivadas e apoiadas pelo Fórum Brasileiro de IoT, que participa ativamente da Câmara de IoT iniciada no Minicom e agora sob responsabilidade do Ministério de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC).

    O apoio a startups, espaços onde muitas aplicações de sucesso, é destaque, assim como a disponibilidade de plataformas de apoio ao desenvolvimento e também da infraestrutura de comunicações em padrões abertos que facilitem e incentivem os profissionais e as empresas interessadas em utilizar ou comercializar as aplicações e serviços baseados em IoT sem precisarem cuidar de todos os aspectos, em todos os níveis, para fazer os seus objetos se comunicarem e levar as informações até seus aplicativos.

    O mundo smart

    “Mais do que a simples somatória de objetos conectados à Internet, serão inúmeros os desafios necessários para que o mundo seja smart. A implementação da comunicação entre objetos é complexa quando o mundo, uma determinada cidade ou região não possuem infraestrutura adequada, com qualidade para sustentar seu crescimento econômico e tecnológico. Durante o congresso trabalharemos para fomentar esse debate amplo, atuando ao lado de quem desenvolve e de quem utiliza a tecnologia”, ressalta Marão, destacando que, devido à qualificação tanto dos palestrantes quanto dos congressistas, “o ambiente do congresso será muito produtivo para troca de experiências e desenvolvimento de relacionamentos e parcerias, assim como para divulgação de suas competências e busca de novos negócios, mercados e soluções”.

    Ao longo desses cinco anos de atividade, o Fórum Brasileiro de IoT tem atraído os interessados e envolvidos com Internet das Coisas, sejam da academia, empresários e profissionais interessados em fazer negócios com IoT, empresários e profissionais interessados no uso de internet das coisas em suas organizações, pesquisadores e centros de pesquisa, órgãos de financiamento e apoio à inovação, órgãos de governo, entre outros. A cada ano, “promovemos cerca de quatro eventos por ano, seminários de meio período. O Congresso marca o início de uma nova fase e, esperamos, que seja repetido todos os próximos anos”.

    Evolução e oportunidades

    Entre os desafios do congresso está o debate sobre os caminhos para obter a adesão da sociedade em geral via entendimento de que  “IoT não é uma tecnologia, mas um uso integrado e inteligente de várias tecnologias que, a cada dia, estão evoluindo numa velocidade incrível, tais como RFID, sensores, cloud computing, big data e analytics, internet, redes, smartphones, câmeras, etc.”, explica Marão, destacando algumas conquistas significativas: “a Internet, por exemplo, já adotou a numeração padrão IPv6, que permite o número praticamente infinito de 340 undecilhões de IPs distintos, o que permite que cada coisa (sensor, smartphone, pessoa, animal, veículo, peça) tenha um IP único e seja, portanto, endereçável pela Internet, com capacidade de reconhecimento do ambiente em que se encontra e também de comunicação direta com outras coisas ou com aplicações, via rede”.

    Confiante de que há grandes oportunidades para o Brasil assumir um papel de player global, capacitando-se em áreas de conhecimento onde possa ser competitivo e colaborando com outros players locais e globais nas áreas não escolhidas como foco ou ainda sem competitividade, o Fórum relaciona-se internacionalmente, principalmente com a Comunidade Europeia, e procura acompanhar os projetos e estratégias que estão sendo utilizados procurando participar colaborando, divulgando, debatendo. Também leva à Comunidade Europeia o que está acontecendo aqui no Brasil, fazendo o mesmo com instituições brasileiras, com vistas a motivar “trabalhos colaborativos aqui e lá, como ocorreu nos dois últimos eventos IoT Week: Lisboa (2015) e Belgrado (2016), sendo que deste último, a convite do Fórum, participaram representantes da USP, CPqD, Bndes, Finep”, relata Marão.

    Serviço

    1o Congresso Brasileiro e Latino-Americano de Internet das Coisas
    Data: 01 e 02 de setembro
    Horário: 9h às 18h
    Local: Centro de Convenções Frei Caneca
    Endereço: Rua Frei Caneca, 569 – Consolação – São Paulo/SP
    Inscrições devem ser previamente feitas no sitewww.iotbrasil.org.br

    Leia mais
    Workshop Técnico: Boas Práticas para Entrega do Empreendimento desde a sua Concepção
    23/08/2016

    Leia mais
    Como avaliar o risco na ABNT NBR 5419:2015
    22/08/2016

    O procedimento básico para gerenciamento de risco na ABNT NBR 5419:2015, a nova norma para SPDA, é uma vez identificada a estrutura e seu conteúdo, identificar todos os tipos de perdas e seus correspondentes riscos. Então, a partir da avaliação do risco para cada perda, definir a necessidade de proteção sempre que o valor inpidual de cada risco for superior ao tolerável. Além disso, é necessário também avaliar a eficiência do custo de proteção, comparando-o com o custo das perdas com e sem a adoção das medidas de proteção.

    Intuitivamente é possível supor que dificilmente a indicação será de não adotar nenhuma medida de proteção; o grande desafio é adotar as medidas de proteção necessárias e suficientes para mitigar e controlar o risco a valores toleráveis. 

    A norma trata que: "Onde a proteção contra descargas atmosféricas for exigida pela autoridade que tenha jurisdição para estruturas com risco de explosão, pelo menos um SPDA classe II deve ser adotado" e também menciona que: "Exceções ao uso de proteção contra descargas atmosféricas nível II podem ser permitidas quando tecnicamente justificadas e autorizadas pela autoridade que tenha jurisdição."

    Este é um avanço da norma, que considera a adoção das medidas de proteção uma decisão embasada, com base numa análise com premissas bem definidas, sem necessariamente "pecar pelo excesso, adotando SPDA em todos os casos". 

    No trecho: "Em complemento, as autoridades que tenham jurisdição podem permitir SPDA nível III onde houver uma baixa frequência de atividade atmosférica e/ou baixa sensibilidade dos conteúdos da estrutura garanta isso", mais uma vez fica evidente que o grande desafio dos técnicos e engenheiros está em definir as medidas de proteção ajustadas à cada necessidade.

    Referência: ABNT NBR 5419:2015 - Parte 2: Gerenciamento de Risco. 

    https://www.linkedin.com/pulse/como-avaliar-o-risco-na-abnt-nbr-54192015-patr%C3%ADcia-lins?trk=hp-feed-article-title-comment


    Leia mais
    Microsoft oferece nove cursos gratuitos de TI no Brasil e com certificado.
    22/08/2016

    A Microsoft firmou um acordo com a Softex, entidade responsável pela gestão do programa Brasil Mais Ti do governo federal, para oferecer cursos sobre tecnologia. Inicialmente, serãoseis opções de conteúdos técnicos elaborados pelos profissionais da empresa para contribuir com a capacitação dos jovens para o mercado de trabalho.

    Os cursos oferecidos gratuitamente são Conceitos básicos desenvolvimento de software,Fundamentos da computação em nuvem,Fundamentos da Linguagem C#, Fundamentos de Rede, MVA TOP 10 Recursos do Windows 10 eOffice 365 e outros.

    Os treinamentos são voltados para estudantes que estão iniciando a vida profissional, e representam uma oportunidade de qualificação para prepará-los ainda mais para seu primeiro emprego na área de tecnologia. Ao concluir as aulas pelo portal Brasil Mais TI, os jovens recebem certificado.

    “A parceira se estende a longo prazo e novos cursos serão inseridos no decorrer do ano”, garanta a fabricante do Windows.

    Com mais de 200 mil estudantes cadastrados, o portal Brasil Mais TI é um projeto financiado pelos ministérios da Educação e da Ciência, Tecnologia e Inovação, com coordenação técnica da Softex, e tem como objetivo despertar o interesse dos jovens pela área de tecnologia. Outras empresas do setor também colaboram com oferta de treinamentos.

    “Um dos principais gargalos da indústria de software e serviços de TI é o crescente déficit de profissionais qualificados, que poderá atingir a preocupante marca de 408 mil em 2020. Um dos principais objetivos deste projeto é justamente atrair o interesse dos jovens para uma formação em uma das muitas opções disponíveis nas carreiras tecnológicas, que oferecem também salários bastante atraentes”, explica Diônes Lima, vice-presidente de operações da organização setorial.

    [ ACESSE AQUI O PORTAL DE CURSOS GRATUITOS ]


    Leia mais
    Agência virtual será o futuro dos bancos
    22/08/2016

    Cliente não precisará mais falar com o gerente pessoalmente para abrir uma conta ou pedir um empréstimo

    Até pouco tempo atrás, ser moderno era não precisar ir à agência do banco tradicional para fazer transferências, pagar contas e checar o saldo. Agora, a modernidade passa pela experiência de ser cliente de um banco sem agência.

    As instituições financeiras brasileiras estão se estruturando para ter suas próprias versões de banco digital, desses que só se materializam nas telas de computadores e celulares.

    O Banco Original, por exemplo, está em operação. Entre os de grande porte, o Bradesco é o que está mais avançado para lançar uma versão digital independente de sua estrutura tradicional.

    Pioneiro na tecnologia, o Original, controlado pela Holding J&F Investimentos, criou a primeira instituição 100% digital, que permite ao cliente até abrir a conta remotamente. O anúncio do banco digital foi feito em março por Henrique Meirelles.

    Antes de assumir o Ministério da Fazenda, Meirelles presidia o conselho da J&F, holding do grupo do qual fazem parte ainda as marcas de alimentos Friboi, Seara e Vigor, além da Havaianas, de calçados.

    "Atendemos às expectativas do cliente de maior comodidade e qualidade do serviço, e ganhamos com processos internos mais ágeis", explica Wanderley Baccala, CIO do Original.

    A instituição, criada há oito anos para fomentar a cadeia produtiva da pecuária, espera que o número de clientes atinja 2 milhões em dez anos. Com investimento de R$ 600 milhões em sua plataforma digital, o Original por enquanto concentra as atividades em São Paulo e no Rio de Janeiro.

    Dentro de pouco tempo, o Original terá concorrência. O Bradesco prepara a sua operação para os próximos meses. Uma estratégia de migração para o digital passa pela melhoria dos serviços do banco tradicional que já tem plataforma digital. Nessa fase, o Bradesco trata de implementar a ideia de multicanal. O objetivo é viabilizar que uma determinada operação comece num canal e continue em outro. Outra tática é substituir a segmentação pela personalização.

    Na segmentação, a instituição foca na faixa de renda e no tipo de comportamento dos clientes, classificando-os em perfis.

    Na personalização, o banco poderá, com auxílio de uma tecnologia que permite a análise de grande quantidade de dados, focar individualmente no cliente. Dessa maneira, o usuário poderá receber uma oferta do banco enquanto estiver concluindo uma transação.

    Um diferencial do Bradesco é que o seu banco digital deverá ter o mesmo apelo de uma rede social, como o Facebook ou o WhatsApp, canais com os quais grande parcela dos clientes já está familiarizada.


    Leia mais
    Contagem regressiva para o evento solar do ano!
    18/08/2016

     


    LINK P/ PDF
    http://www.intersolar.net.br/fileadmin/Intersolar-South-America/2_Exhibitor_Material_2016/ISSA_2016_Floor_Plan_Website.pdf


    LINK P/ LISTA DE EXPOSITORES
    http://www.intersolar.net.br/pt/inicio/para-visitantes/exposicao/expositores.html


    Conheça a importância do uso da energia solar

    Os constantes problemas ambientais causados pela utilização de energias não renováveis, aliados ao esgotamento dessas fontes, têm despertado o interesse pela utilização de fontes alternativas de energia.

    A energia solar é uma boa opção na busca por alternativas menos agressivas ao meio ambiente, pois consiste numa fonte energética renovável e limpa.


     

    Leia mais
    CONVITE: Homem de Engenharia das Comunicações, Inscreva-se!
    18/08/2016

    Leia mais
    GS1-BRASIL-Cadastro Nacional de Produtos-RFID com Base no Padrão EPC Global
    17/08/2016

    CNP - Cadastro Nacional de Produtos

    O Cadastro Nacional de Produtos é uma ferramenta online desenvolvida pela GS1 Brasil - Associação Brasileira de Automação para auxiliar as empresas no registro de seus produtos, facilitando a gestão e o controle da numeração de mercadorias e impressão do código de barras.

    Acesse o CNP versão 2.0

    Educação e Prática

    Tenha acesso aos principais eventos realizados pela GS1 Brasil em todo o país e conheça cases de projetos de sucesso e conteúdos para que você saiba mais sobre nossas soluções.

    Clique aqui para acessar

    Leia mais
    A RTI de agosto, que já está online, traz os fornecedores de software de gestão para provedores de Internet
    17/08/2016

    Leia mais
    LAUW 2016 - Latin American Utility Week 2016
    16/08/2016

    Durante os três dias de evento, serão apresentados estudos de caso, experiências e boas práticas nacionais e internacionais (incluindo latinoamericanas) que demonstram o sucesso da aplicação de tecnologia, além de focar nas necessidades e demandas das utilites, para a melhoria dos serviços para seus clientes. A Latin American Utility Week é um evento construído em parceria com Utilities para as Utilities!

    Serviços públicos e provedores de tecnologia – que desenvolvem soluções inovadoras para problemas difíceis – são destaque na LAUW, com informações sobre corte de custo e complexidade, além do aumento da eficiência operacional. Também serão apresentadas estratégias que permitam a integração em larga escala de ativos distribuídos, incluindo inovações dos mais variados mercados.

    Atenciosamente

    Ulisses Romão
    tecnica@tecnicatreinamentos.com.br

    Site:
    www.tecnicapro.com.br

    Blog:
    http://tecnica-treinamentosecursos.blogspot.com.br

    Leia mais
    Grupo Policom fecha parceria com APC
    16/08/2016

    Empresa do grupo Schneider Electric, a APC (American Power Conversion), desde maio, conta com o Grupo Policom em sua rede de parceiros comerciais.

    Com ampla gama de produtos e destaque global, a APC soma quase quatro décadas de atuação em pesquisa e desenvolvimento de soluções que dão confiabilidade em energia e infraestrutura física de TI, com seus produtos respondendo pela integração de soluções de infraestrutura, gerenciamento e segurança de dados que protegem empresas de todo o mundo.

    A parceria, informa Anderson Carvalho, gerente de Marketing do Grupo Policom, tem início com a distribuição de nobreaks, PDUs, racks para servidores, um sistema de gerenciamento de ambiente chamado NetBotz e ar condicionado de precisão. Desse modo, “oferecemos itens complementares às linhas de produtos e soluções em que somos referência no mercado de infraestrutura de TI e CFTV IP”, explica.

    “Com mais esta parceria, os integradores que usualmente trabalham com o Grupo Policom passam a ter mais uma opção de produtos focados em energia, principalmente em projetos de data center compactos com até 20 racks, perfil de projeto que não recebe muita atenção de distribuidores da APC”, comenta Gilmar Miralha, presidente do Grupo Policom.

    A esses diferenciais do Grupo Policom nessa parceria, o gerente de Marketing agrega a possibilidade de cross selling com soluções de cabeamento e segurança, com atenção especial aos canais que já conhecem APC e apoio àqueles que queiram diversificar a sua oferta de soluções.

    E mais: “nossa equipe já está capacitada a fornecer apoio técnico e comercial aos nossos parceiros, uma vez que já concluímos os treinamentos do fabricante”, frisa Miralha.

    Sobre o Grupo Policom

    Fundado em 1995, o Grupo Policom (www.grupopolicom.com.br) investe no atendimento do cliente com produtos de valor agregado e preço acessível, que pode ser adequado ao orçamento do cliente sem redução da qualidade final do projeto. Caracterizando-se, também, por atuação comercial flexível, o Grupo Policom insere inovação e criatividade em seu DNA, agregando entre seus diferenciais competitivos o fato de ser 100% brasileiro. Além disso, seus colaboradores são focados no desenvolvimento e na criação de soluções que atendem os clientes e transfiram conhecimento tanto aos parceiros comerciais, quanto ao cliente final.

    Essas características preservadas e fortalecidas ao longo de mais de 20 anos mantém o Grupo Policom como referência no mercado nacional de distribuição de produtos dos principais fabricantes do mercado, reconhecidos internacionalmente para Cabeamento Estruturado direcionados a aplicações de dados, voz, vídeo e controles prediais, e para CFTV IP. Sua atuação estende-se aos mais diversos setores produtivos, a exemplo de operação crítica, data centers, infraestrutura de transporte e logística, portos e aeroportos, ambientes corporativos, redes varejistas e shopping centers, hospitais, universidades, indústrias, estádios e arenas esportivas, estacionamentos etc.

    Com sede na capital paulista, é formado pelas empresas Policom SP (São Paulo-SP), Policom Rio (Rio de Janeiro-RJ), Paris Cabos (São Paulo-SP) e Policom Paraná (Curitiba-PR), mantendo colaboradores regionais para áreas específicas, como interior dos Estados de Santa Catarina, Paraná, São Paulo e Minas Gerais. O Policom Solution Center e o Paris Cabos Solution Center são espaços direcionados a treinamento, capacitação e demonstração das soluções de alta tecnologia comercializadas, funcionando como um showroom aberto à visitação pelos clientes, mediante agendamento prévio.

    Contando com estrutura logística em condições de atender a todo o território nacional, o Grupo Policom oferece suporte técnico e comercial aos seus clientes. O seu corpo de profissionais participa constantemente de cursos ministrados pelos fornecedores e parceiros, mantendo-se atualizados para orientar corretamente os clientes com relação às melhores soluções de conectividade e CFTV IP. Atualmente, o Grupo Policom possui diversos engenheiros, MBAs e RCDD entre seus mais de 120 colaboradores.


    Leia mais
    Brasil amplia sua participação em pesquisas sobre o grafeno
    15/08/2016

    Doze anos depois da descoberta do grafeno, diversos países continuam na corrida para conseguir produzir em grande escala e alta qualidade o material obtido do grafite. Fino, leve, resistente, impermeável e flexível, entre outros atributos, o grafeno tem as qualidades necessárias para aplicações em smartphones, tablets e televisores de ultradefinição de imagem, entre outras aplicações. O Brasil aumentou sua cota de participação nessa disputa com a inauguração este ano do Centro de Pesquisas Avançadas em Grafeno, Nanomateriais e Nanotecnologias (MackGraphe), no campus da Universidade Presbiteriana Mackenzie (UM), em São Paulo.

    A Valemam tem grande orgulho de ter uma de suas linhas de produtos como solução homologada para distribuição de toda infraestrutura elétrica e de rede nas novas instalações. O sistema articulado Linha Frog distribui infraestrutura para os equiamentos dos laboratórios de pesquisa. O projeto contempla uma área de 4 mil metros quadrados, distribuídos em nove pavimentos e conta com laboratórios e equipamentos de ponta e uma equipe de 15 pesquisadores, de quatro nacionalidades, especialistas em produção e caracterização do grafeno para aplicação industrial.

    As diretrizes de instalação da Linha Frog, foram elaboradas em conjunto com pesquisadores do Mackgraphe e equipe de engenharia do Mackenzie. Esta participação conjunta permitiu que todos os acessórios e conexões dos sistema Frog fossem pré fabricados na Valemam e entregues praticamente montados. A solução permitiu uma instalação simles, limpa e extremamente segura.

    "A Valemam tem grande satisfação em poder contribuir na construção da estrutura que permitirá os avanços no processamento do grafeno", afirma o Arquiteto Leandro Cardoso, gerente de projetos da Valemam.

    Entre as propriedades do material, o grafeno permite fabricar filtros que separarão o sal da água duas ou três vezes mais rápido que as dessalinizadoras atuais, assim como obter combustíveis que permitirão que os aviões alcancem maiores velocidades, otimizando o funcionamento do motor e reduzindo o consumo e a poluição ao meio ambiente. Além disso, o grafeno é cem vezes mais eficaz como condutor elétrico que o silício e mais forte que o diamante.

    O Brasil, tem grandes chances de explorar essa janela de oportunidade, uma vez que possui uma das maiores reservas de grafite (a matéria-prima do grafeno) no mundo.

    Veja esta reportagem na Revista Exame, que explica um pouco mais sobre o uso do grafeno.

    Saiba mais sobre a Linha Frog: uma solução inovadora que possui um inteligente sistema de tampas articuladas patenteado ela Valemam.


    Leia mais
    GIE de RH - Gestão competente e unificada no RH
    12/08/2016

    Leia mais
    GIE de Marketing -A comunicação como atitude - O poder da resiliência no processo de comunicação
    12/08/2016

    Leia mais
    Evento gratuito Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha
    04/08/2016

    Leia mais
    EVENTO GRATUITO : Convite : Treinamento de Controle e Proteção para Partida de Motores - ABB City América/SP
    02/08/2016

    Obs: Clique na imagem para fazer a sua inscrição. Caso não consiga acesse o link abaixo.

      http://www.abb.com/GLOBAL/GAD/GAD01366.NSF/wfrmForward?ReadForm&unid=0472319B76E88E45C1258001006CC161
      Temos vagas limitadas, portanto se inscreva o quanto antes! Responderemos se a sua inscrição foi ou não efetivada.

     

    Leia mais
    Próximo Treinamento The Icor - Top Tier
    02/08/2016

    COMUNICADO À IMPRENSA

     Certificação internacional ICOR TIFM 1000 agora totalmente em Português
     A TOP TIER, representante exclusiva para as certificações ICOR no Brasil, lançou em turma piloto, certificação TIFM1000 – Conhecimentos Essenciais em Ambientes Críticos (CETa) totalmente em Português.

     

    São Paulo, XX de junho de 2016 – Devido às diversas solicitações do mercado, a Top Tier, representante exclusiva do ICOR no Brasil, está oferecendo a Certificação TIFM1000 com todo o conteúdo, material de apoio e prova de certificação em Português.

     O primeiro curso piloto, realizado em maio, foi um sucesso. “Notamos que o curso em Português deu a oportunidade de mais profissionais terem acesso ao treinamento e certificação e também uma maior fluência para o curso.”, comentou José Roberto da Silva, diretor da Top Tier. O próximo treinamento ocorrerá em São Paulo nos dias 25 e 26 de agosto. Existe também a possibilidade de ministrá-lo em turmas fechadas.
     O TIFM1000 - Essential Knowledge for Critical Environments - Critical Environments Associate é um treinamento de dois dias que aborda os conhecimentos essenciais a todos os profissionais que trabalham em ambientes críticos (data centers, call centers, pesquisa e desenvolvimento, pesquisa universitária, hospitais, clean rooms, mesas de operação em bancos, locais de transmissão de radiodifusão e instalações industriais), independentemente de sua área de atuação ou nível hierárquico. Reconhecido mundialmente, o curso traz ao profissional uma visão abrangente e diferenciada, destacando-o no mercado.
    O treinamento aborda:

  • A Evolução dos Ambientes Críticos – Filosofia & Lições Aprendidas;
  •  
  • Contruindo um Ambiente Crítico – Lógica Inicial;
  •  
  • Infraestrutura – Classificação em Tiers conforme o Uptime;
  •  
  • Medição e Relatórios para um Planejamento de Capacidade Bem-sucedido;
  •  
  • Procedimentos – O que você deve ter?;
  •  
  • Manutenção de Infraestruturas Críticas;
  •  
  • Componentes Individuais de um Ambiente Crítico;
  •  
  • A Estética de Ambientes Críticos: Como um Ambiente Crítico Deve Ser.
  • Segundo Luís Dória, diretor da Top Tier: “É fato que para que ambientes de missão crítica, como Data Centers, sejam mais resilientes é fundamental que os responsáveis por projetá-los, operá-los e gerenciá-los estejam capacitados. É esta qualificação que o ICOR, juntamente com a TOP TIER, está trazendo ao mercado nacional. Os treinamentos ICOR são isentos e não possuem vínculo com fabricantes, o que os torna ainda mais interessantes, pois são mais abrangentes".

     Para mais informações sobre os cursos ICOR acesse www.theicor.com.br , envie um email: contato@theicor.com.br ou ligue para tel. 11-3280-8437.
       
     
    AGENDA
      Treinamento e Certificação TIFM 1000
      25 e 26 de agosto em São Paulo;


    Sobre o ICOR
    - Incorporando Cultura e Sistemas de Resiliência Organizacional, o  ICOR (www.theicor.org), sediado em Lombard, IL, Estados Unidos, é uma organização internacional sem fins lucrativos para o desenvolvimento profissional e credenciamento que fornece desenvolvimento profissional, certificação, liderança de pensamento e o que há de mais recente em pesquisas e tendências da indústria nas disciplinas que suportam a resiliência. O ICOR aborda a evolução das necessidades de negócios, governo, agências governamentais e não governamentais e também da sociedade para melhorar a sua resiliência e viabilidade como organizações individuais e dentro da comunidade como um todo.

     Sobre a Top Tier: A Top Tier (www.toptier.net.br), baseada em São Paulo, SP - Brasil, é uma empresa dedicada a prestar serviços para Data Centers e Sites de Missão Crítica e promover a sustentabilidade e a eficiência da infraestrutura dos sites, agregando valor ao negócio e à imagem corporativa de seus clientes.

     

    Informações para Contato:

     Lynnda Nelson, ICOR                                    José Roberto da Silva e Luís V. R. Dória
     Tel: +1 630-705-0910                                               Tel: +55 11 3280-8437 (32T0-TIER)
     e-mail: Lynnda@theicor.org                        e-mail: contato@toptier.net.br
     Web: www.theICOR.org                               Web: www.theicor.com.br / www.toptier.net.br

    Leia mais
    NOVIDADE - Conversor óptico Gigabit da Gerp IP tem alcance até 20 Km
    02/08/2016

    Fornece maior largura de banda e é indicado para extensão de backbone

    Os conversores de mídia 10/100/1000 RJ-45 da série Gigabit modelos CM1000MM-SC e CM1000SM20-SC Gerp IP – comercializados com exclusividade pelo Grupo Policom – ampliam a rede ligada em UTP via fibra óptica sem a degradação do desempenho e fornecendo maior largura de banda

    Estes modelos de conversores de mídia foram projetados para fibras multimodo com alcance de até 500 m e monomodo com alcance de até 20 km, sendo apropriados para a extensão de backbone e podem ser utilizados em conjunto com as soluções de CFTV IP da Gerp IP e outras aplicações de redes ópticas corporativas e industriais.

    Com fonte de energia inclusa, conector óptico SC e modo de operação full duplex ou half duplex, esses conversores têm garantia de 1 ano e manual em português, além de trabalharem com taxa de transferência em interface elétrica 10/100/1000 Mbps e interface óptica de 1.25 Gbps, entre outas características.

    Sobre o Grupo Policom

    Fundado em 1995, o Grupo Policom (www.grupopolicom.com.br) investe no atendimento do cliente com produtos de valor agregado e preço acessível, que pode ser adequado ao orçamento do cliente sem redução da qualidade final do projeto. Caracterizando-se, também, por atuação comercial flexível, o Grupo Policom insere inovação e criatividade em seu DNA, agregando entre seus diferenciais competitivos o fato de ser 100% brasileiro. Além disso, seus colaboradores são focados no desenvolvimento e na criação de soluções que atendem os clientes e transfiram conhecimento tanto aos parceiros comerciais, quanto ao cliente final.

    Essas características preservadas e fortalecidas ao longo desses 20 anos mantém o Grupo Policom como referência no mercado nacional de distribuição de produtos dos principais fabricantes do mercado, reconhecidos internacionalmente para Cabeamento Estruturado direcionados a aplicações de dados, voz, vídeo e controles prediais, e para CFTV IP. Sua atuação estende-se aos mais diversos setores produtivos, a exemplo de operação crítica, data centers, infraestrutura de transporte e logística, portos e aeroportos, ambientes corporativos, redes varejistas e shopping centers, hospitais, universidades, indústrias, estádios e arenas esportivas, estacionamentos etc.

    Com sede na capital paulista, é formado pelas empresas Policom SP (São Paulo-SP), Policom Rio (Rio de Janeiro-RJ), Paris Cabos (São Paulo-SP) e Policom Paraná (Curitiba-PR), mantendo representantes regionais para áreas específicas, como interior dos Estados de Santa Catarina, Paraná, São Paulo e Minas Gerais. O Policom Solution Center e o Paris Cabos Solution Center são espaços direcionados a treinamento, capacitação e demonstração das soluções de alta tecnologia comercializadas, funcionando como um showroom aberto à visitação pelos clientes, mediante agendamento prévio.

    Contando com estrutura logística em condições de atender a todo o território nacional, o Grupo Policom oferece suporte técnico e comercial aos seus clientes. O seu corpo de profissionais participa constantemente de cursos ministrados pelos fornecedores e parceiros, mantendo-se atualizados para orientar corretamente os clientes com relação às melhores soluções de conectividade. Atualmente, o Grupo Policom possui diversos engenheiros, MBAs e RCDD entre seus mais de 130 colaboradores.


    Leia mais
    Congresso Mundial de Engenharia de Custos e Gerenciamento de Projetos
    02/08/2016

    Leia mais
    Solicitamos à todos os nossos Parceiros e Associados, que as respectivas Empresas nos enviem as Vagas Disponiveis, para o envio de Currículos de Profissionais Capacitados e/ou Estágio.
    02/08/2016

    Solicitamos à todos os nossos Parceiros e Associados, que as respectivas Empresas nos enviem as Vagas Disponiveis, para o envio de Currículos de Profissionais Capacitados e/ou Estágio.

    Leia mais
    Redes Inteligentes - Smart Grid
    29/07/2016

    Redes Inteligentes - Smart Grid

    Conheça o projeto Redes Inteligentes (Smart Grid) da AES Eletropaulo: link Youtube

    Aula São Paulo - Projeto Smart Grid da AES Eletropaulo

    link Youtube

    Especialistas em energia enriquecem o Aula São Paulo e ajudam a pensar o futuro

    Diante de uma plateia atenta, três visões alimentaram ontem a curiosidade do público sobre as possibilidades para o futuro da energia nas metrópoles

    A abertura do Aula SP na tarde desta segunda-feira, 26, foi feita pelo secretário-chefe da Casa Civil do Estado de São Paulo, Edson Aparecido, por meio de vídeo especialmente gravado para a ocasião. O secretário é um entusiasta deste programa paulista - gratuito e aberto ao público - de atualização e debates.

    Logo após o secretário, o presidente da Emplasa, Renato Viégas, oficialmente agradeceu a presença do público de aproximadamente 200 pessoas e desejou uma tarde proveitosa a todos.

    O secretário Estadual de Energia, José Aníbal, também presente ao evento, fez uso da palavra e iniciou os trabalhos lembrando a importância da energia para São Paulo, terceiro maior conglomerado urbano do mundo, onde moram 22 milhões de pessoas, com todas as vantagens e desvantagens que estes números trazem. Aníbal mostrou uma foto antiga do centro da cidade, invocando tudo o que teve de ser construído nos últimos 140 anos e recordando a importância da energia elétrica para o crescimento da cidade. "O que vai ser exatamente o futuro, não sabemos. Mas, o que está claro é que a centralidade deverá estar na melhoria da qualidade de vida das pessoas. Para tanto, tudo o que puder ser adicionado em termos de qualidade vida, precisa ser feito urgentemente. O desafio da energia é enorme, no Brasil todo", concluiu.

    O vice-presidente da Eletropaulo, Sidney Simonaggio, empresa apoiadora desta edição do Aula SP, também fez uma pequena introdução ao encontro considerando as ligações históricas entre a Eletropaulo e a cidade de São Paulo: "estamos imbricados", lembrou o executivo.

    Carlos Leite, especialista da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU) da Universidade Mackenzie, foi o primeiro a falar, e também invocou o crescimento exponencial de São Paulo: "crescemos mais de 20.000% na mancha populacional e mais de 40.000% no tamanho da mancha urbana", ensinou. "Mas, as cidades sempre foram o centro das diversidades e sua potência está justamente na concentração da diversidade. São as correntes inovativas que fazem as transformações. Precisamos ter inteligência territorial para aproveitar as oportunidades e investir em infraestrutura", concluiu, adicionando que é preciso gerar "urbanidade" e resgatar a inteligência metropolitana. Para ele, devemos entender que vivemos hoje em sistemas complexos que demandam, mais do que nunca, uma abordagem sistêmica.

    O professor Sidnei Martini, prefeito do campus da Capital da Universidade de São Paulo (USP), comentou o Sistema Integrado de Gestão da Infraestrutura Urbana (Siginurb), projeto desenvolvido pelo Programa de Pesquisa e Experimentação para a Sustentabilidade do Campus (Propesc), que contempla, inclusive, o Plano Mestre de Iluminação do Campus da Capital da USP. Por sua apresentação, ficou claro que a Cidade Universitária é um excelente laboratório de pesquisa e experimentação para a aplicação de conceitos de cidade inteligente - com suas 80 mil pessoas circulando diariamente, 2.000 moradores, fauna e flora locais, etc -- e uma exigência altíssima, de primeiro mundo, em termos de serviços e infraestrutura.

    O prefeito Martini lembrou também que é preciso formar hoje "pessoas que vão operar cidades" e que um dos principais sensores atuais, a despeito de qualquer tecnologia de ponta, é o próprio cidadão, com todos os meios de que dispõe para participar e dar a sua opinião.

    Sidney Simonaggio, VP da Eletropaulo, retomou a palavra ao final e contou um pouco do imenso desafio da empresa para atender e distribuir energia elétrica para uma cidade como São Paulo, pelo menos quatro vezes mais densa do que o Rio de Janeiro. Segundo ele, foi a tecnologia que permitiu o telegerenciamento que de fato diminuiu custos e aumentará a qualidade dos serviços. Simonaggio também comentou rapidamente a experiência de sua empresa em Barueri, o primeiro município em região metropolitana do Brasil a ter rede inteligente de distribuição de energia até 2015. A concessionária está investindo por lá mais de R$ 70 milhões, como o maior projeto "Smart Grid" do país, que contemplará 60 mil clientes, beneficiando cerca de 250 mil pessoas.

    O mediador e editor das perguntas, ao final do debate, foi o jornalista Matthew Shirts, redator-chefe da revista National Geographic Brasil, coordenador do site Planeta Sustentável e colunista da Veja São Paulo.

    O QUE É AULA SP

    Aula São Paulo é um projeto desenvolvido desde 2012 pela SDM e pela Emplasa que tem por objetivo receber a visita de especialistas em desenvolvimento urbano de renome nacional e internacional para apresentar, aberta e gratuitamente, boas práticas mundiais em planejamento e governança metropolitana.

    AES ELETROPAULO. Workshop Smart Grid - FIESP 29/07/2015

    link PDF

    AES Eletropaulo detalha o projeto Smart Grid de Barueri

    link PDF SmartGrid
    link PDF SmartEnergy
    link SmartGridToday
    link Youtube

    Leia mais
    Gerp IP lança Conversor Óptico Fast Ethernet para ST/SC Multimodo com alcance de 2 km
    27/07/2016

    Comercializado com exclusividade pelo Grupo Policom, podem ser usados com soluções de CFTV IP

    Os conversores de mídia da série Fast Ethernet são fabricados pela Gerp IP em dois modelos: CM100MM-SC e CM100MM-ST. Entre os diferenciais está a capacidade de ampliar a rede ligada em UTP via fibra óptica sem a degradação do desempenho e fornecer maior largura de banda.

    Projetados para fibras multimodo com alcance de até 2 km, esses modelos de conversor de mídia são apropriados para a extensão de backbone e podem ser utilizados também em conjunto com as soluções de CFTV IP da Gerp IP e em outras aplicações de redes ópticas corporativas e industriais.

    Os produtos são compatíveis com os protocolos IEEE802.3i 10 Base-T standard e IEEE802.3u 100Base – TX/FX standard; possuem conector óptico SC ou ST e buffer embutido de Max.2M; operam no modo full duplex ou half duplex; contam com garantia de 1 ano e manual em português.

    Sobre o Grupo Policom

    Fundado em 1995, o Grupo Policom (www.grupopolicom.com.br) investe no atendimento do cliente com produtos de valor agregado e preço acessível, que pode ser adequado ao orçamento do cliente sem redução da qualidade final do projeto. Caracterizando-se, também, por atuação comercial flexível, o Grupo Policom insere inovação e criatividade em seu DNA, agregando entre seus diferenciais competitivos o fato de ser 100% brasileiro. Além disso, seus colaboradores são focados no desenvolvimento e na criação de soluções que atendem os clientes e transfiram conhecimento tanto aos parceiros comerciais, quanto ao cliente final.

    Essas características preservadas e fortalecidas ao longo desses 20 anos mantém o Grupo Policom como referência no mercado nacional de distribuição de produtos dos principais fabricantes do mercado, reconhecidos internacionalmente para Cabeamento Estruturado direcionados a aplicações de dados, voz, vídeo e controles prediais, e para CFTV IP. Sua atuação estende-se aos mais diversos setores produtivos, a exemplo de operação crítica, data centers, infraestrutura de transporte e logística, portos e aeroportos, ambientes corporativos, redes varejistas e shopping centers, hospitais, universidades, indústrias, estádios e arenas esportivas, estacionamentos etc.

    Com sede na capital paulista, é formado pelas empresas Policom SP (São Paulo-SP), Policom Rio (Rio de Janeiro-RJ), Paris Cabos (São Paulo-SP) e Policom Paraná (Curitiba-PR), mantendo representantes regionais para áreas específicas, como interior dos Estados de Santa Catarina, Paraná, São Paulo e Minas Gerais. O Policom Solution Center e o Paris Cabos Solution Center são espaços direcionados a treinamento, capacitação e demonstração das soluções de alta tecnologia comercializadas, funcionando como um showroom aberto à visitação pelos clientes, mediante agendamento prévio.

    Contando com estrutura logística em condições de atender a todo o território nacional, o Grupo Policom oferece suporte técnico e comercial aos seus clientes. O seu corpo de profissionais participa constantemente de cursos ministrados pelos fornecedores e parceiros, mantendo-se atualizados para orientar corretamente os clientes com relação às melhores soluções de conectividade. Atualmente, o Grupo Policom possui diversos engenheiros, MBAs e RCDD entre seus mais de 130 colaboradores.


    Leia mais
    PROJETO DE NORMA - CABEAMENTO ESTRUTURADO INDUSTRIAL
    20/07/2016

    INFORMATIVO
      Ref.: Projeto ABNT NBR 16521 – Cabeamento estruturado industrial

     Prezados colegas!

     A ABNT- Associação Brasileira de Normas Técnicas mantém um sistema de alertas sobre publicações de normas, incluindo a consulta nacional sobre projetos e revisões de normas já existentes nos diversos comitês, sendo que, qualquer usuário após cadastro pode escolher de qual ou quais comitês ele deseja receber os alertas.
      O processo de consulta nacional é muito democrático, todos podem opinar sobre os projetos, fazer considerações e anexar documentos de forma que, se as colocações forem pertinentes, o projeto será revisado e posto novamente para consulta nacional.
      Com a intensão de divulgar e principalmente de estimular a participação dos profissionais na elaboração e revisão das normas técnicas, estou encaminhando esse link para acesso ao sistema.

     Link para o CB-003 Eletricidade ABNT.
      http://www.abntonline.com.br/consultanacional/projet.aspx?ID=23778

     Link para baixar na íntegra o arquivo do projeto de norma Cabeamento Estruturado Industrial, com prazo de encerramento da consulta nacional para 04/08/2016.
      https://www.dropbox.com/s/ehp4pcb0ptitbns/PROJETO%20DE%20NORMA-CABEAMENTO%20INDUSTRIAL.pdf?dl=0

     Um grande abraço a todos!

     Ulisses Ricardo Romão
      Consultor em Instalações Prediais

     Técnica – Treinamentos & Cursos
      Av. Sarah Veloso, 597 – Salas 1 – Osasco – SP – CEP: 06150-000
      Telefones: 11-2815-1285
      www.tecnicapro.com.br

    Leia mais
    ENIE 2016ENIE 2016 16ª Feira e Encontro Nacional de Instalações Elétricas
    20/07/2016

    Venham Conferir!

    Leia mais
    Grupo Policom é certificado Duns Number
    13/07/2016

    O Grupo Policom – referência nacional em infraestrutura e cabeamento estruturado para dados, voz, vídeo, controles prediais e soluções de CFTV IP – soma mais uma conquista à sua lista de reconhecimentos em âmbito técnico, comercial e administrativo-financeiro. Desde junho, o Grupo Policom é Duns Number.

    Essa certificação – como explica Fulvio Alessandre, diretor Financeiro do Grupo Policom – garante “a integridade da empresa e informa a eventuais fornecedores externos que a Policom está estabelecida, tem endereço fixo e apresenta as informações contáveis que atestam boa saúde financeira”.

    Com validade de dois anos, o Duns Number é um importante reconhecimento internacional de crédito, usualmente consultado por traders, principalmente na Ásia, antes de negociarem com possíveis compradores. Nesse sentido, o certificado melhora a confiança do cliente na negociação com a empresa; indica que a empresa adota padrões internacionais de normalização, introduz informações corporativas básicas verificadas pela D&B e, desse modo, encurta o ciclo de potenciais clientes de tomada de decisão antes de analisar a D & B comercial sobre a empresa. Além disso, melhora a precisão das transações na web, a construção de um ambiente de negócios transparente e se constitui diferencial e garantia de identidade de empresas que atuam no B2B.

    A certificação é emitida pela Dun& Bradstreet, que nasceu em Nova Jersey em 1841 e atualmente está consolidada em mais de 220 países, com uma base de dados de mais de 230 milhões de empresas. Presente no Brasil há mais de 100 anos, é considerada a empresa mais importante no mercado de informações comerciais do mundo, sendo mundialmente reconhecida pela qualidade e eficiência no fornecimento de informações comerciais, de bases de dados e de análises de riscos e fornecedores.

    Sobre o Grupo Policom

    Fundado em 1995, o Grupo Policom (www.grupopolicom.com.br) investe no atendimento do cliente com produtos de valor agregado e preço acessível, que pode ser adequado ao orçamento do cliente sem redução da qualidade final do projeto. Caracterizando-se, também, por atuação comercial flexível, o Grupo Policom insere inovação e criatividade em seu DNA, agregando entre seus diferenciais competitivos o fato de ser 100% brasileiro. Além disso, seus colaboradores são focados no desenvolvimento e na criação de soluções que atendem os clientes e transfiram conhecimento tanto aos parceiros comerciais, quanto ao cliente final.

    Essas características preservadas e fortalecidas ao longo de mais de 20 anos mantém o Grupo Policom como referência no mercado nacional de distribuição de produtos dos principais fabricantes do mercado, reconhecidos internacionalmente para Cabeamento Estruturado direcionados a aplicações de dados, voz, vídeo e controles prediais, e para CFTV IP. Sua atuação estende-se aos mais diversos setores produtivos, a exemplo de operação crítica, data centers, infraestrutura de transporte e logística, portos e aeroportos, ambientes corporativos, redes varejistas e shopping centers, hospitais, universidades, indústrias, estádios e arenas esportivas, estacionamentos etc.

    Com sede na capital paulista, é formado pelas empresas Policom SP (São Paulo-SP), Policom Rio (Rio de Janeiro-RJ), Paris Cabos (São Paulo-SP) e Policom Paraná (Curitiba-PR), mantendo colaboradores regionais para áreas específicas, como interior dos Estados de Santa Catarina, Paraná, São Paulo e Minas Gerais. O Policom Solution Center e o Paris Cabos Solution Center são espaços direcionados a treinamento, capacitação e demonstração das soluções de alta tecnologia comercializadas, funcionando como um showroom aberto à visitação pelos clientes, mediante agendamento prévio.

    Contando com estrutura logística em condições de atender a todo o território nacional, o Grupo Policom oferece suporte técnico e comercial aos seus clientes. O seu corpo de profissionais participa constantemente de cursos ministrados pelos fornecedores e parceiros, mantendo-se atualizados para orientar corretamente os clientes com relação às melhores soluções de conectividade e CFTV IP. Atualmente, o Grupo Policom possui diversos engenheiros, MBAs e RCDD entre seus mais de 120 colaboradores.


    Leia mais
    Treinamento NR10 - ( 23 e 30/07)
    12/07/2016

    Leia mais
    Treinamento GRATUITO - Parceria - UBIC e MP Consultoria
    12/07/2016

    Leia mais
    DC POWER: certificação no Grupo Policom em agosto de 2016
    11/07/2016

    No período de 8 a 10 de agosto, o Grupo Policom, em parceria com a Datacenter Dynamics (DCD), promove a certificação DC Power, focado em consumo energético em Data Center.

    Escolhido em 2013 pelo DCD como parceiro na atividade de cursos de certificação para as regiões brasileiras Sul e Sudeste, o Grupo Policom oferece 10% de desconto na inscrição de seus parceiros. Informações e inscrição pelo e-mail mkt@policom.com.br ou pelo telefone 11 – 2065-0800, com Anderson Carvalho ou Tatiana Ferreira, respectivamente gerente e assistente de Marketing do Grupo Policom.

    A certificação, teórica e prática, será desenvolvida no Policom Solution Center, no bairro paulistano do Ipiranga. O investimento é de US$ 2.250.

    Durante o curso DC Power, serão desenvolvidos temas tais como introdução ao consumo energético de Data Center; fundamentos da energia e o fornecimento elétrico; definição da carga de dupla conexão e distribuição energética; arquitetura da energia; fiabilidade, disponibilidade, MTBF e MTTR; topologia de UPS, estáticos e rotativos; geração de energia de emergência; DRUPS; armazenamento de energia em baterias e armazenamento alternativo de energia.

    “Com essas certificações em parceria com a Data Center Dynamics, o Grupo Policom contribui para o desenvolvimento dos profissionais brasileiros interessados em atuar na implementação e na manutenção de infraestruturas de Data Center e soma forças com a DCD na qualificação de alto nível no setor de TI brasileiro”, comenta Anderson Carvalho, gerente de Marketing do Grupo Policom, explicando que “os treinamentos são ministrados em vários níveis, tratando dos elementos-chave que influenciam o projeto de data center moderno, desde a escolha do local da infraestrutura à área de cabeamento, centrando-se nas competências necessárias para entender os conceitos de design nas interdependências associadas a cada disciplina. Além disso, certificam e fornecem conhecimento e informações sobre as melhores práticas para os profissionais de data centers que, usualmente, são provenientes de áreas diversas e necessitam convergir as multidisciplinas que circulam no ambiente de um data center”

    Sobre o Grupo Policom

    Fundado em 1995, o Grupo Policom (www.grupopolicom.com.br) investe no atendimento do cliente com produtos de valor agregado e preço acessível, que pode ser adequado ao orçamento do cliente sem redução da qualidade final do projeto. Caracterizando-se, também, por atuação comercial flexível, o Grupo Policom insere inovação e criatividade em seu DNA, agregando entre seus diferenciais competitivos o fato de ser 100% brasileiro. Além disso, seus colaboradores são focados no desenvolvimento e na criação de soluções que atendem os clientes e transfiram conhecimento tanto aos parceiros comerciais, quanto ao cliente final.

    Essas características preservadas e fortalecidas ao longo desses 20 anos mantém o Grupo Policom como referência no mercado nacional de distribuição de produtos dos principais fabricantes do mercado, reconhecidos internacionalmente para Cabeamento Estruturado direcionados a aplicações de dados, voz, vídeo e controles prediais, e para CFTV IP. Sua atuação estende-se aos mais diversos setores produtivos, a exemplo de operação crítica, data centers, infraestrutura de transporte e logística, portos e aeroportos, ambientes corporativos, redes varejistas e shopping centers, hospitais, universidades, indústrias, estádios e arenas esportivas, estacionamentos etc.

    Com sede na capital paulista, é formado pelas empresas Policom SP (São Paulo-SP), Policom Rio (Rio de Janeiro-RJ), Paris Cabos (São Paulo-SP) e Policom Paraná (Curitiba-PR), mantendo representantes regionais para áreas específicas, como interior dos Estados de Santa Catarina, Paraná, São Paulo e Minas Gerais. O Policom Solution Center e o Paris Cabos Solution Center são espaços direcionados a treinamento, capacitação e demonstração das soluções de alta tecnologia comercializadas, funcionando como um showroom aberto à visitação pelos clientes, mediante agendamento prévio.

    Contando com estrutura logística em condições de atender a todo o território nacional, o Grupo Policom oferece suporte técnico e comercial aos seus clientes. O seu corpo de profissionais participa constantemente de cursos ministrados pelos fornecedores e parceiros, mantendo-se atualizados para orientar corretamente os clientes com relação às melhores soluções de conectividade. Atualmente, o Grupo Policom possui diversos engenheiros, MBAs e RCDD entre seus mais de 130 colaboradores.

    Leia mais
    Lançamento Gerp IP: Conversor Fast Ethernet 10-100TX para Monomodo 100Base-FX atua na extensão de backbone
    07/07/2016

    Impede a degradação do desempenho e tem 1 ano de garantia

    Atendendo os protocolos IEEE802.3i 10 Base-T standard e IEEE802.3u 100Base – TX/FX standard e fornecido com fonte de energia inclusa, o conversor de mídia monomodo CM100SM20-SC GERP IP amplia a rede ligada em UTP via fibra óptica com os benefícios de impedir a degradação do desempenho e fornecer maior largura de banda.

    Este modelo de conversor de mídia foi projetado para fibras monomodo com distância de até 20 Km, sendo apropriado para a extensão de backbone. Conta com conector óptico tipo SC e trabalha no modo full duplex ou half duplex; com taxa de transferência em interface elétrica de 10/100Mbps e óptica de 100 Base-FX, além de possuir interface UTP RJ-45/SC.

    A linha de produtos da Gerp IP é comercializada com exclusividade pelo Grupo Policom e tem garantia de 1 ano.

    Sobre o Grupo Policom

    Fundado em 1995, o Grupo Policom (www.grupopolicom.com.br) investe no atendimento do cliente com produtos de valor agregado e preço acessível, que pode ser adequado ao orçamento do cliente sem redução da qualidade final do projeto. Caracterizando-se, também, por atuação comercial flexível, o Grupo Policom insere inovação e criatividade em seu DNA, agregando entre seus diferenciais competitivos o fato de ser 100% brasileiro. Além disso, seus colaboradores são focados no desenvolvimento e na criação de soluções que atendem os clientes e transfiram conhecimento tanto aos parceiros comerciais, quanto ao cliente final.

    Essas características preservadas e fortalecidas ao longo de mais de 20 anos mantém o Grupo Policom como referência no mercado nacional de distribuição de produtos dos principais fabricantes do mercado, reconhecidos internacionalmente para Cabeamento Estruturado direcionados a aplicações de dados, voz, vídeo e controles prediais, e para CFTV IP. Sua atuação estende-se aos mais diversos setores produtivos, a exemplo de operação crítica, data centers, infraestrutura de transporte e logística, portos e aeroportos, ambientes corporativos, redes varejistas e shopping centers, hospitais, universidades, indústrias, estádios e arenas esportivas, estacionamentos etc.

    Com sede na capital paulista, é formado pelas empresas Policom SP (São Paulo-SP), Policom Rio (Rio de Janeiro-RJ), Paris Cabos (São Paulo-SP) e Policom Paraná (Curitiba-PR), mantendo colaboradores regionais para áreas específicas, como interior dos Estados de Santa Catarina, Paraná, São Paulo e Minas Gerais. O Policom Solution Center e o Paris Cabos Solution Center são espaços direcionados a treinamento, capacitação e demonstração das soluções de alta tecnologia comercializadas, funcionando como um showroom aberto à visitação pelos clientes, mediante agendamento prévio.

    Contando com estrutura logística em condições de atender a todo o território nacional, o Grupo Policom oferece suporte técnico e comercial aos seus clientes. O seu corpo de profissionais participa constantemente de cursos ministrados pelos fornecedores e parceiros, mantendo-se atualizados para orientar corretamente os clientes com relação às melhores soluções de conectividade e CFTV IP. Atualmente, o Grupo Policom possui diversos engenhei


    Leia mais
    Design para ambientes de saúde (Valemam)
    01/07/2016

    Será que os ambientes hospitalares estão sendo projetados pensando no bem estar do paciente e de seus familiares ?

    Então, porque a grande maioria ainda reclama das longas esperas e da falta de infraestrutura de tomadas elétricas e pontos de rede que facilitem a conectividade ?

    Este e outros assuntos foram discutidos na Hospitalar 2016 e a Valemam compartilhar com você um pouco do que rolou !

    Design com foco no usuário nos ambientes de saúde

    Leia mais
    NOVIDADE - Switch 5 portas PoE compatível com dispositivos Ethernet: lançamento da Gerp IP
    01/07/2016

    Switch 5 portas PoE compatível com dispositivos Ethernet: lançamento da Gerp IP

    Com manual em português, LEDs indicativos e fonte de alimentação incluída, o switch SW5P4POE-AF – fabricado pela Gerp IP e comercializado com exclusividade pelo grupo Policom – possui cinco portas Fast Ethernet, sendo quatro portas UTP 10/100BASE-TX 802.3af PoE e uma porta de uplink 10/100BASE-TX.

    O SW5P4POE-AF Gerp IP suporta um budget PoE de 60 watts para acionar até 4 dispositivos energizados compatíveis com o padrão IEEE 802.3af. A isso soma-se o recurso PoE, que torna o SW5P4POE-AF seja uma solução eficiente em termos de custo para SMB, SOHO e outros mercados similares, podendo ser instalado na rede PoE para os pontos de acesso remoto, para câmeras IP ou telefones IP em qualquer local de maneira fácil e eficiente.

    O produto é fornecido com eficiente central de comutação incorporada para implementar controle de fluxo e reduzir os pacotes de transmissão; atende os requisitos do padrão Ethernet IEEE802.3, Fast Ethernet IEEE802.3u, Controle de Fluxo IEEE802.3x, PoE IEEE802.3af; identifica automaticamente cabos diretos ou cabos cruzados 10/100Base-TX com função Auto MDI/MDI-X; é compatível com dispositivos Ethernet; e possui mecanismo store-and-forward para evitar perda de pacote e erros dos frames.

    A essas características soma, ainda, suporte aos modos de fluxo full duplex e half duplex; portas em cobre suportam a proteção ESD e capacidade de suportar Jumbo Frames de no máximo 1552 byte

    Sobre o Grupo Policom

    Fundado em 1995, o Grupo Policom (www.grupopolicom.com.br) investe no atendimento do cliente com produtos de valor agregado e preço acessível, que pode ser adequado ao orçamento do cliente sem redução da qualidade final do projeto. Caracterizando-se, também, por atuação comercial flexível, o Grupo Policom insere inovação e criatividade em seu DNA, agregando entre seus diferenciais competitivos o fato de ser 100% brasileiro. Além disso, seus colaboradores são focados no desenvolvimento e na criação de soluções que atendem os clientes e transfiram conhecimento tanto aos parceiros comerciais, quanto ao cliente final.

    Essas características preservadas e fortalecidas ao longo de mais de 20 anos mantém o Grupo Policom como referência no mercado nacional de distribuição de produtos dos principais fabricantes do mercado, reconhecidos internacionalmente para Cabeamento Estruturado direcionados a aplicações de dados, voz, vídeo e controles prediais, e para CFTV IP. Sua atuação estende-se aos mais diversos setores produtivos, a exemplo de operação crítica, data centers, infraestrutura de transporte e logística, portos e aeroportos, ambientes corporativos, redes varejistas e shopping centers, hospitais, universidades, indústrias, estádios e arenas esportivas, estacionamentos etc.

    Com sede na capital paulista, é formado pelas empresas Policom SP (São Paulo-SP), Policom Rio (Rio de Janeiro-RJ), Paris Cabos (São Paulo-SP) e Policom Paraná (Curitiba-PR), mantendo colaboradores regionais para áreas específicas, como interior dos Estados de Santa Catarina, Paraná, São Paulo e Minas Gerais. O Policom Solution Center e o Paris Cabos Solution Center são espaços direcionados a treinamento, capacitação e demonstração das soluções de alta tecnologia comercializadas, funcionando como um showroom aberto à visitação pelos clientes, mediante agendamento prévio.

    Contando com estrutura logística em condições de atender a todo o território nacional, o Grupo Policom oferece suporte técnico e comercial aos seus clientes. O seu corpo de profissionais participa constantemente de cursos ministrados pelos fornecedores e parceiros, mantendo-se atualizados para orientar corretamente os clientes com relação às melhores soluções de conectividade e CFTV IP. Atualmente, o Grupo Policom possui diversos engenheiros, MBAs e RCDD entre seus mais de 120 colaboradores.


    Leia mais
    Webinars: Grupo Policom promove eventos gratuitos em parceria com fabricantes
    30/06/2016

    Eventos gratuitos de julho a setembro são instrumento de disseminação do conhecimento

    Referência no mercado nacional de distribuição de produtos dos principais fabricantes do mercado, reconhecidos internacionalmente para Cabeamento Estruturado direcionados a aplicações de dados, voz, vídeo e controles prediais, e para CFTV IP, o Grupo Policom alinha entre suas metas o compartilhamento de conhecimento técnicos de forma a fortalecer as empresas parceiras e os profissionais do setor, mantendo-os atualizados com as tecnologias de ponta em infraestrutura de rede de dados e CFTV IP.

    A manutenção de dois centros de tecnologia – Policom Solution Center e Paris Cabos Solution Center – favorece o cumprimento desse objetivo e, aproveitando a infraestrutura existente nesses espaços, onde todas as tecnologias comercializadas estão em funcionamento, o Grupo Policom promove webinars gratuitos para apresentação de soluções.

    Os webinars são ministrados pelo corpo técnico do Grupo Policom e de fabricantes reconhecidos pela qualidade e pelo investimento em Pesquisa e Desenvolvimento de tecnologias, esses seminários via internet trazem ainda informações comerciais, úteis para que os canais de integração viabilizem projetos e instalações.

    Para os meses de julho a setembro serão promovidos seis webinars interativos com uma hora de duração. Realizados sempre às 10h, enfocarão soluções Dutotec para cabeamento estruturado; Câmeras Speed Dome Optera by Pelco; soluções Vault para controle de acesso; Optifiber OTDR da Fluke Networks; identificação em ambientes de datacenter com soluções Brady; e Nova Geração Sarix Professional II, da Pelco by Schneider Electric.

    Gratuitos e com inscrições na seção Eventos no site do Grupo Policom, os cursos agendados são:

    05.07.2016 - Marcelo Medeiros, da Dutotec, enfoca a solução para Cabeamento Estruturado Dutotec Cad. Entre os assuntos a serem tratados estão: agilização na elaboração de projetos de cabeamento estruturado de forma muito mais rápida; cálculo e dimensionamento de dutos e formas de obtenção de lista de materiais com especificação de forma prática das peças a serem usadas.

    12.07.2016 - Luis Ceciliato, engenheiro de aplicação e de produto da Pelco by Schneider Electric, apresentará o webinar “Câmeras Speed Dome Optera by Pelco: a solução panorâmica mais robusta do mercado”. A câmera Optera™ IMM Series com SureVision™ 2.0 possibilita experiência Panomersive com percepção situacional perfeita, resultando em imagens panorâmicas únicas e sem emendas. A IMM Series também permite dar zoom para visualizar detalhes dentro de imagens imersivas múltiplas e intuitivas a partir de um sistema de gerenciamento de vídeo (VMS). A IMM Series integra o vídeo de modo transparente em todos os sensores da câmera, oferecendo uma experiência de usuário perfeita, desde a configuração até a visualização. No webinar serão enfocados assuntos relativos às principais características, vantagens e diferenciais exclusivos das câmeras Optera, os modelos disponíveis, projeto e utilização da tecnologia da Optera, entre outros.

    26.07.2016 – As soluções para controle de acesso Vault, as aplicações da arquitetura modular e flexível de controle de acesso IP e as plataforma enterprise de controle de acesso e suas integrações com plataformas de vídeo, incêndio, elevadores e alarmes, entre outros, serão temas apresentados por Adriana Amaral, gerente de Contas da Vault.

    02.08.2016 – “OptiFiber OTDR - Como é onde o OTDR poderá te ajudar em seu dia-a-dia”. Com esse tema, Richard Landim – especialista em vendas de produtos para o mercado brasileiro, da Fluke Networks – o webinar falará sobre o OptiFiber Pro, que se constitui o primeiro OTDR criado especialmente para testes de fibra óptica em empresas e que tem o objetivo de reduzir custos enquanto aumenta a produtividade e aprimora a confiabilidade da rede. A solução também é o primeiro OTDR com uma interface de usuário de smartphone. Além disso, caracteriza-se por zonas neutras de atenuação e evento mais curtas da indústria, permite  aceleração da certificação de fibra com configuração e rastreamento rápidos, e conta com o SmartLoop OTDR, que introduz os testes de duas fibras em um único teste, eliminando a necessidade de viajar à outra extremidade da conexão para executar os testes, além de permitir personalização das pastas de projeto e configurações personalizadas para projetos e usuários, com reflexos positivos na utilização dos recursos, e simplificar o uso com o modo "DataCenter OTDR™" e visualização EventMap™.

    16.08.2016 – A identificação em ambientes de data center, incluindo normas que ajudam na identificação, o impacto de uma identificação errada e os benefícios de uma identificação para o instalador e para o cliente, serão assuntos enfocados por Luiz Figueiredo, da Brady.

    06.09.2016 - Luis Ceciliato – engenheiro de aplicação e produtos da Schneider Electric – apresenta a nova Geração Sarix Professional II, falando das opções disponíveis para projeto, diferenciais e vantagens, verticais de atuação, VMSs compatíveis e ferramentas para dimensionamento.

    Sobre o Grupo Policom

    Fundado em 1995, o Grupo Policom (www.grupopolicom.com.br) investe no atendimento do cliente com produtos de valor agregado e preço acessível, que pode ser adequado ao orçamento do cliente sem redução da qualidade final do projeto. Caracterizando-se, também, por atuação comercial flexível, o Grupo Policom insere inovação e criatividade em seu DNA, agregando entre seus diferenciais competitivos o fato de ser 100% brasileiro. Além disso, seus colaboradores são focados no desenvolvimento e na criação de soluções que atendem os clientes e transfiram conhecimento tanto aos parceiros comerciais, quanto ao cliente final.

    Essas características preservadas e fortalecidas ao longo de mais de 20 anos mantém o Grupo Policom como referência no mercado nacional de distribuição de produtos dos principais fabricantes do mercado, reconhecidos internacionalmente para Cabeamento Estruturado direcionados a aplicações de dados, voz, vídeo e controles prediais, e para CFTV IP. Sua atuação estende-se aos mais diversos setores produtivos, a exemplo de operação crítica, data centers, infraestrutura de transporte e logística, portos e aeroportos, ambientes corporativos, redes varejistas e shopping centers, hospitais, universidades, indústrias, estádios e arenas esportivas, estacionamentos etc.

    Com sede na capital paulista, é formado pelas empresas Policom SP (São Paulo-SP), Policom Rio (Rio de Janeiro-RJ), Paris Cabos (São Paulo-SP) e Policom Paraná (Curitiba-PR), mantendo colaboradores regionais para áreas específicas, como interior dos Estados de Santa Catarina, Paraná, São Paulo e Minas Gerais. O Policom Solution Center e o Paris Cabos Solution Center são espaços direcionados a treinamento, capacitação e demonstração das soluções de alta tecnologia comercializadas, funcionando como um showroom aberto à visitação pelos clientes, mediante agendamento prévio.

    Contando com estrutura logística em condições de atender a todo o território nacional, o Grupo Policom oferece suporte técnico e comercial aos seus clientes. O seu corpo de profissionais participa constantemente de cursos ministrados pelos fornecedores e parceiros, mantendo-se atualizados para orientar corretamente os clientes com relação às melhores soluções de conectividade e CFTV IP. Atualmente, o Grupo Policom possui diversos engenheiros, MBAs e RCDD entre seus mais de 120 colaboradores.

    Leia mais
    Evento de Lançamento - Soluções APC e DAHUA no Grupo Policom
    29/06/2016

    Leia mais
    Fluke DTX-1800: tema de treinamento em julho
    28/06/2016

    Conheça melhor seu Fluke DTX-1800 e saiba como aproveitar o máximo dele nas certificações de cabeamento em par trançado. Com este objetivo, o Grupo Policom, a Fluke Networks e a Apogee Consultoria realizam treinamento no dia 4 de julho, no Policom Solution Center, no bairro paulistano do Ipiranga.

    Direcionado a proprietários do certificador DTX 1800, fabricado pela Fluke Networks, o treinamento é prático e enfoca certificação de cabeamento par trançado nas categorias 5e e 6.

    Durante todo o dia, o instrutor Marcelo Barboza, RCDD e diretor da Apogee Consultoria tratará de temas tais como: principais normas de cabeamento UTP, categorias de cabos, pinagens T568A e T568B, modelos de teste (Permanent Link e Canal), adaptadores de link, configuração do equipamento, autotestes em par trançado e diagnóstico avançado com HDTDX e HDTDR.

    Com vagas limitadas, o treinamento tem o custo de R$ 400,00. Informações e inscrições pelo email mkt@policom.com.br.

    Sobre o Grupo Policom

    Fundado em 1995, o Grupo Policom (www.grupopolicom.com.br) investe no atendimento do cliente com produtos de valor agregado e preço acessível, que pode ser adequado ao orçamento do cliente sem redução da qualidade final do projeto. Caracterizando-se, também, por atuação comercial flexível, o Grupo Policom insere inovação e criatividade em seu DNA, agregando entre seus diferenciais competitivos o fato de ser 100% brasileiro. Além disso, seus colaboradores são focados no desenvolvimento e na criação de soluções que atendem os clientes e transfiram conhecimento tanto aos parceiros comerciais, quanto ao cliente final.

    Essas características preservadas e fortalecidas ao longo desses 20 anos mantém o Grupo Policom como referência no mercado nacional de distribuição de produtos dos principais fabricantes do mercado, reconhecidos internacionalmente para Cabeamento Estruturado direcionados a aplicações de dados, voz, vídeo e controles prediais, e para CFTV IP. Sua atuação estende-se aos mais diversos setores produtivos, a exemplo de operação crítica, data centers, infraestrutura de transporte e logística, portos e aeroportos, ambientes corporativos, redes varejistas e shopping centers, hospitais, universidades, indústrias, estádios e arenas esportivas, estacionamentos etc.

    Com sede na capital paulista, é formado pelas empresas Policom SP (São Paulo-SP), Policom Rio (Rio de Janeiro-RJ), Paris Cabos (São Paulo-SP) e Policom Paraná (Curitiba-PR), mantendo representantes regionais para áreas específicas, como interior dos Estados de Santa Catarina, Paraná, São Paulo e Minas Gerais. O Policom Solution Center e o Paris Cabos Solution Center são espaços direcionados a treinamento, capacitação e demonstração das soluções de alta tecnologia comercializadas, funcionando como um showroom aberto à visitação pelos clientes, mediante agendamento prévio.

    Contando com estrutura logística em condições de atender a todo o território nacional, o Grupo Policom oferece suporte técnico e comercial aos seus clientes. O seu corpo de profissionais participa constantemente de cursos ministrados pelos fornecedores e parceiros, mantendo-se atualizados para orientar corretamente os clientes com relação às melhores soluções de conectividade. Atualmente, o Grupo Policom possui diversos engenheiros, MBAs e RCDD entre seus mais de 130 colaboradores.

    Leia mais
    Comunicado XCabos Brasil
    23/06/2016

    A XCabos Brasil, com muito orgulho, vem a público informar a aquisição da empresa Certifique Tecnologia, que a partir de agora, passa a integrar o portfólio da empresa. Com essa conquista, a XCabos complementa e amplia sua atuação no mercado de soluções tecnológicas voltadas às telecomunicações e sistemas de comunicação em geral.

    Na contramão da crise econômica, essa ação faz parte da estratégia de crescimento e consolidação da companhia. A XCabos está investindo ainda mais em suas operações, ampliando estoque, aumento sua oferta de soluções de alta qualidade, trabalhando na capacitação de instaladores e consolidando parcerias estratégicas. Tudo isso para atingir excelência na distribuição das principais marcas do mercado e reforçar seu posicionamento em projetos diferenciados.

    A Certifique Tecnologia passa a integrar o portfólio da XCabos Brasil, com sua expertise em produtos de teste para redes de comunicação, instalações elétricas e manutenção preditiva, por meio dos produtos da Fluke e Fluke Networks. 

    Com a união dos negócios, a XCabos Brasil passa a ter uma nova diretoria, que atuará de forma estratégica nos planos de expansão. Rogério Bombonatti, da Certifique Tecnologia, assume a Diretoria Comercial da XCabos, Priscilla Guardabassi, Diretoria Financeira e Alberto Costa, CEO e responsável pela Diretoria de Novos Negócios.

    A XCabos Brasil está à disposição de todos os seus parceiros e clientes para contar mais sobre essa aquisição e sobre nossos desafios. Contem conosco!

    Obrigada,

    XCabos Brasil
    Alberto Costa, Rogério Bombonatti e Priscilla Guardabassi


    Leia mais
    Soluções da Fluke Networks e Netscout: temas de workshop gratuito no Rio de Janeiro
    22/06/2016

    Em 28 de junho, das 9h às 12h30, o Grupo Policom promove na cidade do Rio de Janeiro (RJ), workshop totalmente gratuito, sobre soluções Fluke Networks e Netscout voltadas à administração de redes ópticas e de cabeamento estruturado.

    O evento, que será realizado na sede da Policom RJ – Rua Cuba, 490, bairro carioca da Penha – será dividido em duas partes.

    A primeira parte, voltada às soluções NetScout, será apresentada por Gisele Lopes, gerente de canal da empresa para o mercado brasileiro, e enfocará a solução de problemas com Wi-FI com a utilização do AirCheck (solução portátil que identifica rapidamente como está a qualidade da rede Wireless); as vantagens e os benefícios do Linkrunner, testador portátil robusto que acelera a resolução de problemas e a elaboração de relatórios em cobre e  fibra; e o LinKSprinter, um testador  de conectividade de rede, simples e acessível que resolve os problemas rapidamente, com integração de smartphone e relatório automatizado com base na nuvem.

    Na sequência, Rodrigo Pastre, gerente de Distribuição da Fluke Networks, fala sobre as soluções Fluke Networks, em especial a respeito do OptiFiber Pro (primeiro OTDR criado especialmente para testes de fibra óptica, ele tem o objetivo de reduzir custos enquanto aumenta a produtividade e aprimora a confiabilidade da rede) e do Linkware Live, um serviço em nuvem que permite o gerenciamento de certificações de qualquer lugar. Obtenha uma visão geral de todos os projetos de qualquer dispositivo inteligente.

    Informações e inscrições pelo e-mail nubia@policom.com.br.

    Sobre o Grupo Policom

    Fundado em 1995, o Grupo Policom (www.grupopolicom.com.br) investe no atendimento do cliente com produtos de valor agregado e preço acessível, que pode ser adequado ao orçamento do cliente sem redução da qualidade final do projeto. Caracterizando-se, também, por atuação comercial flexível, o Grupo Policom insere inovação e criatividade em seu DNA, agregando entre seus diferenciais competitivos o fato de ser 100% brasileiro. Além disso, seus colaboradores são focados no desenvolvimento e na criação de soluções que atendem os clientes e transfiram conhecimento tanto aos parceiros comerciais, quanto ao cliente final.

    Essas características preservadas e fortalecidas ao longo desses 20 anos mantém o Grupo Policom como referência no mercado nacional de distribuição de produtos dos principais fabricantes do mercado, reconhecidos internacionalmente para Cabeamento Estruturado direcionados a aplicações de dados, voz, vídeo e controles prediais, e para CFTV IP. Sua atuação estende-se aos mais diversos setores produtivos, a exemplo de operação crítica, data centers, infraestrutura de transporte e logística, portos e aeroportos, ambientes corporativos, redes varejistas e shopping centers, hospitais, universidades, indústrias, estádios e arenas esportivas, estacionamentos etc.

    Com sede na capital paulista, é formado pelas empresas Policom SP (São Paulo-SP), Policom Rio (Rio de Janeiro-RJ), Paris Cabos (São Paulo-SP) e Policom Paraná (Curitiba-PR), mantendo representantes regionais para áreas específicas, como interior dos Estados de Santa Catarina, Paraná, São Paulo e Minas Gerais. O Policom Solution Center e o Paris Cabos Solution Center são espaços direcionados a treinamento, capacitação e demonstração das soluções de alta tecnologia comercializadas, funcionando como um showroom aberto à visitação pelos clientes, mediante agendamento prévio.

    Contando com estrutura logística em condições de atender a todo o território nacional, o Grupo Policom oferece suporte técnico e comercial aos seus clientes. O seu corpo de profissionais participa constantemente de cursos ministrados pelos fornecedores e parceiros, mantendo-se atualizados para orientar corretamente os clientes com relação às melhores soluções de conectividade. Atualmente, o Grupo Policom possui diversos engenheiros, MBAs e RCDD entre seus mais de 130 colaboradores.

    Leia mais
    Chassis 19” para 14 conversores com fonte redundante: novidade da Gerp IP para o Grupo Policom
    22/06/2016

    Compacto, ocupa apenas 2Us e suporta diferentes tipos de conversores de mídia

    Com configuração de alimentação de energia ativa em espera, que assegura a operação ininterrupta do sistema, o CHCM-14S-FR Gerp IP é um chassis 19” com ótima relação custo-benefício recomendado para uso em salas de equipamentos, pois fornece energia de modo independente para cada conversor de mídia.

    O chassis – comercializado com exclusividade pelo Grupo Policom – suporta diferentes tipos de conversores de mídia e possui capacidade máxima de 14 unidades. Ele é fornecido com duas formas alimentações de energia (principal e backup), e suporta sua transição automática. O aproveitamento de espaço e organização é outro ponto forte deste chassis, pois ocupa somente 2Us do rack.

    Além disso, é compatível com todos os conversores de mídia Gerp IP, vendidos separadamente, inclui sistema de travamento individual de cada conversor, impedindo a desconexão acidental ou indevida dos cabos de cobre e fibra, tem garantia de 1 ano e é fornecido com manual em português.

    Sobre o Grupo Policom

    Fundado em 1995, o Grupo Policom (www.grupopolicom.com.br) investe no atendimento do cliente com produtos de valor agregado e preço acessível, que pode ser adequado ao orçamento do cliente sem redução da qualidade final do projeto. Caracterizando-se, também, por atuação comercial flexível, o Grupo Policom insere inovação e criatividade em seu DNA, agregando entre seus diferenciais competitivos o fato de ser 100% brasileiro. Além disso, seus colaboradores são focados no desenvolvimento e na criação de soluções que atendem os clientes e transfiram conhecimento tanto aos parceiros comerciais, quanto ao cliente final.

    Essas características preservadas e fortalecidas ao longo desses 20 anos mantém o Grupo Policom como referência no mercado nacional de distribuição de produtos dos principais fabricantes do mercado, reconhecidos internacionalmente para Cabeamento Estruturado direcionados a aplicações de dados, voz, vídeo e controles prediais, e para CFTV IP. Sua atuação estende-se aos mais diversos setores produtivos, a exemplo de operação crítica, data centers, infraestrutura de transporte e logística, portos e aeroportos, ambientes corporativos, redes varejistas e shopping centers, hospitais, universidades, indústrias, estádios e arenas esportivas, estacionamentos etc.

    Com sede na capital paulista, é formado pelas empresas Policom SP (São Paulo-SP), Policom Rio (Rio de Janeiro-RJ), Paris Cabos (São Paulo-SP) e Policom Paraná (Curitiba-PR), mantendo representantes regionais para áreas específicas, como interior dos Estados de Santa Catarina, Paraná, São Paulo e Minas Gerais. O Policom Solution Center e o Paris Cabos Solution Center são espaços direcionados a treinamento, capacitação e demonstração das soluções de alta tecnologia comercializadas, funcionando como um showroom aberto à visitação pelos clientes, mediante agendamento prévio.

    Contando com estrutura logística em condições de atender a todo o território nacional, o Grupo Policom oferece suporte técnico e comercial aos seus clientes. O seu corpo de profissionais participa constantemente de cursos ministrados pelos fornecedores e parceiros, mantendo-se atualizados para orientar corretamente os clientes com relação às melhores soluções de conectividade. Atualmente, o Grupo Policom possui diversos engenheiros, MBAs e RCDD entre seus mais de 130 colaboradores.


    Leia mais
    Evento de canais Panduit/Groz
    13/06/2016

    Reconhecimento da Panduit/Groz entregue à UBIC, durante o evento de canais realizado em 09/06/2016, pelo apoio ao desenvolvimento do mercado de cabeamento estruturado/infraestrutura no Brasil.

    O trabalho da UBIC é essencial para um maior profissionalismo nesse mercado e para que o valor agregado pelas empresas instaladoras e integradoras seja mais percebido e valorizado pelos profissionais de TI e Facilities.

     

     

    Leia mais
    Tendências tecnológicas: tema de encontro gratuito em Bauru
    13/06/2016

    Tendências tecnológicas em controle de acesso, segurança IP e redes de alta velocidade é o tema de roadshow que a Paris Cabos – empresa do Grupo Policom – realiza em parceria com Commscope, Dahua e Vault, no dia 22 de junho, das 8h30 às 13h40, em Bauru.

    Ao longo da manhã, acontecerão três palestras, proferias pelo corpo técnico das parceiras da Paris Cabos. As últimas tecnologias em gerenciamento de Data Center, com normativas e tendências, padronização Ethernet de alta velocidade e gerenciamento de camada física (incidentes, documentações e manutenção) será o tema desenvolvido por Ricardo Wassermann, gerente de contas da Commscope. Na sequência, Jose Medeiros, gerente de contas da Dahua, falará sobre os sistemas de monitoramento Dahua, destacando os motivos para se investir em segurança IP.

    Já as soluções para controle de acesso Vault, as aplicações da arquitetura modular e flexível de controle de acesso IP e as plataforma enterprise de controle de acesso e suas integrações com plataformas de vídeo, incêndio, elevadores e alarmes, estará sob responsabilidade de Rodrigo Cagnato, gerente nacional de Vendas da Vault.

    Além disso, Thiago Sampaio, gerente de Negócios Oeste Paulista da Paris Cabos apresentará a proposta da Paris Cabos para atendimento ao interior paulista empresa aos participantes, com ênfase nos recursos disponíveis, oportunidades de negócios e linhas de produtos.

    Gratuito, o encontro será realizado no Blue Tree Towers Bauru. Mais informações e inscrições com Tatiana Ferreira,e-mail tatiana@policom.com.br e WhatsApp (11) 97691-2104.

    Sobre o Grupo Policom

    Fundado em 1995, o Grupo Policom (www.grupopolicom.com.br) investe no atendimento do cliente com produtos de valor agregado e preço acessível, que pode ser adequado ao orçamento do cliente sem redução da qualidade final do projeto. Caracterizando-se, também, por atuação comercial flexível, o Grupo Policom insere inovação e criatividade em seu DNA, agregando entre seus diferenciais competitivos o fato de ser 100% brasileiro. Além disso, seus colaboradores são focados no desenvolvimento e na criação de soluções que atendem os clientes e transfiram conhecimento tanto aos parceiros comerciais, quanto ao cliente final.

    Essas características preservadas e fortalecidas ao longo desses 20 anos mantém o Grupo Policom como referência no mercado nacional de distribuição de produtos dos principais fabricantes do mercado, reconhecidos internacionalmente para Cabeamento Estruturado direcionados a aplicações de dados, voz, vídeo e controles prediais, e para CFTV IP. Sua atuação estende-se aos mais diversos setores produtivos, a exemplo de operação crítica, data centers, infraestrutura de transporte e logística, portos e aeroportos, ambientes corporativos, redes varejistas e shopping centers, hospitais, universidades, indústrias, estádios e arenas esportivas, estacionamentos etc.

    Com sede na capital paulista, é formado pelas empresas Policom SP (São Paulo-SP), Policom Rio (Rio de Janeiro-RJ), Paris Cabos (São Paulo-SP) e Policom Paraná (Curitiba-PR), mantendo representantes regionais para áreas específicas, como interior dos Estados de Santa Catarina, Paraná, São Paulo e Minas Gerais. O Policom Solution Center e o Paris Cabos Solution Center são espaços direcionados a treinamento, capacitação e demonstração das soluções de alta tecnologia comercializadas, funcionando como um showroom aberto à visitação pelos clientes, mediante agendamento prévio.

    Contando com estrutura logística em condições de atender a todo o território nacional, o Grupo Policom oferece suporte técnico e comercial aos seus clientes. O seu corpo de profissionais participa constantemente de cursos ministrados pelos fornecedores e parceiros, mantendo-se atualizados para orientar corretamente os clientes com relação às melhores soluções de conectividade. Atualmente, o Grupo Policom possui diversos engenheiros, MBAs e RCDD entre seus mais de 130 colaboradores.

    Leia mais
    BMP21 Plus: promoção do Grupo Policom
    09/06/2016

    O Grupo Policom, em parceria com a Brady, iniciou uma promoção: o comprador vai ganhar uma Etiquetadora Brady BMP 21 Plus ao comprar 20 etiquetas para a mesma. São diversos modelos de etiquetas disponíveis compatíveis com a etiquetadora. A BMP21 PLUS é uma etiquetadora versátil e compacta, indicada para identificação em geral.

    A promoção é válida para a aquisição de etiquetas: de vinil para cabos e superfícies em geral 19.05mm, de nylon para superfície P, para cabo UTP Cat.5E/Coaxial e para cabo UTP Cat.6 e 6a, para espelhos e tomadas, para patch panel AMP/Furukawa e de vinil M21 vermelha.

    Iniciada em 7 de junho de 2016, a oferta é válida até quanto durar o estoque, que, como informa Anderson Carvalho, gerente de Marketing do Grupo Policom.

    BMP21-Plus:  impressora portátil é resistente por fora e inteligente por dentro

    A BMP21-Plus, da Brady, é direcionada à criação de etiquetas simples em volumes baixos para a identificação fios e cabos, blocos terminais, painéis, equipamentos, segurança, etiquetas de manutenção, bitola, interruptores, instrumentação, ferramentas, armazenagem e para a identificação industrial em geral.

    Com garantia de dois anos e resistentes por fora e inteligentes por dentro, essas são as impressoras mais rápidas e fáceis de usar da categoria. Seus cartuchos são simples de manusear, além da novidade, a disponibilidade do uso de bateria recarregável (de lítio) e garantia de dois anos.

    A BMP21-Plus – que foi desenvolvida pela Brady como substituta da BMP21 – possui resolução de 203 dpis, garantindo um ótimo acabamento para as suas etiquetas, além da velocidade de impressão de 10 mm/segundo. Imprime etiquetas contínuas por transferência térmica, permite a impressão legível de 70 modelos de etiquetas em diferentes materiais que permitem a aplicação em superfícies lisas, curvas ou irregulares, com até 19 mm, fazendo o reconhecimento e a identificação dos modelos de etiquetas. Além disso, seu display luminoso permite a utilização mesmo em locais com baixa luminosidade e os 104 símbolos embutidos atendem aos segmentos elétrico, datacom e segurança.

    As etiquetas BMP21-Plus foram desenvolvidas para resistirem a manuseios constantes, longas aplicações em áreas internas e externas que necessitam de durabilidade e resistência a produtos químicos.

    A impressora BMP21-Plus e seus consumíveis estão disponíveis para pronta-entrega no Grupo Policom.

    Sobre o Grupo Policom

    Fundado em 1995, o Grupo Policom (www.grupopolicom.com.br) investe no atendimento do cliente com produtos de valor agregado e preço acessível, que pode ser adequado ao orçamento do cliente sem redução da qualidade final do projeto. Caracterizando-se, também, por atuação comercial flexível, o Grupo Policom insere inovação e criatividade em seu DNA, agregando entre seus diferenciais competitivos o fato de ser 100% brasileiro. Além disso, seus colaboradores são focados no desenvolvimento e na criação de soluções que atendem os clientes e transfiram conhecimento tanto aos parceiros comerciais, quanto ao cliente final.

    Essas características preservadas e fortalecidas ao longo desses 20 anos mantém o Grupo Policom como referência no mercado nacional de distribuição de produtos dos principais fabricantes do mercado, reconhecidos internacionalmente para Cabeamento Estruturado direcionados a aplicações de dados, voz, vídeo e controles prediais, e para CFTV IP. Sua atuação estende-se aos mais diversos setores produtivos, a exemplo de operação crítica, data centers, infraestrutura de transporte e logística, portos e aeroportos, ambientes corporativos, redes varejistas e shopping centers, hospitais, universidades, indústrias, estádios e arenas esportivas, estacionamentos etc.

    Com sede na capital paulista, é formado pelas empresas Policom SP (São Paulo-SP), Policom Rio (Rio de Janeiro-RJ), Paris Cabos (São Paulo-SP) e Policom Paraná (Curitiba-PR), mantendo representantes regionais para áreas específicas, como interior dos Estados de Santa Catarina, Paraná, São Paulo e Minas Gerais. O Policom Solution Center e o Paris Cabos Solution Center são espaços direcionados a treinamento, capacitação e demonstração das soluções de alta tecnologia comercializadas, funcionando como um showroom aberto à visitação pelos clientes, mediante agendamento prévio.

    Contando com estrutura logística em condições de atender a todo o território nacional, o Grupo Policom oferece suporte técnico e comercial aos seus clientes. O seu corpo de profissionais participa constantemente de cursos ministrados pelos fornecedores e parceiros, mantendo-se atualizados para orientar corretamente os clientes com relação às melhores soluções de conectividade. Atualmente, o Grupo Policom possui diversos engenheiros, MBAs e RCDD entre seus mais de 130 colaboradores.

    Leia mais
    IV CONGRESSO INTERNACIONAL DE CIÊNCIAS DO TRABALHO, MEIO AMBIENTE, DIREITO E SAÚDE
    09/06/2016

     Informações do Evento

    Inscreva-se

    Período(s)

    • ·         Data: 26/08/2016   Horário: 09h às 13h
    • ·         Data: 25/08/2016   Horário: 09h às 14h
    • ·         Data: 24/08/2016   Horário: 09h às 15h
    • ·         Data: 23/08/2016   Horário: 08h30min às 14h
    • ·         Data: 22/08/2016   Horário: 13h às 20h

    Local(is) de Realização

    • ·         Salão Nobre da Faculdade de Direito da USPEndereço: 

          Largo São Francisco , 95  -  Bairro: Centro
          CEP: 01005-010  -  Cidade: São Paulo  -  Estado: SP

    Objetivo

    Reunir pessoas de múltiplas inserções profissionais e sociais para discutir temas referentes ao mundo do trabalho e impactos sobre a saúde e meio ambiente, bem como possibilidades de atuação em diferentes frentes.

    Coordenação Técnica

    Representantes da Fundacentro: 
      Cristiane Queiroz (Coordenação de Saúde do Trabalho) 
      Daniela Tavares (Coordenação de Saúde do Trabalho) 
      Cristiane Reimberg (Assessoria de Comunicação) 
      Maria Maeno (Coordenação de Saúde do Trabalho) 

    Público Alvo

    Profissionais e estudantes que atuam nas áreas do Direito, da Saúde, do Trabalho, do Meio Ambiente, da Comunicação.

    Carga Horária

    8 hs.

    Parceiros

    Vide folder.

    E-mail

    sev@fundacentro.gov.br

    http://www.fundacentro.gov.br/Arquivos/sis/EventoPortal/AnexoConteudoProgramatico/Programa%C3%A7%C3%A3o%20Congresso.pdf


    Atenciosamente,

        Ulisses Romão

        tecnica@tecnicatreinamentos.com.br

    Site:

    www.tecnicapro.com.br

     

    Blog:

    http://tecnica-treinamentosecursos.blogspot.com.br

     

    (11) 2815-1285

    (11) 99744-0606

    Leia mais
    CERTIFICAÇÃO - Grupo Policom promove certificação CCTT Fluke Networks em junho
    03/06/2016

    Com validade internacional, certificação tem aulas práticas e teóricas, em testes em cobre e fibra óptica.

    Favorecer aos participantes o entendimento das normas e das tecnologias que envolvem os sistemas de cabeamento de alta performance; capacitar à aplicação dos certificadores de cabos num projeto, no mundo real, para testar, certificar e atingir alta performance nas instalações. Esses são os objetivos principais do curso CCTT (Certified Cabling Test Technicial) que o Grupo Policom, a Apogee Consultoria e a Fluke Networks promovem, de 13 a 15 de junho.

    Essa certificação também permite aos profissionais conhecer a variedade de aplicações instalando sistemas de cabos UTP e fibra óptica; e aprender a realizar diagnósticos, capacitando-os à análise proporcionada por esses certificadores em obras e projetos. 

    Com validade internacional e indicado para profissionais de instalação em campo de infraestrutura de redes, responsáveis pela certificação das mídias óptica e cobre, o treinamento é totalmente prático e realizado na plataforma Versiv™da Fluke Networks, cobrindo todo ciclo da certificação para testes em cobre nas categorias 3, 5e, 6A, F e FA e em fibra óptica, incluindo inspeção óptica e testes de certificação Tier 1 e Tier 2. Em sala de aula, estarão disponíveis os equipamentos DSX-5000, CertiFiber Pro, OptiFiber Pro OTDR e FiberInspector Pro.

    O curso será realizado no Policom Solution Center – centro de treinamento do Grupo Policom no bairro paulistano do Ipiranga – e é dividido em duas partes: CCTT Cobre ou CCTT Fibra, de um dia e meio cada. O investimento para o curso completo de três dias é de R$ 1.100,00, mas há desconto para mais de um inscrito pela mesma empresa e também há a possibilidade de fazer apenas um dos módulos (cobre ou fibra), pelo custo de R$ 750,00. Em todos os casos, está incluído todo o material didático necessário.  

    O CCTT é ministrado por Marcelo Barboza, da Apogee – RCDD/NTS/ATS, especializado em monitoramento de infraestrutura de data centers, conceitos e critérios de avaliação. Esta será a terceira edição de 2016, pois neste ano, o Grupo Policom já realizou certificações CCTT Fluke Networks em abril e maio.

    Informações e inscrições pelo e-mail paramkt@policom.com.br.

    Sobre o Grupo Policom

    Fundado em 1995, o Grupo Policom (www.grupopolicom.com.br) investe no atendimento do cliente com produtos de valor agregado e preço acessível, que pode ser adequado ao orçamento do cliente sem redução da qualidade final do projeto. Caracterizando-se, também, por atuação comercial flexível, o Grupo Policom insere inovação e criatividade em seu DNA, agregando entre seus diferenciais competitivos o fato de ser 100% brasileiro. Além disso, seus colaboradores são focados no desenvolvimento e na criação de soluções que atendem os clientes e transfiram conhecimento tanto aos parceiros comerciais, quanto ao cliente final.

    Essas características preservadas e fortalecidas ao longo desses 20 anos mantém o Grupo Policom como referência no mercado nacional de distribuição de produtos dos principais fabricantes do mercado, reconhecidos internacionalmente para Cabeamento Estruturado direcionados a aplicações de dados, voz, vídeo e controles prediais, e para CFTV IP. Sua atuação estende-se aos mais diversos setores produtivos, a exemplo de operação crítica, data centers, infraestrutura de transporte e logística, portos e aeroportos, ambientes corporativos, redes varejistas e shopping centers, hospitais, universidades, indústrias, estádios e arenas esportivas, estacionamentos etc.

    Com sede na capital paulista, é formado pelas empresas Policom SP (São Paulo-SP), Policom Rio (Rio de Janeiro-RJ), Paris Cabos (São Paulo-SP) e Policom Paraná (Curitiba-PR), mantendo representantes regionais para áreas específicas, como interior dos Estados de Santa Catarina, Paraná, São Paulo e Minas Gerais. O Policom Solution Center e o Paris Cabos Solution Center são espaços direcionados a treinamento, capacitação e demonstração das soluções de alta tecnologia comercializadas, funcionando como um showroom aberto à visitação pelos clientes, mediante agendamento prévio.

    Contando com estrutura logística em condições de atender a todo o território nacional, o Grupo Policom oferece suporte técnico e comercial aos seus clientes. O seu corpo de profissionais participa constantemente de cursos ministrados pelos fornecedores e parceiros, mantendo-se atualizados para orientar corretamente os clientes com relação às melhores soluções de conectividade. Atualmente, o Grupo Policom possui diversos engenheiros, MBAs e RCDD entre seus mais de 130 colaboradores.

    Leia mais
    Viavi OneExpert Tests G.fast and V35b XDSL
    02/06/2016

    Leia mais
    INSCREVA-SE JÁ, É GRATUITO! DCD Brazil Awards!
    01/06/2016



    Leia mais
    Coluna Articulada Valemam
    01/06/2016

    Você já pensou em utilizar uma coluna articulada dessa forma? O legal dessa tecnologia é poder organizar seus pontos de energia sem precisar fazer furos e ainda dá pra remover quando quiser! Curtiu?
    Conheça mais aqui: http://www.valemam.com.br/index.php/produtos/list/cat/138


    Leia mais
    BMP21-Plus: impressora portátil é resistente por fora e inteligente por dentro
    31/05/2016

     

    A BMP21-Plus, da Brady, é direcionada à criação de etiquetas simples em volumes baixos para a identificação fios e cabos, blocos terminais, painéis, equipamentos, segurança, etiquetas de manutenção, bitola, interruptores, instrumentação, ferramentas, armazenagem e para a identificação industrial em geral. 

    Com garantia de dois anos e resistentes por fora e inteligentes por dentro, essas são as impressoras mais rápidas e fáceis de usar da categoria. Seus cartuchos são simples de manusear, além da novidade, a disponibilidade do uso de bateria recarregável (de lítio) e garantia de dois anos.

    A BMP21-Plus – que foi desenvolvida pela Brady como substituta da BMP21 – possui resolução de 203 dpis, garantindo um ótimo acabamento para as suas etiquetas, além da velocidade de impressão de 10 mm/segundo. Imprime etiquetas contínuas por transferência térmica, permite a impressão legível de 70 modelos de etiquetas em diferentes materiais que permitem a aplicação em superfícies lisas, curvas ou irregulares, com até 19 mm, fazendo o reconhecimento e a identificação dos modelos de etiquetas. Além disso, seu display luminoso permite a utilização mesmo em locais com baixa luminosidade e os 104 símbolos embutidos atendem aos segmentos elétrico, datacom e segurança. 

    As etiquetas BMP21-Plus foram desenvolvidas para resistirem a manuseios constantes, longas aplicações em áreas internas e externas que necessitam de durabilidade e resistência a produtos químicos.

    A impressora BMP21-Plus e seus consumíveis estão disponíveis para pronta-entrega no Grupo Policom.

     

     

    Sobre o Grupo Policom

     

     

    Fundado em 1995, o Grupo Policom (www.grupopolicom.com.br) investe no atendimento do cliente com produtos de valor agregado e preço acessível, que pode ser adequado ao orçamento do cliente sem redução da qualidade final do projeto. Caracterizando-se, também, por atuação comercial flexível, o Grupo Policom insere inovação e criatividade em seu DNA, agregando entre seus diferenciais competitivos o fato de ser 100% brasileiro. Além disso, seus colaboradores são focados no desenvolvimento e na criação de soluções que atendem os clientes e transfiram conhecimento tanto aos parceiros comerciais, quanto ao cliente final.

    Essas características preservadas e fortalecidas ao longo desses 20 anos mantém o Grupo Policom como referência no mercado nacional de distribuição de produtos dos principais fabricantes do mercado, reconhecidos internacionalmente para Cabeamento Estruturado direcionados a aplicações de dados, voz, vídeo e controles prediais, e para CFTV IP. Sua atuação estende-se aos mais diversos setores produtivos, a exemplo de operação crítica, data centers, infraestrutura de transporte e logística, portos e aeroportos, ambientes corporativos, redes varejistas e shopping centers, hospitais, universidades, indústrias, estádios e arenas esportivas, estacionamentos etc.

    Com sede na capital paulista, é formado pelas empresas Policom SP (São Paulo-SP), Policom Rio (Rio de Janeiro-RJ), Paris Cabos (São Paulo-SP) e Policom Paraná (Curitiba-PR), mantendo representantes regionais para áreas específicas, como interior dos Estados de Santa Catarina, Paraná, São Paulo e Minas Gerais. O Policom Solution Center e o Paris Cabos Solution Center são espaços direcionados a treinamento, capacitação e demonstração das soluções de alta tecnologia comercializadas, funcionando como um showroom aberto à visitação pelos clientes, mediante agendamento prévio.

    Contando com estrutura logística em condições de atender a todo o território nacional, o Grupo Policom oferece suporte técnico e comercial aos seus clientes. O seu corpo de profissionais participa constantemente de cursos ministrados pelos fornecedores e parceiros, mantendo-se atualizados para orientar corretamente os clientes com relação às melhores soluções de conectividade. Atualmente, o Grupo Policom possui diversos engenheiros, MBAs e RCDD entre seus mais de 130 colaboradores.

     


    Leia mais
    TREINAMENTO NR 10
    31/05/2016

    Leia mais
    Webinar Pergunte ao Especialista: RFID com Base no Padrão EPC Global
    24/05/2016

     

    RFID-Radio-Frequency Identification, um método de identificação automática de   produtos, materiais e até pessoal corporativo através de sinais de   rádio.

     

     

    https://www.gs1br.org/educacao-e-pratica/eventos/camp-02643-v3l8m0

     

    Leia mais
    Homem das Comunicações 2016** - Acesse agora!!! Garanta sua marca
    24/05/2016

     

     

    Leia mais
    Newsletter Xcabos & Siemon
    23/05/2016

    Leia mais
    Lançamentos GERP IP: Conversores ópticos para até 20km, chassis e switches PoE
    18/05/2016

     

    Produtos estão disponíveis para pronta entrega no Grupo Policom

     

     

    O Grupo Policom ampliou a linha de produtos GERP IP com o lançamento de cinco novos conversores ópticos, novo chassis 19” com capacidade para até 14 conversores e três novos switches GERP IP, sendo os primeiros switches ofertados pela linha.

    Todos os novos produtos têm como diferencial o ótimo equilíbrio entre qualidade e preço, características chave da solução GERP IP.

    Destaque para os conversores modelos CM100SM20-SC e CM1000SM20-SC, que foram projetados para conversão de Fast Etthernet e Gigabit Etherne em fibras monomodo, com alcance de até 20 Km. 

    Os conversores de mídia CM100SM-SC-WA e CM100SM-SC-WB Gerp IP podem interconverter sinais elétricos de par trançado 10Base-T e 100Base-TX para os sinais ópticos de 100Base-FX. Eles ampliam a distância de transmissão da rede a partir de 100 m, através de cabos de cobre, até 100 km, via cabo de fibra óptica. Também possibilitam que os dados sejam transmitidos em dois meios diferentes de redes elétricas e ópticas.

    Completando a lista dos novos conversores, há o modelo CM100MM-ST, que oferece conversão de Fast Ethernet para fibra multimodo na opção de conector ST. 

    Com garantia de 1 ano, os produtos podem ser instalados em ambientes com temperatura entre 0°C e 60°C e possuem fonte de alimentação inclusa.

    A linha completa conta com chassis 19” para até 14 conversores de mídia GERP IP com fonte de alimentação redundante já incluída. Este equipamento é indicado para clientes que possuem grande demanda para conversores de mídia, mas precisam de máximo aproveitamento do espaço disponível no rack. Com o chassis GERP IP estes 14 conversores ocuparão somente 2Us do rack. Além disso, o chassis oferece um sistema de travamento que impede a desativação indevida dos conversores e oferece fonte de alimentação redundante, garantindo o pleno funcionamento do equipamento em caso da primeira fonte falhar.

    A solução GERP IP agora também oferece switches PoE. O primeiro modelo traz 4 portas Fast Ethernet PoE mais uma porta de UPLINK modelo AF. O segundo modelo com configuração semelhante traz uma porta de UPLINK modelo AT e, por fim, temos o primeiro switch Gigabit GERP IP com 8 portas Gigabit Ethernet PoE mais duas portas UTP de 2Gb.

    “Com o lançamento dos switches PoE GERP IP, o Grupo Policom buscou simplificar e baratear a oferta deste tipo de equipamento para os projetos de CFTV IP. São switches não-gerenciáveis, especialmente projetados para rodar as câmeras IP de nossos clientes”, informa Anderson Carvalho, gerente de Marketing do Grupo Policom. Como tem apenas 4 ou 8 portas, “oferecem flexibilidade quanto à distribuição destes equipamentos pelo ambiente e otimizam o investimento financeiro, visto a menor probabilidade de o cliente ter portas de ativo sem utilização”, comenta. 

    Todos os modelos estarão disponíveis para consulta no Policom e Paris Cabos Solution Center. Também podem ser solicitadas visitas para demonstração dos produtos.

     

     

    Sobre o Grupo Policom

     

     

    Fundado em 1995, o Grupo Policom (www.grupopolicom.com.br) investe no atendimento do cliente com produtos de valor agregado e preço acessível, que pode ser adequado ao orçamento do cliente sem redução da qualidade final do projeto. Caracterizando-se, também, por atuação comercial flexível, o Grupo Policom insere inovação e criatividade em seu DNA, agregando entre seus diferenciais competitivos o fato de ser 100% brasileiro. Além disso, seus colaboradores são focados no desenvolvimento e na criação de soluções que atendem os clientes e transfiram conhecimento tanto aos parceiros comerciais, quanto ao cliente final.

    Essas características preservadas e fortalecidas ao longo desses 20 anos mantém o Grupo Policom como referência no mercado nacional de distribuição de produtos dos principais fabricantes do mercado, reconhecidos internacionalmente para Cabeamento Estruturado direcionados a aplicações de dados, voz, vídeo e controles prediais, e para CFTV IP. Sua atuação estende-se aos mais diversos setores produtivos, a exemplo de operação crítica, data centers, infraestrutura de transporte e logística, portos e aeroportos, ambientes corporativos, redes varejistas e shopping centers, hospitais, universidades, indústrias, estádios e arenas esportivas, estacionamentos etc.

    Com sede na capital paulista, é formado pelas empresas Policom SP (São Paulo-SP), Policom Rio (Rio de Janeiro-RJ), Paris Cabos (São Paulo-SP) e Policom Paraná (Curitiba-PR), mantendo representantes regionais para áreas específicas, como interior dos Estados de Santa Catarina, Paraná, São Paulo e Minas Gerais. O Policom Solution Center e o Paris Cabos Solution Center são espaços direcionados a treinamento, capacitação e demonstração das soluções de alta tecnologia comercializadas, funcionando como um showroom aberto à visitação pelos clientes, mediante agendamento prévio.

    Contando com estrutura logística em condições de atender a todo o território nacional, o Grupo Policom oferece suporte técnico e comercial aos seus clientes. O seu corpo de profissionais participa constantemente de cursos ministrados pelos fornecedores e parceiros, mantendo-se atualizados para orientar corretamente os clientes com relação às melhores soluções de conectividade. Atualmente, o Grupo Policom possui diversos engenheiros, MBAs e RCDD entre seus mais de 130 colaboradores.

     


    Leia mais
    Convite Curso de Certificação PANDUIT
    18/05/2016

    Leia mais
    ImVision: na Veirano, a garantia da gestão e da organização da infraestrutura
    17/05/2016

    Tecnologia da CommScope também foi aplicada na infraestrutura de cabeamento estruturado, onde circula inclusive as informações do sistema de CFTV Pelco by Schneider Electric, soluções fornecidas pela Paris Cabos, do Grupo Policom e instaladas pela Dai-Ichi

    A prática da advocacia com visão de negócios e foco em resultadosdesenvolvendo soluções customizadas para empresas multinacionais que operam em setores estratégicos da economia, é o que move a Veirano Advogados desde sua fundação, em 1972. Eficiência, segurança e qualidade nos sistemas de comunicações e nas instalações físicas são ferramentas fundamentais e merecem atenção permanente da equipe de TI, que se mantém atenta às tecnologias disponíveis e capazes de potencializar a infraestrutura de transmissão de dados e os sistemas de segurança patrimonial.

    Exemplo desse cuidado é o escritório de São Paulo (SP), que, em 2013 mudou-se para novo edifício, na Avenida Faria Lima, ocupando piso de 3.000 metros quadrados, onde há 16 salas de reunião e cerca de 220 usuários de rede.

    A unidade paulista utilizou o que há de mais atual e inovador em termos de infraestrutura de rede: a solução de gerenciamento de infraestrutura de cabeamento ImVision (Infrastructure Management Vision), da CommScope, com cabeamento estruturado SYSTIMAX®, onde também circula as imagens do sistema de CFTV da Pelco by Schneider Electric, todas tecnologias fornecidas pela Paris Cabos - empresa do Grupo Policom – e implementadas pela Dai-Ichi Tecnologia.

    Manutenção facilitada e organização garantida

    A solução ImVision conta com software e controladores desenhados para trabalhar com HTML5 ou seja ambiente web nativo. Além disso, o software tem a facilidade de ser acessado de qualquer local via web browser, por meio de um tablet, por exemplo, e conta com muitos recursos gráficos. Os controladores, por sua vez, são gerenciáveis em cada rack e possuem interface gráfica colorida e touchscream. 

    Oswaldo José de Oliveira, supervisor de TI da Veirano, ressalta que passados três anos de utilização os resultados esperados continuam sendo atendidos e, graças à ImVision, a organização do rack, mantida. “Todo o trabalho de manutenção é feito com equipe própria de três pessoas, grupo que foi mantido na mudança, apesar de a rede ser 30% maior do que a anterior e de também ter ampliada a demanda dos usuários”, comemora, lembrando que a solução foi apresentada pela empresa integradora Dai-Ichi, tradicional fornecedora da Veirano, “e nos apaixonamos à primeira vista. A tecnologia é ideal para quem deseja realmente gerir um data center, pois só a CommScope tem essa tecnologia de detecção do ponto”.

    A indicação da Dai-Ichi também definiu o sistema de CFTV IP instalado, que é da Pelco by Schneider Electric e responde pela segurança patrimonial e suporte ao sistema de controle de acesso.

    Como explica o engenheiro Marcos Fonseca, diretor técnico da Dai-Ichi, o software InVision foi instalado em um servidor local em São Paulo, para atender ao sistema tanto em São Paulo, quando na matriz do Rio de Janeiro, e responde pelas validações via link de comunicação de dados existente na data de implantação e posteriormente direcionado para um servidor virtual. No total são 800 pontos de rede Categoria 6, da SYSTIMAX® em São Paulo e mais 120 na matriz no Rio de Janeiro.

    O ImVision permite o gerenciamento da camada física e o acompanhamento das movimentações de ramais e equipamentos necessários, facilitando a perfeita documentação e a organização do escritório, favorecendo as constantes alterações de posições de usuários e a segurança de informações. Além disso, a camada física também serve de base para o sistema de CFTV, que, na capital paulista, conta com 25 câmeras Pelco SARIX IP e gravador Digital Sentry, ambos da Pelco by Schneider Electric.

    Sobre a Dai-Ichi

    A Dai-Ichi Tecnologia atua desde 1995 com a verticalização do atendimento nas necessidades corporativas, com aprimorado controle de qualidade e eficiente equilíbrio na oferta de produtos e profissionalização. A empresa atua com projetos e serviços de rede elétrica, fibra óptica, infraestrutura, cabeamento estruturado, CFTV, Controle de acesso, automação e wireless. Preocupada em oferecer o melhor atendimento aos seus clientes, possui um corpo técnico altamente capacitado e constantemente revigorado através de cursos de atualizações tecnológicas e de normas técnicas

    Sobre a CommScope

    A CommScope® (www.commscope.com) exerceu um papel fundamental em quase todas as redes de comunicações mais importantes do mundo. Criou a infraestrutura que conecta as pessoas com as tecnologias por meio de cada inovação. O portfólio de soluções de ponta a ponta inclui tudo o que os clientes necessitam para construir redes tradicionais e sem fio de alto rendimento. Embora a tecnologia evolua, a meta continua sendo a mesma: ajudar os clientes a criar, inovar e desenvolver mais rápido e melhor. A empresa tem com foco conectar e fazer evoluir as redes para os negócios em casa, no trabalho e em movimento. CommScope, LazrSPEED, Uniprise e SYSTIMAX são marcas comerciais registradas da CommScope, Inc.

    Sobre a Pelco by Schneider Electric

    Pelco by Schneider Electric é líder mundial na concepção, desenvolvimento e fabricação de sistemas de segurança de vídeo baseados em IP, software e serviços ideais para qualquer indústria. www.pelco.com

    Em 2007, a Pelco passou a fazer parte da Schneider Electric, especialista global em gestão de energia e automação, com operações em mais de 100 países, oferece soluções integradas para vários segmentos de mercado, obtendo posições de liderança em edifícios não residenciais e residenciais; indústrias e fabricantes de máquinas; energia e infraestrutura; data centers e networks. Focada em oferecer energia mais segura, confiável, eficiente, produtiva e sustentável, a Schneider Electric tem cerca de 170 mil colaboradores em todo o mundo e faturou globalmente 25 bilhões de euros em 2014, dado o seu compromisso de ajudar as pessoas e organizações a fazerem o máximo de sua energia.www.schneider-electric.com

    Sobre o Grupo Policom

    Fundado em 1995, o Grupo Policom (www.grupopolicom.com.br) investe no atendimento do cliente com produtos de valor agregado e preço acessível, que pode ser adequado ao orçamento do cliente sem redução da qualidade final do projeto. Caracterizando-se, também, por atuação comercial flexível, o Grupo Policom insere inovação e criatividade em seu DNA, agregando entre seus diferenciais competitivos o fato de ser 100% brasileiro. Além disso, seus colaboradores são focados no desenvolvimento e na criação de soluções que atendem os clientes e transfiram conhecimento tanto aos parceiros comerciais, quanto ao cliente final.

    Essas características preservadas e fortalecidas ao longo desses 20 anos mantém o Grupo Policom como referência no mercado nacional de distribuição de produtos dos principais fabricantes do mercado, reconhecidos internacionalmente para Cabeamento Estruturado direcionados a aplicações de dados, voz, vídeo e controles prediais, e para CFTV IP. Sua atuação estende-se aos mais diversos setores produtivos, a exemplo de operação crítica, data centers, infraestrutura de transporte e logística, portos e aeroportos, ambientes corporativos, redes varejistas e shopping centers, hospitais, universidades, indústrias, estádios e arenas esportivas, estacionamentos etc.

    Com sede na capital paulista, é formado pelas empresas Policom SP (São Paulo-SP), Policom Rio (Rio de Janeiro-RJ), Paris Cabos (São Paulo-SP) e Policom Paraná (Curitiba-PR), mantendo representantes regionais para áreas específicas, como interior dos Estados de Santa Catarina, Paraná, São Paulo e Minas Gerais. O Policom Solution Center e o Paris Cabos Solution Center são espaços direcionados a treinamento, capacitação e demonstração das soluções de alta tecnologia comercializadas, funcionando como um showroom aberto à visitação pelos clientes, mediante agendamento prévio.

    Contando com estrutura logística em condições de atender a todo o território nacional, o Grupo Policom oferece suporte técnico e comercial aos seus clientes. O seu corpo de profissionais participa constantemente de cursos ministrados pelos fornecedores e parceiros, mantendo-se atualizados para orientar corretamente os clientes com relação às melhores soluções de conectividade. Atualmente, o Grupo Policom possui diversos engenheiros, MBAs e RCDD entre seus mais de 130 colaboradores.


    Leia mais
    Bett Brasil Educar 2016
    12/05/2016

     

    http://www.bettbrasileducar.com.br/

    Conceito

    A Bett Brasil Educar 2016 é uma combinação do que há de melhor em produtos e serviços para Educação com uma seleção de palestras nacionais e internacionais ministradas sempre por grandes especialistas, tornando-se assim, o local perfeito para evidenciar a marca de sua empresa.

    Ponto de encontro entre representantes, distribuidores, compradores e vendedores dos principais segmentos educacionais do Brasil e do exterior, este importante evento educacional é mais que um propulsor de negócios, é onde sua empresa encontrará as melhores oportunidades.

    Bem-vindo ao universo Bett Brasil Educar 2016 – A Maior Feira e Congresso Educacional da América Latina. Clique aqui para baixar o infográfico com o perfil dos visitantes.

    http://saopauloexpo.com.br/

     


    Leia mais
    PARCERIA UBIC / TOP TIER - Convite Certificação The ICOR
    10/05/2016

    Leia mais
    CONVÊNIO FACULDADE IMPACTA X UBIC - Treinamentos "IMPACTA" - 891022 AutoCAD 2016 2D - Módulo I
    06/05/2016

    Listagem de Treinamentos - IMPACTA TECNOLOGIA
    www.impacta.com.br

    Calendário

    Treinamento                            CH              Início               Término               Período          Unidade

    AutoCAD 2016 2D - Módulo I     40          21/05/16 09:00   25/06/16 18:00 Sáb   Sábado  Av Paulista, 1009 - 4º andar

    AutoCAD 2016 2D - Módulo I     40          30/05/16 08:00   10/06/16 12:00          Manhã     Av Paulista, 1009 - 4º andar

    AutoCAD 2016 2D - Módulo I     40          06/06/16 19:00   17/06/16 23:00          Noturno  Av Paulista, 1009 - 4º andar

    AutoCAD 2016 2D - Módulo I     40          16/07/16 09:00   13/08/16 18:00 Sáb    Sábado  Av Paulista, 1009 - 4º andar

    AutoCAD 2016 2D - Módulo I     40          18/07/16 18:30   29/07/16 23:00          Noturno  Av Paulista, 1009 - 4º andar

                                                                                                                              Noturno Av Paulista, 1009 - 4º andar


    Leia mais
    Release Dutoplast
    04/05/2016

    Produto: Duto-X

    Fabricante: Dutoplast do Brasil

    Descrição: Fabricada na cor creme, a Linha de Produtos Duto-X oferece, bom gosto no aspecto visual e facilidade na instalação. Produzida em PVC rígido de alto impacto, atóxico, antichama, a linha de produtos Duto X proporciona total segurança, reduzindo custos e gerando benefícios, já que dispensa a quebra de paredes.
    Além de tudo isso, pode ser utilizada de forma adequada no setor de instalação de som, voz, dados e imagem, é imprescindível para um ganho maior de agilidade, sem perder no entanto a eficiência, o que faz a esta linha da Dutoplast incomparável no mercado.

    Modelos: Com ou sem divisão nas medidas – 20x10; 50x20; 40x16mm com Fita Dupla Face para Fixação.


    Leia mais
    XCabos & Siemon - Partnership Awards Brazil
    04/05/2016

    Leia mais
    Hands On: workshop ensina a melhorar a produtividade das certificações de rede
    29/04/2016

    O treinamento prático é focado em Linkware Live e Optifiber Pro OTDR e promovido pela Fluke Networks e Grupo Policom

    O Policom Solution Center (localizado no bairro paulistano do Ipiranga) sedia, em 4 de maio, das 8h30 às 11h30, o workshop Hands On Fluke Networks: Administre sua rede com Linkware Live e Optifiber Pro OTDR, da Fluke Networks.

    O objetivo é apresentar, de maneira prática, os benefícios gerados pelo OptiFiber Pro (primeiro OTDR criado especialmente para testes de fibra óptica) na administração de redes ópticas, como a redução de custos, o aumento da produtividade e o aprimoramento da confiabilidade da rede. 

    O Linkware Live é o serviço em nuvem que armazena os dados do OptiFiber Pro, permitindo, assim, o gerenciamento de certificações de qualquer lugar e o envio ao gestor da rede de notificações instantâneas sobre definições de teste ou IDS de cabos incorretos.

    Promoção conjunta do Grupo Policom e da Fluke Networks, o workshop é totalmente gratuito, disponibiliza 24 vagas e é exclusivo para instaladores de rede interessados na linha Versiv da Fluke Networks. A apresentação estará a cargo de Palestrante: Richard Landim, especialista em produtos da Fluke Networks para o mercado brasileiro. Os participantes deverão levar notebook ou tablete para os exercícios práticos.

    As inscrições devem ser feitas pelo Linkware Live - https://www.linkwarelive.com/signup. É importante atentar que o cadastro no Linkware Live leva ao menos 24h para ser confirmado. O link para o cadastro também está disponível na seção Eventos do site do Grupo Policom (http://www.grupopolicom.com.br/eventos.php).

    Sobre o Grupo Policom

    Fundado em 1995, o Grupo Policom (www.grupopolicom.com.br) investe no atendimento do cliente com produtos de valor agregado e preço acessível, que pode ser adequado ao orçamento do cliente sem redução da qualidade final do projeto. Caracterizando-se, também, por atuação comercial flexível, o Grupo Policom insere inovação e criatividade em seu DNA, agregando entre seus diferenciais competitivos o fato de ser 100% brasileiro. Além disso, seus colaboradores são focados no desenvolvimento e na criação de soluções que atendem os clientes e transfiram conhecimento tanto aos parceiros comerciais, quanto ao cliente final.

    Essas características preservadas e fortalecidas ao longo desses 20 anos mantém o Grupo Policom como referência no mercado nacional de distribuição de produtos dos principais fabricantes do mercado, reconhecidos internacionalmente para Cabeamento Estruturado direcionados a aplicações de dados, voz, vídeo e controles prediais, e para CFTV IP. Sua atuação estende-se aos mais diversos setores produtivos, a exemplo de operação crítica, data c